[Chapter I] Police Academy - The New Beginning

Ir em baixo

[Chapter I] Police Academy - The New Beginning Empty [Chapter I] Police Academy - The New Beginning

Mensagem por Agron em Sex 31 Jan 2014, 16:07

A viagem de Victoria havia sido longa, afinal Twister City não era nada perto de Nyender. Entretanto, como ela viera de avião tudo correu de forma bastante tranquila e foram poucas horas de voo. Ao desembarcar naquela bela cidade a jovem se sentiu encantada, especialmente pelos ipês rosas que atraíram sua atenção. Aquelas belas pétalas forravam as calçadas com uma coloração bastante meiga, Victoria sempre gostou da cor rosa. A jovem gostara da cidade, que apesar de movimentada era mais calma que Twister, sua cidade natal. Ela caminhava lentamente, observando toda a beleza e todas as construções, ela sabia onde tinha que ir e se orientava pelas placas da cidade para chegar até lá. Durante sua caminhada ela releu várias vezes o endereço de seu destino que estava anotado em uma pequena nota de papel.

Victoria já havia andado bastante, afinal a Academia de Polícia ficava numa porção mais afastada da cidade, onde as coisas não eram tão bonitas. Sua primeira impressão do prédio de três andares não fora muito boa, mas ela sabia porquê estava ali, precisava tirar sua licença para treinar Pokémon. Então a moça de 27 anos adentrou o recinto de cor acinzentada que possuía um pequeno jardim gramado na porta. O local era bem misterioso para a filha de médicos, não tinha o mesmo ar que o Hospital com o qual ela era tão acostumada. Ela via várias pessoas que pareciam ser policiais, isso no primeiro andar, além de outras que pareciam estar ali para também retirarem suas licenças. Outras pessoas desciam as escadas ao lado de Victoria com a cabeça baixa e outras chorando, tais reações trouxeram uma certa angústia e medo na loura. Assim ela subia os degraus ainda mais lentamente, temendo o que encontraria ali, talvez o teste para retirar a licença fosse muito difícil, talvez houvesse exploração de autoridade por parte dos policiais daquela bela cidade...

Assim que Victoria chegou ao primeiro andar se deparou com uma bela mulher de seios avantajados e cabelos escuros trajada como uma policial de respeito, ela suspeitou que fosse a temida Angélica, o que logo se confirmou. A mulher disse a Victoria de uma forma bastante rude que ela se sentasse numa sala pequena ali do lado onde eram realizados os testes, logo as primeiras perguntas foram feitas e Victoria as respondeu com uma voz serena e suave:

- Sim, quero uma licença... Quero ser uma Gladiadora, senhora. - Dizia a moça enquanto ela adentrava o cubículo, puxava uma cadeira de madeira e se sentava. - Meu nome é Victoria Agron, a senhora é Angélica, não é?

Victoria não estava se sentindo muito bem ali, as primeiras atitudes daquela grossa e bela mulher não agradavam a garota, contudo ela sabia que precisava passar por aquilo e como uma pessoa de atitude ela se manteria firme e faria o que estivesse ao seu alcance para obter a licença e correr atrás de seus objetivos.
Agron
Agron


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Chapter I] Police Academy - The New Beginning Empty Re: [Chapter I] Police Academy - The New Beginning

Mensagem por Alice em Dom 02 Fev 2014, 03:35

off: serei sua narradora ^^ espero que se divirta ;)


Angélica mirava Victoria com ar superior, algo já natural e inconsciente para a morena. Victoria aguardava uma resposta para sua fala, algo que indicasse que a mulher lhe ouviu, que prestara atenção ou qualquer outra coisa, desde que a analise acabasse. Um som contínuo e baixou chamou a atenção da loira que, com o canto dos olhos, viu um grande Persian deitado ao lado da mesa e a observando também. Dupla análise... O rosnado do felino, por um momento, foi esquecido pela jovem que analisou com mais atenção a marca em forma de estrela no peito da felina. Algo tão delicado em um Pokémon que a garota sabia ter vivenciado as mais horrendas batalhas. A jovem não duvidava das inúmeras cicatrizes que deveriam existir sob o pelo claro. Teria a comandante igual número de marcas? Ou mandaria sua pokemon na frente?

Quando a luz se apagou, o coração de Victoria fraquejou uma batida. O apagão, acompanhado do silêncio da morena e o rosnar de Persian não era uma combinação agradável. Pela pequena janela, Victoria viu que a cidade cor-de-rosa foi tomada por uma pesada nuvem e um temporal começaria a qualquer instante. O clima mudou rápido demais... A cidade que lhe encantara parecia estar submersa no espírito da Academia: cinza.

- Vamos recomeçar uma última vez, Senhorita Victoria.

A voz da comandante era séria e sem divertimento ou paciência. De repente ocorreu a Victoria que havia algo de errado em sua resposta. O tratamento que lhe foi dirigido levava a crer que deveria usar as formalidades tradicionais. Também não escapou a loira que a morena não confirmou sua identidade, entretanto tudo indicava que era realmente a comandante.

- Não quero brincadeiras nessa sala. Meu tempo é precioso para ser desperdiçado e, se quer ser comediante, está na cidade errada. Os circos ficam em Chermont. - A voz mantinha o tom usado do começo ao fim: baixo e soberano ao mesmo tempo. Sua fala emanava força e seriedade, demonstrando alguém acostumada a mandar e a ser obedecida. - Agora, pela última vez, a classe desejada e um motivo para que eu realize o teste em você.

Aparentemente Angélica não acreditou que Victoria desejava ser Gladiadora. Seria um preconceito da comandante? Ou os candidatos que passavam pela sala eram muito diferentes de si?
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Chapter I] Police Academy - The New Beginning Empty Re: [Chapter I] Police Academy - The New Beginning

Mensagem por Agron em Dom 02 Fev 2014, 11:54

Off: Obrigado! *w* Com certeza me divertirei!

O incômodo de Victoria só crescia: se não bastasse Angélica a encarar e ser tão rude com ela, um grande Persian de pelagem bem cuidada também a analisava. A moça se sentia intimidada, por isso após notar as marcas no corpo do felino ela desviava o olhar, voltando-o para suas pernas. Com a cabeça baixa, enquanto esperava uma resposta de Angélica, a jovem refletia se a tal policial também teria marcas como a de seu Pokémon.

Escuridão: essa sempre foi uma das coisas que Victoria sempre não gostou. Não que ela tivesse uma fobia ou algo do gênero, ela apenas se sentia desconfortável, afinal estava num local desconhecido, com pessoas desconhecidas. Isto é, ela estava vulnerável e nada podia ver. Seu coração, por conseguinte, disparou com o apagão. Logo ela observou pela pequena janela que a escuridão também estava tomando conta da cidade, uma forte tempestade poderia cair sobre a bela cidade a qualquer momento. Victoria estava ciente que o clima estaria instável nos próximos dias, pois leu nos jornais, mas aquele não era o melhor momento para que um ar cinza tomasse aquele município... Ao menos não para o estado de espírito amedrontado de Victoria.

As palavras da temida Angélica fizeram com que a loira suspeitasse de algum erro em sua fala. Mas a dúvida ainda permanecia para Victoria, tudo indicava que aquela era a Comandante Angélica, mas ela não respondeu às indagações da loira.

Então, as novas palavras da morena entraram como uma facada no coração da moça de 27 anos. Ela não teve o intento de ser vista como comediante, afinal, ela entrou de forma serena e bastante educada. Ela apenas havia tratado a moça trajada como policial da forma mais respeitosa possível... Mas talvez a suposta comandante não gostasse de formalidades ou estivesse invejando algum atributo de Victoria. Entretanto, não existiam motivos para isso, a morena era exuberante e muito bela.

Logo a suposta comandante emendou, ordenando que a jovem natural de Twister dissesse qual classe queria adentrar e o motivo. Aquilo serviu como confirmação para a loira, pois sabia que apenas a temida Angélica aplicava os testes de licença.

- E-eu desejo ser Gladiadora... - A voz de Victoria falhou um pouco no início da frase, ela gaguejou um pouco, estava de certo modo insegura. - Sei que minha aparência pode ser muito delicada, mas sou apaixonada pelas batalhas. Entretanto não aprecio aquelas lutas sem fundamento e sanguinárias, quero me fortalecer e mostrar que com o amor e amizade entre humanos e Pokémon muitas batalhas podem ser ganhas... E a maior batalha que quero vencer é contra a exploração dos Pokémon, especialmente para fins comerciais. - Logo a voz de Victoria ganhou um tom de confiança, ela levantou a cabeça e emendou tais palavras ainda na escuridão.

Esses eram os motivos que Victoria desejava ser Gladiadora, ela tinha consigo que tais porquês eram suficientes para que o teste fosse aplicado. A loira esperava que fosse aceita e que recebesse sua licença, afinal, a moça não gostava de andar pelo caminho fora da lei.
Agron
Agron


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Chapter I] Police Academy - The New Beginning Empty Re: [Chapter I] Police Academy - The New Beginning

Mensagem por Alice em Seg 03 Fev 2014, 16:49

Nem mesmo o luto pela perda do pai parecia enfraquecer a comandante. O olhar severo podia ser sentido na escuridão, enquanto os olhos da Persian brilhavam como estrelas mortais. A visão de Victoria começava a se adaptar a baixa luminosidade, podendo já distinguir os contornos da comandante, mas não ainda suas feições. O movimento, ou a falta dele, ainda era perturbador para Victoria. Será que Angélica realmente pretendia seguir com o teste no escuro? Um relâmpago iluminou a sala e a loira desejou que o escuro voltasse. Os olhos da comandante pareciam refletir nojo e repulsa...

- Típico de qualquer gladiador. - O começo da fala não era exatamente o que a aspirante desejava ouvir, mas a garota decidiu permanecer em silêncio, aguardando o resto. - Cantam que amam os pokémons e ainda os fazem batalhar por diversão nas arenas. Só um sádico para levar uma criatura que afirma amar para um combate cruel... - Victoria pensou em abrir a boca para lembrar a comandante que não gostava de batalhas sanguinárias e sem fundamento, entretanto foi interrompida pela morena que voltava a falar. - E não diga que existem batalhas com fundamento ou amigáveis. A verdade é que eles sempre se machucam e entreter os gladiadores não é um argumento racional para a prática. - As palavras eram carregadas de desprezo para com todos os gladiadores e Victoria começava a entender a visão de Angélica sobre a classe. A sociedade sempre tratou os gladiadores como escória e marginais, e de repente eles faziam sentido... - Quanto a seu argumento de acabar com a criminalização, isso é tarefa dos cadetes. Profissionais que lutam ao lado dos pokémons e, assim como eles, colocam suas vidas em risco, procurando acabar com o crime organizado. Não é tarefa para... Gladiadores. - A última palavra era quase cuspida.

Victoria sentia o corpo tremer levemente. Seria pelo impacto das palavras da comandante ou raiva pela ideia  errônea que a mulher tinha de seu propósito? Talvez raiva pelo comportamento da grande maioria dos gladiadores, que realmente justificavam a repulsa que a sociedade sentia...

- Agora, por que eu deveria liberar mais um dessa laia para as ruas das cidades que pretendo pacificar?
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Chapter I] Police Academy - The New Beginning Empty Re: [Chapter I] Police Academy - The New Beginning

Mensagem por Agron em Seg 03 Fev 2014, 21:37

Nojo e repulsa pareciam ser as reações de Angélica no instante do relâmpago. Ela estava começando a substituir sua educação por um raiva daquela mulher tão arrogante. Com a dilatação de sua pupila na escuridão ela podia ver o contorno do corpo da temível comandante...

Victoria se levanta irritada após a fala da jovem e diz de maneira bastante dura:

- Olha, como disse, não gosto de batalhas sanguinárias. E as batalhas fazem parte da natureza dos Pokémon, logo, aquelas que são amigáveis trazem alegria para eles também! E você realmente acha que a exploração comercial deles e a utilização deles como escravos em todos os lugares é uma prática correta e que não os fere? - Victoria fazia uma breve pausa para recuperar o fôlego. - Todos esses trabalhos forçados ferem os sentimentos deles! Os Pokémon não foram feitos para isso, por Arceus! E comercializá-los como se não fossem seres vivos... Isso é covardia, eles se sentem como lixo ao serem tratados assim. - A loira não demorou muito para retomar a fala. - Seus cadetes bem falos nesse serviço, olhe todos esses crimes por aí. E não se faça de desentendida, não falo apenas dos crimes, vocês nem lutam contra a exploração da força de trabalho deles!

A tremedeira inicial de Victoria sumiu rapidamente, mas durante sua fala ela voltou. O medo desapareceu e deu lugar a fúria que ela sentia de pessoas desprezíveis como aquela comandante. Apesar de saber que muitos Gladiadores tinham um comportamento tão desprezível quanto, a moça estava mais interessada em resolver a ignorância daquela morena. A última pergunta de Angélica não foi respondida diretamente, com a fala incessante de Victoria ela esperava que a mulher interpretasse-a e entendesse seus propósitos.


Off: Espero que não tenha ficado confuso XD
Agron
Agron


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Chapter I] Police Academy - The New Beginning Empty Re: [Chapter I] Police Academy - The New Beginning

Mensagem por Alice em Qua 05 Fev 2014, 23:59

off: não ficou confuso... mas ela ta falando com a Angélica XD é perigoso XD


Enfurecida, Victoria erguia o tom de voz e começava a desabafar, querendo lutar contra a suposta ignorância de Angélica. A reação da loira em nada modificou a expressão da morena, o que era surpreendente. Com calma, a comandante se ergueu de sua cadeira. Seus olhos ainda eram letais e severos. Apesar da pouca visão, Victoria notou que a forma de andar da comandante era semelhante a de seu Pokémon. Persian, por outro lado, aproveitou que a comandante se ergueu e saltou para sua cadeira, chamando a atenção de Victoria, que agora olhava para os olhos amarelos a frente. Ver o gato do outro lado da mesa era algo inusitado e estranhamente desconfortável. Para complicar a visão, a gata colocou uma pata sobre a mesa e mostrava levemente as presas, deixando claro seu desagrado.

Perdida em pensamentos sobre a Pokémon, a loira se assustou quando um livro grosso caiu à sua frente. Ao olhar para baixo, a garota reconheceu uma renomada obra sobre Pokémons e seus comportamentos. A frase que introduzia o livro de repente ecoou em sua mente. Como filha de médicos, já havia se deparado com a obra, por isso não precisou reler.

- "Pokémons preferem a cooperação à confrontação"¹. - A voz de Angélica citava a obra sem nem ao menos olhar para as páginas para ler. - A afirmação que existem batalhas amigáveis e de que os pokémons gostam delas foi criada por ignorantes que jamais sentiram a dor de perder um de seus pokémons ou simplesmente nunca se importaram. - A voz da comandante, pela primeira vez, tinha dor. Era sútil, mas o tempo no hospital ajudando os pais permitia a loira identificar esse leve sinal muito bem escondido pela postura firme e o olhar imutável. Angélica teria perdido um Pokémon na guerra? - Receba um ataque básico, como um Scratch ou um Bite em sua pele, que não é mais fina que a de muitos pokémons e verá que não importa o que digam, ele sairá ferido.

A morena parava de andar até sua cadeira e nada fazia para tirar sua Persian de seu lugar. A felina, por outro lado, parava de rosnar e mirava a Comandante, claramente lendo a mestra com mais facilidade que a aspirante. A Pokémon parecia calma e atenta às palavras da morena, talvez até com um pouco de culpa no olhar. Victoria não podia negar os jornais que informavam das guerras travadas pela comandante e das inúmeras vezes em que a mesma quase morreu na luta contra os Gangsters.

- Agora, senhorita Agron. Devo lembra-la de que está sob um teste rigoroso e se referindo à Comandante. Controle melhor sua língua. E se quiser passar nesse teste, é melhor limpar os ouvidos e estudar mais as leis. Pokémons são protegidos contra o trabalho escravo e contra a comercialização. Meus cadetes lutam contra isso todos os dias. E eu só não posso atuar mais nas ruas porque meu tempo é consumido por testes à pessoas infantis que querem ser Gladiadores ou Stylists e acreditam que farão diferença no mundo com algo assim. E antes que abra sua boca para me retrucar, meça suas palavras. Essa é sua última chance de apresentar um argumento real para ser uma Gladiadora e não me venha com esse ideal de justiça. Justiça é buscada pelos cadetes que enfrentam a morte de perto em prol de pessoas como você.

A postura e o tom de Angélica não mudaram em nenhum instante durante toda sua fala, entretanto Persian era capaz de perceber tudo o que a morena sentia, diferente de Victoria.



¹ As férias de Pikachu XD
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Chapter I] Police Academy - The New Beginning Empty Re: [Chapter I] Police Academy - The New Beginning

Mensagem por Agron em Seg 28 Jul 2014, 15:48

Victoria se sentava novamente, estava estressada com a ignorância da mulher. Então ela respirava fundo e arrumava seu cabelo...

- Realmente não fomos feitos para resistir aos ataques utilizados pelos Pokémon... Ah, e meus ouvidos estão muito bem limpos, sei muito bem que as leis existem para protegê-los o problema é que sua laia não está dando conta de deixar tudo nos eixos. Ou você realmente acha que a polícia consegue saber de tudo em todo o continente? Pff. - A moça de madeixas loiras fechava os olhos. O medo que ela sentia da comandante havia passado.

Agron agora queria tratar Angelica de igual para igual, além disso, se ela a enfrentasse talvez mostrasse toda a valentia que estava em si e conseguisse ganhar sua permissão.

- Primeiramente, sem lutas, como a sua Persian conseguiu todas essas marcas? Sem lutas, seus cadetes não vencerão nenhum criminoso. Eu quero ser Gladiadora para lutar pelo meus princípios e a cooperação dos Pokémon comigo seria conduzida para esse fim. - Agron fazia uma breve pausa nesse instante, para ouvir as últimas palavras rudes da comandante. - Eu bem que poderia me tornar um cadete e tudo mais, mas não quero me envolver nas corrupções que cercam todo esse mundo.
Agron
Agron


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Chapter I] Police Academy - The New Beginning Empty Re: [Chapter I] Police Academy - The New Beginning

Mensagem por Ayzen em Ter 05 Ago 2014, 11:34

Off: Desculpe a demora x.x
Estarei assumindo a sua rota, espero poder te divertir ^^

Victoria Agron estava ali para lutar pela sua licença. Diante da oficial mais importante entre os cadetes, a jovem aspirante parecia pronta para mostrar toda a sua coragem esperando ser admirada por Angélica Thompson, que por fim lhe concederia o teste para adentrar a classe que escolhera. Entretanto, Angélica mantinha o seu olhar fitado na mulher ao ouvir cada palavra que Agron dizia, parecendo que ao fim a morena comandante teve um refluxo, literalmente. Angélica parecia ter lutado contra um vômito que revirava o seu estômago, mas não sabia dizer se era pela fala de Victória ou por outro motivo.

A comandante fitava a loira a sua frente e com um respirar pesado pegava o telefone ao lado e parecia discar algum ramal. Pedia para alguém subir. Angélica continuava com a sua postura em frente à mulher que a enfrentava sem demonstrar aparente respeito e ainda insultava a corporação dos cadetes. Angélica pareceu conter sua ira dentro de si até que finalmente abria a boca.

- Minha “laia” é aquela que te mantem segura, senhorita Agron. Minha “laia” é aquela que limpa as cidades e pessoas como você que adquirem Pokémon para lutas sem sentido e ainda afirmam que fazem porque os Pokémon querem. Minha “laia” é aquela que vive planejando estratégias de defesa enquanto pessoas como você vivem suas vidinhas normais e miseráveis. Se quer mesmo fazer o teste para ser uma arruaceira como muitos que estão espalhados por Shinki, limpe sua boca ao falar com alguém como eu. E saia dessa sala, agora, e não me apareça aqui até saber a diferença entre uma cicatriz adquirida para proteger inocentes e uma por lutar em uma arena. Por desacato a uma autoridade, suspendo o seu teste pelo próximo mês. – dizia a comandante.

Naquele momento, uma porta se abria e assim um cadete moreno e alto entrava. Ao pegar a última fala da sua superior, uma aceno de cabeça positivo era a comunicação suficiente que fazia o cadete pegar Victoria pelo braço e a tirar dali. A morena era arrastada escada abaixo enquanto sentia a mão do homem em seu braço e assim era lançada para fora da academia enquanto todos avistavam a cena e ficavam perplexos com o ocorrido. Agora, Victoria teria que esperar mais um mês para poder conseguir adentrar na Academia em busca de um teste. Em busca de um Pokémon. Em busca de uma nova chance.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Chapter I] Police Academy - The New Beginning Empty Re: [Chapter I] Police Academy - The New Beginning

Mensagem por Ayzen em Qua 13 Ago 2014, 11:52

Rota trancada por inatividade. Caso queira voltar, poste em pedidos.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Chapter I] Police Academy - The New Beginning Empty Re: [Chapter I] Police Academy - The New Beginning

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum