I - 7 Anos depois...

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Sex 18 Abr 2014, 23:34

Asura acordou cedo naquele dia. Ou teria acordado, se tivesse dormido. Não que a cama da pensão qualquer em que passara sua primeira noite longe da cela fosse desconfortável, longe disso, porém a ansiedade que ele sentia era tamanha que o impediu de conseguir pregar os olhos. Se antes fora impedido de realizar seu sonho, com um golpe que lhe custara a própria liberdade, agora nada iria atrapalhá-lo.

Não eram nem seis horas da manhã quando terminou seu café da manhã, sentado no banco do balcão de uma padaria qualquer que ficava no caminho da pensão para a Academia. Levou as mãos aos cabelos prendendo-os num rabo de cavalo, precisava ficar apresentável, afinal, aquela era uma ocasião especial. Pegou o paliteiro e virou sobre sua mão, colocando um dos palitos entre suas arcadas dentárias, parecia que sua definição de "apresentável" era bem controversa. Levantou-se do banco de madeira, alinhou o quimono e pagou a refeição. Recolheu a mochila que deixara encostada na perna do banco, passou uma das alças pelo ombro e retomou a caminhada.

Enquanto andava, virava o rosto descaradamente, acompanhando o rebolar de cada mulher minimamente atraente que passava, coisa que fazia sem nenhum pudor. Não demorou a avistar a construção. Os primeiros Cadetes já chegavam ao local para trabalhar. Como ex-presidiário, Asura deveria baixar seu rosto, ou disfarça-se de alguma maneira, mas não foi o que fez. Estufou o peito e empinou a cabeça quando passou pela porta. Procurou a mulher mais bonita naquele hall de entrada para lhe dizer o caminho até a sala da examinadora. Afinal, se teria que perguntar a alguém, por que não unir o útil ao agradável?

-Olá minha querida- começou em um tom de voz sedutor, ou o que ele pelo menos achasse que fosse sedutor, reunindo um máximo de cortesia e simpatia que conseguia - poderia por gentileza me indicar onde tenho que ir para conseguir minha licença de gladiador?
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Sab 19 Abr 2014, 02:53

off: serei sua narradora ;D
espero que se divirta ^^


A chuva não atrapalhava em nada Asura, que determinado rumava para a Academia de Polícia. Seu olhar só se desviando de seu objetivo para admirar o rebolar das garotas que passavam por si sem a menor discrição. Com o cabelo preso em um rabo de cavalo, um palito de dentes preso na boca e a mochila nas costas, o moreno estava decidido a conquistar seu sonho e, desta vez, nada daria errado.

A nova tatuagem, de Articuno, ainda recente latejava em suas costas. A sensação do plástico em contato com a pele era desconfortável e irritante, algo que o homem se livraria com muito bom gosto em dois ou três dias. O café da manhã ainda bem presente no estomago, deixando-o levemente pesado e convidando-o a parar por algumas horas e, quem sabe, cochilar enquanto fazia a digestão? No entanto Sychi não cederia a tentação de um descanso em uma cama confortável e diferente da que dormira por sete longos anos, nem da ruiva de corpo incrivelmente delineado que passou por si lhe dirigindo um sorriso convidativo... Não! O jovem conquistaria sua licença antes de qualquer coisa.

Apesar da alta hora e do tempo hostil, diversos cadetes já se encontravam no prédio, circulando e iniciando suas atividades. Ao encontrar a cadete mais bela que avistou (e possivelmente a única aquela hora no prédio), o aspirante usou seu melhor tom de voz, unindo simpatia e charme, a fim de obter a resposta desejada. A oficial, no entanto, não ergueu a face do que fazia e, simplesmente, apontou para as escadas enquanto falava que ele deveria se dirigir para o primeiro andar. Tendo em mente que a ruiva na rua parecia mais receptiva, Asura marchou escada acima, alcançando rapidamente o primeiro andar e se deparando com mais sete pessoas, a maioria adolescentes, lendo livros e revisando materiais para se preparar para o teste. Salas fechadas e uma secretaria que mascava chiclete e lixava as unhas. Aparentemente a comandante ainda não chegara na Academia. O aspirante a gladiador deslizou as mãos sobre a barba por fazer, refletindo se devia ou não tentar abordar a secretaria. Do lado de fora, o vento começava a uivar, indicando que o temporal começava a se tornar mais violento.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Sab 19 Abr 2014, 03:36

Off: Tomara que você também se divirta ^^

Ainda frustrado por ter perdido a oportunidade de fazer a corte à ruiva que se apresentava tão convidativa, Asura sentira outro baque: fora escancaradamente ignorado pela cadete que demorara tanto tempo para encontrar. Mas nem tudo estava perdido: sabia que a responsável por aplicar o teste, a Srta. Angelica Thompson, uma mulher cuja beleza somente era superada pelo seu temperamento rígido. Pensava nisso enquanto subia a escadaria, se dirigindo ao primeiro andar. Ficou surpreso com a quantidade de aspirantes que já se encontravam ali, mesmo sendo tão cedo. Não esperava que um bando de moleques fedendo a leite teria tanta disposição a ponto de acordar cedo para conseguir suas licenças, talvez fosse um sinal de que deveria confiar um pouco nessa geração. Analisou um pouco a secretária que mascava um chiclete com uma clara expressão de tédio em sua face, e após ponderar se devia ou não falar com ela, decidiu que não. A prioridade era sair dali licenciado, nada podia distraí-lo. Quando saísse vitorioso da sala da Comandante, talvez a convidasse para tomar um drink em seu horário de almoço. Ao ver que alguns dos candidatos estava entretida com livros, lembrou que ele mesmo tinha a sua leitura. Cumprimentou a secretária com um animado bom dia, apenas para fazer um contato inicial, e sentou-se em uma das cadeiras. Abriu a mochila e retirou o que parecia ser uma revista em quadrinhos, mas que na verdade era uma obra pedagógica intitulada "Como despertar os talentos de sua criança". O próprio Asura colara porcamente a capa de uma revista em quadrinhos por cima da capa do livro, numa tentativa falha de encobrir seu gosto literário e contribuir para sua imagem de vagabundo. Deu uma última olhada no relógio de parede apenas para ter uma ideia se a examinadora ainda iria demorar muito e depois de um suspiro, mergulhou na leitura, tentando reprimir um pouco de sua ansiedade, no entanto, bastava observar a fúria com a qual ele mastigava a ponta do palito de dente, para saber que não estava obtendo muito sucesso em sua missão.
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Sab 19 Abr 2014, 23:38

O ruído do palito de dentes era o único som que acompanhava a lixa de unhas da secretaria e a bola de chiclete estourada vez ou outra. Asura, após optar por fazer um contato inicial com a secretaria e deixar para uma tentativa de aproximação mais marcante para depois, começava a ler uma obra pedagógica pessimamente encapada com uma capa de uma revista em quadrinhos. A imagem devia ser preservada.

- Nossa! Você tem a edição especial? Posso ver?

Um dos aspirantes começava ansioso após olhar a capa da obra. O adolescente parecia impressionado e, aparentemente, gostava da revista cuja capa disfarçava a obra. O menino nem ao menos parecia notar o nervosismo de Asura, ou estava tão desesperado por acalmar seus próprios medos que não prestava atenção nos demais.

O homem pensava em como responder àquele menino que o mirava com esperança e ansiedade quando foi salvo por dois cadetes, com seus persians, que chegavam apressados.

- Vocês estão atrasados. - A secretaria falava e revelava uma voz baixa, estridente e enjoativa.

- Não começa. - O mais alto comentou antes de sumir na sala da comandante, deixando a sala aberta.

Asura observou o interior e percebeu o cadete mais baixo abrir um envelope pardo e colocar diversas folhas na primeira mesa da comandante, enquanto o mais alto abria a janela e ligava um pouco o ventilador de teto. O homem estranhou o fato, visto que estava relativamente frio para ligar um ventilador. A secretaria, com sua voz nada agradável aos ouvidos, começava a reclamar das romãs que foram levadas para a sala, alegando que o desejo da comandante pela fruta já passara há mais de duas semanas e que agora só o cheiro a enjoava.

- Qual o problema das grávidas que nunca sabem o que querem? - O cadete mais alto questionou.

- Não sei, pergunte pra ela. - A secretaria recrutava.

- E você acha que eu sou suicida?

Asura, e todos os aspirantes, observavam a cena digna de uma novela fraca sem acreditar no tipo de conversa que os cadetes estavam tendo na sala da comandante. Até mesmo o palito de dentes na boca do ex-presidiário se acalmara entre seus dentes. O relógio na parede marcava 7:30, o que indicava que a comandante chegaria a qualquer momento, entretanto agora a mente de Asura estava concentrada na nova informação: a comandante estava grávida. O homem já ouvira falar de sua beleza e de seu gênio, contudo nunca ouvira nada sobre gravidez. Seu sonho de repente se manifestando em sua mente...
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Dom 20 Abr 2014, 01:20

"(...) lembre-se sr. pai: as crianças precisam de espaço para..."

Asura teve sua leitura interrompida por uma sequência surpreendente de eventos: Primeiro o jovem aspirante que pareceu reconhecer a capa da revista com a qual Asura embrulhou a capa do livro. Ora, ele nem sequer sabia do que se tratava, pegara a revista na biblioteca da prisão, um local que com certeza não era o mais frequentado da instituição. Mas antes que pudesse falar alguma besteira que arruinasse sua tão intocada reputação, eis que surgiu a segunda surpresa: uma comoção para atender os desejos de uma grávida. E o melhor era que a grávida em questão era ninguém menos que Angélica Thompson, a sua examinadora.

Asura já sabia que apesar do gênio, Angélica era uma mulher cuja beleza beirava o lendário, e ela ainda viria com uma criança. Ser padrasto não era exatamente uma má ideia. Então, uma lembrança voltou a sua mente: Gênio terrível. Duvidava muito que em sua mochila tivesse algo que agradasse a cadete, mas fez uma anotação mental, deveria ser muito cuidadoso e o menos espalhafatoso possível. Isso não era difícil para ele, afinal em algum lugar do seu mundo, ele era uma pessoa deveras agradável. Reunindo um misto de medo e expectativa, além de uma ponta de inveja por conta da maternidade próxima, Asura pôs-se a morder ainda mais freneticamente a ponta do palito de dentes, enquanto tentava se concentrar na leitura:

(...)Afinal, todas as crianças nascem em tese com as mesmas capacidades (...)

Mas enquanto lia, a única coisa que perambulava em sua mente era: "Quanto tempo mais essa mulher me fará esperar?"
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Dom 20 Abr 2014, 13:48

A ansiedade, o medo e a inveja se misturavam de tal forma que Asura não saberia dizer onde começava um e terminava o outro. Ter em mente o terrível gênio de Angélica enquanto pensava no bebê e tentava reprimir a ideia não tão ruim de ser padrasto era uma tarefa complicada. O palito de dentes em sua boca é quem sofria com o misto de emoções que o homem tentava ocultar dos demais. As marcas de dentes ficando cada vez mais fortes na ponta, até quase retirar a forma arredonda do palito.

Os olhos deslizavam pelo livro enquanto a mente se concentrava no tic tac do relógio. Cinco minutos mais se passaram, tempo em que os cadetes ainda circulavam pela sala, tentando garantir os últimos detalhes para deixar a comandante confortável durante as longas horas de teste, quando uma Houndoom com o chifre esquerdo quebrado surgiu, acompanhada logo depois por Angélica e Persian. A reação de todas foi imediata. Os cadetes petrificaram em seu lugar, batendo continência. Os outros aspirantes murcharam em suas cadeiras, quase tornando-se invisíveis. Já Asura ficou com o olhar fixo e um pouco abobalhado. Angélica caminhava soberana, sem pressa e sem se arrastar. A barriga começando a se pronunciar sob o uniforme, indicando o começo do segundo trimestre possivelmente, competia com os seios fartos sobre quem pressionaria mais a roupa. O cabelo preto, solto e todo puxado para o lado, caia sobre o ombro, brilhoso. A boca parecia incrivelmente vermelha, apesar do jovem perceber que não havia nenhum batom nela. Mentalmente o homem amaldiçoou sua sorte. Após muito ler ele percebia que a comandante devia estar na fase mais luminosa da gestação, momento em que a pele brilhava e implorava para ser tocada, algo que custaria a mão de quem tentasse.

- Me providencie cinco Taillows mensageiros. - Angélica falava para um dos cadetes extras no corredor.

A voz era séria, mas melodiosa. A mulher obviamente era uma combinação perigosa para um apreciador do sexo feminino. Os dois oficiais se retiraram do lugar, rumando para providenciar os pássaros solicitados, enquanto a comandante desligava o ventilador que já havia realizado o trabalho de desfazer o cheiro de produtos de limpeza em uma sala fechada. Persian acompanhava a morena para o interior da sala cuja porta era fechada em seguida e Houndoom permanecia sentada na entrada, como um cão de guarda, com o peito estufado e o olhar vigilante.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Dom 20 Abr 2014, 22:00

Asura ainda castigava o pedaço de madeira entre seus dentes, tentando dominar seus sentimentos, quando escoltada por uma Houndoom de expressão nada amistosa e um Persian não menos ameaçador, entrara a famosa Cadete, causando as mais diferentes reações nos presentes. Não haviam palavras para descrever o que sentia vendo tal dádiva da natureza respirando o mesmo que ar que ele. Mesmo que não tentasse nem por um segundo, a mulher era incrivelmente sensual. A barriga protuberante era, ao contrário do que muitos achariam, um charme amais, entretanto, os seios de Angélica roubaram toda a atenção do ex-presidiário. Após alguns demorados segundos, percebeu que era arriscado continuar olhando, a examinadora poderia perceber. Mas a quem queria enganar? Asura sabia que Angélica já tinha percebido, de acordo com a fama da mulher, nada passava pelos seus olhos treinados. Entretanto, ao subir um pouco mais a visão, Asura não viu nenhuma mudança de comportamento. O rosto dela permanecia impassível, a expressão de indiferença apenas a tornava mais sexy, principalmente quando combinada com os lábios naturalmente avermelhados.

Dessa boca aliás, saíram ordens, as quais o aspirante a gladiador não deu a mínima. Ficou distraído pela firmeza e melodiosidade de sua voz, e tal qual uma sereia, Angelica Thompson havia enfeitiçado o homem. Seus pensamentos agora eram o de abraçar a mulher e dizer coisas como "Está tudo bem, eu vou assumir essa criança".

Quando a mulher enfim adentrou sua sala, Asura sacudiu a cabeça negativamente, afastando aqueles pensamentos tão perigosos. Bem, agora que ela chegara, não deveria demorar muito mais para a realização do exame. Tentando se acalmar, o homem retirou o palito da boca, fechou os olhos, e inspirou o máximo de ar que conseguiu, soltando pela boca logo depois, e em seguida recolocando o palito no lugar de origem. Voltou, por fim, a tentar se concentrar na leitura, com os ouvidos ainda concentrados no som do relógio.

"(...) sessa forma, tudo estará propício para a boa formação do caráter (...)"
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Dom 20 Abr 2014, 23:35

A visão da comandante era muito mais avassaladora do que o aspirante imaginara. Pensamentos nada saudáveis dançavam por sua mente, pedindo espaço para serem pronunciados. Contudo a boca permanecia fechada. Por um momento o homem pensou em desviar o olhar, já que a mulher possuía um dos piores gênios do continente e, caso percebesse, a situação poderia ficar muito desfavorável para o aspirante. No entanto o jovem sabia que Angélica já notara. A fama da comandante não se detinha a sua aparência. Muito pelo contrário. Os primeiros boatos sempre giravam em torno de suas habilidades em luta, ou de como ela já levara a óbito um Liepard usando nada mais que as mãos, ou como ela sobrevivera a verdadeiras guerras contra as líderes das gangues... Sua persian também não ficava atrás nas histórias. A felina era tão perigosa quanto sua dona. Ambas se equiparavam em força, beleza e personalidade, quase como se fossem um só ser.

O relógio avançou mais 15 minutos, tempo no qual os 5 taillows foram entregues e nenhum saiu da sala da comandante. Logo depois, o primeiro aspirante foi chamado. A ansiedade dobrou de poder em Asura ao ver o primeiro adolescente entrar na sala. O pobre garoto estava apavorado e tremia incontrolavelmente. Houndoom mantinha-se firme à porta, mal piscando. Sua analise sobre os aspirantes era constante e severa.

Antes do primeiro aspirante sair da sala, completamente arrasado e reprovado, mais dois chegaram e sentaram-se perto de Asura. Uma jovem, com grandes maria-chiquinhas loiras e vestido rodado, tentava espiar por sobre o braço do homem e ver o conteúdo do livro. O tic tac mantinha-se constante e o segundo aspirante se retirava, também reprovado. Este último era arrastado por outros dois cadetes, enquanto gritava injúrias para a oficial.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Seg 21 Abr 2014, 01:23

Asura tinha acertado: após a chegada de Angélica, os aspirantes começaram a entrar um de cada vez. Antes disso, viu os Taillows serem entregues e não retornarem, mas novamente, não ligou. Logo logo seria a sua vez, o que fazia sua ansiedade aumentar mais e mais. A Houndoom ainda encarava os aspirantes, como que prejulgando os ansiosos aspirantes, fazendo o papel de sua dona.

Como que para aliviar o homem, uma bela garota de maria-chiquinhas sentou-se ao seu lado, com o canto dos olhos,viu que tinha uma expressão meio inocente na face, como que expressando sua aparente inexperiência de vida. Talvez fosse uma oportunidade para afastar os perigosos devaneios acerca de Angélica, que ainda tentavam inundar sua cabeça, além de uma conversa com uma bela mulher sempre ser agradável, e seria útil para acalmá-lo. Viu a garota interessada em sua leitura, e tentou mostrá-la disfarçadamente, para, quem sabe, ter algum assunto em comum. Ao ver que o segundo aspirante saía da sala arrastado por cadetes, percebeu que o tempo que tinha para a tentativa se esgotava, então resolveu tomar a iniciativa. Colocou o livro totalmente aberto sobre suas pernas, virou-se para a garota estendendo-lhe a mão direita e disse, tentando parecer um cara legal:

-E então, vai tirar licença para que profissão? - depois de alguns segundos de silêncio emendou -Ah sim, que deselegância de minha parte, Asura Sychi, seu criado.
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Seg 21 Abr 2014, 22:30

A jovem observou o conteúdo do livro claramente impressionada, porém seus olhos se desviaram das páginas ao escutar as palavras do homem que lhe estendia a mão. O rosto da menina tingiu-se com um tom escarlate, porém ela apertou a mão de Asura de volta.

- Prazer, eu sou Bruna. Não vou fazer teste, tenho só 15 anos. Vim aqui falar com a comandante sobre quando ela quer que eu cuide da filha dela, a Yasmin. Ela me pediu para chegar cedo.

A informação se tornou um misto de choque para o homem. Ele nem ao menos sabia dizer qual era a que merecia mais atenção. Talvez fosse o fato de descobrir que a comandante tinha mais uma criança, ou talvez fosse o fato de Angélica confiar a sua filha a uma adolescente. Quem sabe fosse o fato da loira só ter 15 anos e frustrar sua chance de aproximação, afinal voltar para a cadeia não estava em seus planos...

- Você gosta desse autor? Sinceramente eu prefiro a visão mais moderna do Dr. Leblanc.

Mais um choque... A menina de 15 anos lia o mesmo tipo de obra que Asura, o que explicava um pouco o fato da comandante a aceitar como babá... O homem estava tão impressionado com as informações recebidas em tão poucas palavras, que nem ao menos notou outro aspirante sendo retirado a força pelos cadetes e gritando que era seu direito ao menos tentar realizar o teste. Um reprovado em tempo record. O último antes do moreno agora entrava na sala.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Seg 21 Abr 2014, 23:51

Da mesma forma que o destino agraciou Asura com a companhia da ninfeta loira que sentava sorridente ao seu lado, ele o golpeou em seguida com a revelação de que a garota tinha apenas 15 anos, como alguém como ele não tinha notado o grande aviso luminoso piscando escandalosamente com a inscrição "PERIGO" acima de sua cabeça? Embora, esperar por três anos poderia não ser uma ideia tão ruim assim.

A garota, Bruna, mencionou que a comandante Thompson já tinha uma filha. Na mente do homem, Angélica já se desenhava como a mulher ideal. Se ela já era boa o suficiente com uma, o que dizer com duas crianças? Asura mergulhava em devaneios, até ser resgatado pelo comentário da garota acerca de sua leitura. Ora, o principal motivo de Asura ler livros sobre pedagogia era exatamente o fato de não saber tanto sobre crianças quanto gostaria. Ou pelo menos, ele era modesto o suficiente para sempre procurar saber mais sobre o assunto. A bem da verdade, ele já sabia muito mais teoria do que muitos pais tinham de prática.

-Na verdade esse era o único livro sobre o assunto que eu achei na prisão - "Prisão". Talvez Asura não devesse mencionar o local onde passara os últimos sete anos de sua vida para uma mulher, caso ele realmente quisesse ter chances com ela um dia, mas o homem era demasiadamente sincero e distraído para lembrar de tal detalhe - Dr. Leblanc, você disse? Pode soletrar para mim, por favor? Vou colocar no topo da lista. A propósito, você disse que trabalha para a Srta. Thompson, certo? Tem algum conselho para me dar antes do teste para Gladiador?

"Gladiador" era outra palavra que costumava assustar as pessoas, mas novamente, Asura tinha outras preocupações no momento, e em breve todos veriam a prova de que ele era um tatuada em sua pele. Esperando a resposta de Bruna, começou a divagar sobre o local que escolheria para tatuar o brasão em seu corpo. Estava tão concentrado em seus pensamentos que nem os gritos de protesto do aspirante que acabara de ser reprovado foram suficientes para distraí-lo. O fatídico encontro com a Cadete estava cada vez mais próximo, mas bem, já que o destino costumava sacanear com o pobre homem, ele achou por bem tirar o máximo proveito possível da situação, tirando vantagem do fato de por acaso ter topado com a babá da mulher..
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Ter 22 Abr 2014, 00:45

Bruna conseguira retirar a mente de Asura de Angélica somente para fazê-la mergulhar ainda mais na ideia de que a comandante era a mulher ideal. Contudo a loira mais uma vez o salvava dessa imagem, ao falar sobre o livro que estava lendo. O homem, em sua sinceridade, não escondia termos que seriam bons serem evitados ao conversar com civis, tais como prisão e gladiador.

- Não é problema nenhum. Leblanc é meu autor favorito, mas há outros igualmente bons. - Bruna comentava pegando um bloco de notas de sua mochila e, com uma letra desenhada, anotando nomes de autores e títulos de livros. - A nível de comparação, pode ser interessante ler a obra "O Guia do Papai" do João Giovanni, mas só esse também. Ele tem uma visão muito distorcida sobre como educar uma criança. Agora, se for ler esse, lembre-se de ler imediatamente depois "Nasce um pai" do Guilherme Windstor. Esse cara é muito bom, não tanto quanto o Leblanc na minha opinião, mas muito bom.

A jovem Bruna parecia ter sido ligada na tomada, já que não dava tempo de Asura responder a nenhum comentário da mesma. Listando nomes e nomes de livros e autores, a loira parecia muito distraída e o homem já achava que não obteria uma resposta para sua segunda pergunta e, no momento, mais importante.

- Agora... Sobre o teste... Isso é mais complicado... Ainda mais Gladiador. Ela tem um pouco de preconceito com a classe... - A jovem dizia com um tom de voz de quem tenta amenizar a repulsa da comandante para com os gladiadores e, ao mesmo tempo, aproximava o dedão e o indicador, para aumentar a ideia de pequeno que tentava passar, porém Asura sentia que a jovem mentia nessa parte do relato. Saber que a comandante não gostava da classe era um complicador em diversos aspectos. - Recomendo que não tente bajular ela, ela não gosta dessas coisas. E também não tente puxar conversa. São muitos testes, então quanto mais rápido melhor. Também tente deixar transparecer que não vai trazer problemas, ainda mais se você já esteve na cadeia, mas não chegue falando isso, ou pode parecer desesperado ou mentiroso.

Mais uma vez a pequena Bruna começava a falar sem parar, com dicas e mais dicas. O triste da situação é que a loira falava balançando o papel com o nome dos autores, impedindo Asura de o pegar. O homem percebia que a menina não o fazia por mal, simplesmente estava distraída. Contudo, logo saia o último candidato, esse aprovado. A secretaria já chamava o próximo, era a vez do moreno enfrentar Angélica Thompson. Após pegar o papel e morder com força o palito de dentes, Asura se despediu de Bruna, que lhe desejou boa sorte, e entrou na sala.

O escritório de Angélica era bem iluminado e não havia nenhum sinal dos Taillows que foram levados mais cedo. A mesa ampla estava praticamente vazia, exceto por 4 folhas de papel que estavam sob os dedos da morena. Persian estava sentada ao lado da mesa, com o peito estufado e emitindo um rosnado baixo e constante. A chuva do lado de fora batia na janela, ritmada e feroz. A comandante ergueu o olhar para o homem, porém não virou a face, retomando a escrever em uma das folhas. O aspirante suava frio, tentando evitar que seus olhos se desviassem dos olhos da mulher e caíssem para sua boca, busto ou barriga.

- Nome, classe e motivo. - Ela exigia com a voz soberana, séria e indiferente.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Ter 22 Abr 2014, 12:37

Aparentemente, Bruna não se importara com as palavras utilizadas por Asura. Qualquer um teria se perguntado que tipo de coisa teria vivido uma menina tão jovem para ter adquirido tal comportamento, mas não ele. Agindo com toda a naturalidade que lhe era de costume, o homem estava mais preocupado com a pequena lista que a garota ia escrevendo em seu bloco de notas. Talvez devesse procurar uma livraria em Nyender, afinal, logo ele seguiria viagem, e é sempre bom ter uma boa leitura para lhe acompanhar nos momentos de tédio - afinal que tipo de gladiador iria preferir ler a treinar um pokémon em momento de tédio, né? - o homem sorriu para a garota:

-É sempre bom ver uma jovem tão animada com alguma coisa útil. Sem dúvidas você será uma ótima mãe

Enquanto dizia tais palavras pensava coisas do tipo "Espere três anos, pelo amor de Articuno". A bem da verdade, seria mais difícil Asura esperar tal tempo do que a garota, afinal, o homem não perderia a oportunidade de laçar o primeiro rabo de saia que lhe aparecesse pela frente. Voltou a prestar atenção quando a menina respondera a pergunta que deveria ser a mais importante para o futuro gladiador. Não era surpresa que os Gladiadores não eram bem aceitos por Angélica Thompson, afinal, eram poucos os que davam o devido valor à classe. Asura não se preocupou também com a recomendação de não bajulá-la, não era de seu perfil fazer isso para conquistar seus objetivos - exceto quando tal objetivo era o corpo de uma mulher - não puxar conversa seria difícil, mas jurou para si mesmo que tentaria se controlar, no entanto, não se preocupava em ter que responder tudo rapidamente. Sobre trazer problemas, Asura se sentiu levemente ofendido, pensando algo do tipo "Ora, que tipo de pessoa olharia para mim e pensaria que eu sou problemático? tsc... Vou só agira normalmente". Sim, Asura não tinha um pingo de autocrítica quando o assunto era sua personalidade. O homem fazia anotações mentais a cada instrução que a babá lhe dava, enquanto perseguia o papel com os olhos, em busca de uma oportunidade para agarrá-lo. Só conseguiu quando a secretária chamou seu nome, após um aspirante sair da sala com um ar vitorioso. Bruna entregou-lhe o papel, e o homem o pegou pela mão direita enquanto a ouvia desejar boa sorte. Num impulso, agarrou a mão da jovem, talvez com mais força do que devesse, e a beijou delicadamente, curvando-se cavalheirescamente.

-Muito obrigado pelas suas instruções - disse sorrindo, olhando-a nos olhos, e em seguida soltou sua mão.

Asura não ficou para ver a reação da menina, virou-se de costas para ela, encarando a porta e tentando não transparecer nervosismo. Deu uma ajeitada no rabo de cavalo, endireitou o palito entre os dentes, guardou a lista de livros no bolso do quimono e caminhou até a sala em passos contidos. Deu duas batidas na porta, e antes mesmo de ouvir a resposta, adentrou a sala. Nem tivera tempo de sentar, e já fora bombardeado com as três perguntas que poderiam mudar sua vida. Lembrando-se das instruções de Angélica, decidiu responder tão sucintamente quanto lhe fora inquirido, enquanto fazia um esforço sobre-humano para não admirar o corpo da mulher.

-Asura Sychi. Gladiador... - bem que ele tentara, mas não conseguiu conter o ímpeto e começou a tagarelar: - Honra e Glória. Digo, eu perdi meus pais muito cedo sabe, então eu tive que sobreviver do jeito que dava, acontece que daí eu me apaixonei e... Bem, ela morreu também, ai eu fui adotado por um gladiador e fui treinado, mas ele morreu em uma arena. Eu quero que meu mestre saiba que eu fui bem ensinado. Que eu posso vencer nas Arenas e... - o homem parou por um segundo, provavelmente a cadete não estava nem um pouco interessada na sua história. Aliás, era provável que ela até mesmo já a soubesse de cor e salteado, afinal, ela era uma cadete, ele estava preso, não seria difícil puxar a sua ficha criminal, ao perceber que pensava demais decidiu retomar à sua resposta: como eu dizia: Honra e Glória.

O homem encarou a cadete com uma expressão firme, enquanto ainda mordia o palito de dentes e se perguntava como diabos aquele pedaço de madeira ainda não tinha partido ao meio.
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Ter 22 Abr 2014, 23:18

Deixando a jovem Bruna completamente corada para trás, Asura respirou fundo e entrou na sala da comandante. As perguntas que recebeu ajudaram a distrair o homem que lutava para não desviar os olhos pelo corpo da mulher, tarefa que se mostrava difícil. Entretanto o aspirante se empolgava e começava a falar mais do que o necessário, calando-se repentinamente e voltando a responder de forma rápida a pergunta.

Angélica, como Asura previra, já conhecia toda a história, até mesmo porque, como Comandante dos cadetes, ela era a responsável pela assinatura dos termos de soltura de prisioneiros que já completaram sua pena. A ficha criminal inteira estava mais do que presente na mente da mulher.

Após o pequeno discurso de Asura, Angélica largou a caneta e, pela primeira vez, lhe mirou nos olhos. Ter o olhar rubro focado em si era muito bom e muito ruim ao mesmo tempo. Por um lado, o moreno gostava que uma bela mulher estivesse lhe olhando, afinal abria possibilidades para uma aproximação e, quem sabe, algo a mais. Por outro lado, a mulher a sua frente era a comandante e a última coisa que o olhar da mulher transparecia era que o homem poderia cogitar uma aproximação.

- De maneira lógica, tente explicar como a palavra honra pode estar associada a gladiador e ex-presidiário.

A voz ainda não mudava de tom. Persian seguia rosnando. O palito de dentes por fim se partia e uma parte caia no chão, abandonando o aspirante. Os cabelos negros caídos sobre o ombro esquerdo, contrastando com a pele clara e a boca vermelha, convidando Asura a divagar.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Qua 23 Abr 2014, 01:05

Tal como previsto, a expressão de indiferença não saiu da face de Angélica. Asura foi pego de supetão pela nova pergunta da examinadora e fez um esforço refletindo cuidadosamente sobre a tal pergunta. Asura conseguiu um olhar da mulher, não sabia mesmo se aquilo era bom ou ruim, já tinha em mente que não conseguiria nada com a cadete, mas ficara feliz em desviar o foco de sua atenção, sabendo da chance única que tinha, refletiu sobre a pergunta tentando escolher as palavras certas. Recolheu o pedaço do palito de madeira que se partira e juntou com a outra metade, colocando ambas no bolso. Teria que arranjar outra coisa pra colocar entre os dentes.

-Obviamente a senhorita deve saber que honra é um conceito subjetivo. No meu caso, quero honrar os ensinamentos passados por meu mestre. Quero mostrar para ele lá no além que eu tenho a capacidade de ser um grande campeão, como ele foi. - Asura respondia com uma voz firme, sem jamais remover o foco de seu olhar dos olhos da bela morena a sua frente - Provavelmente a senhorita já tem uma opinião formada a meu respeito, assim como tem sobre os gladiadores. Tudo bem, não vou tentar fazê-la mudar de ideia, até porquê, seria perda de tempo, nós dois sabemos disso. Eu sei que eu errei ao levantar a mão contra uma mulher, não devia ter feito isso, e durante os sete anos que passei preso, me arrependi amargamente dia após dia. Tudo o que lhe peço é uma chance para recomeçar. A honra que eu quero conquistar não é somente minha... - o homem repousou a mão esquerda sobre os quatro semicírculos em seu braço direito e fechou os olhos, se silenciando. Não por estar satisfeito com a resposta, mas por que não conseguia mais manter a fala sem fraquejar a voz. Estava uma pilha de nervos, mas aprendera na prisão como não exteriorizar sentimentos de fraqueza frente a pessoas mais poderosas em qualquer sentido que fosse, por isso, tinha uma expressão de total indiferença em seu rosto.
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Qui 24 Abr 2014, 00:53

Asura usava todas suas técnicas para não transparecer seu nervosismo, conduto o palito de dentes quebrado era um forte indicador para um olhar treinado como o da comandante.  Persian seguia sentada, séria e com seu rosnado baixo. Angélica mantinha o olhar rubro inexpressivo, apesar da resposta recebida.

- De quem mais seria esta... honra?

Mais uma pergunta inesperada. O tempo demorado para falar a palavra honra evidenciava que a comandante discordava sobre o conceito de Asura, porém não estava focada neste detalhe... Ainda... O homem tentava ignorar esse fato e torcia para que a mulher não resolvesse debater o tema, além de pensar na resposta que deveria dar. Angélica teria acesso a sua ficha? Saberia de seu amor, que morreu há muito tempo, mas que deveria ter mais ou menos a mesma idade da oficial? A chuva seguia rigorosa do lado de fora, castigando a cidade. Do lado de dentro, o aspirante era igualmente pressionado, por alguém com o mesmo potencial destrutivo que o temporal.


off: desculpa o post pequeno ç.ç
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Qui 24 Abr 2014, 13:19

Off: Sem problemas ^^
-------------------------------

Angélica Thompson era ainda mais dura do que o que diziam os boatos. Além de claramente insatisfeita com a resposta de Asura e sua definição de "honra", a mulher emendou outra pergunta, que novamente fez o aspirante refletir bem antes de responder, agora tentava controlar a mão levemente trêmula que ainda repousava sobre as tatuagens. Inspirou um pouco de ar e soltou com força, abrindo os olhos e encarando a comandante. Seu olhar circulou a sala parando novamente no olhar de Persian, como se o enfrenta-se e dissesse: "Pare com esse barulho irritante, gato maldito, está me desconcentrando", porém em seguida lembrou-se que fora um desses bichanos que causara a cicatriz que agora atravessava seu olho. Retornou o olhar para a comandante, ainda esforçando-se para não descer de mais a vista e dar de frente com os seios da mesma. Tudo que deixara escapulir no momento em que achava que falava demais, iria ser agora exposto com calma e com uma seriedade que sem sombra de dúvidas não lhe era costumeira. A mão tocava os dois primeiros semicírculos.

-Provavelmente a senhorita deve saber tudo sobre meu passado. Não tenho dúvidas quanto a isso. Pois bem, deve saber sobre como meus pais foram assassinados quando eu anda era uma criança e o que tive que fazer para sobreviver por conta disso, somado a isso o fato de eu manifestar interesse em ser um gladiador, certamente seu juízo sobre a minha pessoa deve ser o pior possível. Não quero lhe tocar com minha história, nem vou negar. O que me manteve vivo durante o tempo em que vivi só foi o desejo de vingança, não vou negar também que assassinato era uma ideia fixa em minha mente, até que conheci uma pessoa especial - quase que imperceptivelmente, a mão de Asura deslizou um pouso mais para baixo, para o terceiro semicírculo - Ela foi a primeira pessoa a me mostrar a luz, e mesmo que não soubesse dos meus planos, conseguiu me fazer desistir, mas foi assassinada pouco tempo depois. - a mão agora já estava sobre o quarto e último semicírculo - Então eu conheci o homem que moldou meu caráter. Provavelmente tudo que eu sou hoje, é por causa de meu mestre. São essas quatro pessoas que quero honrar. Acredito piamente que os espíritos dessas pessoas me guiam e me protegem nesse mundo. E quero agradecê-los por isso. Para honrar meus pais, vou mostrar para meu pai e minha mãe que eles não criaram um assassino. Para honrar minha namorada, vou mostrar que aprendi sobre amor e bondade, quero espalhar esses sentimentos, acredito que licenciado eu posso ser útil e ajudar a muitas pessoas. E como já disse antes, honrarei meu mestre aplicando seus ensinamentos nas arenas e na minha própria vida..

O homem fez uma pausa, e repousou ambas as mãos na mesa da cadete provavelmente não teria conseguido emocioná-la embora ele já estivesse a beira das lágrimas. Mas tudo o que queria era sua aprovação nesse momento. Realmente não se importava se ela tinha ou não se distraído com a história, e já podia até mesmo ouvir saindo de sua boca um comentário irônico, provavelmente comparando sua vida a um dramalhão novelesco. A expressão em seu rosto não era mais de indiferença. Agora esboçava uma seriedade incomum, enquanto fazia força para não chorar. Não lhe importava conviver com os fantasmas de seu passado todos os dias, porém, relembrar de sua história com detalhes não era uma das tarefas mais fáceis para ele. Por fim, agradeceu mentalmente o ronronar de Persian desta vez. O ruído o irritava tanto, que logo a vontade de chorar era passado.
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Sab 26 Abr 2014, 00:33

O som do rosnado de Persian, que se intensificara após ser desafiada pelo olhar de Asura, distraia o aspirante da dor que seu coração sentia. De repente nem mesmo o farto busto da comandante parecia uma visão tentadora. As lembranças fortes abalavam o homem ainda. Os dedos abandonavam os círculos no braço e as mãos se uniam entre suas pernas, os dentes raspando em busca de algo para morder e o olhar perdido, tentando fugir do passado durante o teste para se concentrar na próxima pergunta que, ele sabia muito bem, logo viria.

Angélica não mudava sua expressão facial. Não era mais fria, nem preconceituosa, muito menos cativada. O rosto da mulher não apresentava nada após as palavras do homem e perceber o efeito da história no mesmo. O olhar rubro ainda analisava o aspirante, buscando indícios de que ele poderia ser uma ameaça caso recebesse um Pokémon. Do lado de fora, a chuva ainda era forte, porém do lado de dentro, ela parecia não mais existir. Seus trovões e relâmpagos esquecidos e incapazes de atingir as pessoas na pequena sala.

- Pretende honrá-los, seguindo por um caminho que poderá custar sua vida ou sua sanidade e forçando os Pokémons que capturar, apesar de desconhecer a personalidade deles na captura, a lutar em arenas onde sofrerão atrocidades?

A expressão da comandante parecia questionar Asura, perguntando se ele realmente sabia o que era ser um gladiador e o que era enfrentar uma arena. Todos os gladiadores que conseguem avançar na carreira, em algum momento, perdem um Pokémon. Alguns desistem pouco antes do fato, preservando assim seus monstrinhos, outros seguem lutando, tentando superar a perda em mais batalhas. Amor e bondade não possuíam espaço na vida dos gladiadores que progrediam. Angélica sabia o que era perder um Pokémon e sabia o que era quase perder a vida, porém ela não conseguia compreender o prazer em forçar um Pokémon a lutar em uma arena simplesmente para que seu mestre tenha o título de "o mais forte", a maior ambição da maioria dos gladiadores ou aspirantes a gladiadores.


off: desculpe a demora. Quintas e sextas fico lerdinha XD mas no domingo compenso normalmente \o/
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Sab 26 Abr 2014, 02:20

Como já esperado, Asura não sensibilizara a mulher a sua frente com sua história. E mais uma capciosa pergunta saía da boca ferina da mulher. Tentando reunir calma e paciência, o homem tentou achar as palavras certas para responder, quando as achou, despejou-as de uma vez em cima da comandante quase sem respirar:

-Entenda Comandante, eu sequer deveria estar vivo, já escapei da morte mais de uma vez, eu vi meu mestre morrer em uma arena, ninguém mais do que eu tem ciência do quão perigosa e terrível a vida de gladiador pode ser. Não sou nada mais do que um fantasma, assim sendo, a morte não é novidade para mim. Adotei a filosofia do "o que vier é lucro" em minha vida, pois eu sequer deveria estar aqui conversando com a senhorita. Sei que a insanidade muitas vezes atinge o gladiador, como é o caso da pobre coitada que agora habita a Rota 2. Mas a lembra de onde eu estive nos últimos anos? Com certeza deve saber que nossas penitenciárias não são o que se pode chamar de Paraíso. Eu suportei 7 anos em um inferno lutando contra outros presos, além de lutar contra mim mesmo. Além disso, quando alguém perde todos a sua volta, como eu perdi, passa a encarar a morte de outra maneira. Como já disse, sei que os espíritos daqueles que me deixaram estão me acompanhando e testemunhando tudo o que eu me tornei. Por fim, acredite: não sou tão imprudente quanto pareço. Não irei enfrentar as arenas sem achar que estou minimamente preparado para isso, e tampouco forçarei um pokémon a lutar se ele não quiser. Obviamente tentarei moldar a personalidade para tornar meus monstrinhos em verdadeiros titãs, mas sem jamais obrigar algum deles a participar de uma luta que não quer. Aliás, em minha opinião, um bom gladiador é principalmente reconhecido pela força de seus pokémon. Entre muitas coisas que meu mestre me ensinou, acredito que a lição mais importante foi mostrar que Gladiador e pokémon devem se tornar um só se quiserem ter algum sucesso nessa carreira, dividindo igualmente todos os méritos e glórias.

Agora o aspirante pegava um pouco de ar. A expressão de indiferença voltara ao seu rosto, no entanto, muitos questionamentos pululavam sua mente. Quantas perguntas ainda teria que responder antes de o teste "de verdade" começar. Quando Angélica Thompson estaria satisfeita?
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Dom 27 Abr 2014, 00:32

Asura mirava Angélica nos olhos após terminar de falar, tentando buscar respostas para suas perguntas não pronunciadas. O interrogatório da mulher começava a cansá-lo e o homem deseja iniciar o teste escrito o mais rápido possível. Ficar revivendo e revirando o passado era doloroso demais.

Os olhos da morena pareciam indecifráveis como sempre, porém a mesma soltou um suspiro resignado que, ao jovem, parecem decepcionado. Contudo... Admitir que a mulher estava decepcionada seria o mesmo que admitir que ela possuía alguma expectativa sobre Asura, o que seria infundado... O homem ficava tentado a acreditar que o suspiro seria fruto de algum mal estar da gestação, contudo um "e se..." ficava rondando sua mente sem lhe dar paz.

- Você ainda não leu o suficiente para perceber que este caminho não lhe trará glória e muito menos honra àqueles que você ama.

A fala, igualmente, pegava o homem de surpresa, confirmando que realmente Angélica sabia onde ele estava, quem ele era e também o que ele fazia. Possivelmente então a comandante saberia até mesmo os títulos escolhidos por ele. Contudo, a fala não parecia uma ameaça ou um desejo ruim para o futuro do homem, mas uma previsão de alguém acostumado a ver esse destino. Mais dúvidas invadiram a mente do aspirante. Haveria a possibilidade de Angélica dificultar tanto o teste para os gladiadores com o intuito de reduzir o sofrimento? A Comandante seria tão altruísta assim? Somente a pergunta despertaria risada na grande maioria das pessoas.

Os pensamentos de Asura, por mais conflitantes que fossem, eram interrompidos pela folha largada a sua frente. As primeiras quatro questões. Ele conquistara o direito de tentar. A Comandante não falara nada a respeito do assunto, simplesmente calara-se após a fala que perturbou um pouco o homem. A face de indiferença ainda reinante no belo rosto. A mão escorregando inconsciente para a barriga, fato que Asura reconhecia bem, o bebê devia estar começando a se mexer. Persian ainda rosnava, a ponta da cauda balançando freneticamente, indicando o desejo por ser autorizada a atacar. A felina não parecia simpatizar com o homem.

1) Nas batalhas, certos ataques podem causar mudanças de status em seu pokémon, cite três movimentos (um especial, um físico e um de suporte) que causem no adversário o status Poison. Diga um item natural, uma Berry e um item encontrado nos Mercados que curem esta alteração.

2) Diga-me uma habilidade que tire proveito do campo com Hail. Um movimento melhorado devido essa condição e um que seja prejudicado também.

3) Cite três Hidden Abilities dos iniciais da classe X e seus efeitos.

4) Dadas as seguintes pistas:

1 - Apesar de possuir a casca dura, essa berry possui um suco rico e azedo em seu interior; tem um sabor acido único;
2 - Tem um sabor balanceado; é da mesma família da Oran Berry, porém maior e mais apetitosa.
3 - Quanto maior e mais redonda é, mais amarga essa Berry fica.
4 - Uma berry peculiar que possui uma mistura de sabores que se espalha na boca; os presentes da natureza estão todos nessa berry; cresce muito ao meio-dia.

A que grupo as informações acima se referem:

( ) Aspear Berry - Sitrus Berry - Rawst Berry - Oran Berry
( ) Sitrus Berry - Rawst Berry - Aspear Berry - Oran Berry
( ) Oran Berry - Rawst Berry - Aspear Berry - Sitrus Berry
( ) Rawst Berry - Oran Berry - Sitrus Berry - Aspear Berry
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Dom 27 Abr 2014, 01:40

OFF: Não entendi a 3a pergunta, mas interpretei "Classe X" como "Gladiador". Caso tenha que ser corrigido, me manda uma PM avisando do erro, por favor.

Na cabeça de Asura, nenhuma mulher poderia ser tão fria quanto Angélica Thompson, e desde que entrara na sala desconfiara que sua rigidez era só uma fachada, talvez a gravidez e a loucura hormonal que vinha com ela, evidenciasse um pouco isso, pois o homem podia jurar que a cadete se importava com ele, mesmo que minimamente. Ignorando a Persian, que parecia não gostar nenhum pouco dele, o aspirante pôs-se a ouvir cuidadosamente as últimas palavras da comandante, e, para não se complicar ainda mais, resolveu não fazer comentário algum, o que logo se provou uma decisão acertada, visto que não tardou para a folha com as primeiras perguntas do teste escrito fosse-lhe entregue. Fitou o papel, sem se focar em nenhuma pergunta exatamente, ainda refletia sobre o comportamento da examinadora, até que as palavras de Bruna ecoaram em sua mente, "quanto mais rápido melhor", ao perceber que talvez estivesse demorando mais do que o aceitável, leu a primeira pergunta:

1) Nas batalhas, certos ataques podem causar mudanças de status em seu pokémon, cite três movimentos (um especial, um físico e um de suporte) que causem no adversário o status Poison. Diga um item natural, uma Berry e um item encontrado nos Mercados que curem esta alteração.

R: Sludge (Especial), Poison Jab (Físico) e Poison Pownder (Suporte). A fruta que cura o status é a Pecha Berry, o item comprado no mercado, Antidote.

2) Diga-me uma habilidade que tire proveito do campo com Hail. Um movimento melhorado devido essa condição e um que seja prejudicado também.

R: A habilidade "Ice Body" faz com que o pokémon recupere 1/16 de seu HP máximo ao fim de cada turno. Quando um pokémon de um tipo que não seja Ice possui essa habilidade, além da recuperação de HP, ele não sofre dano causado pela neve. Quando utilizada em meio ao Hail, o movimento "Blizzard" tem um chance de acerto de 100%, enquanto o movimento Solar Beam, tem seu poder de ataque cortado pela metade.

Cite três Hidden Abilities dos iniciais da classe X e seus efeitos.

R:A hidden ability do Bulbasaur é a "Chlorophyll", que aumento o status "Velocidade" do pokémon possuidor quando o clima estiver ensolarado. A hidden ability de Charmander, é "Solar Power", que aumenta o Ataque Especial do usuário em 50%, durante o clima ensolarado, mas faz com que ele perca 1/8 do hp a cada turno. A hidden ability do Squirtle é "Rain Dish", que ao contrário dos outros dois, aproveita o clima "chuvoso" para recuperar o hp do possuidor em 1/16 por turno

4) Dadas as seguintes pistas:

1 - Apesar de possuir a casca dura, essa berry possui um suco rico e azedo em seu interior; tem um sabor acido único;
2 - Tem um sabor balanceado; é da mesma família da Oran Berry, porém maior e mais apetitosa.
3 - Quanto maior e mais redonda é, mais amarga essa Berry fica.
4 - Uma berry peculiar que possui uma mistura de sabores que se espalha na boca; os presentes da natureza estão todos nessa berry; cresce muito ao meio-dia.

A que grupo as informações acima se referem:

(X) Aspear Berry - Sitrus Berry - Rawst Berry - Oran Berry
( ) Sitrus Berry - Rawst Berry - Aspear Berry - Oran Berry
( ) Oran Berry - Rawst Berry - Aspear Berry - Sitrus Berry
( ) Rawst Berry - Oran Berry - Sitrus Berry - Aspear Berry
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Dom 27 Abr 2014, 19:15

off: mil perdões x.x foi falha minha x.x mas era gladiador mesmo o/


O homem demorou alguns minutos para começar a responder as perguntas, perdido em reflexões sobre o comportamento da Comandante. Contudo as palavras de Bruna logo retornaram a sua mente e Asura optava por se focar em seu teste. As questões logo eram lidas e respondida, sem grandes dificuldades.

A primeira folha era devolvida para Angélica que, antes de lê-la, já alcançava o segundo grupo de perguntas para o aspirante a gladiador. Enquanto o homem lia as novas perguntas, um pouco mais difíceis que as anteriores, a mulher riscava na outra folha certos e errados, contudo o homem não levantava a cabeça para saber como estava indo até então. A chuva na janela parecia estar lentamente reduzindo, quase se transformando em uma garoa, porém o rosnado de Persian ainda era constante e nada amistoso.

5) Disserte sobre o(s) Pokémon(s) (habilidades, cadeia evolutiva...) mais raro(s) do lugar em que se encontra a Lucarionite.

6) Diga onde podem ser encontradas as Mega Stones dos iniciais Gladiadores, relacionando lugar e pedra.

7) Disserte sobre cinco pokémons extintos (não lendários, não pseudo-lendário, um de cada uma das 5 regiões antigas).

Pontuação até agora: 3,85
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Seg 28 Abr 2014, 01:58

Off: Tudo bem, pelo menos deu pra entender ^^
Confiante em seus conhecimentos, Asura pegou a nova folha de perguntas, e pôs a responder sem enrolar:

5) Disserte sobre o(s) Pokémon(s) (habilidades, cadeia evolutiva...) mais raro(s) do lugar em que se encontra a Lucarionite.

R:A Lucarionite pode ser encontrada em The Village of Fire. Os pokémons mais dificilmente encontrados nesse lugar são Riolu e Axew. O primeiro é um pokémon do tipo lutador, que evolui exatamente para Lucario que megaevolui para MegaLucario quando combinado com a Mega Stone em questão, ao evoluir adquire características do tipo Metal, é famoso por suas habilidade com a "Aura", uma energia misteriosa que poucos sabem o que realmente significa. O segundo, evolui para Fraxure e depois para Haxorus, todos pokémons do tipo dragão.

6) Diga onde podem ser encontradas as Mega Stones dos iniciais Gladiadores, relacionando lugar e pedra.

R: As megastones de tais pokémons são todas encontradas em Glademor Kill, um lugar conhecido por guardar muitos tesouros e itens valiosos.

7) Disserte sobre cinco pokémons extintos (não lendários, não pseudo-lendário, um de cada uma das 5 regiões antigas).

R: 1 - Pinsir, um pokémon do tipo inseto nativo de Kanto, se comparado com outros pokémons do mesmo tipo era bastante poderoso, e tinha presas sobre a cabeça que podiam esmagar quase qualquer coisa. 2 - Hoothoot, um pokémon coruja dos tipos normal e voador, nativo de Jotho. Era conhecido entre outras coisas, por seus hábitos noturnos. 3- Anorith, um pokémon fóssil, dos tipo Insetos e Pedra. A maior peculiaridade sobre ele, é o fato de ter sido extinto milhões de anos atrás, mas continuar tendo sua vida possível hoje em dia. Quem sabe isso não se repete hoje em dia? 4 - Bidoof, um pokémon normal, que ao evoluir para Bibarael ganha características aquáticas, era nativos de Sinnoh. 5 - Vanilite, um pokémon de gelo, que mais parecia um sorvete, era nativo da região de Unova antes de ser extinto.

Asura entregou a nova folha sorrindo, certo de que tinha feito um bom trabalho.
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Alice em Seg 28 Abr 2014, 14:57

off: ;D últimas perguntas \o/ dai é tatoo e inicial \o/
como se sente quase se livrando de mim? XD



Mais uma troca de folhas acontecia. Asura entregava as respostas para as últimas perguntas recebidas e logo começava a responder as últimas três. A ansiedade começava a sufocar o coração do homem, que mal podia ver a hora de partir para a próxima etapa: a tatuagem. Estava esperançoso de que suas leituras durante o tempo de prisão lhe foram suficientes para se preparar para a prova, contudo as últimas três perguntas o pegaram de surpresa e lhe exigiriam um tempo a mais de reflexão. Durante todo esse tempo, nada se ouvia da Comandante, a não ser sua caneta deslizando pelas novas questões a serem corrigidas.

8) Dois gladiadores estão em uma batalha em dupla. O primeiro gladiador lança as suas esferas bicolores no ar e libera dois Pokémon. Um é todo negro e por estar a noite, parte dos seus corpo brilham perante a escuridão se destacando. O segundo Pokémon é muito parecido com o primeiro, porém a cor é rosada. Os Pokémon do segundo gladiador também surgem simultaneamente a esses. Um é uma massa gasosa que assim que entra no campo de visão, solta muitas gargalhadas e voando, mesmo não sendo do tipo Flying. O outro é um Pokémon tem uma cabeça dura e é um bípede de 0,6 metros e peso igual 42,1Kg.
A batalha começa e assim o primeiro Pokémon do segundo gladiador lança várias chamas roxas/rosadas sobre o primeiro Pokémon do adversário. Nesse instante, o corpo deste pega fogo e simultaneamente acontece com o Pokémon que lançou o golpe. Em resposta, o segundo Pokémon do primeiro gladiador lança uma aura azulada sobre o segundo Pokémon do gladiador rival e assim lança ele para longe. Esse golpe tem Power 90. O Pokémon arremessado logo reage, lançando um golpe do tipo Fire de Power 40 o Pokémon que o atacou com o movimento de Power 90, deixando queimado e causando mais dano do que o normal, devido a sua habilidade especial. Como aconteceu no primeiro caso, o status negativo ocorreu sobre o corpo do segundo Pokémon do segundo gladiador, deixando queimado também.
Já o primeiro Pokémon do primeiro (o que está queimado também) começa a dormir em campo e assim se cura de todos os ferimentos.
Responda:
Quais os Pokémon dos Gladiadores 1 e 2?
Quais os ataques utilizados?
Quais as habilidades deles?
A situação descrita é possível? Justifique.

9)Considere a situação:
“Dois gladiadores estão em uma batalha. O Gladiador 1 usou um Pokémon A e o Gladiador 2 usou o Pokémon B. O Pokémon A têm pelos de seu corpo estão sempre eriçados. É muito curioso, e já sair para ver tudo o que tem pelo caminho. O Pokémon B é formado por outros três que estão juntos desde o nascimento e o macho da espécie nunca evolui.
O Pokémon B ergue-se em campo e logo um vendaval ocorre sobre o Pokémon A, que não faz nada a não ser lançar um golpe sonoro, que não causou dano no oponente, mas reduziu algo do Pokémon B.”
Quem é o Pokémon A e o Pokémon B e quais golpes eles usarem. Comente separadamente sobre cada Pokémon e sobre os níveis que evoluem e suas particularidades.

10) Um movimento de Accuarcy 100% cujo efeito faz com que todos os pokemons do campo fiquem sem saber o que fazer. Uma das possíveis curas é uma fruta que se exposta á luz ao sol cresce com cores mais vivas. Que move é esse? Cite um pokemon não extinto que o aprende por Lv. Up e em que nível aprende, cite também dois pokemon que o sabem através de eggmove.

Pontuação até agora: 6,55
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Yurisas em Seg 28 Abr 2014, 22:28

Off: Que é isso kkk, tô me divertindo. ^^ Só tô aliviado de me livre da Angélica, hehe.

Agora que já tinha quase alcançando a pontuação necessária para ser aprovado, Asura respirou aliviado. Entretanto, tal alívio só durou até bater o olho nas questões, cujo nível de dificuldade parecia ter se elevado drasticamente. Colocou a caneta entre os dentes, ocupando o lugar do palito agora partido ao meio, e releu as três questões.

8) Dois gladiadores estão em uma batalha em dupla. O primeiro gladiador lança as suas esferas bicolores no ar e libera dois Pokémon. Um é todo negro e por estar a noite, parte dos seus corpo brilham perante a escuridão se destacando. O segundo Pokémon é muito parecido com o primeiro, porém a cor é rosada. Os Pokémon do segundo gladiador também surgem simultaneamente a esses. Um é uma massa gasosa que assim que entra no campo de visão, solta muitas gargalhadas e voando, mesmo não sendo do tipo Flying. O outro é um Pokémon tem uma cabeça dura e é um bípede de 0,6 metros e peso igual 42,1Kg.
A batalha começa e assim o primeiro Pokémon do segundo gladiador lança várias chamas roxas/rosadas sobre o primeiro Pokémon do adversário. Nesse instante, o corpo deste pega fogo e simultaneamente acontece com o Pokémon que lançou o golpe. Em resposta, o segundo Pokémon do primeiro gladiador lança uma aura azulada sobre o segundo Pokémon do gladiador rival e assim lança ele para longe. Esse golpe tem Power 90. O Pokémon arremessado logo reage, lançando um golpe do tipo Fire de Power 40 o Pokémon que o atacou com o movimento de Power 90, deixando queimado e causando mais dano do que o normal, devido a sua habilidade especial. Como aconteceu no primeiro caso, o status negativo ocorreu sobre o corpo do segundo Pokémon do segundo gladiador, deixando queimado também.
Já o primeiro Pokémon do primeiro (o que está queimado também) começa a dormir em campo e assim se cura de todos os ferimentos.
Responda:
Quais os Pokémon dos Gladiadores 1 e 2?
Quais os ataques utilizados?
Quais as habilidades deles?
A situação descrita é possível? Justifique.

R: O Gladiador 1 comanda um Umbreon e um Espeon, ambas evoluções do Eevee. O Gladiador 2, um Haunter e um Bagon. O Haunter utiliza o ataque Will-o-wisp, o Espeon, Psychic. Bagon utilizou o ataque Ember, e Umbreon usou Rest. A habilidade de Espeon e Umbreon é Synchronize. A de Haunter, levitate e a de Bagon Rock Head. A situaçõa é impossível, uma vez que Bagons foram extintos na Grande Guerra.

9)Considere a situação:
“Dois gladiadores estão em uma batalha. O Gladiador 1 usou um Pokémon A e o Gladiador 2 usou o Pokémon B. O Pokémon A têm pelos de seu corpo estão sempre eriçados. É muito curioso, e já sair para ver tudo o que tem pelo caminho. O Pokémon B é formado por outros três que estão juntos desde o nascimento e o macho da espécie nunca evolui.
O Pokémon B ergue-se em campo e logo um vendaval ocorre sobre o Pokémon A, que não faz nada a não ser lançar um golpe sonoro, que não causou dano no oponente, mas reduziu algo do Pokémon B.”
Quem é o Pokémon A e o Pokémon B e quais golpes eles usarem. Comente separadamente sobre cada Pokémon e sobre os níveis que evoluem e suas particularidades.

R: O pokémon A trata-se de um Zigzagoon, o golpe utilizado foi o Growl. Ele evolui para Linoone no level 20. Já o pokémon B, é um Combee, e utilizou Gust. As Combees fêmeas evoluem para Vespiqueen no level 21.

10) Um movimento de Accuarcy 100% cujo efeito faz com que todos os pokemons do campo fiquem sem saber o que fazer. Uma das possíveis curas é uma fruta que se exposta á luz ao sol cresce com cores mais vivas. Que move é esse? Cite um pokemon não extinto que o aprende por Lv. Up e em que nível aprende, cite também dois pokemon que o sabem através de eggmove.

R: O move chama-se Teeter Dance. É aprendido no level 37 por Spinda, e por eggmove por Mr. Mime e Cacnea, tendo o próprio Spinda como pai.

Confiante, Asura entrega a última folha de respostas para Angélica, e sorri para ela como quem diz "Eu vou ser aprovado, lide com isso, gatinha".
Yurisas
Yurisas


Voltar ao Topo Ir em baixo

I - 7 Anos depois... Empty Re: I - 7 Anos depois...

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum