Pokémon Shinki Adventures RPG
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Nyender City: Uma mulher misteriosa

4 participantes

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Dom 07 Jul 2013, 21:11


Uma Estranha na Noite

A garota é estranha. Estamos nesse beco há horas e ela continua parada, olhando a mão. O sangue de Purrloin já está seco. Não entendo essa fixação dela pelo vermelho. O sol já passou por cima de nossas cabeças e começa a se por do outro lado. Deve estar bonito. Gosto dessa hora do dia, em que o céu fica colorido de laranja e rosa. Se bem que essa cidade tem rosa até demais. Entretanto, sou um Pokémon fiel e não me afastarei da garota.


- Drow?


Minha voz não tem efeito sobre ela. Ela continua olhando para o sangue. Acho que ela nunca matou um Pokémon antes, mas não parece remorso o que ela sente. É mais como se a cor a hipnotizasse. Uma mexa de cabelo escorrega pelo braço, caindo um pouco para frente. É um lindo tom azulado. Exatamente um dos tons que o céu assume enquanto a lua sobe e o sol se retira para dormir. Gosto da cor. Também gosto dos olhos dela. Apesar de assustadores, possuem uma cor linda e exótica.


As horas continuam passando e a iluminação está cada vez mais rara. Ela não deve mais estar vendo o tom do vermelho, já que começa a olhar para os lados quando escuta um ruído. Encosto a cabeça na parede e olho para cima. Do meu assento, no chão e de frente para minha mais nova parceira, consigo ver a primeira estrela que ilumina o céu. Ainda tímida no meio das nuvens e meio escondida pelos últimos raios do sol, mas definitivamente brilhante e linda. Linda como minha parceira. Misteriosa e distante como ela. Tentei inutilmente entrar em sua mente com meus poderes psíquicos, mas não encontrei nada. Absolutamente nada. Ela não é retardada nem nada, porém não tem pensamentos. Seu cérebro é uma escuridão nebulosa, como uma noite de neblina no inverno. Só dava para vislumbrar um homem, ou um Pokémon, balançando um pêndulo. Será uma memória?


- Come litle children, come with me...


Ela volta a cantar, chamando minha atenção. Por que será que ela canta essa música? Eu nunca a ouvi antes. Frente a frente, num beco escuro, há horas... E ainda não sei nada da mulher que acompanharei até a morte...

Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Cerberus Qua 10 Jul 2013, 23:12

O dia declina na grande capital Nyender, o sol insiste em esconder-se o horizonte dando lugar para a lua que nascia do outro lado. Estrelas solitárias iam surgindo uma a uma no céu vermelho-alaranjado de fim de tarde. Enquanto alguns pokemons se recolhiam para suas tocas outros iniciavam sua vida noturna, os primeiros miados, felinos vadios, seres obscuros dos negros becos saíam em busca do alimento. os becos, covis das criaturas noturnas, mortas a maior parte do dia ganhavam vida naquela hora, um sistema morre, outro vêm à vida.

-Come, little children, come with me...

Em um dos becos repousava um pokemon, uma criatura incomum para a cidade. Um psíquico. Na companhia do pokemon, uma menina, uma estranha e solitária menina. O pokemon parece guiar a menina, ele permanece sentado, observando. A garota olha fixamente para a mão, há sangue nela, sangue já coagulado, sem fluxo, seco. O sangue de alguém que deu a sua vida para agradar uma entidade, uma existência deixando esse mundo para dar lugar a outra.

O Drowzee leva a menina para fora do beco, ela começa a cantarolar a mesma melodia, o mesmo refrão:

-Come, little children, come with me...

A garota não tem pensamentos, o nada, o vazio que resta, ocupa a plenitude de seus pensamentos. A noite serve de palco para aquela apresentação solitária. As pessoas, poucas que ainda caminhavam por ali, olham para a estranha jovem, o pokemon apenas a observa em seu número, um número musical. Alguns ficam instigados pela melodia, aproximando-se da jovem, enquanto outros afastam-se também instigados com o som, a jovem transformara-se numa momentânea atração naquele início de noite.
Cerberus
Cerberus


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Qua 10 Jul 2013, 23:52


Uma Música Mortal

O escuro começa a tomar conta do beco e as criaturas da noite começam a se retirar, dando vida ao local antes morto. Gatos a procura de comida e aves noturnas gritam da escuridão assustando crianças inocentes em seus quartos. Um mundo novo e medonho começa a surgir no meio da cidade cor-de-rosa. A bela e segura Nyender City começa a revelar sua outra face. Talvez seja nesse mundo que minha estranha companhia se sinta mais a vontade. Já que ela não parece mais tão hipnotizada pelo vermelho, resolvo chamá-la para longe do beco. Os pokémons da noite não são tão amistosos quanto os do dia.


- Drowzee?


Não falar a língua humana é um problema as vezes. Ainda não sou forte o suficiente para proteger a garota de todos os pokémons que habitam essas latas de lixo. Preciso que ela me acompanhe para um lugar mais movimentado... Chamo mais uma vez, dessa vez de pé em frente ela. Parece funcionar. Ela para de olhar os dedos com o sangue já escuro e me olha nos olhos. Seus olhos são realmente lindos, mas assustadores e frios.


- Morfeu?


Não é a primeira vez que escuto esse nome e começo a achar que ela me nomeou assim... Teria sido interessante se ela me avisasse antes de me nomear, mas gosto do nome. Nome... Ela ainda não me disse o seu... Gostaria de poder perguntar, de lhe falar com meus poderes que quero conhecê-la e entender essa estranha melodia. Essa música que ela repete constantemente.Por algum motivo, me dá arrepios.


- Meu nome é Alice.


A garota me tira de meus pensamentos com uma frase simples, mas que significa muito. Será que ela viu em meus olhos a dúvida? Ou será que consegui de alguma forma fazer meu desejo se estender a mente dela? Minha face é tão inexpressiva quanto a dela e isso parece não perturbá-la, assim como não devia me perturbar, mas simplesmente não consigo ignorar essa música.


Um murkrow grita ao longe me lembrando de que a noite está dominando. É hora de ir embora. Sem esperar, me viro para a estrada movimentada. Sei que ela me seguirá e é exatamente o que acontece. Em nossos passos lentos, muitos nos olham. A roupa estranha de minha treinadora, o sangue em suas mãos e até mesmo minha presença tão incomum na cidade despertam a curiosidade alheia.


- Come little children, come with me.


Assim como muitas pessoas, paro de andar ao ouvir a música triste, solitária e assustadora. Alice está parada, olhando para uma vitrine onde um rubi brilha incandescente.


- Safe and happy, you will be.


São palavras de proteção, mas que prometem a morte, tenho certeza. Onde ela aprendeu isso? Quem fez tanto mal a minha treinadora para que ela ficasse traumatizada por tanto tempo? Algumas pessoas se aproximam, curiosas e intrigadas. Outras se assustam e se afastam, essas são mais espertas. Essa melodia não pode trazer coisas boas. Não é o tipo de música que toca nos bons momentos de uma vida, nas melhores lembranças... Também não é o tipo de música que ela deveria cantar. Minha parceira me lembra uma criança ainda tão inocente e perdida... Alguém que precisa de proteção. Ela toca o vidro da vitrine, fascinada pelo vermelho. Quanto vermelho ela viu antes desse dia?


- Away from home, now let us run.


Os corajosos, ou tolos, que ficaram para ouvir a música se decepcionam. Ela só canta mais um verso e se cala de novo, mirando a joia. Decepcionados com o fim do show, se retiram sem saber que somente aquele pedaço servirá para trazer pesadelos a noite. Sozinho de novo com a estranha por quem ficarei forte.

Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Cerberus Qua 17 Jul 2013, 17:39

O reino da noite ergia-se lentamente enquanto seus súditos saíam de suas tocas e covis para celebrar o banquete noturno. A cidade ia ficando cada vez mais quieta, seus moradores iam-se recolhendo à segurança de suas casas, poucos eram os que ousavam transitar a partir daquela hora pelas ruas, antes róseas e iluminadas, que transfiguravam-se em trevas.

O pokemon Drowzee/ Sleep, criatura  bastante incomum no lugar, saíra do beco acompanhado da estranha menina de olhar perdido e mente vazia, trechos de uma melodia era até o momento tudo o que o inicial de moça escutava de sua mestra. Os dois caminham até a entrada do beco, o psíquico chama a jovem mais uma vez recebendo como resposta algo que ele considerou seu próprio nome: Morfeu.

A estranha mulher da noite caminha por alguns instantes, cantarolando a música que chama a atenção de alguns, mas logo pára diante da vitrine onde um rubi escarlate hipnotizava a jovem que passa a olhar fixamente para a joia.
Drowzee ainda não entendia a fixação de sua mestra pelo vermelho e a música, limitando-se na espera paciente pelo mover dela.

Pequenos passos passam a ser ouvidos, vindo de uma esquina próxima, na noite cujo som ensurdecedor dos carros dá lugar ao quase silêncio qualquer som propaga-se facilmente e parece que a canção da mulher havia chamado mais a atenção do que parece. A pequena pokemon parava ao longe, um observando a misteriosa dupla. A pokemon vinha a princípio sozinha, um pokemon tipo Grass, mais precisamente uma Snivy/ Tsutarja.

Nyender City: Uma mulher misteriosa Images?q=tbn:ANd9GcQpLYy8ryoesmbdxyOzlW9OsHrUDLYBwYx1G9AbJ2lX45l1g8eq

Ela caminhava, aproximando-se gradativamente da vitrine, algo na mulher a atraía ou será no Drowzee? Ela pára ao perceber que o psíquico viu sua aproximação e a encara seriamente.
Cerberus
Cerberus


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Dom 04 Ago 2013, 00:16


Amigo ou inimigo?

Minha mestra observa o rubi hipnotizada. Até sindo vontade de arrebentar a vitrine e entregar a joia para ela e, quem sabe assim, obter alguma reação diferente. O brilho vermelho reflete no olhar dela, mas não é um vermelho valioso que vejo. Parece que ela não vê o valor da pedra, mas sim sua cor. A cor do sangue de Purrloin. A cor que Giratina queria nas mãos dela.


Escuto passos vindos do beco mais próximo e olho com o canto de olho naquela direção. Meus poderes psíquicos não conseguem distinguir ainda o tipo de presença que se aproxima. Sinto que é um pokémon, mas não sinto suas intenções. Tento parecer indiferente ao fato, assim como minha mestra e percebo, ao olhar para os olhos dela, que é extremamente fácil ignorar quem quer que se aproxime. Entretanto, gostaria de ser mais forte para identificar quem se aproximava e garantir a segurança da mulher.


Os passos se silenciam de repente e não resisto a curiosidade: miro o pokémon. Era uma Snivy. Pequena, verde e, pelo olhar, petulante. A pokémon encarou minha treinadora, que não desviou os olhos do rubi, e depois me encarou. Trocamos olhares intensos, mas não sei dizer ainda se ela quer ser amiga ou inimiga. Depois do que vi na mente de minha mestra, prefiro apostar em inimiga. Não vou permitir que outro pokémon faça mal a ela.


- Um sacrifício?


A voz me chama a atenção e sei que é de minha mestra. Ouvi poucas palavras, mas a voz dela é única para mim e sei que jamais a esquecerei ou confundirei. Não importa o barulho ou outras vozes ao meu redor, a dela sempre se destacará. Como agora, as palavras não foram mais altas que um sussurro, mas estão encravadas em mim como se eu nunca pudesse as ignorar e sei exatamente o que ela quer dizer: seria esse o próximo sacrifício a Giratina? Seria o sangue dessa pequena Snivy que ele desejava? Não tenho respostas para isso, ainda não estou tão ligado ao Sagrado Pokémon quanto minha mestra aparentemente. Gostaria de entender esse estranho laço que ela aparenta ter com ele. Ela não possui mais nada, somente essa estranha sensação e a névoa na mente com a silhueta do pokémon amarelo. Também queria entender por que eu me sinto tão ligado a ela? Por que estou disposto a morrer por ela? Mal a conheço, mas ela já tem total controle sobre minha vida.


- Hypnosis.


Outro sussurro que se enterra em minha alma para nunca mais ser tirado. São tão raras as palavras dela que todas são como tesouros valiosos, até mais que a joia que ela tanto admirou. Não preciso de mais do que um mísero segundo para sentir meus olhos arderem com a luz vermelha, o mesmo vermelho que ela tanto ama e que possivelmente será a ruína de Snivy... Pelo menos assim espero.


Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por The Cookie Sab 17 Ago 2013, 22:23

O escuro da noite deixava o local cada vez mais amedrontador. Cada segundo que se passava, o silêncio aumentava. O único som que era escutado de longe era o amedrontador barulho do vento misturado com as folhas das árvores balançando a fundo da paisagem.

Mesmo com os olhos vidrados no rubi, sua mente continuava vazia. Somente lembrava de uma paisagem similar á parte da cidade onde ambos se encontravam. Tudo escuro, um único objeto brilhante, algo rodando. Drowzee não entendia que visão era aquela, mas sabia que aquilo era algo que amedrontava sua mestra.

O que ele não sabia era que estava sendo observado. Era um Snivy, que surgia de repente. A mente da giratinista permanecia vazia, mas liberava um pequeno sussurro. Era um comando, algo que fazia Drowzee ficar admirado.

Como bom Pokémon, Drowzee se preparava para o ataque, mas quando percebera, tal Pokémon sumia do mapa. Nem um sinal, nem nada. Somente um miado era ouvido no fundo.

Mais próximo ao local havia um pequeno beco. De tal beco, um Pokémon gato saia do local com pequenos pelos de coloração verdes entre suas garras. Abaixo de suas patas, sangue... Muito sangue.




Espero que tenha uma boa rota. Eis o print do Pokémon:
https://i.imgur.com/xRqIcc8.png
The Cookie
The Cookie


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Dom 18 Ago 2013, 21:57

off: Bem-vindo a prova prática da Alice ;D vamos ao julgamento do primeiro post?
1) Como Snivy sumiu? Ela estava numa calçada e de repente evaporou? Precisa explicar melhor esses acontecimentos.
2) O aparecimento do Purrloin está bom, porém é seu primeiro post como narrador e o adversário já apareceu? Lembra que deve focar na história. Tudo bem o poké aparecer cedo, mas deve ter um enredo mais complexo do que simplesmente uma luta ^^ Vejamos o que planejou para essa rota ^^
3) Primeiro sorteio shiny? '-' A probabilidade disso acontecer é muito baixa (1%), mas pode. Agora, se foi sorteio guardado ou repetido para sair o que procurava, não repita ^^



Um gato como o primeiro...

Não vi o que houve. Me preparei para usar o golpe ordenado por Alice, porém a pokémon verde desapareceu. Uso meus poderes psíquicos para tentar localizá-la, porém não a encontro. Sei imediatamente que está morta. Tudo bem, não é algo que fará minha mestra sofrer. Sei disso porque ela volta a olhar para o rubi. Talvez fosse uma boa ideia arrombar a vitrine e lhe dar a pedra. Poderia ser interessante.


Entretanto, antes que eu pudesse fazer algo, um presente mandado por Giratina surge. Um miado, um purrloin. O felino tem as patas sujas de sangue e pelagem verde. Já sei o que houve com Snivy. Porém minha mente não fica presa no fim do pokémon grama, pois sei que minha mestra tem o olhar vidrado em Purrloin.


Um Purrloin...


Giratina é bom eu percebo. O primeiro pokémon a conhecer a lâmina negra de minha mestra. Seu primeiro sacrifício estava de volta, agora em outras cores, mas ainda carregando o vermelho. A cor amada por minha mestra. Era um presente bom demais para ser realidade.


- Pound.


Novamente, somente uma palavra, um comando. Meu corpo reage antes que eu pense a respeito e eu avanço contra o gato. Assim como o primeiro, esse padecerá sob a lâmina sagrada, realizando o desejo de minha mestra e realizando o desejo de Giratina. Eu sei e minha mestra também sabe que meus golpes psíquicos não farão efeito, porém eu sei que ele é fraco. Não precisarei de muito mais para derrotá-lo. Na verdade, sei que não preciso de nada além da voz de Alice, tão rara, tão suave e tão poderosa sobre minha mente e meu corpo.


Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por The Cookie Qua 21 Ago 2013, 09:57

[OFF] Desculpa a demora, não alertou post novo na rota. Fui perceber somente hoje. Respondendo as perguntas:

1) Será explicado ao longo dos Posts, não se preocupe.
2) Foi necessário este Pokémon aparecer para bolar um enredo ^^
3) Foi segundo. O primeiro havia saído um Glameow, mas o mouse clicou duas vezes e aí veio este Purrloin...




Drowzee refletia sobre aquele Pokémon que surgia ali de repente, do nada. Sua mestra nem ligava, tendo completo controle num pequeno rubi. Drowzee pensava em ajudar a mestra a pegar o rubi, porém, aquele gato permanecia parado, observando a dupla.

A mulher estranha logo ordenava que seu Pokémon atacasse, porém, ao perceber aquilo, Purrloin saía caminhando para dentro do beco. Drowzee, surpreso, não fez nada, somente ficou aguardando.

Outro miado era ouvido, se repetindo várias vezes. Drowzee havia certeza que estava vindo do beco, então, começou a fazer sinais para sua mestra segui-lo.

A mulher, ainda vidrada no rubi, ignorou tal acontecimento. O que acontecerá agora?
The Cookie
The Cookie


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Sab 21 Set 2013, 22:13

off: e lá vamos nós again u.u desculpa a demora, muitas coisas pra pensar e fazer XD
1) Tente elaborar mais os posts e linkar mais com os posts anteriores. Minha personagem esqueceu o rubi e viu o purrloin, pois ela sacrificou um purrloin para virar Giratinista. Ver o gato com o pelo sujo de sangue foi hipnótico para ela



Em busca do segredo

O gato fugia antes que eu pudesse usar meu golpe. Ouvi seu miado acompanhado de alguns outros. Sabia que vinha do beco mais próximo, para onde o felino fugiu. Entretanto, ao olhar minha mestra, percebo que ela já s esqueceu do gato. Agora ela olha para o rubi mais uma vez. Sem palavras, ela vira as costas para o beco e volta a caminhar pela cidade. Viro meus olhos para o beco uma última vez antes de segui-la. Snivy encontrou seu fim nas garras do gato e o felino estava livre, por enquanto. Um dia talvez minha senhora considerasse seu sangue digno à Giratina e o sacrifício seria realizado.


- Queremos a resposta.


Ela fala para o nada. Observo mais uma vez suas feições serenas. Ela é linda, mas gelada. Queria ser como ela, uma representação viva dos desejos de Giratina. Sabendo quem deixar viver e de quem derramar o sangue. A linha tênue que divide a louca de um assassino e um fiel que quer a paz e o retorno de Arceus. Minha mestra quer a paz, nada mais. Tento ver sua mente mais uma vez, porém me deparo com o branco e o pokémon misterioso, cujo pêndulo balança. Ele deve tê-la feito sofrer. Sinto raiva por esse pokémon por tudo o que ele fez a minha criança, minha Alice.


- Come little children.


Ela me chama. Sei que é para mim que ela cantou agora, afinal, em minha raiva, parei de andar. Ela me olha diretamente. Gostaria que fosse verdade. Que ela realmente me visse. Entretanto seus olhos parecem espelhos. Vejo meu reflexo neles e a tristeza me assola. Desejo que ela me veja, não só como seu pokémon, mas como seu amigo e companheiro, que está disposto a dar a vida por ela.


- Come with me.


Avanço alguns passos até ficar a sua frente. Da curta distância sinto seu perfume tão marcante e tão único. Ela quer uma resposta e eu quero a pergunta. Ela tem um segredo que a motiva a ir em frente e eu quero conhecer esse segredo.


Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Cerberus Ter 22 Out 2013, 12:47

Muitas perguntas, nenhuma resposta, Giratina, o deus protetor parece estar testando a fé de sua serva, num momento muitos acontecimentos simultâneos diante da misteriosa garota e seu Drowze, acontecimentos que culminam em... nada, a menina não conseguia seu sacrifício até o momento, a Tsutarja que surgiu hipnotizada pela música entoada de form,a tão exótica sumia sob as garras do felino noturno Purrloin que corre para o beco, escapando do ataque ordenado ao psíquico. Do fundo do local, protegido pela pouca luz o felino mia insistente, estaria desafiando a dupla ou apanas comemorando a refeição recém capturada? A mulher, sob o olhar de seu pokemon parece ter esquecido de tudo, passando a olhar novamente a joia e seu cintilante escarlate, admiração, talvez, amor, sentimentos que se movem desordenadamente pelo coração do Sleep, tentando entender o que passa na mente de sua mestra, porém tudo o que ele vê é nada, um vazio tenebroso cujo centro é possível notar apenas uma silhuete, um pokemon desconhecido para o mesmo, alguém que marcou profundamente a vida da jovem, responsável pelo que ela é agora.

-EI VOCÊ!! DEVOLVA-ME A PINKY!! Durante a noite até mesmo grandes metrópoles gozam de raro silêncio, na capital não é diferente, tendo predominantemente presente nas ruas cadetes, mendigos e pokemons selvagens, qualquer som pode ser facilmente escutado ao longe, uma voz feminina falava em tom nervoso, aproximando-se da vitrine contenedora do ruby. -Estou falando com você! O que fez a meu pokemon?! Gritava a moça cujo cabelo roxo exibia uma tiara com uma joia em forma de estrela e em suas mãos grandes luvas azuis, uma mini blusa com detalhes azuis e vermelhos e uma mini saia vermelha, uma Stylist.

Nyender City: Uma mulher misteriosa Athena_kof_2002

-Não pense que me engano! Minha Snivy veio até esse lugar, é só você que está aqui, quero uma resposta agora!

A jovem Stylist estava nervosa, exigia respostas de algo que ela não fez. Drowzee fita seriamente a jovem, não pretende fazer nada que não lhe seja ordenado porém está pronto para agir em defesa de sua mestra.
Cerberus
Cerberus


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Seg 11 Nov 2013, 15:57

off: bem-vinda Dria ;)
off2: já aproveitei para ensinar Psychic e Protect pro Morfeu \o/



Um momento só nosso?

Antes que possamos voltar a caminhar, uma Stylist cruza nosso caminho, fazendo exigências. Acredito que seja uma Stylist, a julgar pela roupa chamativa. Se bem que, tudo na estranha é chamativo. Sua voz é alta, seu tom é irritante e suas roupas brilhantes demais e coloridas demais. Ela foi feita para chamar a atenção de uma maneira extravagante, não com a mesma classe de minha mestra. Viro meu rosto novamente para Alice, tão serena e vazia...


O vestido roxo tremula junto com a capa, apesar da brisa ser incrivelmente leve. O cabelo logo volta para o lugar, emoldurando o rosto inexpressivo. Diferente da estranha, cuja atitude espalhafotosa me dói a cabeça e a vista, poderia ficar admirando minha mestra o dia inteiro, em busca de seus segredos. Sinto que o tempo me dirá quais são. Gostaria de dominar o tempo...


- Morta.


Uma única palavra. Alice responde à jovem com uma única palavra. A outra demonstra dificuldade em entender o que houve, porém um pouco de pelo verde rola pelo chão, parando sobre seus pés. Ela vê. Percebo pelas lágrimas que se acumulam na beirada de seus olhos e pelo tremer de sua boca. Ela irá chorar.


Minha atenção de repente é desviada da estranha novamente. Alice está de joelhos, em minha frente. Ela abre a mochila delicadamente e retira dois discos de seu interior. Sei o que são: TMs. Mas não sei que golpes possuem. Sem esperar muita coisa, ela aproxima os discos e eu não recuo, confio eu suas decisões. Após alguns segundos, fico surpreso: ela me ensinou Psychic e Protect.


Enquanto tento assimilar os novos golpes, Alice se ergue. Quero me iludir que ela está me vendo. Seus olhos estão tão fixos em mim, quero acreditar nessa pequena insanidade e ignorar meu reflexo neles. Quero ignorar tudo, o rubi na vitrine que ainda é visível de nossa localização, a estranha que está a um passo de chorar, o cheiro de Sakuras que impregna a cidade... Quero ignorar tudo e me concentrar somente em nós e nesse momento em que ela me deixou mais forte, com somente um toque. Mais forte e mais capaz de protegê-la...


Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Dria Galfin Seg 11 Nov 2013, 21:59

A delicadeza de Alice era incrivelmente estonteante para Morfeu, os movimentos calmos e meigos de sua mestra o aliviaram quase que instantaneamente da dor que a simples visão da espalhafatosa Stylist lhe causava, e força que Alice dava fazia com que o desejoso de protegê-la crescesse, muito embora o sentimento de fraqueza ainda preenche-se seu intimo.

O vazio da mente de sua mestra era o grande ápice que o Drowzee desejava alcançar, e para isso precisava ficar forte, precisava que Alice também lutasse contra seu medo, contra o passado e principalmente contra o Pokémon Misterioso e seu pendulo maldito. Esse era o verdadeiro impedimento que parecia enterrar sua mestra dentro de si mesma, como um passarinho engaiolado sem poder ver a luz do sol.

A esquecida estranha logo voltou a chamar a atenção de Alice, a jovem havia começado a chorar e assim como sua roupa seu choro também era demasiadamente chamativo, por alguns instantes os olhos de sua mestra se prenderam naquela cena, para logo depois ignora-la e começar a andar pela rua.

Uma pontada de dor passou pela cabeça do Pokémon, mas os movimentos repentinos de Alice fizeram com que sua atenção fosse focada unicamente nesta, afinal nada poderia fazer mal a sua mestra, nada tocaria em Alice enquanto este permanecesse ao seu lado:

- Come litle children, come with me...

Voltava a cantar Alice em uma voz suave e hipnotizante enquanto seus passos incertos pareciam guiar o atento Drowzee.


Spoiler:
Off: Espero que tenha gostado. xP E obrigada pela confiança de poder narrar a sua rota OwO
Dria Galfin
Dria Galfin


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Sab 16 Nov 2013, 00:05

off: adorei o post ;D e espero que se divirta com a minha rota tanto quanto eu com certeza irei ^^



Uma Promessa para a Lua e para o Sol

Minha pequena mestra logo começa a se afastar e eu a sigo. O choro da estranha Stylist se perde no tempo. Os passos de Alice são calmos, como se ela não tivesse pressa.. Seja qual for o lugar para onde nos encaminhamos, ou o que quer que encontremos lá, ela parece saber que estará nos esperando, não importa quanto tempo leve.


Os minutos se passam e logo viram horas. A rua fica cada vez mais deserta e nossos passos ainda são constantes e calmos. Observo por um longo tempo os paralelipípedos que compõe a calçada, porém não resisto por muito tempo e procuro o rosto da minha garota novamente. Para minha decepção, ele continua vazio e mirando sempre o horizonte, como se nada mais existe. Sinto a dor novamente apertar meu coração. Como posso tirá-la dessa prisão que esse pokémon a colocou? Será que um dia serei forte o suficiente. Por um instante, o medo supera a dor...


- Come Little Children, I'll Take Thee Away...


Ela volta a cantar, mas a música parece diferente e isso chama a minha atenção. Por um instante esqueço a dor e o medo. Por um instante, tudo volta ao normal, onde só existimos eu, ela e meu desejo de libertá-la, custe o que custar. E de repente eu percebo que não há espaço para o medo, afinal o medo a impede de se libertar e, por ela, não posso deixar que o medo me impeça de agir.


Ela ainda lidera o caminho pelas ruas agora desertas. A lua já passou sobre nossas cabeças e imagino que a noite deva estar se acabando. Será que iremos caminhar a noite toda? Parece que sim. Não acredito que Alice gostaria de andar no meio das ruas da cidade em pleno movimento. Não. A correria de uma cidade grande não combina com sua delicadeza. A noite lhe cai melhor, exatamente como o manto que usa.


Ela vira mais uma esquina, o centro da cidade está ficando mais longe. Eu devia ter imaginado, estamos caminhando para a periferia de Nyender. Estou tão convencido de ter entendido o objetivo dela e tão feliz por achar que entendi algo dela que me perco quando percebo que estou errado.


Um beco sem saída não é o mesmo que a periferia...


Escuto o som de metal e olho para traz. Alice esta subindo pela escada de incêndio que, só agora, percebo estava abaixada. Sem demoras a sigo. Escalar um prédio no meio da noite... Por quê?


Me questiono sobre os motivos até alcançar o topo e, de repente como em tudo relacionado a ela, tudo faz sentido. De nossa nova posição vejo as estrelas em seus últimos instantes, mas em sua plenitude. A lua se põe às minhas costas e à minha frente o primeiro raio de sol ilumina a face de Alice. Observo cada um dos astros, maravilhado por poder mirar os dois ao mesmo tempo, porém meu rosto logo se volta para algo ainda mais especial: os olhos misteriosos que agora miram o sol. Ela quer sentir o calo novamente, eu sei.


O segundo raio de sol ilumina e logo o terceiro. As estrelas perdem seu espaço e seu brilho logo é substituído pelo astro rei. Nada disso importa mais. Timidamente me aproximo de minha mestra. Ela está parada, com os braços relaxados ao lado do corpo. Respiro fundo, tomando coragem, com cuidado coloco minha cabeça entre sua mão e sua perna e me sento no chão.


Ela não se mexe e isso ainda me entristece, mas quero fingir que ela sabe que sou eu.


Os segundos passam e agora quero que eles se arrastem, só para poder senti-la tão perto.


- Come Little Children, I'll Take Thee Away...


Meus olhos se abrem em choque. Não por ela voltar a cantar, mas por causa de sua mão em meu rosto... Seus dedos... Seus dedos! Eles... Se fecharam, assumindo o contorno de meu rosto! Ela está me segurando!


- Into A Land Of Enchantment...


Sinto as lágrimas em meus olhos. Lentamente viro meus olhos para ela, ela ainda não me olha. O amanhecer ainda detém a atenção dela. Entretanto isso não me importa mais. Ela me toca, de verdade. Não é fingimento da minha mente. Em algum lugar de sua mente ou de seu coração, ela sabe que sou eu... Emocionado, pressiono a cabeça em sua perna, desfrutando daquela sensação tão maravilhosa. Ela canta, mas não é a mesma música. Sei disso. Ela está tentando se soltar pela canção.


Sentindo o sol de um lado, a lua de outro e a pressão da palma da minha criança sobre meu rosto eu faço um juramento em nome de Arceus: um dia Alice, um dia eu a trarei de volta, não me importa o tempo nem o preço que terei de pagar.


Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Dria Galfin Sab 16 Nov 2013, 22:43

Tudo em Alice era um mistério, e o maior mistério estava no que guiava a Criança de Morfeu, o Drowzee porem não ousava pensar que o corpo de sua amada era apenas um espelho do que havia dentro desta, apenas uma casca vazia, porque se este ousasse pensar assim seu mundo acabaria por completo.

A musica cantada pela jovem o chamava de maneira cálida e delicada assim como tudo em Alice, e Morfeu a seguia presando por sua segurança e principalmente porque a amava mais do que tudo, mais até mesmo do que sua vida e apenas um sorriso de sua garota já bastava para que o pokemon amarelado se sentisse grato por poder estar ao seu lado.

As horas de caminhada ao lado de sua mestra eram preciosas ao ponto de Morfeu não reclamar de cansaço ou de questionar o destino dos passos de Alice, mas a surpresa tomou o pokemon quando esta subiu pelas escadas de incêndio de algum prédio nos arredores de Nyender.

Antes mesmo dos primeiros raios de sol começarem a nascer a Cidade cor de Rosa já começava a acordar para mais um dia de labuta e de fato aquele tumulto do dia a dia não combinava em nada com a silenciosa e delicada Alice.

talvez por curiosidade ou pelo simples desejo de receber uma simples caricia Morfeu colocou sua cabeça por de baixo da palma da mão de sua mestra. A surpresa o pegou em cheio quando a própria Alice tomou a iniciativa acariciando seu companheiro enquanto as palavras da canção saiam de seus lábios indo ecoar no nascer do sol e o fim da noite clara marcando aquele acontecimento para sempre na memoria de Morfeu.

As lagrimas que escorriam pelo rosto do Drowzee sacramentavam o juramento que este fazia para Arceus, este ignorava por completo o caminho oposto que sua mestra seguia pensado apenas no que fosse melhor para Alice. A musica parou quando os olhos dos dois se encontraram e por breves instantes um sorriso sincero marcou os lábios e os olhos de Alice, fazendo com que uma pequena esperança nascesse no coração de Morfeu.
Dria Galfin
Dria Galfin


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Qua 11 Dez 2013, 22:35

off: desculpa a demora =x
off: espero que goste ^^



Uma Boa Lembrança

Aquele gesto tão sútil. Tão discreto que para qualquer um teria passado desapercebido. Para qualquer um... Menos para mim. Perco tantas horas admirando esse rosto de traços tão delicados, que qualquer movimento, por menor que seja, eu vejo com clareza, apesar das lágrimas que nublam minha visão. Minha criança sorriu. Por poucos segundos minha criança sorriu. Um leve encurvar de lábios, mas ainda assim um sorriso. Minha felicidade não pode ser descrita.


Quando o sorriso some, abaixo meus olhos e volto a pressioná-los contra sua perna. Durou muito pouco, mas eu vi, pela primeira vez na vida, seu sorriso. Esse pequeno segundo ficará em minha lembrança para sempre, como uma das minhas memórias mais importantes. Fico feliz em ter presenciado esse lindo momento.


- Come little children...


O momento acabou. Sinto a mão dela escapar de meu resto, inerte e sem emoção novamente. Isso parte meu coração. Cada passo que ela dá para longe é uma lágrima em meu rosto e sinaliza o fim deste momento tão raro e tão precioso. Meu mais novo tesouro.


A caminhada não demorou muito e não a levou muito longe. O sol já predomina sobre o terraço e percebo que ela busca a sombra. Sempre a escuridão. Limpo as lágrimas e parto para seu lado. Meu dever não é chorar por doces lembranças, é protegê-la e lutar para que doces lembranças se tornem a realidade diária.


Ela se senta sob a sombra da entrada para o edifício e eu me sento ao seu lado. As horas passaram rápido demais. Começo a sentir o cansaço e sei que ela também está cansada. O sono é muito maior que a fome. Olho para minha menina e vejo que já adormeceu, me deixando sem muita escolha. Não posso sair em busca de comida para ela e deixá-la desprotegida.


Sem muito a fazer, resolvo vistoriar os arredores e verificar se é seguro adormecer também. Graças ao novo golpe que minha Alice me ensinou, meus poderes psíquicos estão mais fortes e consigo bloquear a porta para o terraço. Estamos sozinhos. Mais tranquilo, deito a cabeça no colo de Alice e adormeço também. Meu sono será tranquilo e revigorante, sei disso, afinal sonharei com uma boa lembrança.


[/quote]
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Dria Galfin Qui 12 Dez 2013, 14:47

Morfeu fora cuidadoso ao trancar a porta do terraço, todo o cuidado para preservar a fragilidade de Alice apenas refletiam uma pequena parte do verdadeiro esforço do pokemon para proteger sua mestra.

O cansaço da caminhada noturna por fim tomou conta de Alice que logo depois de se recostar em um caibro descoberto da pequena casa que protegia a caixa de água do prédio, o sono leve se de sua garota rapidamente contagiou o corpo amarelado de Morfeu fazendo com que este dormisse com a cabeça por cima das pernas de Alice.

O leve frio que emanava do corpo da jovem fariam com que qualquer um se sentisse desconfortável, mas para Morfeu aquele simples gesto de deitar sua cabeça e compartilhar seu próprio calor para sua menina era o pequeno pedaço de conforto e felicidade que o Drowzee se agarrava desesperadamente, assim como a pequena centelha de esperança que nascera ao ver Alice sorrir.

Foi a brisa suave que finalmente acordou Morfeu, o leve incomodo de seu próprio estomago roncando rapidamente foi esquecido ao perceber que os braços de sua menina o seguravam com carinho contra seu corpo, usando-o como um cobertor amarelado que agora sorria como um bobo apaixonado, Alice claramente abraçava Morfeu em meio ao sono, enquanto o final da tarde se aproximava.
Dria Galfin
Dria Galfin


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Seg 16 Dez 2013, 11:28


Guardião de Seus Sonhos

Desperto lentamente. Não sei dizer, no primeiro momento, o que interrompeu meu sono. Poderia ser a brisa suave, ou meu estômago roncado... Não sei. Mas também, isso não me importa mais. Quando desperto, percebo que Alice me abraça com força. Ela nunca tinha me tocado assim. Não consigo evitar e fecho os olhos sorrindo, me aninhando mais em seus braços.


Lentamente abro meus olhos novamente e miro minha criança. Neste momento, meu pequeno sonho se torna um pesadelo. Alice não dorme tranquilamente. Sua expressão é de dor e então me lembro de sua mente... Fechada, somente com a criatura que a tornou assim. O ser que lhe trancafiou em algum lugar. A noite, ela não tem lembranças com as quais sonhar, ela não esperança, ela não tem nada... Só ele. Aquele que lhe roubou tudo. Aquele que um dia irei destruir.


Tento usar meus poderes psíquicos para invadir seu sonho e descubro que é mais difícil com ela dormindo. Entretanto obtenho certo sucesso. Na mente dela, não vejo o vazio que normalmente tenho acesso. Dessa vez é diferente. Estamos em uma floresta escura. Alice não tem mais do que alguns poucos anos. Uma criança realmente, linda e encantadora. Ela chora e chama ela mãe, porém ninguém vem resgatá-la. Ela corre assustada e as lágrimas inundam seu rosto, mas ela continua sozinha. Até que de repente, ele aparece. O ser amarelo e desconhecido. Ainda não o vejo por completo, mas vejo seu pêndulo, balançando. A criança Alice cai no sono, sozinha e assustada. Nessa hora tento usar meus poderes para tentar mudar aquele sonho ruim, porém falho. Dominado pela raiva daquela criatura amarela e movido pelo desejo de tentar libertá-la um pouco, tento despertá-la, essa é minha última alternativa. Já está na hora de seguir. É difícil no começo, porém após algumas tentativas, obtenho sucesso. Seus braços perdem a força com a qual me seguravam e seu olhar lindo e vazio me mira sem me ver. Tudo voltou a ser como antes...


Preciso ficar forte, aumentar meus poderes e isso precisa ser hoje. Antes que ela durma novamente. Somente assim poderei tentar manipular seu sonho e lhe dar algum descanso.


Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Dria Galfin Ter 17 Dez 2013, 14:27

Os sonhos de Alice eram obscuros demais, apenas mais uma grade que a prendia dentro da gaiola de sua própria mente, e para Morfeu mais uma Barreira a ser trespassada, ao acordar a Giratinista solta Morfeu enquanto uma brisa fria soprava fazendo com que o calor do abraço se dissipasse rapidamente.

Alice se levanta encarando o novo nascer do luar, pequenas nuvens se formavam no céu noturno encobrindo parcialmente a lua assim como o próprio corpo da Menina de Morfeu, esta olha para o pokemon amarelado chamando-o do mesmo modo que a noite anterior:

- Come little children...

Sem esperar a jovem começa a andar na direção da escada de incêndio querendo ganhar as ruas, para Morfeu o roncar de seu estomago também significava que sua menina deveria estar com fome, e o Drowzee precisa remediar aquilo rapidamente, assim como precisava ganhar forças para aos poucos libertar Alice de sua gaiola dourada e o pokemon Amarelo e seu Pendulo.


Dria Galfin
Dria Galfin


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Qui 19 Dez 2013, 15:41


O Rubro da Vida

A lua reinava mais uma vez e, sob seu brilho pálido, Alice voltava a ser a mesma mulher misteriosa. Seus passos suaves voltavam a preencher o ambiente noturno e silencioso da cidade. Porém eu sabia que ela estava com fome. Estávamos a mais de um dia sem comer... Não podia permitir que minha criança sentisse fome. Meu desejo por força terá de esperar um instante.


Pela primeira vez desde que saímos do tempo, pego sua mão e a puxo pela cidade. Ela não demonstra resistência, mas volta a cantar. Parece que sem querer despertei nela o mesmo sonho. Isso me enfurece. Entretanto não posso parar agora, preciso cumprir meu dever.


Nossos passos seguem em um ritmo calmo, mais rápido do que o ritmo que ela define, mas ainda assim calmo. De repente, ela para. Olho para minha criança e vejo que ela mira algumas maçãs pelo vidro de uma loja. Isso me soa tão óbvio que me sinto um estúpido por não ter pensado antes no fruto.


Maçãs são vermelhas. Ela ama o vermelho. O vermelho que garante a vida e o vermelho que retira a vida. O vermelho do sangue que ela derrama em nome de Giratina, na esperança de que o caos gerado por ele acorde Arceus e o sagrado pokémon traga a paz de volta.


De repente, invejo Arceus...


Arceus tem a fé da minha criança. Mesmo presa, ela acredita que o pokémon sagrado poderá curar suas feridas. Ela tem esperança... Mas... EU quero ser a fonte da esperança dela. Eu quero que ela me olhe sabendo que eu lutarei para libertá-la. Não Arceus, mas eu. Eu a amo... Não Arceus... Se eu estivesse naquela floresta, ela nunca teria sido pega pelo pokémon amarelo.


Respiro profundamente. Preciso me acalmar. Meus olhos se voltam para a maçã vermelha. O vermelho que agora irá garantir a vida. Uso meus novos poderes. Psychic é forte. Com ele consigo abrir a tranca da porta e entregar algumas maçãs a minha menina. Aproveito para comer do fruto proibido também, afinal logo precisarei de uma fonte de treino para aumentar minha força. Agora meu dilema é: onde encontrar um desafio que não coloque em risco minha Alice?


Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Dria Galfin Qui 19 Dez 2013, 21:32

Apesar das intenções boas de Morfeu a simples ideia de que estava fazendo a mesma coisa que aquele pokemon Amarelo fizera com Alice o fez tremer de raiva, mas a situação exigia que o Drowzee guiasse sua Menina pelas mãos. A fome se abatia muito mais sobre a Giratinista do que sobre o seu guardião já que este era mais resistente as intemperes da vida.

Morfeu interrompe sua caminhada quando Alice o faz observando um grande cesto de maçãs vermelhas, entendendo a intenção de sua mestra o esforçado guardião usa seus poderes psíquicos para abrir a vitrine e ter acesso as belas frutas avermelhadas e suculentas, quase que instantaneamente Alice se agarra a uma delas mordendo e revelando uma brancura estrema por de baixo da casca vermelha. O Drowzee recolhe algumas maçãs entregando-as para sua Menina que comia com leve sorriso de satisfação no rosto.

Alice andou alguns passos a mais antes de se sentar em um pequeno banco de praça colocado a cima da calçada, Morfeu por sua vez encostou a vitrine seguindo sua Menina e sentando-se ao seu lado, podendo finalmente desfrutar do mesmo fruto que Alice comia, com a primeira mordida uma invasão de suco doce e cítrico invadiu a boca do pokemon amarelado fazendo com que seu corpo rapidamente absorvesse os nutrientes necessários.

Alice mastigava devagar a fruta olhando quase que infinitamente para frente, até que seu olhar vazio focou-se numa estranha movimentação se aproximando, Morfeu percebeu a reação de sua Menina e entendeu o porque do olhar de interesse de Alice, pela rua desfilava um pequeno Glameow e em sua boca este carregava uma pequena bolsa avermelhada e brilhante, usando as patas o gato tentava arrancar a parte brilhante da bolsa enquanto andava sem prestar a devida atenção em seu caminho se aproximando descuidadamente de Morfeu e sua menina.

Imagem da Bolsa:
Nyender City: Uma mulher misteriosa Bolsa-vermelha

O dilema de Morfeu havia de certa forma se resolvido por si só, o pequeno gato talvez pudesse ser abatido de maneira rápida e segura para Alice, alem de que sua menina parecia ter um certo interesse naquela pequena bolsa vermelha que o gato arranhava.


Spoiler:
Link do Sorteio: https://2img.net/r/ihimizer/img844/7643/j31q.png
Dria Galfin
Dria Galfin


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Sex 20 Dez 2013, 22:16


Um Desejo de Giratina

Vejo minha criança dar mordidas no fruto e vermelho e revelar seu interior branco. Dentes brancos ferem a superfície perfeita da maçã e o suco suja seus lábios. O gosto com o qual ela saboreia o fruto me deixa satisfeito, afinal eu lhe proporcionei esse pequeno prazer. Sorrindo pego uma das frutas e a como também. Estão doces e suculentas. A lua ilumina tudo ao nosso redor e as Sakuras perfumam o ar. sentado em um banco, eu não poderia estar mais feliz.


Nosso momento perfeito porém é interrompido pelo som de um pokémon que se aproxima. Um glameow. Minha criança o mira de forma insistente e eu percebo uma chance de me fortalecer. O pokémon gato parece não perceber que passou pela rua errada, afinal está distraído tentando arrancar a presilha da bolsa.


- Giratina.


Meus olhos se voltam de relance para minha criança e sei que ela viu a marca de Giratina no pokémon. A marca da morte... O destino daquele gato é um só: a adaga de Alice.


Antes que ela me designe um ataque e o combate se inicie, me aproximo de sua mochila. Sei que existe um item em seu interior que irá me ajudar a me fortalecer. Preciso deste item. Rapidamente pego o Lucky Egg. Bem a tempo, logo ouço uma ordem.


- Hypnosis.


Sua voz é hipnótica para mim. Ela só precisou ordenar um movimento e eu abandono a mochila, ainda bem que carregando o item, e me posiciono entre o gato e minha criança. Pela primeira vez demorei demais para responder a sua ordem, porém meus olhos logo brilham em vermelho e o ataque é lançado. Espero que faça o efeito necessário. Qualquer coisa, se esse gato fugir, meu Psychic será o suficiente para tornar a alça da mochila em uma coleira e o manter preso em seu lugar.





off: equipar Morfeu com o Lucky Egg ^^
off²: se divertindo? XD
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Dria Galfin Dom 22 Dez 2013, 15:07

As ações de Morfeu foram metódicas, afinal até mesmo aquele desavisado Glameow não poderia tocar em Alice, nada tocaria em Alice enquanto esta estivesse debaixo de seus olhos. Equipando-se do pequeno item que sua menina guardava em sua mochila, neste instante apenas um comando de Alice foi capaz de fazer o corpo de Morfeu ficar tenso e pronto para a batalha.

Seguindo a magica da voz de Alice o ataque hipnótico foi solto em cima da desavisada gata, os olhos avermelhados de Morfeu e o leve balançar de suas mãos tomaram por completo a atenção da gata, que mesmo sonolenta tentou fugir, deixando com que a bolsa caísse no chão antes de se enroscar e deitar no meio da rua.

A gata ali deitada seria uma presa fácil para a nova força de Morfeu, porem alguma coisa dentro do corpo do Drowzee o alertava que a batalha estava fácil demais se comparado a forte resistência que a gata havia demonstrado antes de cair no sono.


Hora da Batalha
Condições da batalha: Rua pavimentada e vazia com vários bancos dispostos na calçada
Nyender City: Uma mulher misteriosa 96
Drowzee/Morfeu - Lv.07 - Trait:Insomnia
100%, Status: Normal
Vs.

Nyender City: Uma mulher misteriosa 431
Glameow/Apelido - Lv.07 - Trait:Limber
100%, Status: Sleeping

Off: To adorando xD
Dria Galfin
Dria Galfin


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Qua 25 Dez 2013, 13:41

Repentinamente você escuta um estranho som que lhe obriga a olhar para cima por alguns segundos, em busca da fonte, sem no entanto encontrar nada. Em seguida você olha para o chão confuso e se depara com um pequeno embrulho aos seus pés.

Nyender City: Uma mulher misteriosa Presente
Confuso e receoso você recolhe o estranho embrulho e lê o bilhete, deparando-se com algo ainda mais estranho.
Feliz Natal! Ho ho ho!

Cada vez mais confuso e desconfiado, você abre o estranho e se depara com um Expert Belt... É... parece que Papai Noel existe mesmo...

Nyender City: Uma mulher misteriosa 41

Ho ho ho! Feliz Natal!
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Alice Sex 27 Dez 2013, 20:50


Pressentimentos...

A gata resistiu ao meu poder, porém ela caiu. Eu devia ficar feliz, afinal seria fácil nocautear um adversário dormindo... Entretanto não conseguia relaxar...


Não sei dizer se é neurose minha, mas a verdade é que me sinto observado. É como se algo pudesse ameaçar a minha vida, ou pior, a de Alice. Fico observando ao redor, porém não consigo encontrar a fonte dessa sensação que me persegue desde que Glameow surgiu. Esse pressentimento me sufoca e me enlouquece. Não identificar sua origem me tortura.


Miro a gata e me preparo para usar meu Psychic nela, erguendo-a no ar e lhe comprimindo contra a parede mais próxima. Entretanto não realizo meu plano, pois escuto sons de sinos. Quando olho para Alice, ela está segurando um presente vermelho aberto e uma faixa preta em suas mãos. Procuro a fonte desse presente, sem nunca tirar a atenção totalmente da gata e me certificando de que ela ainda dome. No entanto não encontro nada.


Vejo minha criança atender ao telefone e me volto para a felina que ainda dorme. Lentamente a retiro do chão. A lançarei contra a parede mais próxima até abrir uma fenda nela ou até que a gata morra. Essa sensação de perigo está me enlouquecendo e preciso me livrar de todo esse medo para pensar com clareza, preciso recuperar minha sanidade para proteger Alice. Sinto muito gata, porém você será minha fonte de escape desse pânico.


- Sim.


A voz da minha menina responde ao celular, não sei para quem, mas é o que precisava para começar minha pequena explosão violenta. Realmente sinto muito gata.





off: o sim foi para o evento dos 50 anos XD
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Dria Galfin Sab 28 Dez 2013, 19:23

Os mistérios ao redor de Alice apenas cresciam de forma infindável, porem a sensação de perigo apenas crescia fazendo com que o sempre calmo Morfeu ficasse tenso, afinal a segurança de Alice era sua prioridade e a cada minuto as coisas pareciam sair de seu controle.

Antes mesmo que Alice desse as ordens o poder de Morfeu fez com que a gata batesse com força contra a parede mais perto, revelando por fim que a gata havia acordado e preparara um ataque caso Morfeu tivesse se aproximado o suficiente, o primeiro baque fez com que a gata gritasse alto, abafando o som dos ossos se partindo.

O movimento de esmagar a gata fizeram com que a Glameow rapidamente perdesse a consciência, não antes de soltar mais e gritos estridentes e agoniantes, mas a sensação de alivio que veio logo depois fez com que Morfeu relaxasse esperando que a lamina negra que Alice carregava consigo terminasse o trabalho.

- Come little children, come with me.

Foram as palavras que Alice sussurrava ao puxar a lamina negra de dentro de seu manto e se aproximar com cuidado do corpo caído de Glameow.
Dria Galfin
Dria Galfin


Ir para o topo Ir para baixo

Nyender City: Uma mulher misteriosa Empty Re: Nyender City: Uma mulher misteriosa

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir para o topo


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos