Conhecendo o mundo dos Cadetes

Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Milosh em Dom 04 Nov 2012, 23:37

Finalmente, Milosh deixa o prédio da Academia. Ainda parado do lado de fora, perto da estátua do Persian, o jovem olha para o céu e sorri. “Agora, tenho um trabalho... tenho meus pokemons, e uma carreira pela frente... certamente, minha mãe e amigos ficarão orgulhosos. Eu devia mandar uma carta logo”, Milosh conversava consigo mesmo em sua mente. Ele olha para sua licença, ainda sorrindo, e a coloca no bolso; em seguida, pega seus óculos escuros e os coloca. O jovem então começa a caminhar rumo a sua morada.

Milosh chega a seu apartamento e não encontra ninguém; ao invés disso, encontra um bilhete de seu colega, Yoshiki, dizendo que ele estava deixando a cidade, e esperava que eles pudessem se encontrar logo. “Acredito que isso signifique que ele conseguiu... Boa sorte em sua jornada, colega”, Milosh pensa enquanto dobra o bilhete e o coloca de volta na mesa. Sentando-se no sofá, Milosh pega as pokeballs que recebeu e libera seus pokemons. O jovem remove seus óculos, os coloca encima da mesa de centro, e diz:

- Olá Meowth, Houndour. Meu nome é Milosh. Muito prazer em conhecê-las, espero que possamos formar uma ótima equipe.

Milosh dizia aquilo enquanto sorria e estendia suas mãos, pegando nas patas de seus pokemons, como se realmente tivesse apertando mãos com uma pessoa. Logo, os pokemons estavam correndo pelo apartamento, brincando e seguindo Milosh para todos os lados, como se fossem amigos há anos.

- Não vamos começar o trabalho imediatamente... Quero conhecer vocês, e quero que vocês também me conheçam. Vamos levar o tempo que precisarmos para isso, tudo bem? Temos que começar por algum lugar... Por enquanto, quero que voltem para suas pokeballs, vou mostrar algo para vocês em breve.

Milosh então retorna ambos para as pokeballs, troca de roupa e pega uma bola de basquete. Ele então se lembra da carta que havia pensado antes. Já que iria para a rua, ele poderia parar no correio para mandar a carta. Ele então se senta na mesa e escreve uma carta simples para sua mãe, apenas para contar a novidade e dizer como estava tudo por ali. Antes de sair, Milosh prepara um lanche bem simples e coloca numa vasilha, além de pegar rações de pokémon e colocar tudo em sua mochila. Ele coloca seus óculos novamente, coloca sua licença no bolso e deixa o apartamento.

Chegando numa quadra de basquete pública, Milosh liberta seus pokemons novamente. Ele explica para seus companheiros que aquilo era um esporte, um hobby que ele adorava, e que joga desde a infância. Enquanto jogava sozinho, ou até mesmo contra os dois pokemons que tentavam pegar a bola por pura diversão, Milosh continuava a contar sobre ele mesmo; sua família, seu passado, o que o levou a vir para Nyender... Milosh contava enquanto ria de seus amigos tentando pegar a bola, e às vezes, dizia algo como “sim, é verdade!”, como se estivesse realmente entendendo o que seus companheiros diziam em sua língua. Conversaram tanto que o jovem perde a noção do tempo; eles então param para comer. Milosh serve a ração a eles, enquanto comia um simples sanduíche que havia preparado logo antes de sair. O grupo passa o dia apenas se divertindo, e antes de voltar para casa, Milosh passa no correio para enviar a carta.

Esse dia a dia comum se repetiu por mais dois dias. Embora Milosh estivesse patrulhando as ruas, ele não vestia o uniforme todo; apenas colocava a jaqueta em seus ombros e deixava a licença guardada no bolso. No entanto, nada diferente aconteceu naquele tempo. Milosh aproveitou para mostrar a cidade a seus companheiros, além de conhecê-los melhor: às vezes se dirigiam para fora da cidade, ou simplesmente algum lugar mais afastado, para um simples treino. Ele só queria que todos ali tivessem noção do que o outro pode fazer. Claro, não apenas seus pokemons iriam participar da batalha; se fosse uma batalha contra um humano, então Milosh é quem entraria em ação.

==============================================================

Considerando que já se dava muito bem com seus pokemons, Milosh decide colocar o trabalho em primeiro lugar agora. Ele levanta cedo, toma um café da manhã reforçado, toma banho e coloca suas roupas. Ele não gostava de ficar usando o uniforme todo, se sentia desconfortável... Então apenas coloca a jaqueta em seus ombros; nem mesmo vesti-la ele queria, por ficar muito quente. Verificando que sua licença se encontra em seu bolso, Milosh verifica o resto de seus itens, coloca seus óculos escuros e deixa o apartamento.

Primeiramente, decide ir até a delegacia. Sua intenção era apenas dar uma olhada na parte dos procurados; Milosh era péssimo com nomes, mas dificilmente se esquecia de um rosto. Além do mais, talvez ele conseguisse algum trabalho enquanto estivesse lá. Chegando ao local, ele apenas trata de fazer logo o que queria ali, e não acontecendo nada, ele iria para as ruas patrulhar.

Andando pelas ruas e percebendo que não havia nenhum problema naquela área, Milosh se dirige para as áreas mais afastadas da cidade. Sua intenção era apenas patrulhar, parando apenas para almoçar, e então continuaria sua patrulha até o anoitecer.

OFF: Se algum evento acontecer durante qualquer parte da narração, apenas desconsidere o que foi relatado posteriormente. Já citei ações e partes do dia pensando nessa possibilidade.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Luna Yum em Seg 05 Nov 2012, 11:49

OFF: Serei seu narrador! Espero que se divirta!

Milosh já tinha uma certa intimidade com seus novos pokémons andava com eles todos os dias pela patrulha da cidade. No centro já não encontrava tantas coisas a se fazer, preferindo ele ir para a parte mais isolada da cidade de Nyender para dar um olhadinha entre os becos e esquinas.

Andando pelas calçadas com sua jaqueta jogada aos ombros ele houve um barulho num beco próximo de onde de localizava, um barulho parecido com o varrer de chão, algumas latas caindo e uma bagunça só!

Ele se aproxima e quando abaixa seus óculos para ver oque estava ali se depara com dois pokémons numa completa bagunça, revirando as latas de lixo e brigando ao mesmo tempo, eram eles Glameow e Murkrow... Glameow revirava as latas e derrubava-as para achar algo com que se pudesse alimentar e Murkrow com seu rabo de vassoura e não gostando de sujeira tentava limpar aquela completa bagunça, levando-os a brigar.


Spoiler:
Sorteio dos pokémons Glameow e Murkrow

Conhecendo o mundo dos Cadetes 431&Conhecendo o mundo dos Cadetes 198

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Milosh em Seg 05 Nov 2012, 15:15

Andando pelas ruas mais afastadas de Nyender, Milosh escuta barulhos vindo de um beco. Rapidamente veste sua jaqueta apropriadamente enquanto caminhava até o local. Chegando perto, Milosh traz Meowth e Houndour de suas pokeballs, e apenas faz um sinal para que eles fizessem silencio. O jovem chega até o local e se ajoelha em uma perna, escondendo atrás de uma lixeira, enquanto observa a situação. "Glameow e Murkrow... parece ser apenas uma discussão... mas não posso virar as costas, logo as pessoas irão reclamar do barulho e da sujeira", Milosh pensa. Observando mais um momento, Milosh deduz que Glameow é quem fazia a bagunça ali, por motivo desconhecido, enquanto o Murkrow estava insatisfeito, parecendo querer limpar aquilo. Milosh não gostava de ser rude com pokemons, e preferia evitar batalhas; ele simplesmente olha para Meowth e Houndour, e diz:

- Fiquem perto... Tentaremos evitar batalha, mas prestem atenção para ataques surpresas. Se um deles reagir, Meowth entra em ação, Houndour fica de olho no outro, e age apenas se ele agir também.

O jovem se levanta e abandona sua cobertura, se aproximando dos pokemons que brigavam:

- Hey... Vocês estão fazendo muita bagunça aqui. Algum motivo para isso?

Milosh tinha a única intenção de parar com aquela bagunça; se a discussão e a bagunça parasse, Milosh deixaria o local; se optassem por deixar o local pacificamente, Milosh não perseguiria; apenas reagiria se fossem hostis.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Luna Yum em Ter 06 Nov 2012, 09:33

Os dois pokémons se assustam quando houvem a voz do Cadete, um completo gigante parado perante os dois pokémons, Meowth e Houndour estavam na espreita para casa algo viesse a acontecer.

De repente Murkrow chega aos pés do cadete e olha e começa a falar, Krow, Murk... row... Row... Krow... Tagarelando a beça, parecia uma longa reclamação da Felina que pouco se importava e continuava a derrubar as latas de lixo aos montes, espalhando mais lixo e cobrindo boa parte daquele beco.

Murkrow furioso, olha para a Felina com cara de bravo e sua aura fica completamente negra, um começo da utilização do Astonish, como Nyarmar estava com a cabeça socada no mundo de lixo o ataque lançado por Murkrow atinge em cheio a felina distraída que se vira rapidamente e encara o pokémon bruxa afiando suas garras ao chão pronta para revidar o ataque.



Condições da Batalha

Beco estreito e longo, ao final cheio de latas de lixo lotadas, chão completamente cheio de lixo e cheiro forte pelo ar, nada agradável ao olfato, mas qualquer passo infalso poderia levar a escorregar e cair sentado no mundo de sujeita.


Conhecendo o mundo dos Cadetes 198
Murkrow - Fêmea - Lv 9 - Trait: Super Luck
100% Status: Normal
Vs.

Conhecendo o mundo dos Cadetes 431
Glameow - Fêmea - Lv 10 - Trait: Limber
89% Status: Normal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Milosh em Ter 06 Nov 2012, 18:27

Milosh observa enquanto Murkrow se aproximava e parecia tentar explicar a situação. "Parece que foi como pensei, Murkrow está irritado pela bagunça que Glameow está fazendo... Melhor tirar esse gato logo daqui", Milosh pensa. Mas enquanto ainda pensava numa solução, Murkrow perde a paciência e ataca Glameow. Este se vira rapidamente, e uma batalha estava prestes a começar, mas Milosh dá um passo a frente:

- Meowth, intervenha! Houndour, fique junto com Murkrow!

Ambos pokemons recebem suas ordens e logo tomam suas posições: Meowth estava um metro a frente de Murkrow, encarando Glameow, enquanto Houndour ficava ao lado de Murkrow para prevenir que ele fizesse algo.

- Não há necessidade para batalha. Mas Glameow, não posso permitir que continue com essa bagunça. Se está procurando algo específico, eu ajudo a procurar; se for comida, eu ainda tenho um pouco de ração para pokemon comigo. Mas se recusar a cooperar, teremos que usar a força.

Enquanto dizia, Milosh pega um pacote de rações e oferece a Glameow, caso fosse aquilo que estava procurando. Se insistisse em batalhar, Meowth estava preparado, enquanto Houndour faria o possível para manter Murkrow fora disso.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Luna Yum em Qua 07 Nov 2012, 11:10

Glameow percebeu que não adiantaria brigar naquele momento, além do mais, ela já havia sofrido danos devido ao ataque de Murkrow, sendo assim quando o Cadete mostra a comida pokémon para a gata.

- Nharriimm... Nharr... Miava ela, já deitando no chão sujo e virado de barriga pra cima, batendo a ponta das patas no pacote de comida como se estivesse brincando com um novelo de lã. Assim Murkrow esnoba a grande gata e volta a varrer o chão e juntar o lixo que ali estava espalhado!

Meowth e Houndour olhavam um para o outro com pequenos sorrisos, dando a entender que a solução foi encontrada. Nyarmar pega o pacote de comida com a boca rapidamente e num salto sai correndo do beco, a fome falou mais alto.

O jovem Cadete e seus pokémons acabaram de resolver um pequeno causo que se deixado de lado poderia acarretar em uma grande confusão.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Milosh em Qua 07 Nov 2012, 15:11

Milosh conteve seu riso enquanto olhava para Glameow agindo como gato ao conseguir um brinquedo. Ele então entrega o pacote ao pokemon e observa enquanto este deixa o beco rapidamente. Meowth e Houndour permaneciam ali sorrindo, e Milosh sorri também:

- Não foi bem um caso, mas conseguimos resolver um problema. Nosso treino nos últimos dias teve bom resultado. Excelente trabalho, vocês dois!

Milosh os parabeniza e estica o braço, fazendo um punho, para que eles batessem seus punhos também. Milosh realmente se esquecia as vezes, de que eles eram pokemons, e os tratava como humanos. No entanto, mais comico que isso era que, seus companheiros realmente esticavam suas patas e batiam com o punho dele. Depois disso, eles se despedem, e Milosh os retorna para suas pokeballs. Ele então se torna para Murkrow:

- Bom trabalho você também, Murkrow. Eu ajudo com isso.

O jovem então decide ao menos recolher o lixo espalhado e colocar de volta na lixeira. Não ficou realmente limpo, mas ao menos não tinha mais lixo no chão depois de tudo.

- Bom, eu vou indo... Se tiver problemas de novo, procure algum Cadete que esteja patrulhando. Até mais, Murkrow.

Milosh acena para o pokemon e deixa o local. Ele decide patrulhar mais um tempo, mas caso não acontecesse nada, apenas voltaria para casa para descansar.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Luna Yum em Qui 08 Nov 2012, 10:52

Milosh sai do beco e decidi continuar sua patrulha, as ruas estavam calmas, até demais, algo de se estranhar numa cidade como Nyender, mas o futuro estava disposto a pregar uma peça no jovem Cadete...

Indo em direção a sua casa, caminhando calmamente um vulto negro passa ligeiramente atrás do Cadete, assim não se podia saber oque estava ali observando-o, tão pouco se era algum pokémon querendo aprontar ou alguém procurando uma batalha. Chegando na porta de seu apartamento Milosh observa que alguém está esperando ele, encostado na parede ao lado da porta, e quando percebi que é visto o sorriso irônico toma conta do rosto do individuo.

Hora, Hora, Hora... Pontual como sempre não é mesmo pobre Cadete?!
O clima de tensão tomava conta do andar do prédio, não se dava para ver o rosto inteiro, apenas do nariz pra baixo, mas o Cadete ficou apreensivo e preocupado com uma situação daquela.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Milosh em Qui 08 Nov 2012, 17:37

Decidindo encerrar seu trabalho, Milosh se dirige até seu apartamento. Andando calmamente pelas ruas de Nyender, o jovem observava tudo a sua volta, mas não havia nada de anormal, isto é, além do profundo silencio. Não faltando muito para chegar a seu destino, Milosh sente como se alguem o observasse; um vulto passa rapidamente, mas o Cadete não ve nada ao se virar. Ignorando, mas estando alerta, ele continua seu caminho.

Chegando ao prédio, Milosh sobe as escadas até o andar de seu apartamento. Quando chega, ele retira as chaves de seu bolso, mas no contorno para o corredor, ele para. Havia alguém ali bem ao lado da entrada de sua moradia; no entanto, não conseguia identificar aquela pessoa. Antes que pudesse tomar qualquer atitude, o indivíduo mostra um leve sorriso de ironia e conversa como se já conhecesse bem o Cadete.

Milosh procura manter a calma e abaixa um pouco seus óculos escuros, fitando bem o indivíduo misterioso. "Faz pouco tempo que me mudei pra Nyender, e poucos dias desde que me tornei um Cadete... Para saber algo até como meu horário, ele tem me analisado há algum tempo... Então, ele deve saber que eu não ando armado também... Sei lutar bem, mas não posso agir sem saber as intenções dele e se ele está armado... Terei que jogar o jogo dele"; todos aqueles pensamentos passaram pela mente de Milosh em meros segundos... Não lhe restava mais nada além de tentar descobrir quem era a pessoa, e o que queria:

- Parece que você sabe bastante sobre mim... Infelizmente, eu não sei nem quem é você. Diga seu nome e o que quer... Ou deixe o predio imediatamente.

Milosh se dirigia à pessoa misteriosa friamente, tentando se impor na situação. Não achava que aquela pessoa iria simplesmente começar uma briga ali, ainda mais com um Cadete... Mas por prevenção, Milosh estava com uma das mãos para trás num bolso da mochila, já furtivamente preparado com suas pokeballs nas pontas de seus dedos.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Luna Yum em Sex 09 Nov 2012, 08:37

O individuo em si, não era tão espetacular, mas sim alguém que sabe como investigar alguém sem ser visto, por dias... Nos quais estes foram cruciais para a identificação total da vida do Cadete.

Com um sorriso engraçado, aparentemente doce e sem transparecer nenhuma ameaça o tom de voz muda...

- Então Cadete, oque queres em uma hora como essa? Acho que desta porta você não passa, e acho melhor ir tirando as mãos do bolso, você não sabe que está na mira de várias pessoas como eu? Bom! Não quero usar a força, mais acho melhor se render, ou morrer aqui. Se quiser!


A voz feminina tomou conta do corredor do andar, o Cadete não pensou nisso, mas podia ele estar cercado, tendo miras apontadas em sua cabeça prontas para estourar seu crânio com uma leva de balas ou coisas do gênero.

O sorriso da voz doce e proprietária da situação tomou conta do rosto daquela sombra novamente, e assim aquele corpo parado ao lado da porta muda de posição e para de frente para o Cadete olhando-o friamente.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Milosh em Sex 09 Nov 2012, 14:51

As tentativas de qualquer negociação são jogadas fora. Aquela pessoa parecia ter apenas um objetivo em mente, e Milosh não iria conseguir fazer nada com palavras. Lutar, talvez... Se fosse um contra um; um corredor tão pequeno, sem lugares para esconder, não parecia ser verdade que aquela pessoa estaria acompanhada... Mas é melhor não arriscar. Milosh tira as mãos do bolso e as deixa a vista, mostrando que não tinha nada em mãos.

A pessoa começa a se aproximar ainda com o mesmo sorriso frio, enquanto Milosh pensa consigo mesmo: "Essa mulher realmente me conhece... Mas como? Não é possivel que tenha me seguido desde Twister City... E suas intenções também não são claras... Não faz sentido simplesmente me matar, e se quisesse, já o teria feito... Não tenho armas e não quero envolver meus pokemons nisso... Acho que minhas opções se esgotaram."

Nesse meio tempo, foi suficiente para a mulher se aproximar de Milosh, enquanto ele continua parado, fitando-a, sem dizer nada.

OFF: Gostaria de uma descrição, se possível, detalhada dessa personagem. Ainda mais estando tão perto, acredito que seja possível reconhecer muitos traços. Não só a personagem, como suas roupas também, e qualquer item que esteja a vista que ela carregue. Obrigado.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Luna Yum em Sab 10 Nov 2012, 21:35

A misteriosa mulher continua a se aproxima do jovem Cadete e colocando as mãos sobre seu rosto ela diz:

- Eu sou quem você vera pela última vez, e como eu já disse e não costumo brincar com minhas vítimas, você não tem para onde ir...

Nesse momento a jovem de longos cabelos negros e olhos castanhos se mostra ao rapaz, vestida para matar, frase que definia suas vestimentas, alta e precisamente habilidosa com a situação.

Olhando para o corredor por completo e voltando os olhos ao Cadete ela diz:

- Vamos começar!

Não demora muito a linda mulher some da vista do Cadete, aparecendo atrás dele dando-o uma rasteira certeira que derruba o rapaz. As botas da jovem tinham saltos afiados e longos, suficientes para perfurar um coração por completo. E colocando um dos pés em cima da coxa esquerda do Cadete ela ressalta:

- Aliás, se vai morrer aqui melhor saber o nome do seu assasino não acha? Que tal! Contemple sua morte. Eu! Enny...

No momento em que se apresentava ao Cadete Enny vai afundando lentamente o salto de sua bota em meio a coxa do policial.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Milosh em Sab 10 Nov 2012, 22:49

Milosh continua observando a mulher e prestando atenção em suas palavras. Não restava dúvidas, a única intenção dela era de assassinato. Mas antes que pudesse fazer qualquer coisa, a mulher passa por trás e derruba o jovem com uma rasteira. Tudo acontecendo muito rápido, Milosh foca institivamente em se defender.

Ao cair, e assassina colocar um de seus pés encima de sua coxa, Milosh já segura essa perna dela com uma de suas mãos para prevenir qualquer dano maior. Enquanto ela continuava falando, Milosh apenas pensa, "você que vai se arrepender por ter me escolhido para ser seu alvo".

Enquanto a mulher, que se nomeou Enny, tentava usar o salto de seu sapato para uma perfuração, Milosh aplicava grande força em sua mão para impedir tal ação. Mas isso durou apenas dois segundos; Milosh utiliza sua perna direita para chutar a mulher diretamente no joelho da perna que ela utilizava para pressiona-lo.

Acertando o golpe ou não (caso ela remova a perna antes de ser atingida), Milosh utilizará suas duas mãos para puxar seu corpo para trás, se afastando de Enny, e então aplicando certa força em seus braços para se levantar, jogando seu corpo para trás. Estando finalmente de pé, Milosh ajeita seus óculos rapidamente e toma sua posição de luta, a qual mostrava seus punhos, mantendo seu punho direito próximo ao corpo e o esquerdo mais afastado, com sua perna direita para trás e a perna esquerda a frente. Milosh agora estava completamente atento a seu inimigo, e num corredor tão estreito, quase impossível de ser pego de surpresa uma segunda vez.

No momento que se prepara, memórias passam por sua mente em uma fração de segundo: quantas vezes ele já tinha feito aquela pose em sua vida, com quantos ele havia brigado em Twister City, antes de vir para Nyender... e especificamente, sua luta junto de seu amigo contra um pequeno grupo de motoqueiros. Milosh não sabia se devia se sentir animado ou decepcionado consigo mesmo por continuar a viver assim.

OFF: O estilo de luta e algumas experiencias do personagem são levemente exploradas em sua história, caso queira reler, ou eu posso postar detalhes, caso seja necessário.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Luna Yum em Seg 12 Nov 2012, 09:02

Enny então rapidamente grita!

- Insolente! Vai se arrepender de por as mãos nas minhas botas!
Nesse momento Enny salta e dando um mortal em direção ao Cadete, cai bem em frente a ele. O jovem tentava se defender indo para trás, arrastando-se com as mãos e em seguida se levantando, Enny não espero muito daquela situação e novamente ela dá um Meia Lua com extrema força no policial que cai novamente ao chão batendo seu cabeça e desmaiando.

- Eu disse que você iria morrer! Não há como escapar de Enny Del Ruge, é impossível.

Essas foram as últimas palavras que Milosh ouviu antes de desmaiar por completo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Milosh em Seg 12 Nov 2012, 23:21

Milosh não esperava que os movimentos da assassina fossem tão rapidos; antes que percebesse, ela está novamente proxima, lhe desferindo um grande golpe que lhe tira o equilibrio por completo. Para Milosh, que já participara de tantas brigas, aquilo não é nada absurdo; seu azar foi que a pancada na cabeça ao cair foi forte suficiente para o deixar inconsciente.

O jovem cadete ouvia as palavras da mulher, quando tudo começou a ficar escuro e silencioso. Ele então desmaia.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Luna Yum em Ter 13 Nov 2012, 09:42

A linda mulher então começa a revistar o Cadete, tirando-o tudo que havia em seus bolsos e fundos falsos...

- Você até que ficaria bonitinho empalhado! Mas não gosto de relíquias, essas, eu deixo para o museu.

Ela então amarrou as mãos e pés do rapaz, não se podia subestimar uma mulher linda, jovem e sensual... Talvez ela quisesse usá-lo um pouquinho, ou não!

Ela queria ir mais além do que isso, deixaria ele ali sem nada, completamente nu, para que pudesse sentir vergonha de si próprio.

- Quem sabe Angélica termine o serviço por mim?! Afinal, ela não vai gostar de saber que um homem, um Cadete, foi deixado nessa situação por um mulher.


A mulher pega tudo que pode e sai, deixando o pobre Cadete ali, ao chão, desmaiado por completo, alguém que sentiria vergonha para o resto de sua vida.

A mulher antes de sair do prédio deixou um pequeno bilhete dizendo:

- Acho que pelo visto acordou, se está lendo isso... Quer suas coisas de volta? Venha buscá-las, mas cuidado não vá sair nu por ai. Para sua felicidade no primeiro degrau do segundo andar tem uma chave, deve ser a da porta do seu apartamento, mas cuidado, pelo que eu sei não só mora você neste prédio, creio que terá que se arriscar, e se não vier seu lindos mascotes serão mortos, e não tente nenhuma brincadeira, como eu disse...
"Eu não trabalho sozinha"

O Cadete acordou depois de algumas horas e leu o bilhete deixado pela linda mulher, perigosa, mas sem muitos esforços conseguiu imobilizar o cadete e isso ficou bem claro para ele.

Observando o corredor a sua volta, percebeu que não havia ninguém por perto, sendo assim arriscou a pensar em alguma coisa para poder entrar em seu apartamento, já que precisaria de qualquer jeito de uma roupa descente.


Última edição por Léo em Qui 15 Nov 2012, 17:54, editado 1 vez(es)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Milosh em Qua 14 Nov 2012, 20:35

OFF: Irei precisar de mais detalhes para fazer o proximo post...
O que exatamente foi levado, qual a minha situaçao atual, descriçao do lugar onde me encontro, se tem pessoas por perto, e se, ao checar as horas, quanto tempo se passou desde o ocorrido. Obrigado.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Luna Yum em Qui 15 Nov 2012, 17:54

Tópico Editado! Não crie outro Reply, apenas edite a sua e pode continuar!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por 'Adrian em Dom 18 Nov 2012, 19:28

Crie outro reply sim, por favor. Estarei deletando todas as mensagens em off! ^^ E aliás, serei seu novo narrador.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Milosh em Dom 18 Nov 2012, 23:02

OFF: Pelo que eu entendi, eu devo continuar postando ainda neste tópico, mas as mensagens anteriores serão desconsideradas/apagadas. Sendo o caso, eu gostaria de começar da mesma forma que comecei anteriormente, se não tiver problema. Então, estarei postando o meu primeiro post mais uma vez, mas se for descenessário, for considerado double post, ou houver qualquer motivo para mudanças, eu edito o post depois. Obrigado.

=======================================================================

Finalmente, Milosh deixa o prédio da Academia. Ainda parado do lado de fora, perto da estátua do Persian, o jovem olha para o céu e sorri. "Agora, tenho um trabalho... tenho meus pokemons, e uma carreira pela frente... certamente, minha mãe e amigos ficarão orgulhosos. Eu devia mandar uma carta logo", Milosh conversava consigo mesmo em sua mente. Ele olha para sua licença, ainda sorrindo, e a coloca no bolso; em seguida, pega seus óculos escuros e os coloca. O jovem então começa a caminhar rumo a sua morada.

Milosh chega a seu apartamento e não encontra ninguém; ao invés disso, encontra um bilhete de seu colega, Yoshiki, dizendo que ele estava deixando a cidade, e esperava que eles pudessem se encontrar logo. “Acredito que isso signifique que ele conseguiu... Boa sorte em sua jornada, colega”, Milosh pensa enquanto dobra o bilhete e o coloca de volta na mesa. Sentando-se no sofá, Milosh pega as pokeballs que recebeu e libera seus pokemons. O jovem remove seus óculos, os coloca encima da mesa de centro, e diz:

- Olá Meowth, Houndour. Meu nome é Milosh. Muito prazer em conhecê-las, espero que possamos formar uma ótima equipe.

Milosh dizia aquilo enquanto sorria e estendia suas mãos, pegando nas patas de seus pokemons, como se realmente tivesse apertando mãos com uma pessoa. Logo, os pokemons estavam correndo pelo apartamento, brincando e seguindo Milosh para todos os lados, como se fossem amigos há anos.

- Não vamos começar o trabalho imediatamente... Quero conhecer vocês, e quero que vocês também me conheçam. Vamos levar o tempo que precisarmos para isso, tudo bem? Temos que começar por algum lugar... Por enquanto, quero que voltem para suas pokeballs, vou mostrar algo para vocês em breve.

Milosh então retorna ambos para as pokeballs, troca de roupa e pega uma bola de basquete. Ele então se lembra da carta que havia pensado antes. Já que iria para a rua, ele poderia parar no correio para mandar a carta. Ele então se senta na mesa e escreve uma carta simples para sua mãe, apenas para contar a novidade e dizer como estava tudo por ali. Antes de sair, Milosh prepara um lanche bem simples e coloca numa vasilha, além de pegar rações de pokémon e colocar tudo em sua mochila. Ele coloca seus óculos novamente, coloca sua licença no bolso e deixa o apartamento.

Chegando numa quadra de basquete pública, Milosh liberta seus pokemons novamente. Ele explica para seus companheiros que aquilo era um esporte, um hobby que ele adorava, e que joga desde a infância. Enquanto jogava sozinho, ou até mesmo contra os dois pokemons que tentavam pegar a bola por pura diversão, Milosh continuava a contar sobre ele mesmo; sua família, seu passado, o que o levou a vir para Nyender... Milosh contava enquanto ria de seus amigos tentando pegar a bola, e às vezes, dizia algo como "sim, é verdade!", como se estivesse realmente entendendo o que seus companheiros diziam em sua língua. Conversaram tanto que o jovem perde a noção do tempo; eles então param para comer. Milosh serve a ração a eles, enquanto comia um simples sanduíche que havia preparado logo antes de sair. O grupo passa o dia apenas se divertindo, e antes de voltar para casa, Milosh passa no correio para enviar a carta.

Esse dia a dia comum se repetiu por mais dois dias. Embora Milosh estivesse patrulhando as ruas, ele não vestia o uniforme todo; apenas colocava a jaqueta em seus ombros e deixava a licença guardada no bolso. No entanto, nada diferente aconteceu naquele tempo. Milosh aproveitou para mostrar a cidade a seus companheiros, além de conhecê-los melhor: às vezes se dirigiam para fora da cidade, ou simplesmente algum lugar mais afastado, para um simples treino. Ele só queria que todos ali tivessem noção do que o outro pode fazer. Claro, não apenas seus pokemons iriam participar da batalha; se fosse uma batalha contra um humano, então Milosh é quem entraria em ação.

=======================================================================

Considerando que já se dava muito bem com seus pokemons, Milosh decide colocar o trabalho em primeiro lugar agora. Ele levanta cedo, toma um café da manhã reforçado, toma banho e coloca suas roupas. Ele não gostava de ficar usando o uniforme todo, se sentia desconfortável... Então apenas coloca a jaqueta em seus ombros; nem mesmo vesti-la ele queria, por ficar muito quente. Verificando que sua licença se encontra em seu bolso, Milosh verifica o resto de seus itens, coloca seus óculos escuros e deixa o apartamento.

Primeiramente, decide ir até a delegacia. Sua intenção era apenas dar uma olhada na parte dos procurados; Milosh era péssimo com nomes, mas dificilmente se esquecia de um rosto. Além do mais, talvez ele conseguisse algum trabalho enquanto estivesse lá. Chegando ao local, ele apenas trata de fazer logo o que queria ali, e não acontecendo nada, ele iria para as ruas patrulhar.

Andando pelas ruas e percebendo que não havia nenhum problema naquela área, Milosh se dirige para as áreas mais afastadas da cidade. Sua intenção era apenas patrulhar, parando apenas para almoçar, e então continuaria sua patrulha até o anoitecer.

OFF: Se algum evento acontecer durante qualquer parte da narração, apenas desconsidere o que foi relatado posteriormente. Já citei ações e partes do dia pensando nessa possibilidade.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Érica em Qua 26 Dez 2012, 00:14

Repentinamente você escuta um estranho som que lhe obriga a olhar para cima por alguns segundos, em busca da fonte, sem no entanto encontrar nada. Em seguida você olha para o chão confuso e se depara com um pequeno embrulho aos seus pés.

Conhecendo o mundo dos Cadetes Presente
Confuso e receoso você recolhe o estranho embrulho e lê o bilhete, deparando-se com algo ainda mais estranho.
Feliz Natal! Ho ho ho!

Cada vez mais confuso e desconfiado, você abre o estranho e se depara com um Icy Rock... É... parece que Papai Noel existe mesmo...

Conhecendo o mundo dos Cadetes 39

Ho ho ho! Feliz Natal!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por 'Blue em Sex 28 Dez 2012, 12:06

Off: Estarei assumindo sua rota. Bem, não sei bem o que aconteceu, mas vamos continuar sua rota como se fosse a primeira narração, ok? Ah, espero que se divirta também ;)

Milosh, após um curto tempo fazendo atividades para se aproximar de seus Pokémons, finalmente resolve começar seus trabalhos. Primeiramente, ele resolve ir até a delegacia de Nyender, verificar o quadro de procurados e tentar encontrar algo que lhe chamasse a atenção.

Junto aos seus Pokémons, ele visualizava os posters. Ele não era bom com nomes, mas gravava a imagem de cada um em sua mente. Enquanto olhava para os posters, Milosh via a temida Angélica aproximar-se. A tenente logo reclamava ao rapaz:


- Você por aqui? Como assim? Não começou sua patrulha pelos locais ainda? Vamos, moleque! Não quero cadetes parados por aí! Soube que tempos depois que foi aprovado aqui, ficou se divertindo ao invés de trabalhar! Não quero cadetes molengas, quero cadetes que trabalhem! Se mexa garoto!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Érica em Qua 16 Jan 2013, 14:47

Bloqueado por inatividade.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Conhecendo o mundo dos Cadetes Empty Re: Conhecendo o mundo dos Cadetes

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum