Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Qua 20 Ago 2014, 16:03

Era um dia como outro, os céus poluídos enchiam de lágrimas os olhos de todos os ali presentes, mas não do pequeno Budew que ali iniciava sua jornada, como um legitimo tipo venenoso, não se importava com as toxinas da cidade grande, o pequeno Budew com problemas comunicativos, caminhava pela cidade a procura de alguém com que pudesse se comunicar, com seu brotinho aberto e seu lençol sobre a cabeça todos reviravam os olhares para o pokemon, mas ninguém se importava com o seu potencial.
Estava anoitecendo e o Pequenino Budew não encontrou nenhum parceiro, portanto procura um local para passar a noite...
-Nhençol fique atento para quaiqué sinal de amigo ou de luga bom pala nois dois durmi...
O pequenino Darjiva falava sozinho, se ouver algum pokemon ali, provavelmente o acha louco, sozinho na noite escura o pokemon continua feliz, a procura de local para passar a noite escura e sombria...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Luna Yum em Sex 22 Ago 2014, 21:42

O dia se esvaia outra vez para dar lugar a noite que se iniciava aos poucos, lentamente os comércios iam se fechando, pelo menos aqueles que funcionavam em horário comercial já o restante acendiam as luzes para clarear suas faixadas enormes e atrair clientes.

Aos poucos as estrelas preenchiam o céu ao lado da lua crescente sobre Shinki, mas especificamente em Nyender, a tal cidade rosa assumiu a outra parte de seu dia ou melhor, noite. Não via-se muito movimento pelas ruas, apesar do clima agradável para passear pela cidade as pessoas evitavam arriscar a sorte pelas ruas de Nyender. Em algum lugar da cidade alguém procurava companhia e um local para descansar seu corpo.

Darjiva, um pequeno Budew caminhava por umas das ruas da cidade atento para ver se achava algum lugar agradável para que pudesse dormir e talvez alguém com quem pudesse trocar algumas palavras antes de seu sono tomar seu corpo por completo. Um pé de cada e todo alegre e confiante, o broto de cores chamativas saltitava sorridente até que chegou a um cruzamento ao final da rua onde este se encontrava, distraído, por pouco não teve sua massa corpórea esmagava por uma viatura de cadetes que passou a milhão por ele o jogando para trás, caindo sentado na calçada assustado.

Aloha:
Olá, Manin? o/ Serei seu narrador! ;)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Sex 22 Ago 2014, 23:02

Off:Ok que vc n seja consumido pela fofura do meu budew, e aproposito leia minha ficha eu n fico triste com qualquer coisinha...


Observava as lojas apagando as luzes, as ruas ficando desertas, mas aquilo não AFLINGE o pequenino Budew, pois logo estrelas tomam conta dos céus e minutos depois, lojas noturnas acendem suas luzes, Darjiva o pequeno Budew da cidade, Agarra-se em seu pano mácio de algodão e olha as estrelas do céu, com um leve sorriso no canto do rosto, põe-se a caminhar. Cambaleando de sono o pequenino pokemon da um bocejo baixinho, com sua voz fininha e encosta-se em um poste, ouvindo ruídos durante a noite mesmo que tenta-se naquele solo rígido perecer nas nuvens dos sonhos, o pokemon não podia, isso como resultado do seus treinamentos de sobrevivência que acabaram deixando o pequenino com um sono muito leve, olhando para o seu lençol o pokemon começa a fazer um pedido...
*Atchin*-Panhinho vamos revezar pimeiro eu vigio depoisis ser sua vezes tá bom?
Sem obter resposta o pokemon se enrola pelo frio, e tenta dormir quando alguma coisa possivel acontece...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Luna Yum em Qua 27 Ago 2014, 09:54

A noite encobria o seu estrelado, seu manto escuro trazia uma brisa tranquila que ecoava suspirando entre os transeuntes da primeira cidade de Shinki. O pequeno broto após quase ser amassado por uma viatura, observava o acender e apagar das luzes da cidade, alguns indo embora e outros apenas começando seu trabalho noturno. Em um lugar não tão longe dali, Budew se encostava em um poste e logo se enrolava em seu lenço vermelho ao qual tinha total apreço e ciúme, não demorou muito e Darjiva se deixou levar pelo sono.

Alguns carros passavam por ali como de costume, mesmo não sendo uma das ruas mais movimentadas da cidade, ainda mantinha seu fluxo pequeno, porém, constante. Seus sonhos o levaram para um determinado momento de sua vida, um momento onde ainda seus pais eram vivos e mesmo o rejeitando, ainda permaneciam juntos. Era possível ver um sorriso no rosto de Budew enquanto sonhava, parecia que a felicidade lhe preenchera de uma forma que jamais viu, afinal não é possível substituir ninguém, tão pouco seus pais.

A noite correu ligeira enquanto o pequeno broto descansava em seu sonho, ao passar das horas, gotas de orvalho se formaram em seu rosto, escorrendo lentamente até molhar seus lábios. As luzes então foram se apagando em por completo, o dia terminou e outro amanhecer lhe aguardava. Aos poucos, por entre os prédios os raios de Sol foram invadindo a cidade, desenhando sombras, iluminando sacadas e janelas até clarear os olhos do Pokémon grama que acordava aos poucos, abrindo um olho de cada vez.
Perfil:
Manin, por favor coloque os links de sua ficha, cartão de fidelidade no seu perfil, para ficar mais fácil trabalharmos, Obrigado! :)
PS: 2 Pontos pela post feito em 12h após o meu! (Peço que crie um cartão de fidelidade aqui).

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Qua 27 Ago 2014, 18:28

Mais um dia clareava e Budew abria seu broto e seus olhos, o sol estava claro a chuva avia se dissipado, parecia que estava tudo perfeito além de ter tido uma lembrança do passado em seus sonhos, o pokemon feliz logo muda um pouco sua estrutura do rosto, lembrando-se que passou um dia inteiro caminhando até o anoitecer, seus pés estavam doendo um pouco então começa a andar devagar ainda intrigado pelo "nada" que ocorreu no dia passado.
-Pano hoje é um nouvo dia, vamos ver se arrumamos atenção, já que não foram nossos amigos por bem seram por mal...
O pokemon pequeno logo tem uma idéia desesperada para arrumar amigos cansado de ficar sozinho toda sua jornada...

Off: Desculpe o post pequeno mas você nem dêu uma emoção no seu texto para eu dar continuidade...
Off2: Pra que serve os 2 pontos?
Off3: http://shinkirpg.forumeiros.com/t3075-ficha-deu-artico-pokemon
Off4: http://shinkirpg.forumeiros.com/t3120-cartao-de-fidelidade-artico#23361

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Luna Yum em Sex 29 Ago 2014, 11:20

O dia clareou e o pequeno broto despertou animado para seu novo dia na cidade, recolhendo seu pano e pondo-se a caminhar pelos becos da cidade que começara a despertar. Não muito distante de onde dormiu tinha um dos becos mais movimentados pelos Pokémons de Nyender, ou pelo menos pelos menos sociais, mas Budew não sabia disso.

Caminhando por aquela alameda e vendo alguns latões brilhantes onde os humanos depositavam seus resíduos ele viu algumas caldas amontoadas em um canto, imaginando que fossem outros Pokémons que não ainda estavam dormindo tentou se aproximar e ver do que se tratara.

Porém, enquanto caminhava com sua atenção presa as tais caldas uma sombra lhe seguia de perto acompanhando seus movimentos e por ora, não demonstrando ser amigável ou inimigo, mas também não se revelou ou se deixou ser percebida.
Evento:
Quando a dúvida dos pontos é sobre o nosso evento Corrida dos Pontos
- 2 pontos pelo post feito em menos de 12h

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Sex 29 Ago 2014, 14:46

Darjiva seguia a sua vida enquanto vê um beco mais movimentado, primeiro para e olha latões brilhantes e fala consigo mesmo...
-Uuuhh biante...
Após seu pensamento começa a caminhar novamente, assim avistando algo que pareciam caudas de algum pokemon amontoadas, sem saber do que se tratava, e ainda assim pouco se lixando, Budew continuou andando na esperança de encontrar algum pokemon ou humano amigável, mal sabia que aquela era a área onde se encontravam os piores tipos de pokemon, caminhava animado e nem percebia está sendo seguido, o pobre pokemon de grama enquanto caminhava pisa numa rachadura e como seu pé é apenas uma pontinha estranha triangular, fica preso ali no chão, e começa a gritar entrando em desespero.

Depois de um tempo preso Budew finalmente percebe ali uma presença e diz.
-Oi eu sou o Darjiva quem ser você? Esse aqui é o panhinho, você quer ser meu amiginho, êee seremos méores amigos!
O pokemon broto chamava mesmo muita atenção andando com um lençol, com seu broto aberto, e brilhando por ser shiny, simplismente chamava atenção, mas parecia que ninguém, pensava bem dele, pois dias sozinho e não arrumou nenhum amigo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Luna Yum em Sab 06 Set 2014, 08:53

O beco ainda estava escuro, mesmo com a luz do sol que aos poucos ai iluminando a cidade, o beco ainda era um lugar "sem vida", aparentemente. E mesmo assim, o pokémon broto caminhava sem medo e sem sequer imaginar o lugar onde estava se colocando.

A sombra lhe seguia de perto silenciosa e sorrateira, para azar de Darjiva ele prendia o pé em uma rachadura, impossibilitando sua movimentação o levando a pedir socorro a quem pudesse ouvi-lo. Mas só oque tinha naquela lugar era o amontoado de caudas que ainda estava mais a frente de onde o pequeno se encontrava preso.

A sombra foi se aproximando pouco a pouco e dando formato ao vulto que lhe seguia e que era um pouco maior que Budew, suas orelhas eram pontudas e mostravam ser machadas nas pontas conforme ele ia aparecendo, seu andar era perfeito e prudente em cada passo, digno de um predador silencioso.

- Nhaaowww... - Miou a sombra, transparecendo sua onomatopeia original.

A pequena semente se apresenta ao dono de miado, assim como também ao seu lenço que carregava, mas o felino pousou sua pata sob o lenço e fixou seu olhar em Darjiva que não conseguia sair daquele lugar, entrando em estado de transe reversível. Logo os donos do amontoado de caudas puseram a levantar, um a um iam seguindo na direção onde estava preso Budew.
Sorteio:
Um Coração Puro Num Mundo De Desespero IjRh0P5
Voltei:
Olá, Manin o// Desculpe a demora, agora estou de volta! ^^

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Dom 07 Set 2014, 00:18

Após cumprimentar o pokemon felino, o mesmo pisa no lenço vermelho de algodão de Darjiva, Darjiva fecha os olhos, levanta-se e tira o pé da rachadura com cautela, abaixando um pouco seu olhar Darjiva olha para a pata do felino que pisava seu lenço e logo fecha os olho sem olhar para o rosto do gato.

Budew deixa a imagem de fofinho e adorável de lado e ameaça o pokemon acinzentado.
-Oque acha que tá fazendo? É méor você tira as pata suja do panhinho.-
Afirmava Budew inclinando as sementes de seu broto uma para trás e uma para frente, o Pokemon pequenino não admitia que alguém pisoteasse o tal lenço de algodão, sem receber nenhuma resposta Budew volta a exclamar.
-Acho que você não entendeu direito eu não peço eu mando, agora ou voxe tira sua patas suja do meu nhenxol ou eu afundo a sua cara no axfalto.-

Nads cara estou sobrecarregado de narração e tópicos, isso não chegou nem perto de um contratempo. ^^':

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Athena em Qua 10 Set 2014, 22:28

off: Assumirei sua rota. Espero que se divirta.


Como acontecia sempre que alguém mexia no seu panhinho, Darjiva perdia totalmente o controle. Ele avisou para não mexerem nele e como não foi ouvido resolveu ameaçar aquele pokemon.

O felino simplesmente riu dele, não se intimidando nem um pouco com sua ameaça. Ele expôs suas unhas e tomou posse do lençol vermelho enfiando suas garras nele.

- Meoooow. Precisa ser muito maior e mais forte que você para tentar fazer o que você pretende. Meooooow.

Ele miou e se espreguiçou esfregando o lençol, no chão. Isso olhando diretamente nos olhos do Pokémon planta.

Darjiva estava concentrado no felino a sua frente que não percebeu quatro Pokémon que se aproximaram silenciosamente sem se fazer notar.  Eles fizeram um grande circulo ao redor dos dois e sentaram para observar o que acontecia.

Darjiva era extremamente confiante e ingênuo. Os felinos não estavam ai para fazer amizade. Ameaçá-los não era uma boa idéia, pois eram mais forte que ele e em número maior.

Um dos felinos que estava ao redor disse:

- Neko, eu estou mesmo de dieta. Que tal uma salada para o jantar?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Qui 11 Set 2014, 15:18

Vamos lá!

Darjiva após ser ignorado, vê que o gato tomava seu paninho e básicamente ria de sua cara, Darjiva logo se põe a frente e ignora os gatos ao redor simplesmente se concentrando no que tomou seu lenço.

-Você quem pediu fedelho imundo, sua raça de escória inutil e desgraçada merece morrer, eu mal te conheço mas já me dou o direito de afundar a sua cara.
Budew dá um salto gransioso após terminar sua frase e pousa atrás do tal felino, Budew sentia um ódio imenso não se importava com quantidade apenas desejava ter seu pano amado de volta.

-Você cometeu o maior erro de sua vida ao me subestimar...
Dizia Darjiva caminhando e parando do lado do ouvido do gato susurrando as tais palavras, os outros gatos falavam mas nem ligava, na verdade nem prestava atenção apenas se preparava para a batalha.

Off: Bem não ataquei por não saber contra qual pokemon estarei enfrentando portanto informações pfv, Sou grass/poison se me comer morre de infecção :v , eu sou especialista em grass e derrotei mega bannete com cherubi, e ponyta/venusaur/mega venusaur com turtwig sem nem uma pausa para descançar, acho que a unica desvantagem é quantia e meu move-set que está horrível :v

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Athena em Sex 12 Set 2014, 23:04

Darjiva dá um salto leve e gracioso, pousando às costas do Felino. Ele se achou imprevisível e astuto quando chegou ao solo e se vangloriou disso. A perda do lençol vermelho tornava-o imprudente. Ele não prestava atenção aos felinos a sua volta só visando o felino a sua frente.

Neko era o líder de um bando forte de felinos, que estavam acostumados a viver por ali, aptos a se defender e que apostavam na junção da força de cada um para manter o grupo coeso e forte.
Num grupo desse não é possível separar um individuo e atacá-lo. O grupo se move como um só.

Sem se virar, num movimento rápido com a pata traseira, Neko desequilibra Djavira que vai ao solo. Antes que possa apresentar qualquer reação, Neko o está fitando com seus olhos verdes e maliciosos.

Suas garras se movem novamente e num movimento circular enrola Djavira prendendo-o ao solo, com seu próprio lençol.

Nesse momento os outros quatro felinos se levantam e começam a andar em circulo novamente, cada vez reduzindo mais a distancia de Djavira e Neko.

- Você é novo por aqui e não conhece as regras. Deve ser mais simpático com quem encontra.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Seg 15 Set 2014, 00:53

Darjiva sentia-se preso mas feliz por estar com seu lenço novamente, portanto o pokemon tentava tomar mais uma atitude.
-Bem voxê é rapido, eu ser amigo? ser simpático? Eu tentei ser seu amigo seu gato asqueroso voxê me desafiou!

Imprudentemente Budew morde o seu lenço e rola com ele pelo chão tentando envolver-se ainda mais no mesmo, logo depois com seu broto o pokemon desenrola-se do mesmo e o põe sobre a cabeça.

-Oque voxê quer comigo? Podemos recomeçar ou voxê quer apenas uma biga?
Perguntava o pokemon broto sem saber oque esperar, sabendo que não teria chances não, não desiste mas precisa de uma trégua ou um tempo para aprender novos movimentos, e adquirir mais técnica em combate.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Athena em Ter 16 Set 2014, 18:35

O calor e cheiro do cobertor fez com que Djavira recobrasse a razão. Ele viu que por mais habilidade que ele tivesse, no momento o melhor era recuar. Os felinos eram em um número maior e mais habituados ao local.

Quando viram que Djavira mudou sua postura os felinos que caminhavam ao redor se detiveram e sentaram no chão no local onde estavam.
Neko apenas olhou de cima para o pequeno Budew, ele sabia que todas as chances estavam a seu favor, mas ele só usava força física se fosse necessário.

- Vejo que você sabe usar a cabeça. Não quero brigar com você, a menos que você me obrigue. E não se preocupe com o Pelucio, ele só come carne. Nós formamos uma grande família. Eu sou o padrinho e eles são meus afilhados, tenho muitos afilhados espalhados por esse mundo. Vou fazer uma proposta que você não poderá recusar.

O felino se sentou enquanto falava e olhou ao redor indicando que ele falava de toda a cidade.

- Você pode ser meu afilhado se quiser. O negocio funciona assim. Eu te faço um favor, algo que você realmente necessite. E eu te pedirei um favor, quando eu quiser, e você não poderá recusar esse favor.  Há muitas vantagens em ser meu afilhado, repeito e proteção. O que é algo a se considerar em uma cidade como esta.

Ele fez uma longa pausa para que Djavira absorvesse o que ele tinha dito. Olhou para os felinos ao seu redor e eles pareciam adormecidos. Eles não iriam se mover a menos sob ordem do padrinho.

- Meus afilhados saberão quem você é e o ajudarão na sua vida na cidade, mas você também tem que cooperar com eles. Sua vida será facilitada com isso. O que você me diz? Você quer ser meu afilhado?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Ter 16 Set 2014, 21:27

Fitava a minha volta, via que os gatos tinham se aquietado, mesmo assim sentia-se intrigado pela proposta feita a min, parecia uma ameaça mas do meu ponto de vista tudo era melhor que nada, sem pensar duas vezes mudo para uma expressão mais alegre e respondo os gato de rabinho engraçado com animo na voz.

-Bem eu aceito a sua proposta com uma condição, quero que você me treine para que eu aprenda novos golpes poderosos e um dia alcanxe minha evolução, e mais uma coisa, quero te enfrentar e te derrotar futuramente, também quero que você esteja mais forte, tudo bem? Aceita ou não aceita minha proposta?

Eu respondo a pergunta do felino, com outra pergunta, parecia de um tanto engraçado e idiota de minha parte, mas aquela era a proposta feita por min e eu não voltaria atrás.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Athena em Qua 17 Set 2014, 00:41

Quando Djavira começou a falar com Neko naquele tom, os felinos se levantaram e começaram a andar novamente. Sem que nenhum som saísse deles, apenas se levantaram e começaram a andar. Como se fossem um só, todos em perfeita sintonia.

- Vou te dizer algumas coisas, apenas para te esclarecer.

Neko fez uma pausa significativa. O som de sua voz era firme, mas não ameaçador, o que por si só já era um alerta.

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Images?q=tbn:ANd9GcR_zjxwXRu1gS6gS2y56e-AEOFlSR7QWPbrt400ZArqYqXOqmZu

-Não existem condições para que a proposta seja aceita. Você deve respeitar a hierarquia. O padrinho será seu amigo e protetor, jamais poderá ser desafiado, sua palavra é a lei e deve ser aceita como tal. Você deve provar ser leal, para poder receber seu favor.

Os gatos a sua volta pararam e emitiram um som baixo e profundo, que foi ouvido a uma longa distancia.

- Se você aceitar a oferta deve se inclinar e apertar a minha mão. Caso contrario você pode ir, mas eu não me responsabilizo pelo que pode te acontecer. Essa cidade é muito perigosa para um pokemon sozinho. Coisas bem desagradáveis podem acontecer.

Embora sua face não tivesse se alterado, o som de sua voz definia bem o seu humor. Ele se levantou e inclinou a mão para o pequeno Budew.

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Images?q=tbn:ANd9GcSqErsO2aY_yuxKJgyEYst_WVbIKMo8M1Va7PLwhJynOdjXEvWReQ

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Qua 17 Set 2014, 23:16

Darjiva se surpreendeia, pois recebia uma contra-resposta da sua própria contra-resposta, olhava a pata do felino, por segundos e sem saber oque pensar dava apenas um sorriso e pensava.
*Guerras foram criadas porque tem quem as quebre...*

O mesmo via o gato aguardar por pouco mas de um minuto e dizia.
-Sem chances de min apertar nessa sua mão xuja, a propojito eu aceito, mas não me responsabilizo pelo que vá acontecer com as funções mentais de voxês, conviver comigo pode ser dificil, mas para tudo a uma primeira vez.

Após a frase dava uma pequena pausa e olhava os gatos ao redor que continuavam a caminhar.
-Portanto... amigos? Por enquanto..?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Athena em Qui 18 Set 2014, 22:34

Neko abaixou as patas, balançando a cabeça de um lado para outro. Os outros felinos sentaram e ficaram aguardando o desfecho dessa história.

Numa coisa Djavira tinha razão, conviver com ele  poderia abalar as funções mentais de qualquer um.

-Muito bem. Vamos fazer de você um  grande Roserade. Primeiro eu quero que você conheça um amigo meu.  Ele vai te ensinar o que você precisa saber. Acompanhe Pelucio e as meninas. Eles vão te proteger para que nada de mal te aconteça.  Aceite isso como um presente. Eu insisto.Que o grande Arceus estejam com vocês.

Quando Pelucio ouviu o que Neko disse ele se levantou e tomou a  dianteira. As meninas formaram um cordão ao redor de Djavira, não restando nenhuma opção a ele a não ser segui-lo.

Caminharam por um bom tempo sem ninguém dizer nada. Atravessaram várias ruas, passaram por algumas praças e por fim chegaram a uma rua sem saída.

Um lugar meio sombrio para um mestre estar. Mas o que Djavira sabia sobre mestres? Ao que se saiba eles podem estar em qualquer lugar. Pelucio olhou para as meninas e passou algumas instruções.

- Está na hora de desabrochar, brotinho. Daqui você vai sozinho. O amigo do padrinho não gosta de receber visitas, mas está esperando por você. Caminhe até o final da rua que você o encontrará. Trate-o com respeito. Boa sorte.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Sex 19 Set 2014, 00:37

Neko fazia uma expressão que parecia não ser ameaçadora, Darvija recebe ordens para que encontre-se com um ser que ele mesmo esperava que estivesse disposto a treina-lo, em meio de uma longa caminhada, enquanto todos caminhavam silenciosamente, Darjiva era o único que saltitava enquanto não parava de fazer perguntas estupidas.

"Pessulio voxe já comeu um livro? Como é ter 4 patas? você gosta de comer magikarp? Qual seu pokesigno? Deve ser bem legal ter pelo não? Com quantos anos você se tornou um bandido cruel e mentiroso?"

Darjiva saltitava e saltitava sem fechar sua boca, até que o mandavam seguir sozinho, Darjiva continuava saltitando e começava a cantar desafinadamente uma música improvisada.

"No tempo que eu era só! Que nhão tinha amô ninhum! Meu coração batia e fazia tchun tchun tchun! Eu vi um homi di vistido que dançava e tocava berinbal! Ele era tão estranho e maior que o meu..."

Cantava e cantava até que chegava a seu destino.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Athena em Sab 20 Set 2014, 21:10

Darvija adotava uma postura infantil e começou a fazer uma sequencia de perguntas sem sentido para o Pelucio.

Conforme fora instruído, Pelucio não deu atenção às perguntas de Djavira. Suas ordens eram levá-lo até o amigo de Neko e retornar para dar informações sobre o resultado do encontro.

O crepúsculo já se fazia notar, deixando a paisagem com uma luz meio difusa.  Era o horário preferido do amigo de Neko, propício para orações, encantamentos e rituais.

Darvija caminhou na direção indicada cantando uma canção que somente ele sabia.Ele estava feliz e confiante com o resultado do encontro.

Ele estava próximo do lugar indicado, mais a iluminação do local ele dificultava ver o que estava a frente.
O que ele podia ver eram dois vultos. Um grande e o outro bem menor que o primeiro. Eles estavam bem próximos um do outro. Seriam eles os mestres que Neko prometera?

off: Me desculpe a demora, tive um pequeno problema com a energia elétrica ontem.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Seg 22 Set 2014, 00:42

Darjiva via vultos a noite caia, a paisagem era completamente arrepiante aos olhos de qualquer um, mas para Darjiva aquilo apenas significava que estava na hora de fechar seu broto, o pokemon olha os vultos e logo tenta segui-los.

-Ei ei ei ei não cola, eu e o paninho quelemos te conhecer!

Darjiva corria de cima a baixo, não parecia se importar com o aspecto macabro do local, parecia até ter esquecido qual o propósito real de sua viajem.

Off: Nada não :/ , #DJ.AviraONovoSucessoDoMundoPokemon :v

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Athena em Ter 23 Set 2014, 00:44

A claridade do lugar era diminuída por um nevoa rala que começou a tomar conta do local. Os dois vultos pararam, mas mantiveram uma distancia de Djavira.

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Images?q=tbn:ANd9GcRnQxAIBizbaRtnQ9cgxv7uCNAvH5jeNJy14Zm2ut5rkhb7Ufbm[

Permaneceram em silencio por tempo imenso e Djavira já estava ficando entediada, quando a menor da sombras resolveu falar.

- Olá pequeno brotinho. O que faz aqui sozinho? Você foi enviado pelo Neko?

A pequena figura bamboleava no mesmo lugar como se fosse cair, mas ao mesmo tempo tinha uma postura altiva e imponente. Seu sotaque era estranho e sibilante. Sem esperar resposta ela continuou a questionar.

- Me conte como conheceu Neko e porque ele o mandou aqui. Não tente me enganar, eu conheço quem está mentindo.

Enquanto isso a figura maior se manteve em silencio, somente ficou em pé ao lado da figura menor, trocando o apoio dos pés em sinal de impaciência.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Ter 23 Set 2014, 20:56

Darjiva entediava-se uma nevoa pouco densa tomava o local diminuindo a luz, enchergando uma sombra o mesmo fica esperando alguma coisa sentando-se no chão responde as perguntas feitas pela sombra.

-Oi eu sou GokuDarjiva, qual seu nome? Você gosta de torta? Bem... Acho que sua expressão não gostou... Vamos falar sério. Neko me enviou para fazer alguma coisa que não sei oque é, estou aqui nhaum sei porquê e conheci ele enquanto tentava arranjar amigos.

Darjiva responde tudo rápido levantando-se e abrindo uma postura mais respeitavel, parecia que pela primeira vez aquele dia estava realmente querendo falar sério com coerência no que dizia.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Athena em Qua 24 Set 2014, 15:03

off: Oi Kakaroto, eu sou Vegeta.

A cada momento que passava o ambiente se tornava mais sinistro e sombrio. A luz do poente tingia a neblina de tons avermelhados o que sugeria estarem envoltos em sangue. Quase podia sentir o cheiro ferroso .

Um vento leve soprou , fazendo a capa ondular em volta da grande criatura. Surgiu um sorriso de satisfação em seus lábios. Ele se ajoelhou e apoiou sua longa espada curva no solo ainda molhado pelas chuvas.  Parecia estar agradecendo por algo.

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Images?q=tbn:ANd9GcRkd-ygB8yPLEG44OFWk8tDYUqy2gAWfJCw3GFSnWPsG2Nj_h-C

Djavira ficou ali esperando, mas a figura menor que antes falara com ele, agora permanecia em silêncio absoluto. Apenas se movimentou um pouco mais na direção de Djavira, sempre junto ao solo.

O que aconteceu a seguir foi tão rápido que Djavira não conseguiu notar nenhum detalhe. Apenas sentiu uma dor lancinante em sua sépala.

Djavira olhou espantado e viu parte de seu broto ser lançado ao ar. Uma enorme boca com duas presas monstruosas se abriu, abocanhou a pequena sépala e a engoliu. A dor que ele sentiu era tão grande que ele não conseguiu entender o que estava acontecendo.

O golpe foi rápido e preciso. Em um só movimento a grande criatura movimentou sua espada samurai, decepou a sépala de Djavira com um corte limpo e a jogou no ar para que a grande cobra roxa a abocanhasse.

Um cheiro de seiva fresca inundou o local. Um cheiro verde e aromático de uma planta sendo podada.

- Obrigada, mestre, pelo pequeno aperitivo. Isso estimula meu apetite.

Disse o grande animal roxo se dirigindo a grande criatura. e virando-se para Djavira continuou:

- Giratina ficará feliz com mais esse pequeno sacrifício. Neko lhe ofereceu essa honra a qual poucos são merecedores. Você deveria ficar grato a ele por isso. A proposito meu nome é Nagini.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por artico11 em Qui 25 Set 2014, 03:40

O local cada vez mais nebuloso mas ainda não o cegava por completo, a criatura aparentava ser um humano ou um pokemon com aspecto humano, com um golpe certeiro completamente sem rastros, Darjiva sente uma dor enorme e por um segundo sente um pavor olha para seu lenço e sorri, deixa uma lagrima cai e olha a cobra que devorava um pedaço de seu corpo, Darjiva olha fixamente tentando enxergar os olhos da criatura espadachim.

"Nossa você é rápido se é você quem me protegerá e me ensinará a se defender estou impressionado, mas quanto a sacrifício oque você quis dizer futuro mestre?"

Darjiva formava outra pergunta e ignorava a serpente.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Um Coração Puro Num Mundo De Desespero Empty Re: Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum