Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Érica em Sex 17 Jan 2014, 01:58

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Mqc846r

-Vamos lá suas baratas cascudas! Quero ver essa banheira avançar de uma vez!

A voz da capitã era forte. Marinheiros corriam para todos os lados, preparando o barco para começar a longa viagem. No entanto, os infiltrados se encontravam no porão, em meio as caixas e se encaravam.

A correria e os gritos podiam ser ouvidos bem claro, mas nada parecia amenizar o grande desconforto do pequeno grupo. Todos vigiavam as ações um do outro, com exceção de Nancy, que já ocupava uma rede e dormia. O Poochyena da ruiva ainda rosnando para o Armagedon, após vê-lo perto demais de sua mestra. Absol, Turtwig e Duskull pareciam em breve entrar em uma guerra.

Alguns passos fortes eram ouvidos e todos fitaram a recém-chegada. A mulher tinha estatura um pouco abaixo da média, mas seu olhar era intimidador (quase tanto quando o de Angélica), tendo um sorriso cínico.


Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... ENn8ZcR

-Muito bem camundongos. Parabéns por terem sido os escolhidos pra morrer naquele fim de mundo, engolidos vivos por mosquitos gigantes. Embora ser engolido por um mosquito gigante pareça mais agradável do que o futuro que lhe aguardaria em Shinki, não é camundonguinho?

Ela dizia, dando leves tapinhas na cabeça de Albert, da mesma forma que alguém faria com um bichinho de estimação. Os olhos azuis voltaram a fitar o pequeno grupo.

-Teremos uma longa viagem pela frente, a menos que queiram nadar com os peixes, melhor não quebrarem as regras. Regra número 1: sem sangue no convés. Se querem se matar, se matem, mas limpem depois. Regra número 2: nada de armas, estamos entendidos, camundongo?

Seus olhos pousaram em Kyochi, levantando o revolver que este carregava anteriormente. O Armagedon olhou surpreso, apalpando o local onde a arma deveria estar, constatando que esta havia sido confiscada sem que ele notasse.

-E regra número 3: eu que mando, se eu mando, vocês obedecem. Regra número 4: não quero saber de gente bancando o espertinho, usando palavras difíceis só para confundir minha tripulação. Eles não têm culpa de serem burros.

A ultima parte era dita, mirando Alexandro nos olhos. Ela agitou de leve os cabelos castanhos, murmurando, como se revisasse se havia dito tudo o que precisasse, estalando os dedos.

-Se tiverem algum ferimento ou Pokémon ferido, é pra ter alguma enfermeira em algum lugar do navio. – Dizia agitando a mão, como se o fator da localização da única pessoa que pode curar a tripulação não tivesse grande importância. - Ah, se ficarem entediados, tem batatas para descascar e um convés para limpar. Divirtam-se e não me tragam problemas, e esta viagem será uma maravilha para mim.

Sem dizer mais nada, ela subia as escadas e voltava para o convés. O leve balançar do barco indicava que já estava no mar. A porta aberta dava liberdade para que eles finalmente circulassem pelo navio.



A ordem de post será: Melissa > Marcus > Lix > Ayzen > Melissa...
Espero que se divirtam ^^
Ay, seu egg irá chocar a qualquer momento ;D
Érica
Érica


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Luna Yum em Sex 17 Jan 2014, 22:38

Enfim, em alto mar. Depois de muitos altos e baixos na vida atribulada do recém Exilado ele agora pode experimentar o calmo, por ora, balanço do mar e sentir uma brisa leve e salgada de maresia no rosto. Não demorou muito para sua paz ser interrompida por uma "mulherzinha", literalmente. Dando ordens de um lado para o outro como se fosse gente grande, até que para Albert isso era melhor que as celas da delegacia de Nyender ou qualquer outro lugar que tivesse uma.

Pude sentir o leve toque das mãos da pequena Capitã nos meus volumosos cabelos, mas também senti o tom irônico em suas falas. Até porque, nem mesmo que sabia o que me aguardava nesta misteriosa "aventura".

- Éh, isso deve bastar, por enquanto! - Diz o homem acatando as ordens da Capitão do Navio.

Após ouvir as instruções dadas pela pequena moça, Albert levanta e após espreguiçar-se de um lado para o outro e olhar para os estranhos a sua vida e indaga: - Bom, ao que fingem não me conhecer sou Albert e é tudo que precisam saber! - Ele deu dois passos a frente e colocou as mãos nos bolsos e voltou a falar - E já que ficarei um tempo neste navio, quero conhecê-lo melhor. - Foi a última frase dita pelo jovem que seguiu os passos da Capitã e subiu ao convés deixando os estranhos para trás.
Luna Yum
Luna Yum


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Kyoichi Komuro em Sab 18 Jan 2014, 13:20

Tá bom isso é complicado então é melhor contar isso desde o começo. Eu estava dormindo tranquilamente no compartimento de carga ao lado de Nancy, estávamos um em cada rede, entretanto como estávamos logo abaixo do convés o barulheiro dos marinheiros trabalhando era muito e acabou me acordando. Aquilo me fazia lembrar uma coisa, desde que eu comecei minha jornada não precisei um dia tomar os remédios para dormir que eu estava tomando anteriormente, aquilo era bom pois a emoção das batalhas me deixava tão cansado que fazia eu dormir como uma pedra quando caía na cama.

Ao meu lado Nancy dormia como um Slakoth, como a jovem conseguia dormir com o barulho acima de nós eu não sabia, tentei por um momento acordá-la, entretanto quando eu percebi que um Pokémon dormia sobre ela, era um Poochyena e por incrível que pareça aquela espécie era símbolo dos Armagedon. Será possível que a jovem "frágil" que andava comigo fazia parte da gangue? Bem não deu para perguntar pra ela, já que o Pokémon dela acabou se acordando e começava a rosnar para mim. Poochyena me olhava como se pensasse que membro iria retirar de mim.

Decidi me afastar um pouco enquanto sentava mais a frente, ali no chão. Libertei Tochi para ter algum companheiro entretanto não demorou muito para que mais companhia chegasse, um jovem com cabelos e olhos negros vinha acompanhado de seu Duskull, enquanto isso logo atrás um outro jovem com uma estranha cicatriz no olho vinha seguido de seu Absol. Os dois rapazes pareciam não se conhecer também e logo sentavam no chão, naquele momento os Pokémon comaçavam a se encarar como se fosse rolar uma guerra naquele lugar a qualquer momento.

Não demorou muito e a capitã do navio chegou, esta era um pouco baixa, entretanto tinha um olhar severo parecido com o de Angélica. Seus cabelos castanhos eram extremamente longos e bonitos, sua voz realçava que aquela era a mulher que mandava em todos daquele barco. Depois de muito falar (e de eu descobrir que ela havia confiscado meu revólver) a mulher subia até o convés deixando a porta aberta para quem quisesse explorar o navio.

O jovem de cabelos negros era o primeiro a se apresentar, se chamava Albert. O rapaz era meio estranho pois mostrou que desejava conhecer-nos, entretanto nem esperava que nos apresentássemos e logo subia as escadas desaparecendo de nossa vista. O outro rapaz continuou sentado ali por algum tempo, logo tratei de me apresentar para ele.

- Kyoichi Komuro, esse é Tochi. - Falava apontando para o Pokémon de grama. - Aqueles ali atrás são Nancy e Poochyena.

Apresentações a parte decidi ensinar alguns TMs para meus Pokémon, peguei a Pokébola de Helena e a libertei. A gatinha logo dava um sorriso e começava a correr atrás do seu rabo. Antes de ensinar novos ataques decidi dar um presente a Tochi, pegava de minha mochila um colar que mais parecia um ovo na ponta, era conhecido por dar boa sorte e logo eu pus no pescoço do Pokémon tartaruga. Em seguida pegava uma pequena máquina parecida com um celular, mas que era mais quadrada. Ia pondo calmamente os TMs ali e ia ensinando para Tochi e Helena.

off:
Equipar Lucky Egg em Turtwig
Ensinar Grass Knot, Swords Dance, Toxic e Attract para Turtwig.
Ensinar Swift, Calm Mind, Shadow Ball, Water Pulse e Ice Beam para Skitty, retirando Fake Out, Growl, Tail Whip e Tackle.
Kyoichi Komuro
Kyoichi Komuro


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Ayzen em Sab 18 Jan 2014, 15:07

O balançar do barco indicavam que estávamos partindo. Diante daquele navio de carga, alguns exploradores não licenciados rumavam para a Ilha Misteriosa, que surgiu no oceano de Shinki pouco depois do torneio de 50 anos pós-Grande Guerra. Um desses tripulantes era eu e Jasper, que estávamos ali tão perdidos quanto qualquer um daquele navio. Haviam dois morenos que estavam comigo, como clandestinos, cortesia das irmãs Gangsteres Yushiram. Mas pelo soar da emoção, a curiosidade, principalmente minha, só aumentava, devido ao fato de que não sabia nada daquele pedaço de terra cercado por água.

Uma capitã muito invocada aparecia ali nos convés e começava a ditar as suas regras. Sentia-me estranho perto dela, assim como sentia-me ao lado dos gerentes do Kazumi Hotel, que parecem saber tudo sobre nós. Ela parecia ditar regras gerais e algumas específicas, para cada um ali presente. A minha era deixar de falar do meio jeito com sua tripulação. Ora! Aquilo era uma afronta para comigo. Cruzei os braços em profundo desagrado com tal lei, mas Jasper pareceu adorar, já que fechava os olhos com um sorriso sínico, de cabeça curvada, como quem dissesse “Finalmente alguém calou-o!”.

De tudo era de se desconfiar ali, até na ilha. Principalmente, não sabia se poderia confiar nos dois rapazes que dividiam aquela parte do navio comigo. Jasper não gostava nada deles, e muito menos do Turtwig e do Duskull, deles. O que portava o Duskull eu parecia conhecer e quando o rapaz se apresentou, logo lembrei que ele era um apocalipse exilado, devido ao fato de ter traído a gangue. Não sabia o que ele era e nada dele e muito menos me importava, afinal, eu era apenas um homem que fazia o que era necessário para ganhar poder e naquele momento, derrotar e capturar o tal de Albert não me interessava nenhum pouco.

O jovem exilado deixava o local enquanto Kyoichi, e uma menina de nome Nancy, se apresentavam para mim. Ele também era tão desconfiado quanto o Albert e eu não era menos, muito pelo contrário. Todos nós sabíamos que erámos fora da lei, primeiro requisito para estar ali. Se Albert exilado, Kyoichi também poderia ser, ou até um gangster, ou um giratinista. Como não tinha cara de giratinista, ou era um gangster armagedon, ou um apocalipse, ou ainda um exilado. Não lembrava da cara dele, mas, como um colapso, veio a imagem na minha mente:


Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... SXYgrNp


Um Armagedon! Fiquei mais sério ainda com aquele homem e assim minha atenção crescia. Jasper era bom em prever desastres e por isso seria ele que iria me ajudar em caso de um gangster armagedon tentar me atacar. Eu, por outro lado, era escondido da população e assim ninguém me conhecia. Poderia tirar, muito bem, proveito disso e assim decidi continuar no anonimato.

- Quem eu sou? Quem é só a forma que deve ter um porquê e o que eu sou é um homem de capa, uma persona dramática. A sua vista um humilde veterano do marco da justiça, trajado de vítima e vilão pela licitudes do destino e este semblante não é verniz de vaidade e, sim, um mero apetrecho de me deixar oculto para àqueles que cujo dogma me abstém. – dizia articulando com as mãos e assim fazendo como se tivesse em um teatro, no palco, apresentando para o público a minha pessoa.

Jasper logo caiu virando a cara e fechando os olhos, repreendendo os modos que eu não abandonava. Nem esperei uma resposta e deixei os convés do navio, para explorar mais acima. Jasper me seguiu, ignorando o Turtwig que havia ficado.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Érica em Dom 19 Jan 2014, 03:31

Off: Lix, ficha atualizada ;)


Após um breve “apresentação” da capitã e de serem todos liberados para explorar, ou descascara batatas. Albert era o primeiro a se pronunciar, optando por dizer apenas seu nome e indo explorar o navio e sentir o vendo. Ficariam um longo tempo no local, então talvez não fosse uma má ideia conhecer o barco.

Kyochi, assim como o primeiro, se apresentava e informava o nome da garota que o “acompanhava”, recebendo um breve rosnado de Poochyena. Alexandro optou por não revelar sua identidade e, assim como o exilado, optava por explorar o navio. O Armagedon aproveitava o momento de tranquilidade e começava a ensinar alguns ataques para seus companheiros.

No convés, diversos marinheiros andavam de um lado para o outro. Alguns limpavam o chão, outros davam nós em cordas e verificavam as velas. Nenhum sinal da capitã aparentemente. O sol brilhava e o mar tinha poucas ondas. O balanço era suave e o vendo batia forte, agitando os cabelos de Alexandro e Albert.

Kyochi, ainda no porão, dava instruções de como os novos ataques funcionavam, tendo total atenção de Turtwig e Skitty. No entanto, sua atenção era desviada quando um pequeno roedor elétrico entrou correndo. Faíscas saiam de suas bochechas avermelhadas, demonstrando ainda não ter total controle. O recém-chegado se aproximava do grupo com um olhar amistoso. Talvez só fosse um curioso e olhava para o Pokémon Grass encantado. Para a infelicidade do Pokémon tartaruga, Pichu rapidamente arrancou uma de suas folhas e saiu correndo.

A fúria de Tutrtwig era implacável. Ele perseguia o roedor, recusando-se a deixar aquilo passar sem uma punição. Sem opções, Kyochi e Helena o seguiram. Nancy... Bom, esta continuou dormindo e Poochyena preferiu se juntar a ela no cochilo...

Já no convés, Tochi ainda perseguia Pichu, que se jogou no colo de um marinheiro gorducho. O homem barbudo e careca afagou o pequeno, olhando o Pokémon furioso e questionando o que havia ocorrido. Pichu mostrou a folha para o homem, o que enfurecia ainda mais o Pokémon Grass.

-Tudo isso por causa de uma folha? Ele vai tão pouco pra terra que coleciona tudo o que é verde. É só um bebê, não seja tão melodramático...

A fala do marujo apenas piorou tudo. Turtwig usou tackle no mesmo, quase o derrubando na direção de Jasper. O Pokémon desastre encarou, exigindo uma explicação. Pichu caia dos braços do homem barbudo, usando um choque sem querer, golpe que acertou outros três homens e quase atingiu a Duskull de Albert. Os recém-atingidos foram para perto, empurrando o exilado para junto sem querer. Death tentava auxiliar seu mestre, sem êxito. Absol e Alexandro eram também empurrados, por mais que tentassem se afastar, não tinham êxito e um pequeno caos se estabelecia.

Quando todos notaram, era o inferno na terra. Poeira se levantava e todos brigavam, sendo possível apenas visualizar alguns Pokémon e pessoas durante poucos segundos, antes de sumirem na fumaça. A bagunça não durou muito e o rosnado de um Gyarados fez com que tudo parasse e todos se acalmassem.

A serpente marinha tinha um olhar mortífero, encarando todos no grupo. No centro do que antes era o caos, um pequeno Horsea tremia, estando com o olhar arregalado e petrificado. O som persistente de uma bota batendo constantemente no chão. Quando todos olharam, a capitã tinha ambas as mãos na cintura e um olhar furioso.

-O que foi que eu disse sobre bagunça no convés?
-Mas... Você disse que era só limpar...
-Ta ta ta, essa regra é pra parte do convés inferior, no convés superior, nada de bagunça. Agora todos voltando para suas funções, que os cães sarnentos terão muito trabalho para fazer!

A mulher dizia autoritária e todos corriam apressados. Alguns minutos depois, Alexandro, Kyochi, Albert, o marujo gordo e os dois primeiros marinheiros que entraram na briga, todos descascando pilhas e pilhas de batatas. Pichu ainda brincava com a folha arrancada, sendo algumas vezes bajulado pelo marujo.

-Não teríamos entrado nessa se não fosse por esses três...

Um marujo de braços fortes e um olhar mal-humorado, tendo ao seu lado um Makuhita que o auxiliava a descascar batatas, acusava o trio foragido. O terceiro homem, baixinho e magricelo, capaz de se esconder facilmente atrás de um poste, concordava com ele. Era comum as pessoas se perguntarem como os ventos fortes não o levavam para longe.

A porta se abria, chamando a atenção de todos e a jovem ruiva adentrava. Nancy bocejava, esfregando um dos olhos, enquanto observava Kyochi.

-Finalmente te encontrei. Estava te procurando... E isso é vontade de comer batatas?

A garota perguntava, estranhando o grupo realizar a tarefa, claramente havia perdido a “pequena” confusão. Horsea continuava petrificado, com o olhar arregalado, após o nascimento não muito suave.
Érica
Érica


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Luna Yum em Dom 19 Jan 2014, 22:25

Após se pego de surpresa por uma confusão que nada haver com Albert e Duskull tinham, ele e os outros foram mandados para descascarem batatas. Albert estava sentado no canto daquele lugar e depois de algumas e muitas batatas limpas ele diz:

- Controle seu Pokémon da próxima vez, isso serve para vocês dois! Pichu pode ser agitado demais, mas se controlado é ótimo em batalha e até mesmo em outros fins. - diz Albert olhando para o Pichu do marujo ao seu lado. - E quanto a você! Seu Turtwig não vai morrer por perder uma de suas folhas, controle-o também! - foi o que o jovem alto pôde dizer para quebrar o gelo do silêncio ali dentro.

Ele então olhou para Duskull que repousava inclinada em sua coxa, ele sorriu vendo-a dormir um pouco depois da confusa que ele não teve nenhuma culpa. Logo a Capitã adentrou o local e questionou o jovem ao seu lado dizendo que o havia encontrado.

- Aaah, e sim! Quem sabe podemos comer batatas de todos os tipos, é sempre bom varias a maneira de cozinhar um mesmo vegetal. - Albert tenta dizer o porque de tantas batatas, mas na verdade era que tinha muita gente e muita batata e eles nem perceberam a pilha de batatas descascadas que se punha a nossa frente.
Luna Yum
Luna Yum


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Kyoichi Komuro em Ter 21 Jan 2014, 13:06

~x~ Kyoichi ~x~

Após um breve ensinamento de ataques decidi explicar melhor a meus Pokémon como eles funcionavam, Turtwig havia aprendido a usar seus ataques novos com êxito, ao contrário de Skitty que apenas perseguia seu rabo não dando a mínima atenção para minhas explicações. A tartaruga parecia bem animada utilizando seus novos ataques como se quisesse uma batalha para testá-los, enquanto Tochi treinava seu Swords Dance acabei reparando num pequeno Pokémon que descia as escadas para o porão, um pequeno ratinho amarelo de bochechas vermelhas também conhecido como Pichu vinha em nossa direção, parecia querer fazer amizade e provavelmente era de um dos marinheiros do navio.

O Pokémon parecia ser apenas mais um curioso, vinha chegando mais perto e ficava olhando para Tochi encantado. Turtwig quando reparou o elétrico decidiu parar de treinar seus ataques e se aproximar, Tochi levantava a pata direita e gritava seu nome num gesto de amizade, entretanto eu não imaginava como aquele Pichu pudesse causar tanta confusão. Num momento de distração de meu Pokémon, o ratinho foi lá e descaradamente arrancou uma folha de sua cabeça o que fez Turtwig tornar-se mais feroz que um Feraligtr e sair correndo atrás do elétrico subindo ao convés, tive que ir junto de Helena perseguir os dois.

O bebê ia correndo mostrar a nova aquisição ao seu dono, este parecia aprovar a atitude do Pokémon e ainda chamava Tochi de melodramático. Tudo bem que Turtwig não era um dos Pokémon mais calmos do mundo, entretanto aquilo devia ter ferido além de sua cabeça seus sentimentos. O Pokémon tartaruga controlado pela raiva utilizava Tackle quase derrubando o marinheiro e o Pichu em cima do jovem da Absol, aquilo transformou-se num efeito borboleta tão grande que quando fui ver já estava no meio de uma briga tentado impedir Turtwig de não apanhar de um navio inteiro. O rugido de um Gyarados fez todos pararem e olharem para cima, o Pokémon aquático parecia raivoso, ao seu lado a capitã, que parecia ser a dona dele, nos dava a maior bronca de todas e nos mandou de volta ao porão para que descascássemos batatas. Ah sim quase ia me esquecendo, quando o rugido de Gyarados fez que o círculo se abrisse um Horsea aparentemente assustado apareceu no meio dele, parecia ser do tal garoto que falava difícil.

No porão novamente deixei Tochi de castigo em um canto para que este pensasse no que fez, enquanto eu tinha que ouvir os marinheiros e até o tal de Albert me darem sermões dizendo para que cuidasse melhor de meu Pokémon, entretanto dei de ombros. Abrindo a porta do porão Nancy aparecia, parece que a garota tinha perdido toda a confusão.

- Bem não exatamente... Ah sim, preciso falar com você!

Dizia em resposta a pergunta da mesma, em seguida puxava esta pela mão e ia até o canto onde Tochi estava.

- Eu vi sua Poochyena, quer dizer você é Armagedon? Porquê não me avisou antes?



~x~ Tochi ~x~


Acho que é hora de eu contar a minha versão da história, em primeiro lugar eu não teria feito nada se aquele rato amarelado não tivesse puxado minha folha, digo a folha de um Turtwig é sua honra, imagine se passasse por um companheiro de espécie naquele estado? Provavelmente seria zoado. Bem o Tackle no marinheiro foi pelo simples motivo de eu não ter ganho um pedido de desculpas adequado, e além do mais melodramático?! Claro, quando eu arrancar essa sua barba vamos ver quem é o melodramático. Agora além de levar uma bronca de Kyoichi eu tinha que ficar ali no cantinho sem interagir com os outros, além de ter que ficar vendo aquele Pikachu anoréxico brincar com a minha folha, A MINHA FOLHA! Aquilo com certeza não iria ficar assim.

Bem acho que eu teria que arrumar um jeito de arrumar minha vingança, e já sabia como. Meus olhos brilharam verde por um momento e duas folhas de grama se amarraram nos pés de Pichu, aquele era o Grass Knot. Minha ideia de vingança era fazer aquele protótipo de Pokémon elétrico cair de cara no chão, uma pequena lição para um grande encrenqueiro.
Kyoichi Komuro
Kyoichi Komuro


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Ayzen em Ter 21 Jan 2014, 20:37

Depois de uma “apresentação” convincente para poder adentrar ao meio daquele barco, segui em direção à parte superior do navio, no qual estava repleta de marinheiros trabalhando e em suas devidas funções. Ali no meio, o jovem que havia deixado os convés andava tendo ao seu lado o seu Duskull. Um ex-apocalipse, que traiu a gangue. A minha organização. Deveria sentir raiva dele, mas na verdade, tanto faz ele ser exilado ou apocalipse, não iria me interferir na busca por poder. Seguia até o lado oposto, tendo ao meu lado Jasper, que andava com nobreza e desprezava aquele local.

O absol parecia incomodado com aquele local. Cogitar uma tempestade seria algo muito estranho, já que o local estava totalmente aberto e tempestade ali só se algum marinheiro sonhasse. Mas Jasper estava incomodado por outra coisa. Não demorava, e uma confusão se alastrava por ali. Parecia um efeito dominó que levava todos ali a uma briga.

Olhando para o lado eu percebia que Jasper estava super agoniado e me senti mais leve. Foi quando dei por mim, um Gyarados rugiu, chamando a atenção de todas e assim um brilho ocorria no meio do local. A falta de peso era proveniente do Egg Pokémon que rolava pelo canto do navio e dava origem a uma Horsea que nascia já atordoada ali no meio da confusão.

Tendo tempo só de pegar a minha Pokémon, na qual apelidei de Ária, eu fui punido para ir direto aos convés, descascar batata para servir de punição. A capitã parecia tão imponente quanto Angélica Tompson, o que me lembrou o motivo de estar indo para a ilha: a busca de poder!

Lá estávamos nós nos porões, descascando batata. Ária ainda tremia em meu colo e assim tentava fazê-la se sentir melhor. Jasper olhava para Ária. Seu olhar para mim era confuso, mas no fim eu via que Jasper era o Pokémon que iria cuidar dela. Pegando as duas TM, Ice Beam e Surf, ensinava para a pequena e assim ela ficava melhor. Se sentia mais segura sabendo novos ataques. O Duskull do lado voava baixo, encarando-me ensinar os golpes para a Horsea.

- Duskull é fascinante! Desejo auxilia-lo em sua empreita na ilha. Acho razoável e admissível que vá para àquele tormento bem instruído.

Com Toxic e Double Team, ensinava a massa Ghost os golpes, fazendo do exilado um alvo mais difícil na ilha. Depois disso, olhei para o grande saco de batatas e voltei a descascar mais um monte, enquanto Kyouchi falava com a menina ao lado. Possivelmente, eram ambos Armagedon. Respirei forte e ignorei os marinheiros, que estavam planejando algo, mas, eu não poderia saber bem o que era.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Érica em Qua 22 Jan 2014, 00:08

Fichas atualizadas \o Ay, tem alguma ideia de personalidade pra horsea, ou prefere que eu faça? =]




O grupo dialogava, repreendendo o Armagedon por este não controlar seu Pokémon. Este, no entanto, apenas deu de ombros e optou por ignorar. Seu Pokémon estava no canto do castigo, de extremo mau humor. O Pokémon Grass tramava sua vingança cruel contra o inocente roedor. Já Ária, a nova companheira do Apocalipse, pareceu se acalmar quando aprendia os novos ataques, mas ainda assim, nascer no meio da confusão que era separada apenas por um Gyarados com olhar de poucos amigos, não parecia ser a melhor forma de dizer “olá” a uma recém-nascida.

Alexandro ensinava alguns golpes para a Pokémon fantasma, enquanto o exilado começava a conversar com o marujo dono do Pichu.

-Colocá-lo para batalhar? Por Arceus, eu nunca faria isso com meu pequenino! Ele pode se ferir!

O homem barbudo dizia, recebendo um sorriso doce do roedor elétrico, que era claramente mimado demais pelo dono. Albert se pronunciava perante a pergunta da jovem ruiva, que não teve oportunidade de responder, sendo puxada pelo procurado para um canto distante.

-Então você e Muffin já se conheceram. Bom, você não perguntou nada e, quando acordei, você não estava por perto.

A menina respondia, sendo uma dedução lógica. Enquanto o mais velho estava distraído, seu Pokémon colocava em pratica sua vingança. A grama envolvia os pés de Pichu de forma discreta, puxando e fazendo com que o mesmo caísse de cara no chão. Seu plano havia dado certo e Tochi sorria vitorioso. Pichu se sentava, tendo um olhar choroso. Por um momento, todos que estavam por perto se comoveram com a carinha fofa, mas não durou muito.

Pichu demonstrou ter um belo pulmão, abrindo um berreiro ensurdecedor. Jasper e Makuhita se levantaram e recuaram, tentando fugir do som, mas esbarravam em uma pilha de batatas. Os vegetais desmoronavam e soterravam o grupo, menos Death que se salvou, flutuando para o alto, Pichu que, misteriosamente, agora estava sentado em uma caixa cheia de batatas, Kyochi e Nancy, que estavam distantes. Aqueles que haviam conseguido se salvar observavam os vegetais amarelos se espalharem e todos que foram acertados pelo “surf de batatas” se erguerem com dificuldade. Os três marujos e Makuhita encarando furiosos Turtwig.

-Isso é guerra?!

O rapaz magricelo perguntava, já erguendo uma esfera bicolor e encarando com grande irritação o fugitivo. O homem musculoso era auxiliado pelo Pokémon lutador, cuspindo uma casca do vegetal que antes descascava.

-Vocês três... Me fizeram descascar batatas, agora um de vocês fez com que eu fosse soterrado por elas, o que vocês vão aprontar na próxima?!
-Meu pequeno Pichu chorou! Você fez meu Pokémon chorar! Isso não vai passar em branco!

O barbudo dizia, tendo algumas cascas de batatas presas em sua barba. O menor ainda estava preso, sendo visível apenas sua cabeça e um de seus braços, enquanto ameaçava o trio de explorados. Makuhita teve que auxiliar o homem, que não parava de mandar todas as maldições imagináveis possíveis nos três homens e na ruiva. Nancy olhou para a situação, piscando um pouco e surpresa com o caos que estava naquele local.
Érica
Érica


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Luna Yum em Sex 24 Jan 2014, 00:11

Albert sentia ter seus cabelos puxados por alguém e quando conseguiu tirar pelo menos a cabeça para fora do mar de batatas viu que era Death lhe puxando para que ele se erguesse, o que não demorou muito. O jovem alto se pôs de pé e procurou pelos outros, mesmo que não gostasse de contato precisaria manter algum tipo de vinculo já que, seria dias a fio navegando naquele veículo.

Ele procura por Alexandro, o homem que auxilio Death com alguns ataques extras, para que essa pudesse ser ainda mais forte em batalha. Albert enfia uma das mãos no meio da montanha de batatas e puxa Alexandro pelo braço, o erguendo-o em um pulo e com força. - Hey, recomponha-se! - diz Albert soltando o jovem.

Não demora muito para os dois notarem o berreiro que Pichu estava a fazer naquele local, um choro alto e irritativo aos ouvidos do Exilado que logo olhou para o marujo que resmungava feito um velho babão.

- Não tenho culpa se o indivíduo que ainda está soterrado embaixo destas batatas incomodou o seu pequeno Pokémon. Estou me retirando do ambiente, antes que eu seja envolvido ou culpado por simplesmente estar no local, assim como aconteceu no convés, hoje mais cedo! - Albert levantou sua franja que pesava em frente aos olhos e retomou - Espero não ser culpado por atitudes irresponsáveis alheias!

Death após ver que seu mestre estava um tanto exaltado, sentou-se no ombro do Gangster e com ele seguiu para saída para pegar um pouco de ar e ficar ao menos por minutos longe de confusão. - Alex, não nos falamos muito ainda, mas estarei lá em cima caso queira conversar! - foi tão só o que ele disse e nada mais se ouviu de sua boca, este então subiu para o convés superior!
Luna Yum
Luna Yum


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Kyoichi Komuro em Sab 25 Jan 2014, 18:46

Em menos de minutos o caos novamente se ergueu, Tochi novamente era o culpado, eu teria que ter uma séria conversa com o Pokémon. Olhei para Turtwig com olhar de reprovação e exclamei em tom de voz baixo:

- Mais tarde vamos conversar.

Enquanto isso ouvia os marinheiros balbuciarem algumas coisas, mais parecendo um grupo de Mankeys enfurecidos. O exilado se retirava do local, temendo que a culpa caísse sobre ele, não podia culpá-lo afinal os homens pareciam ter pego implicância com nós. Tentando acalmar as coisas dei alguns passos a frente e comecei a dialogar com os marinheiros.

- Aposto que ele não fez por querer, não é Tochi? - Virei o rosto para Tochi, entretanto este apenas deu um sorriso para mim de volta como se o assunto não fosse com ele. - Afinal de contas, não seja tão melodramático.

Disse em um tom calmo, mas debochado para o dono de Pichu. Ora este reclamara tanto de meu Pokémon e agora estava tendo uma atitude tão infantil quanto a dele, enquanto isso ao fundo do navio Tochi dava um sorriso sarcástico como se estivesse feliz. A única que parecia não se importar com aquilo era Helena que esfregava a cabeça na perna de Nancy, demonstrando ter gostado muito da Armagedon. Depois de falar aquilo me sentava no chão e voltava a descascar as batatas.
Kyoichi Komuro
Kyoichi Komuro


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Ayzen em Dom 26 Jan 2014, 00:47

Off: Havia preparado algo para ela, mas devido ao nascimento conturbado, deixo para você, Mel! ^^

Era uma alegria ter mais um novo membro em minha equipe, por mais que este seja um membro novo e que requer mais trabalho que qualquer outro Pokémon, Ária provaria o seu valor quando assim pudesse, enquanto eu, prestaria mais atenção na Pokémon Water, que mesmo em meus braços, estranhava todos ali, descascando batatas e assim eu começava a achar que ela teria alguns problemas com os outros.

Pensando mais na Pokémon e ensinando novos golpes, no ponto em que ela poderia ser tão certeira quanto Absol, eu logo via que era uma Pokémon que precisava de paciência, mas não era para ela e, sim, para mim. Retirava o Exp. Share da bolsa e assim aplicava na Pokémon. Ela poderia ficar bem com o tempo, mas no momento, precisava de consolo.

Assim que eu pensava em deixar o local, justificando que a Pokémon precisa de novos ares, o Turtwig preparava a sua vingança contra o Pokémon Electric. Usando de Grass Knot, o Pokémon prendia os pés do pequenino, que caia no solo estonteado e assim sofria com aquilo. Um berro ensurdecedor era ouvido e assim eu logo deixava a minha viagem para fora e permaneci ali.

Os marinheiros se revoltavam de vez e pareciam que iriam querer atacar. Makuhita demonstrava a sua fúria, assim como o do seu mestre e também do outro marinheiro que saia debaixo das batatas. Engole ao ver que era possível ter uma briga ali, enquanto o jovem Albert tentava sair. Aquilo não me agradou nada! Se estávamos ali junto, teríamos que sair dali junto. Com um movimento com a cabeça, Jasper entendia e assim saltava alto, bloqueando a passagem para o exilado sair.

- Ora, ora, meus caros compatriotas. Vejo que sua revolta se estende por esses convés como o choro de medusa se estende no mar. No entanto, há de se ressaltar que não podemos levar em consideração infantis e infames lutas de nossos pequenos, embora estes tenham consciência de seus atos, nós donos não podemos pagar por estes. Que tal deixarmos nossas desavenças? – tentava estabelecer a paz.

Olhei para cada um. A sua cara de irá continuava ali e assim percebia que uma batalha estava pronta para acontecer. Ainda bem que havia mandando Jasper impedir a fuga de Albert, afinal, sem ele estaríamos em condições piores. Tentei renegar o fato de Pichu ser um bebê, mas a causa daquilo tudo era o pequenino e com certeza teríamos trabalho com ele e hostilidade por toda viagem...


Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Érica em Seg 27 Jan 2014, 22:54

O exilado era socorrido por sua fantasma, conseguindo sair do mar de batatas e socorrendo o Apocalipse. Os três marujos se recuperavam do “surf” amarelo, colocando a culpa nos três viajantes. O Armagedon logo tentava “amenizar” a situação, no entanto, enfurecia ainda mais o homem barbudo.

-Não ser melodramático?! Seu Pokémon foi o culpado por estarmos sendo punidos pela capitã! Ele foi o culpado por uma montanha de vegetais ter caído sobre nossas cabeças! Pichu é uma criança com saudades de verde e olha o que ele fez!

Albert, querendo ao máximo evitar levar outra punição por algo que não havia feito, tentava sair do local, mas era impedido pelo Pokémon desastre. Alexandro tentava acalmar a todos, no entanto, tudo o que conseguiu foi um olhar confuso de todos. Talvez a capitã estivesse certa e inteligência não era o forte daqueles marinheiros. Horsea pulou para a bolsa do Apocalipse, encolhendo-se, como se temesse outra briga que fosse terminada por um Pokémon com cara de poucos amigos.

-O que?! Ta tirando uma com a nossa cara?! - O menor dizia, coçando a cabeça.
-Entendi nada... – O músculo encarava o Apocalipse, claramente confuso.
-Não interessa, são arruaceiros, só aprendem de uma forma!

O ultimo a se pronunciar, o homem barbudo dono de Pichu, dizia com raiva e pegando uma Pokébola, liberando da mesma um Pokémon voador de coloração azulada. Ducklett voava, encarando a todos com um olhar amigável e brincalhão.

-He, estou querendo mesmo treinar minha companheira. Espero que sirvam pelo menos para isso.

O magricelo dizia num rosnado e sorrindo de forma debochada, lançando também uma esfera, que logo dava forma a um Pokémon sapo e verde. Ao contrário da voadora, não tinha um olhar amistoso. O musculoso apenas olhou para Makuhita, acenando com a cabeça, enquanto o lutador se posicionava ao lado das duas. Pichu logo correu pra fora do local, claramente querendo evitar entrar em alguma encrenca, mas sem nunca soltar a folha arrancada de Turtwig.

A garota ruiva pegava a felina nos braços e acariciava a cabeça da mesma, apoiando-se na parede e assistindo tudo. Suspirando e murmurando que só de pensar em lutar naquele caos, já era trabalhoso demais, claramente desinteressada em participar daquilo e pensando em voltar pra rede e dormir.



Off: vou tentar fazer alguma coisa ^^ só n entendi em quem foi equipado o exp. share XD
Érica
Érica


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Luna Yum em Qua 29 Jan 2014, 20:57

O sangue de Albert ferveu quanto foi impedido de sair do local por quem ele acabara de salvar do "surf" de batatas, estava em sua mente questionando a si e ou que lhe tocara.

"Como um Apocalipse pode querer apaziguar uma situação como essa, esse papel não cabe a ele e nem a qualquer um que seja Apocalipse, mas mesmo assim, isso já foi longe o bastante para eu ficar calado"

- Ótimo! Eu avisei, vocês só podem estar sendo afetados pelo excesso de sal ou pela maresia, é ou estão loucos mesmo! - Albert serrava os punhos e contraia seus músculos, demonstrando não estar nada bem com toda a situação.

Ele relaxa por uns instantes e volta seu olhar ao Gangster que lhe impedira de partir. - Acha mesmo que vai conseguir isso? Tentar dialogar com homens desse "naipe" não vai adiantar e pelo que eu sei, você recebeu ordens da Capitã para nem pensar nisso! - dizia Albert dando uma leve observada no local em total desordem. - Não me preocupo em lutar, ainda mais quê, não tenho culpa alguma em nenhum dos fatos anteriores ocorridos por essa navio.

Death que ainda repousava em seu ombro levantou e foi em direção a Alexadro o fazendo ficar atrás dela, assumindo a dianteira, ficando parada em frente a dupla Apocalipse com os olhos fitos nos pequenos monstrinhos lançados a pouco no ambiente.

Eu olhando para as costas de Death e em seguida olhando para Alexandro disse: - Agradeço pelo suporte dado a ela, mas eles estão em 3 então não espere que eu lute sozinho! - falou o Exilado em tom irônico. - Death, apenas tome cuidado... Sei que é forte mas não queira carregar todos em suas costas! - o jovem estava preocupado com sua Pokémon, não sabendo o que lhe aguardaria e desprendendo o lenço de sua testa e o prendendo novamente ao rosto afim de cobrir o nariz e encarando Alexandro para que fizesse o mesmo, ele continuo - Minha pequena Deusa do mundo obscuro, use o Toxic naquele Ducklet e em seguida use o Double Team e dance com as suas sombras nesse navio!
Luna Yum
Luna Yum


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Kyoichi Komuro em Qua 29 Jan 2014, 21:58

Aquilo havia ficado fora de controle e com certeza não seria fácil controlar aquilo, agora o homem barbudo estava irritado com o Pokémon e com o dono também, bem ele tinha alguma razão. Talvez não devesse ter chamado ele de melodramático, mas bem acontece,  agora teria que batalhar de qualquer jeito.

Albert era impedido de sair e isto parecia ter deixado este nervoso, por sorte o exilado estava do nosso lado. Os marinheiros já tinham liberado seus Pokémon, um Ducklett, Makuhita e um sapo verde que não consegui identificar primeiramente. Bem o exilado já tinha dado as ordens para sua Pokémon, decidi fazer o mesmo. Levantei-me do chão e finquei a faca na batata que estava cortando deixando esta presa nas caixas, olhei para trás e lancei um sorriso para Tochi exclamando:

- Não era isso que você queria?

O Pokémon tartaruga se levantava com um pulo e ia correndo em minha direção, Turtwig se preparava em posição de batalha e gritava o nome de sua espécie bravamente. Tochi com certeza descontaria toda a raiva de ter sua folha arrancada na batalha.

- Tochi vamos com calma, utilize Toxic naquele Pokémon. - Falava apontando para o sapo. - Em seguida prenda os pés dele com Grass Knot e faça-o tropeçar.

Observava Albert tapando o nariz e o rosto com a bandana para se proteger do Toxic e decidia fazer o mesmo fechando meu casaco até em cima e tapando meu nariz com ele.

- Cuidado com o Toxic, Turtwig!

Dei um grito para a tartaruga e ela assentiu com a cabeça, parecia ter entendido.
Kyoichi Komuro
Kyoichi Komuro


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Ayzen em Qua 29 Jan 2014, 22:32

Off: Foi no Horsea o Exp. XD
Como havia previsto, uma batalha estava prestes a acontecer naquele navio. Diante disso, Albert seria um aliado indispensável e apesar do fato do exilado não ter gostado, eu precisava dele ali. O jovem moreno logo entendeu que era requisitado e ficou do lado meu e do Armagedon. Nenhum dos dois sabia que eu era um Apocalipse, o que me deixou no anonimato e por isso evitaria de causar discórdia naquele navio... Se bem que matar um Armagedon e de um exilado apocalipse me renderia pontos para com a minha gangue... Talvez depois eu pensaria nisso melhor.

Jasper retornava ao meu lado assim que pôde e assim via o Pokémon com o seu olhar baixo, esperando as próximas ordens e, aparentemente, rezando para que eu não fizesse um show de oratória ali que confundiria a todos. No entanto, precisaria mais do que difíceis palavras para Jasper se confundir, afinal, era muito tempo de convivência.

Eu peguei Horsea e coloquei logo atrás do Turtwig e da Pokémon Ghost, a mesma ainda se encolhia ainda constrangida com todos, mas a sua presença ali era passageira. Eu logo erguia a voz, dessa vez, em posição de combate.

- Cavalheiros, vejo que a irá de vocês só podem ser apaziguada por um batalha. Companheiro Albert, perdoe o uso de um vocabulário mais sofisticado, mas é de muito se apreciar que isso seja uma característica notória da minha pessoa, mas farei o possível para suprimi-la ao culminante possível. – dizia para todos os três marinheiros e em seguida para o exilado.

O Armagedon repreendia o seu Pokémon, deixando esse na batalha. Horsea ainda olhava curioso para as pessoas ali e assim eu trouxe a minha experiência de batalha para poder vencer o combate.

- Horsea, após os seus companheiros atacarem, use o seu Surf, seguido de um Ice Beam. Congele a água quando esta bater nos seus oponentes e imobilize-os. Evite congelar os seus parceiros. – dizia para ela.



Estilo do Surf:
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Cynthia_Gastrodon_Muddy_Water

Surf para ser lançando parecido com esse Muddy Water...
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Érica em Qui 30 Jan 2014, 19:31

Off: equipado \o só vai demorar um pouco pra sair as personalidades >.< quanto ao surf, ele é uma onda.  Shinkidex diz que é uma onda , as imagens do bulbapedia são de ondas (ou poké nadando e carregando trainer), não teria como surf ficar igual ao muddy water.


O trio preparava-se para batalhar. A situação já estava fora de controle e os marujos deixavam claro que não pretendiam deixar os exploradores irem sem uma batalha. O exilado sentiu a raiva fluir em suas veias, aceitando o combate, embora um pouco a contra gosto. Ao contrario de Albert, o Pokémon Grass parecia feliz em poder descontar sua raiva em alguém, dando um grito de guerra. Alexandro mandava sua Pokémon tímida para o combate e todos começavam a dar os comandos para seus companheiros.

-Minha pequenina, não deixe essa Pokémon horrorosa envenená-la! Voe e desvie do ataque dessa coisa feia e use Attract em Turtwig, seguido de um Wing Attack!
-Politoed, comece a saltar para desviar e se oculte entre as caixas, fique longe do chão! Use Bubblebeam na Duskull e tente colocar essa tartaruga pra dormir com Hypnosis!
-Makuhita, impeça o Grass Knot de Turtwig com Fake Out e use Tackle na Horsea! Não será preciso muito para que ela caia!

Por alguma razão, a principio desconhecida, Nancy se afastava e ficava mais próxima da porta. A primeira a atacar foi a Pokémon fantasma, lançando um jato arroxeado contra a Ducklett, que voava e conseguia evadir. O liquido roxo caindo no chão e cobrindo algumas batatas. Cópias da Pokémon surgiam ao redor da mesma, confundindo a todos.

Turtwig tentou atingir outro oponente com Toxic, no entanto, a Pokémon Water saltava e ele atingia as paredes e mais batatas com o jato venenoso. Aproveitando a distração do Pokémon Grass, a Pokémon Flying usou Attract no mesmo, deixando-o apaixonado por ela, o que fez o marujo barbudo gargalhar alto. No entanto, isso não impediria Tochi de usar Grass Knot, sendo impedido apenas pelo Fake Out, ficando Flinch. A Pokémon sapo tentou atingir Duskull com as bolhas, mas com tantas réplicas, acabou acertando apenas uma cópia.

Horsea logo usou Surf e formou uma onda gigante. Infelizmente, era um lugar fechado e o golpe, além de atingir a todos, enchia o ambiente, visto que não havia para onde a água sair. Pela diferença de nível, o ataque tirava pouco de todos, mas o peso extra fazia o navio afundar um pouco e todos os treinadores nadavam para o alto, em busca de ar. Os jatos roxos de Toxic, ainda recentes, começavam a se dissolver na água, deixando quase todos Baldy Poison. A única que se salvou foi Ducklett, que conseguiu sair da água e voava no pouco espaço que havia sobrado.

Com todos submersos, Politoed e Makuhita não conseguiram atacar, se recuperando da surpresa. Os clones de Death sumiram ao serem atingidos pela onda. A Pokémon pata não conseguia localizar seu alvo na água, tendo sua visão atrapalhada pelas batatas. Ária olhava ao seu redor, em duvida se devia congelar a água como ordenado, visto que até seu mestre seria congelado caso o fizesse. Batatas flutuavam e boiavam em meio a água envenenada, provavelmente não seria mais seguro ingeri-las. Todos sofriam com o veneno.

A capitã não ficaria nem um pouco feliz com aquela bagunça...


Hora da Batalha
Condições da batalha: Porão fechado e cheio de caixas e batatas. Água do Surf com Toxic misturado cobrindo boa parte, ficando pouco espaço no topo para todos pegarem fôlego e Duclett com voou limitado. Barco afundou um pouco devido o peso extra.

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 355
Duskull/Death  
Lv.08
Trait: Levitate
90%, Status: +1 Evasiva / Badly Poison
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 387
Turtwig/Tochi  
Lv.06
Trait: Overgrow
82%, Status: In Love por Ducklett / Badly Poison
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 116
Horsea/Ária  
Lv.01
Trait: Swift Swim
95%, Status: Badly Poison
Vs.
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 186f
Politoed
Lv. 13
Trait: Water Absorb
95%, Status: Badly Poison
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 580
Ducklett
Lv.11
Trait: Keen Eye
92%, Status: Normal
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 296
Makuhita
Lv.13
Trait: Guts
92%, Status: Badly Poison
Obs.: Politoed n levou dano pelo surf devido sua habilidade.
Érica
Érica


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Luna Yum em Sab 01 Fev 2014, 17:46

Albert que estava de água de tonalidade roxa até o pescoço encarou Alexandro com os olhos em chamas de tanta raiva e em sua mente algo lhe rebatia...

"Vai precisar dele, não seja tão bruto assim" e sua boca se mexeu - Depois dessa cuido de você mais tarde! - o Exilado encarou o Gangster e volto-se para a luta.

- Death, vejo que teremos que terminar com isso o mais rápido que der, então acompanhem-me! - diz Albert olhando para os dois Gangster's. - Minha Deusa, você é uma fantasma e quero que abuse de sua habilidade natural que é sumir e atravessar paredes, caso seja alvo de ataques sinta-se a vontade para desaparecer e andar pelas paredes deste lugar. Agora, suma e procure aquele projétil de Pato e use o Toxic nele, caso ele tente usar algum ataque em você, use o Disable e depois suma até que eu chame novamente.

"Precisamos virar isso, se demorar demais isso vai acabar com a gente e eu só tenho a Death para usar em batalha"

- Rapazes, espero que estejam preparados pois precisamos terminar isso aqui e agora então, chega de tentativas loucas de suicídio e faça os títulos de vocês, valerem a pena! - exclamei nadando um pouco para trás e ficando no meio dos dois Gangsters.
Luna Yum
Luna Yum


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Kyoichi Komuro em Sab 01 Fev 2014, 23:09

Uma bagunça se alastrou no local, calma deixa eu contar do começo. A batalha começou normalmente com os Pokémon sendo ordenados pelos seus mestres e utilizando os movimentos comandados pelos seus mestres, a partir daí tudo de ruim aconteceu. Pra começar Tochi acabou levando a pior na batalha, a tartaruga errou seus dois ataques e ainda acabou sendo atraído por aquela pata, entretanto a gota d'água (literalmente) foi quando Horsea utilizou o Surf e acabou inundando a sala.

O Pokémon era apenas um recém-nascido e já conseguia utilizar um ataque de tamanha magnitude aquilo era incrível, mas nem tão incrível era o que aconteceu a seguir. Nós juntos de nossos Pokémon acabamos sendo envenenados pelo Toxic que os Pokémon erraram e se espalhou pela sala, agora teríamos que lutar dentro d'água e ainda assim com o Toxic reagindo no nosso sistema sanguíneo.

Albert encarou o outro jovem que estava com nós, o clima parecia de tensão entretanto o exilado logo mandou seu Pokémon atacar. Tinha que pensar em que movimentos ordenar para Tochi, seria difícil lutar na água e ainda mais com Turtwig apaixonado pela Ducklett, entretanto havia aprendido com Jasmine que aquele ataque tinha suas utilidades.

- Tochi parece que Ducklett quer ficar juntinha de você, que tal utilizar Attract nela para vocês ficarem juntos?

Falava para Turtwig pensando logo no próximo movimento, então pensei num jeito ótimo para trabalharmos em equipe.

- Ei peça para sua Pokémon congelar os braços de Makuhita. - Me virava e falava isso para o dono de Horsea. - Tochi aquele Makuhita quer a Ducklett só pra ele, vamos eliminar a concorrência! Empurre ele até o fundo do navio, lá prenda os pés dele com Grass Knot fazendo com que ele se afogue lá.

Minhas ordens eram claras e simples, esperava que Turtwig soubesse fazer tudo do jeito que era lhe ordenado.
Kyoichi Komuro
Kyoichi Komuro


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Ayzen em Dom 02 Fev 2014, 00:16

Off: Nossa, quanta água! '-'
Off¹: Desculpe a todos, não sabia que Surf produzia tanta água XD

A verdadeira confusão havia se alastrado pelos convés do navio. Depois de tanto desejar sair dali sem uma confusão, lá estávamos nós, os clandestinos que acabaram de afundar o navio. De fato a capitã já deveria ter percebido o peso do navio e assim a baixa velocidade e não demoraria até ela vim ver os convés. Ária era um bebê e já nova conseguira usar um golpe tão poderoso a ponto de criar água por todo aquele lugar, deixando-nos em uma má situação.

Situação pior era ver o veneno do Toxic dos meus aliados, perdidos ao ar, sendo misturados pelo local, deixando claro que aquela água estava imprópria para o consumo. O veneno se misturava na água e todos que ali tinham contato estavam padecendo de veneno. Até sentia algo correndo pela minha circulação sanguínea, deixando me curioso à respeito, mas logo decidir acreditar que era coisa da minha cabeça.

Seguindo a lógica e o olhar torto do exilado, eu deveria ter cuidado ao usar Ária, afinal, era uma recém-nascida e não controlava o seu poder ainda naquela idade. Jasper surgia nada e o olhar dele se assemelhou com o de Albert, me deixando ainda mais intimidado.

- O que você queria? Era desprovido de tais eventos que permeiam este meio. – respondia o Pokémon Dark, quer abaixava a cabeça em desaprovação, enquanto encontrava uma caixa que por ali flutuava.

A caixa afundou um pouco, mas deixou Jasper sobre um olhar privilegiado, enquanto os Pokémon tentava e salvar. Pobre seria Makuhita, que seria o que teria maior dificuldade ali. Abençoado era Politoed, que teria um verdadeiro campo de nado para poder batalhar.

Horsea se aproximava de mim, cabisbaixa, toda tímida, querendo redimir o seu erro e assim levava em consideração o pedido do jovem Gangster, o que me deixou a perceber que era muito imprudente. Não necessariamente as ordens, mas, era mais imprudente o fato de continuar usando a Pokémon cavalo-marinho na batalha.

- Perdoe as minhas ordens, meu caro, não havia imaginado que Surf traria tanto transtorno. Entretanto, nego-lhe a autoridade de usar do Ice Bem de minha Pokémon, pelo fato de que a mesma se encontra mais terrificada do que antes e escolho deixar disfrutar deste habitat. – dizia para o jovem e assim sorria para a pequena Ária. Usar Ice Beam na água poderia ser prejudicial para todos ali.

A Pokémon se sentia mais segura perto de mim e assim olhei de volta para Jasper, o qual soube bem o que deveria fazer: assumir o combate! Sobre a caixa, o primeiro Pokémon que o desastre fitou era a Pokémon pata, que estava sobre situação estratégica em campo. Naquele momento, deveria usar de todo a minha atenção para poder vencer.

- Ária, procure um local do navio em que você possa usar de sua influência para poder livrar esta parte da água. Procure e fique na espera, esperando a minha ordem! – Ária não demorava e sumia de vista. Agora a Pokémon queria redimisse. – Jasper, está pronto? – O Pokémon acenou sério para frente, indicando que estava pronto para o combate. – Salte e use o seu Double Team, atraindo a atenção de Ducklett, fazendo assim a mira de seu oponente melhor. Em seguida, mergulhe e use o seu Scratch no Ducklett, levando-a para a água, isso após os golpes dos seus oponentes. Tente se misturar entre os seus clones, e assim despistar os seus oponentes. – concluía.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Érica em Qua 05 Fev 2014, 18:53

Off: torno tudo mais divertido \o/
Off²: Personalidades
Spoiler:
Horsea: Uma Pokémon meiga e tímida, preferindo ficar escondida atrás de seu mestre ou de Jasper. Muito gentil, embora medrosa, assustando-se com grande facilidade, ficando petrificada e de olhos arregalados quando isto ocorre. É esforçada, mas incapaz de fazer maldades, sendo inocente. Tem medo patológico de Gyarados, trauma adquirido quando nasceu.

Flareon: Altamente hiperativo. Incansável, não consegue ficar 5 segundos sem fazer nada, tendo que se movimentar constantemente, parecendo estar “ligado na tomada”. Tem dificuldades em se concentrar em algo por muito tempo, sendo muito agitado e impulsivo. Se distrai com grande facilidade e vive imaginando coisas, podendo parecer avoado, como se vivesse no “mundo da lua”. Se esquece rapidamente do que lhe é dado, perdendo objetos com frequência, além de se esquecer de ordens, pedidos, regras... Adora brincar de correr e se diverte assustando Ária. Foi diagnosticado com TDAH.
O que acha?


O exilado e os três marujos encaravam o Apocalipse de forma nada amigável. Todos sentiam o efeito do veneno percorrendo o seu corpo, o que não melhorava o humor do grupo. Toxic, definitivamente, era um ataque perigoso. Embora a fúria, Albert já comandava sua parceira, ordenando que sumisse.

Todos os oponentes ficaram confusos com o desaparecimento da fantasma. A pata era surpreendida pela adversária, sendo atingida pelo Toxic, o que acarretou em xingamentos do marujo barbudo. O golpe surpresa abriu a oportunidade para Tochi de usar Attract, deixando a Pokémon apaixonada por ele. Turtwig se preparava para atacar seu “rival”, dando um grito de guerra, mas aquilo pareceu deixar a Ducklett mais apaixonada, pousando em uma das caixas e o chamando para perto. Ignorando Makuhita por completo, Tochi foi para junto dela. Ambos em cima da caixa, as cabeças juntas e os olhos em forma de coração, deixando as leves ondas levarem o barquinho improvisado dos dois. Um lindo passeio romântico. O marujo dono da Pokémon Water tentava comandá-la, mas assim como Tochi havia ignorado o Armagedon, Ducklett ignorava seu mestre, desejando continuar ao lado do Pokémon Grass.

Jasper assumia o campo no lugar da Pokémon cavalo marinho. Ária tentava encontrar uma forma de se livrar da água. O Pokémon desastre criava algumas cópias, no entanto, Ducklett estava ocupada demais prestando atenção em seu amado, para reparar em Jasper. Absol se preparou para atacar a Pokémon voadora, no entanto, o amor de Turtwig o fez utilizar Tackle no mesmo. Ambos se feriam com os ataques um do outro, mas Ducklett ficava ainda mais encantada em ver Tochi a defendendo.

-Makuhita, utilize Focus Energy e em seguida Arm Thrust nesse Absol!
-Politoed, use esse campo ao seu favor! Ataque com Bubblebeam a Duskull e em seguida Water Gun em Absol!
-Ducklett, esses Pokémon tentaram te atacar e ferir Turtwig, vai permitir isso?! Use Icy Wind na Duskull e Wing Attack no Absol!

Makuhita, embora com dificuldade de se locomover no campo, usava Focus Energy e avançava contra Jasper, no entanto, o ataque atingia uma de suas cópias, destruindo-a e reduzindo o número de Absois em campo. Politoed utilizou as bolhas, mas a Pokémon Ghost desaparecia, desviando do ataque. O jato d’água avançou contra um dos Pokémon Dark, mas novamente, uma das cópias que era afetada. Ducklett utilizava Icy Wind contra Duskull, esta evadindo novamente, sumindo da vista dela e usando Disable, impedindo-a de usar o golpe Ice por algum tempo. A Pokémon pata, no entanto, ignorava Jasper e ficava ao redor de Turtwig, tentando confortá-lo do envenenamento.


Hora da Batalha
Condições da batalha: Porão fechado e cheio de caixas e batatas. Água do Surf com Toxic misturado cobrindo boa parte, ficando pouco espaço no topo para todos pegarem fôlego e Duclett com voou limitado. Barco afundou um pouco devido o peso extra. Tempestade forte e altas ondas, o que está agitando o barco.

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 355
Duskull/Death  
Lv.08
Trait: Levitate
83%, Status: +1 Evasiva / Badly Poison
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 387
Turtwig/Tochi  
Lv.06
Trait: Overgrow
65%, Status: In love for Ducklett / Badly Poison
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 359
Absol/Jasper  
Lv.08
Trait: Super Luck
85%, Status: +1 Evasiva (3 cópias, contando original) / Badly Poison
Vs.
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 186f
Politoed
Lv. 13
Trait: Water Absorb
88%, Status: Badly Poison
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 580
Ducklett
Lv.11
Trait: Keen Eye
87%, Status: In love for Tochi / Badly Poison / Icy Wind Disabled (5 turnos)
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 296
Makuhita
Lv.13
Trait: Guts
85%, Status: Badly Poison / + Critical Hit

Os três marujos pareciam, no mínimo, a um passo de explodir de tanta raiva. Não aceitariam serem derrotados de forma alguma. O som de uma trovoada se tornava audível, as ondas empurravam o barco, agitando a água dentro do compartimento, o que parecia complicar ainda mais o combate. Uma tempestade forte devia ter iniciado, o que poderia explicar a ausência da capitã.

-Makuhita, não desista tão facilmente! Use tackle para tentar derrubar Turtwig de volta na água e em seguida Vital Throw no Absol! Esse golpe nunca erra, então não temos que nos preocupar com essas cópias!
-Politoed, use Hypnosis em Duskull e em seguida Water Gun nela! Já está sendo problemática demais!
-Ducklett, use Attract no Absol e em seguida Water Gun em Duskull! Não vamos deixar ela sair impune depois de tudo o que fez com você!

Os novos comandos eram dados e, tirando Ducklett, todos pareciam prontos para executá-los. Nancy nadava, se aproximando de Kyoichi, a Skitty agarrada em sua cabeça, tentando evitar a água a todo custo.

-Hey... É difícil abrir a porta estando tudo alagado, sua Skitty não está facilitando... Poderia retorná-la?

A ruiva pedia, tendo um olhar entediado na face. A felina encarava por todos os lados a água envenenada, o pelo molhado declarando que não havia escapado, mas isso não a impedia de usar quem estivesse perto como ponto seguro.
Érica
Érica


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Luna Yum em Qua 05 Fev 2014, 21:09

O barco balançava fortemente de um lado para o outro criando pequenas ondas no convés inferior e fazia as caixas que boiavam se movimentarem. Os cabelos de Albert pingavam o líquido arroxeado que preenchia o ambiente e infectava sua corrente sanguínea assim como todos naquele local.

Eu olhava para aquele lugar em busca de uma saída, algo que pudesse tirar toda aquela água dali e nos deixar outra vez, colocar os pés na madeira fofa e molhada do navio e ainda me preocupava com a batalha que logo voltou ao seu próximo Round.

Eu procurei Duskull novamente e vi sua sombra que sumiu rapidamente, ela entendia que ficar exposta era perigoso e que eu adorava brincar nas sombras dela. - Está indo bem, minha Deusa! - dizia Eu passando uma das mãos no cabelo e o tirando da frente dos olhos. - Você consegue escapar disso, use o Double Team enquanto está escondida e use sua habilidade de atravessar paredes para escapar dos ataques desses imbecis metidos a certinhos, dance com suas cópias e misture-se entre elas, espere um descuido daquele pato de borracha azul e use o Night Shade nele, feito isso suma com suas cópias e baile pelas sombras. - exclamei. E observando a situação eu pensei por uns instantes e cuidando de um possível ataque eu voltei a dizer: - Death, apareça na frente de Absol dançando com suas cópias e receba o ataque de Makuhita, após isso dê apoio para ele e desapareça novamente.

Olhei para os dois a minha volta e os encarei, esperando que tivessem entendido meu olhar e imaginado em que eu estava pensando e que agissem comigo para sairmos daquela situação vivos. Só podia esperar que interpretassem minha ação corretamente e que a harmonia acompanhasse o trio a poupo conhecido.
Luna Yum
Luna Yum


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Kyoichi Komuro em Qua 05 Fev 2014, 21:33

A batalha era difícil e todos aqueles Pokémon nadando no meio da água em volta de caixas de batata só me deixavam mais confuso. Tochi não ajudará em quase nada naquele turno, visto que ele acabou atacando um de nossos aliados teríamos que dar um jeito daquilo não ocorrer de novo. Nancy me chegara com Skitty em sua cabeça, a gatinha parecia estar assustada com a água então retornei ela para sua Pokébola.

Depois dos nosso rivais ordenarem seus ataques comecei a pensar em algo a fazer, minha primeira ideia foi retornar Tochi para a Pokébola e soltá-lo novamente em seguida para que assim este se livrasse da paixão, desse jeito fiz recolhendo a tartaruga e a lançando novamento em um gesto rápido. Turtwig parecia estar melhor agora, entretanto seria interessante testá-lo.

- Tochi desvie do golpe de Makuhita mergulhando na água, lá dentro utilize o Tackle para empurrar Politoed para o fundo. - Dava uma pausa para respirar e pensar no próximo movimento. - Empurre o sapo o mais fundo que conseguir, quando estiver no fundo tente usar o Grass Knot para prender o seu pescoço e assim sufocá-lo.

Eram muitas ordens e esperava que Tochi obedecesse elas com louvor, se Nancy conseguisse destrancar a porta utilizaria Helena para acabar com os inimigos que estivessem sobrado. Enquanto esperava a próxima rodada peguei o aparelho para ensino de TMs junto de dois CDs, ensinei Calm Mind para Duskull e Swords Dance para Absol.
Kyoichi Komuro
Kyoichi Komuro


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Ayzen em Qua 05 Fev 2014, 23:04

As coisas no navio iam como uma perfeita confusão. Diante desse fato, nada que eu pudesse dizer iria amenizar a ira dos marujos e nada do que eu fizesse iria fazer aquela batalha ir mais rápido. Toda a minha vida fui preparado para servir o propósito maior e aquele navio não seria a âncora da minha derrota!

Se Ária já seria uma barreira a se enfrentar, mesmo em um campo aquoso, Jasper era pior, levando o fato de que o Pokémon Dark tinha que enfrentar alguém que recebia desvantagem. Mas os outros dois Pokémon não seriam um caso a se desprezar. A Ducklett era uma oponente formidável e o seu golpe apaixonante era uma barreira a se seguir. Politoed não era menos assustador, afinal, estávamos em seu mundo: um mundo de água.

Surf ainda mostrava os seus efeitos aterrorizantes em campo. Nunca poderia pensar que um Pokémon bebê faria tanto estrago, mas pelo menos, todos estavam envenenados, o que facilitaria muito a batalha. Olhei para os lados e só sentia a água venenosa correr as minhas veias. Não demoraria para o efeito do veneno, menor que fosse, agisse sobrem mim.

Agora, uma nova rodada estava na eminencia de um confronto, e como os marinheiros se espalharam, iria espalhar também, até porque, os meus parceiros de luta estavam todos bem interagidos e prontos para o combate.

- Jasper, Double Team. Espalhe-se ao pontos que a pata não possa mais te perseguir. Admito que essa batalha esteja um tanto quanto complicada, mas colheremos a boa ceia para uma vitória triunfante. Em seguida, meu caro, espere a fantasma assumir a frente sua, já que o golpe de Makuhita é o último a atacar e assim prepare um Toxic fulminante. Quando Makuhita se assustar com a fantasma, surja do meio dela, atravessando-a e atire o golpe nos olhos do Pokémon Fighting. – dizia para Jasper.

Era um movimento arriscado, já que Makuhita teria sérios problemas para atacar se Duskull não saísse na frente. A pokémon pode se tornar sólida ou não quando quiser e isso é uma vantagem para nós. Em seguida, teremos a chance de cegar, nem que temporariamente, o Pokémon. Toxic, além de tudo, é ácido e inflamável!

- Volte, em seguida, a mover-se junto aos clones, para poder desviar dos golpes! – finalizava.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Érica em Sab 08 Fev 2014, 17:53

Embora a vontade de sair do local fosse mútua, nenhum dos combatentes pretendia dar trégua para o outro. A luta continuaria, mas seu final era algo inevitável, o veneno percorria todos os Pokémon, além de seus mestres, era apenas questão de tempo para que todos caíssem.

Death sumia novamente, fugindo do Hypnosis da Pokémon esverdeada, no entanto, Acabou sendo atingida pelo Water Gun. Velocidade não era o forte da fantasma, mas esta conseguia ainda usar Double Team, criando algumas cópias.

Turtwig era retornado e, ao voltar ao campo, não estava mais sob o efeito do Attract, tentando atingir um tackle na Politoed, no entanto, a Pokémon water estava praticamente em casa, naquele ambiente alagado, enquanto Tochi tinha dificuldades de se locomover. A Pokémon Water facilmente desviava, ficando distante do chão e evitando o segundo movimento. Era mais esperta do que parecia. Makuhita tentou utilizar Tackle em Tochi, mas tinha dificuldade, ou até mais, naquele ambiente. Turtwig conseguia desviar.

Jasper criava mais cópias, o que fez a Pokémon pata errar seu ataque. Death utilizava seu ataque fantasma, acertando seu alvo e causando danos. Ducklett se irritava e usava Water Gun girando. O jato d’água não atingia ninguém, mas destruía algumas cópias de Jasper e Death. A fantasma se colocava na frente do ataque de Makuhita. Graças a sua imunidade, não levava danos e nem o Absol. A fantasma se afastava e Toxic era utilizado nos olhos do lutador, o cegando.

O marujo gritou pelo Pokémon, que esfregava os olhos e tentava se livrar do veneno, mas sua visão estava prejudicada. Todos sofriam o efeito do veneno. A porta do local finalmente se abria e parte da água invadia o resto do convés inferior. Todo o local ainda estava encharcado, agora escorregadio, no entanto, o balanço do navio agora era mais perceptível, sendo difícil manter o equilíbrio.

-Vou procurar a enfermeira, tentem não se matar.

Nancy dizia, se alongando e logo em seguida indo para o convés superior.


Hora da Batalha
Condições da batalha: Porão cheio de caixas e batatas. Água do Surf com Toxic misturado cobrindo uma parte, chegando até o calcanhar de todos. Barco afundou um pouco devido o peso extra. Tempestade forte e altas ondas, o que está agitando o barco.

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 355
Duskull/Death
Lv.08
Trait: Levitate
62%, Status: +2 Evasiva (3 cópias, contando original)/ Badly Poison
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 387
Turtwig/Tochi
Lv.06
Trait: Overgrow
55%, Status: Badly Poison
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 359
Absol/Jasper
Lv.08
Trait: Super Luck
75%, Status: +2 Evasiva (5 cópias, contando original) / Badly Poison
Vs.
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 186f
Politoed
Lv. 13
Trait: Water Absorb
78%, Status: Badly Poison
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 580
Ducklett
Lv.11
Trait: Keen Eye
68%, Status: In love for Tochi / Badly Poison / Icy Wind Disabled (4 turnos)
Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... 296
Makuhita
Lv.13
Trait: Guts
75%, Status: Badly Poison / + Critical Hit / Cego
Érica
Érica


Voltar ao Topo Ir em baixo

Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns... Empty Re: Rota 15: A partida do navio cargueiro... e mais alguns...

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum