Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Qua 25 Jun 2014, 14:57




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


A estrada que saia de Jorvet Village era bem curta e não tardou para que eu deixasse tudo para trás em busca de concluir os meus objetivos. Pensava como se fosse a coisa mais preciosa que tinha em minha vida. Depois dos últimos acontecimentos, minha vida passou a ser o meu maior bem. Pensativa, avançava pelo caminho se erguia e assim começava a ver o quão alto era aquela ponte que parecia ligar aquela pequena vila à Chermont City. Dessa vez estaria atravessando aquele trecho sozinha e teria que redobrar a minha atenção. Serena, Isaac e Ezra estavam descansando em minha bolsa, cada qual em sua respectiva Pokéball, enquanto na minha bolsa o volumoso Egg estava parcialmente a amostra.

Desde que eu o encontrei, gostava de ficar olhando para a estranha casca, que daria origem a um novo Pokémon. Estava ansiosa para saber qual seria, mas parecia que só o tempo iria responder a minha pergunta. Olhei e analisei tentando buscar os traços mais comuns, mas dezenas de Pokémon parecia ter aquelas características. Com um suspiro pesado, deixava aquilo de lado para seguir a minha viagem. Antes de seguir na ponte propriamente dita da rota 3, um flash escarlate saia da minha bolsa e pousava no solo e formava Serena. A Pokémon Grass ainda estava chateada pela minha decisão de se separar de Ethan, mas mesmo assim ela queria seguia ao meu lado.

- Não me olhe com essa cara. Logicamente falando, era o melhor para nós, entendeu? – a Pokémon ainda continuava com a cara emburrada. Era impressionante como ela passou de ódio para afeto pelo gangster. Nem aprecia ela quando ele colocou uma abóbora podre na cabeça.

O vento estava forte ali e a ponte parecia deserta. Eu olhava para os lados tentando saber se havia alguém ali. Serena foi a primeira a pisar na estrutura de pedra, que parecia ser bem forte. As ondas batiam fortemente na base. Havia até esquecido de passar na praia de Jorvet, mas devido aos últimos acontecimentos, ficara para quando voltarmos para a vila, o que segundo os meus planos demorará um pouco mais.



Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Qua 02 Jul 2014, 15:21

O vento era forte na rota 3 e carregava ainda vestígios do temporal que atormentara Shinki por muito tempo. O egg estava parcialmente a mostra e a visão de sua casca inundava o coração de Sakura de ansiedade. A garota desejava mais que tudo saber quem eclodiria daquela casca. Serena, por sua vez, após deixar a pokébola por conta própria, parecia mais interessada em exigir uma resposta melhor para a separação do que com o futuro integrante propriamente dito. Sakura sabia que poderia contar com a companheira para proteger o bebê a qualquer momento, mas Serena parecia chateada por não ter mais a presença do ruivo. A abóbora podre parecia completamente esquecida e perdoada para a Chikorita.

A estrutura era muito forte e parecia não se abalar com as fortes ondas em seus pilares que tornavam a cada passo mais altos. A ponte parecia vazia e silenciosa, até demais para o gosto da garota. Conforme o tempo passava, somente o uivar do vento era audível. A altura era tanta, que Sakura precisava debruçar-se na murada da ponte para ver se realmente ainda tinha água abaixo e se ela ainda estava agitada, já que seu som era imperceptível. Em uma das vezes que se debruçou, a morena pode ver um casal de Staraptors voando abaixo de si, seguidos por três Starly. Uma família completa. A visão era cativante e a lembrava do egg em suas costas.

Em uma das paradas, a jovem Stylist pode avistar a praia de Jorvet ao longe e notar as ondas que castigavam suas margens. Apesar da chuva ter dado uma pequena trégua, o vento ainda não permitiria desfrutar da praia. Talvez tivesse sido algo bom não a ter visitado agora. Voltar no verão e apresentar uma praia bonita e calma para seus pokémon poderia soar melhor como um plano futuro...

O vento uivou mais uma vez. Serena estava quieta, mas com a mesma expressão emburrada. O silêncio começava a perturbar Sakura que, desde que saíra da academia, não tivera paz em sua jornada por causa de Ethan. Não encontrá-lo com Berenice na rota 3 era intrigante. Afinal de contas, ele estava com os olhos vendados e não poderia avançar muito rápido, poderia?


off: e lá vamos nós o/
egg atualizado com 1 rota ^^
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Sex 04 Jul 2014, 09:42




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas


Os passos firmes, sobre a ponte mais firme ainda, estavam sendo dados temerosamente. Ao olhar para baixo via o mar lutar contra a estrutura de pedra que se encontrava ali. Apesar da minha visão me mostrar a batalha da água salgada contra a ponte, a audição não confirmava o confronto. Parecia que estava muito alto para poder ouvir aquela intensidade sonora. Olhava com uma cara confusa, mas logo aceitava que a união da altura com o vento forte não me permitiria ouvir o belo som do confronto logo abaixo dos meus pés.

Serena permanecia emburrada. Sua cara ficava quase 100% redonda e o seu bico era hilário. Embora a Pokémon tivesse se apegado ao Ethan, ela me seguia e tentava fazer birra. Eu tentava ignorá-la. Pensei ainda em chama-la de volta para a sua esfera, mas sabia que sairia em seguida por vontade própria. O egg ainda reluzia na minha bolsa e aquilo era visto com grande ternura por mim. Só que havia outra coisa que eu também apreciava: a liberdade e o conforto de seguir por ali sem muitos perigos.

Depois de cenas torturantes nas rotas e na cidade de Nyender City, sem esquecer-se da queimada de Jorvet Village, eu estava em uma rota solitária, mas calma. O vento soprava de tal forma eu tinha que segurar os cabelos para não se embaraçarem no ar. Serena desistia finalmente de fazer birra e agora seguia para perto de mim. A Pokémon olhava o Egg Pokémon em minha bolsa com seus grandes olhos e a Pokémon começava a pular querendo ver melhor. Ao ver as tentativas da pequena, me abaixava e assim retirava o pequeno futuro Pokémon da bolsa e apresentava a ela.

- Quem você acha que nascerá, Serena? – tentava descontrai com a pequena.

Coloquei o Egg no chão a ponte, enquanto o vento continuava a soprar constantemente. Serena começava a circular o pequeno Egg e começava a passar a sua folha por ele. Eu olhava Serena fazer o que parecia ser um ritual e assim ela finalmente começava a pular agitando a sua folha na cabeça. Eu olhei para a pequena e logo entendi o que a pequena queria dizer.

- Um Grass? Muito difícil! A probabilidade é de 3,6% pois nem é verde. – Serena balançava a cabeça negativamente, como se quisesse dizer que ela estava certa. – Pois então, veremos! – dizia piscando o olho para ela e voltando a avançar pela rota.


Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Dom 06 Jul 2014, 00:23

Após alguns minutos de silêncio e birra, Serena parecia optar por manter a paz entre ela e a Stylist, passando a saltar para tentar ver o egg. Sakura, percebendo o fato, parou de andar e abaixou o ovo misterioso, permitindo a sua companheira se familiarizar com o mesmo. A morena observava a pokémon passar sua folha sobre a casca em um ritual particular e, em seguida, a mirar afirmando convicta de que o filhote seria do tipo grass, fato que a Stylist achou pouco provável.

Após o momento de descanso, a Stylist recolheu o ovo de volta para a mochila e seguiu sua caminhada pela ponte. Em diversos pontos a caminhada era interrompida por escadas, levando-as cada vez mais ao alto. Pássaros maiores eram vistos em grupos imensos, criando uma bela apresentação no ar. Sakura se sentia feliz apesar de tudo. Pela primeira vez sentia a paz e tranquilidade de uma jornada como a dos livros, mesmo as lembranças de Nyender, Rota 2 e Jorvet lhe perseguindo com frequência.

Todavia, quando Serena parou repentinamente, Sakura acreditou que sua sorte estaria mudando. Ao longe a morena via um vulto que a fazia lembrar de Ethan. Com passos receosos, por mais que não soubesse o motivo do receio, a morena se aproximou pensando em perguntar onde Berenice estaria, mas para a surpresa, não era o ruivo a sua frente.

- Tudo bem?

Um homem moreno questionou estranhando a forma como a jovem lhe mirava. O estranho tinha uma vara de pescar, porém na ponta carregava algo que parecia um aperitivo pokémon. Ele devia saber que era impossível pescar àquela altura, então Sakura se questionava sobre o que o homem pretendia com a vara. Ao lado do estranho, um Blitzle. No entanto o que mais chamava a atenção de Sakura, por algum motivo desconhecido, eram os olhos verdes e chamativos do estranho.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Dom 06 Jul 2014, 21:09




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


Depois de consegui deixar a minha Pokémon mais calma e até fazê-la esquecer-se da minha ação de deixar Ethan em Jorvet Village sob os cuidados de Berenice, Serena começou a andar ao meu lado, como se nunca tivesse emburrada. Era incrível como pequenas coisas fazia a Pokémon esquecer do que havia acontecido anteriormente. Eu, por outro lado, não esquecia muito das coisas. Demorava muito para poder deixar de pensar em algo e agora eu estava só ali na ponte, na companhia da Grass. Por certo momento, comecei a pensar que Ethan seria capaz de escapar, cego, de Berenice e vim parar na rota 3. Ao olhar para frente, identificava a presença humana de alguém.

Meu coração gelou. O ar faltou. Parecia que a oxigenação do meu sangue demorava cada vez mais para fluir e foi nesse mesmo enredo que eu enxergava o homem que parecia debruçado na ponte. Engoli em seco e me aproximei, ainda reparando e rezando para que não seja Ethan. Meu coração tremeu ao ver um detalhe ruivo, mas assim que eu me aproximei, deparei-me com um moreno de olhos verdes-vibrantes. Cai em um alívio duradouro. Serena nem percebeu o meu ataque de pânico, apenas andava em posição de defesa, parecendo afirmar que ela sabia que um Grass sairia dali, embora eu sabia que a probabilidade era mínima.

- B-bom dia, senhor. Estou ótima, apenas estava passando por aqui e fiquei curiosa com o que o senhor estaria fazendo. Estaria, por acaso, tentando pensar a essa altura?

Tentava disfarça o meu pequeno ataque, enquanto uma voz na minha cabeça me empurrava para começar uma conversa e me mostrava o quão estranho – e cômico, até – era o homem debruçado naquela ponte, usando a sua vara para pescar, mesmo o mar se encontrando a metros abaixo de nossos pés. Mesmo assim, o homem parecia convicto que pegaria algo. Seria algumas aves?és. Mesmo assim, o homem parecia convicto que pegaria algo. Seria algumas aves?


Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Qui 10 Jul 2014, 22:52

off: desculpa a demora. Mas finalmente livre da faculdade por duas semanas mais ou menos )o)


- Sou um colecionador de pokémons pássaros e não existe lugar melhor que a rota 3 para conseguir uma boa coleção deles.

O homem respondia de forma tranquila. O pensamento de Sakura se provou correto. Realmente o estranho tentava pescar aves. Contudo a ideia parecia ainda improvável para a morena. Serena, por sua vez, mirava a zebra elétrica com certa desconfiança. A pokémon Grass parecia não se sentir a vontade na presença da dupla. O sujeito levava uma das mãos até um bolso e pegava um cigarro, porém, antes que pudesse o colocar na boca, a vara se encurvava e o tradicional puxão era visível.

- Droga!

Um Pidove voava formando um circulo perfeito no cumprimento máximo da linha. Blitzle não esperou nem dois segundos antes de lançar seus raios no pokémon pássaro e derrubá-lo. Ainda com faíscas amarelas correndo por seu corpo, a ave foi englobada pela esfera vermelha e capturada pelo homem. Rápido e certeiro. No entanto o estranho não parecia tão feliz com a nova aquisição.

- Perdi meu último cigarro por mais um Pidove. Que desperdício.

Enquanto choramingava, a zebra se aproximava com outro petisco. O suspiro era acompanhado por movimentos experientes de prender o novo petisco ao "anzol". A linha lançada mais uma vez e a espera recomeçava.

- Espero que tenha válido a pena passarinho. - Ele falava para a pokébola antes de largá-la dentro de uma mochila já cheia de outros possíveis pássaros.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Sex 11 Jul 2014, 08:21

Off escreveu:
èééééééééé mais narração =X




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


Situação-problema. Hipótese. Tese. Conseguia adivinha, mesmo ainda incrédula, o que o estranho homem fazia pescando no ar em plena rota 3. Como havia suposto, o sujeito usava a sua linha com um petisco na ponta, buscando uma ave que voasse por ali pegasse o petisco e fosse preso pelo anzol. Era um método bem estranho, mas, pela confiança do sujeito, parecia funcionar. O seu Pokémon eletrizado era uma escolha perfeita contra as aves da rota 3, afinal, Electric tinha força contra Flying. Ficava admirada com a engenhosidade do homem.

Não demorava muito e estava pronta para ver aquilo em primeira mão. O Pokémon zebra se preparava enquanto a linha do homem era puxada. Antes disso, Serena se mostrou bem fechada para as novas pessoas que havia conseguido conhecer, mas eu nem me importei muito, no entanto aos poucos a Grass vinha se encostando para perto de mim. Quando o homem deu um puxão forte na linha e logo apareceu um Pidove dando várias voltas em uma circunferência perfeita, sabia que o método era verdadeiro. Pescar Pokémon era uma realidade.

- Nossa! Impressionante. – dizia ao ver o Blitzle derrubar o Pokémon passarinho em um golpe e vê o homem captura-lo com a sua esfera.

Diante disso, eu fiquei tão impressionada com aquele novo jeito de capturar Pokémon, que estava disposta a tentar. O homem não pareceu tão feliz com a sua nova aquisição. Ao lado havia um saco repleto de Pokéball, fruto de suas capturas. Parecia que o cigarro era mais requerido do que o Pokémon.

- Adorei o seu método de captura. Posso tentar? Um Pokémon ave é muito bem-vindo a minha equipe. – pedia ao homem.


Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Sex 11 Jul 2014, 14:27

- E você acha que eu tenho tempo sobrando para ensinar garotinhas? Vivo de pokémons aves e tempo é dinheiro garota.

O homem seguia falando com o mesmo tom despreocupado. A julgar somente pelo tom de voz usado, ele poderia ser descrito como alguém gentil e amistoso. Entretanto suas palavras revelavam muito mais do que isso. Ser um colecionador é algo, mas viver de pokémons aves parecia dizer muito mais do que a primeira impressão causava. Seria ele um mercenário que vendia suas capturas?

- Pikapi!

Um pikachu surgia correndo pela ponte e parava em frente ao estranho, apontando e falando agitado para o outro extremo. O rato elétrico parecia nervoso e a zebra logo se colocou no mesmo clima. Serena, por sua vez, parecia preocupada. Sakura gostaria de saber o que o Pikachu falava tão insistentemente para ter deixado Serena com expressão tão angustiada. A grass mirava a Stylist como se a pedisse para impedi-los, contudo a morena não conseguia descobrir o que devia impedir tão facilmente.

- Finalmente! - O estranho comentava antes de se afastar sem dizer nenhuma outra palavra. A vara de pescar recolhida e os dois pokémons elétricos o seguindo. Os três corriam sem nem se importar com a Stylist deixada para trás.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Sex 11 Jul 2014, 16:28




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


A resposta do homem fora bem mais rude do que eu imaginava. Apesar do tom despreocupado que deixava a sua mensagem menos brusca, eu sentia plenamente que o homem não tinha muito tempo, no entanto, mais do que isso, Serena não estava gostando nada dos dois ali, Pokémon e treinador. Esperava que fosse só implicação da pequena, afinal, nada poderia condenar a primeira vista. Com isso, acabava ignorando a pequena, que se escondia cada vez mais detrás das minhas pernas com sua cara emburrada. Eu, por minha vez, tentava levar o dito do homem como nada ofensivo.

Mas antes que eu pudesse retrucar alguma coisa que o homem dissera, parei para analisar melhor o que o sujeito estava fazendo. Ao perceber que o homem estava com uma bolsa cheia de Pokéball e referir-se aos Pokémon como seu sustento, logo percebo que o mesmo poderia ser um mercenário. Algum tipo desses... Eu fiquei pensativa e naquele momento, temerosa. No entanto, qualquer reação minha foi salva por um Pokémon roedor que aparecia na rota. Quando o mesmo se aproximei, notei que era um Pikachu, também do homem estranho. O roedor começava a mexer-se agitadamente, querendo chamar a atenção. O homem pareceu reconhecer os gestos do Pokémon e assim saia feliz com o seu Pokémon zebra pela rota, sendo guiado pelo Pikachu.

- Hã?! Você entendeu alguma coisa?

A minha cara de confusão permanecia um mistério quando não se tem um espelho. Eu fiquei também bem estupefata pelo fato de que fui ignorada por algo que eu nem sabia o que era. Serena estava agitada. A Pokémon parecia bem preocupada com o que o roedor havia achado. Eu tentava entender o que a pequena dizia, mas era difícil.

- Pera ai. Vai com calma, pois eu não falo a sua língua. É algum grave, não é? Então vamos dá uma olha e vemos o que é rapidinho!

Com a minha decisão, Serena pareceu concordar e assim formos juntas pela ponte, verificar o que aquele homem estava fazendo. Mesmo vendo que o sujeito estava longe, parecia que teríamos que ter mais cuidado, afinal, se realmente for um mercenário, não iria querer pessoas como nós bisbilhotando os seus esquemas.


Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Dom 13 Jul 2014, 10:09

Da forma mais cautelosa possível, Sakura avançava pela rota 3 seguindo o estranho e muito provável mercenário. Entretanto, para a infelicidade da garota, a rota era uma ponte e isso a impossibilitava de se ocultar. A linha reta, interrompida somente por estadas constantes ou rampas de acesso para cadeirantes, seguia sempre uniforme. Ao lado, após uma barreira de proteção, a via para carros. Usar a barreira de proteção seria estupides, já que os carros tinham a péssima mania de não verificar se havia alguém na pista.

- Finalmente um grandão.

A voz do homem chamava sua atenção e, apesar de saber que era inútil, a Stylist e sua pokémon se encolheram para não serem percebidas. Ao longe podiam ver o homem tentando puxar uma rede, sem muito sucesso. De cima do muro de proteção, Blitzle e Pikachu disparavam choques elétricos em algo que gritava enfurecido. Curiosa, a morena se apoiou para ver quem era o alvo daqueles ataques. Chikorita, ainda nervosa, pulou sobre o muro para ter a mesma visão. Ambas ficaram horrorizadas ao verem um Braviary completamente amarrado e sendo atacado sem descanso pelo rato e pela zebra. A ave, no entanto, seguia lutando e tentando se libertar.

- Para de se mexer seu cérebro de passarinho. Quem te encomendou não vai querer um ave com asa quebrada.

O homem agora não carrega o tom de voz despreocupado. Muito pelo contrário. Ele parecia nervoso e ansioso, uma combinação não muito agradável. Serena mirou Sakura e seus olhos diziam muito. A grass não queria ver aquele tipo de tortura contra uma ave tão bonita. A rede já tinha manchas de sangue que poderiam pertencer ao próprio Braviary, fruto de suas tentativas de se libertar. O olhar de Serena quase implorava para que Sakura a mandasse intervir naquela cena tão hedionda.

- Vai, Skarmory!

Antes que as duas pudessem mirar o homem que libertava mais um pokémon, seus olhos se depararam com o pokémon aço que começava a bicar a águia, tentando subjugá-la e enfraquecê-la para a captura. O coração de Sakura batia freneticamente e Serena raspava o casco no chão, claramente indignada com a situação.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Sab 23 Ago 2014, 11:38




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


Não aguentava ficar quieta e logo seguia o homem que parecia animado. O que um pescador de aves poderia encontrar em uma rota como aquela? Óbvio que seriam pássaros, não havia outra alternativa. Os seus Pokémon eletric eram os melhores para tal tarefa, pelas suas vantagens de tipo. Eu seguia pela rota correndo com Serena, que parecia bem mais agitada do que eu e assim a Pokémon parecia mostrar o caminho, mesmo sem saber. Ao chegar perto do local, vi o homem puxando uma rede, na qual havia um grande Pokémon Flying. Um Braviary. O Pokémon era grande e majestoso, mas naquela rede, parecia mais sofredor do que nunca. Engoli em seco ao ver a cena...

De fato pegar aves não era contra a lei, ou nada disso. Eu poderia capturar e fazer trocas. Mas pelo visto, o homem tinha em mente uma perspectiva mais mercenária e não se importava com os Pokémon, apenas queria faturas mais. Eu olhei abismada para o homem, que além de tudo liberava o seu Pokémon Flying/Steel, Skarmory, para poder enfraquecer a grande ave que lutava pela sua vida. Eu olhei com o coração apertado, mas quem reagia primeiro era Serena, que clamava para que nós ajudássemos o Pokémon.

- Mas... Ele pode ficar zangado... Não acho...- antes que eu pudesse criar alguma desculpa, lá estava a ave gritando. Lembrei que tinha prometido para mim mesmo que iria tudo ser diferente e a partir dali nós iríamos encarar nossas consequências de frente. – Ok! Serena, use Razor Leaf na rede! – dizia apontando para a rede que o homem puxava.

Sabia que aquilo iria trazer consequências sérias para nós, mas não nos recuaríamos diante do perigo. Tudo bem que agora não se tratava de nenhuma louca na rota 2, mas agora eu sabia que tínhamos que realizar alguma ação para podermos ajudar o Pokémon que sofria...


Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Seg 01 Set 2014, 16:07

As folhas cortantes voaram em direção à rede antes mesmo que o caçador pudesse compreender que ordenou. Skarmory, sem a ordem dada, não soube o que fazer quando viu cada um dos fios se partindo e o grande pássaro cair em direção a água. Sakura e Serena observavam da murada enquanto Braviary lutava para soltar as asas, já que a Chikorita mirara acima de sua cabeça para não feri-lo. A Stylist sentia o coração parar de bater até ver as belas asas se abrirem em pleno ar e a ave começar a adquirir altura, retomando o céu com glória e poder. O pokémon pássaro se aproximava com velocidade e logo ultrapassava a ponte, aproximando-se das nuvens.

Livre!

- O que você fez?

Diferente dela...

A julgar pela expressão do caçador, ele estava além da fúria. Pikachu e Blitzle já se posicionavam mirando a Stylist, claramente impedindo que a mesma avançasse. Ciente do desejo de seu dono, Skarmory pousou bloqueando o outro caminho.

- Me ofereceram uma fortuna por aquela ave! Você tem alguma ideia de quantos tentaram capturar aquele Braviary e falharam?

As palavras eram carregadas por raiva e a morena começava a se perguntar o que aquele Braviary teria de especial para ser tão desejado. Aquele pokémon poderia ser raro em meio selvagem e difícil de capturar, mas pelo tom de voz do caçador, o exemplar que fugiu era ainda mais especial e não pela coloração, uma vez que não era Shiny.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Ter 02 Set 2014, 15:07

Off: Voltando às confusões! )o)




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


Mais uma atitude levada em conta a emoção – com um toque de razão! As folhas de Serena fatiavam a rede e assim a ave que antes estava presa, agora caia em direção ao mar. Eu olhei boquiaberta e torcia para que ele abrisse as suas asas se saísse voando. Não conseguia acreditar, até que finalmente Braviary abria as asas e em um voo lindo saia submergindo-se entre as nuvens, livre. Meu coração voltava a bater ao ritmo correto. Se ao realizar uma boa ação nos desse uma sensação gostosa de bem-estar, então eu havia feito o correto, pois assim que via a ave sumir nos céus, eu começava a sorrir, meio boba. Serena também.

Mas nem tudo parecia ser muito bem colocado. O pescador de aves parecia furioso comigo, ao perceber que eu havia libertado o seu “dinheiro”. Nem necessitou de ordens e os Pokémon dele já se posicionavam ao meu redor, furiosos como o dono. Eu olhei assustado para cada e até o fofo Pikachu me dava certo medo. Serena ficava assustada como eu, mas agia mais rápido, se colocando em minha frente e assim se preparando para se defender. O que eu poderia fazer? Era errado o que ele estava fazendo...

- Eu sinto muito pelo acontecido...- falava meio tímida, mas logo erguia a minha voz e deixava incisiva a minha posição. – Na verdade, não sinto não! O que o senhor estava fazendo era errado. Não via que Braviary estava sofrendo. – enquanto falava, Serena pareceu concorda comigo – Se quisesse realmente captura-lo, por que não travou uma batalha justa? Em que ele não sofresse, pois aquilo poderia até mesmo mata-lo. Seu Skarmory poderia ter acertado o olho dele e a visão é primordial em um guerreiro dos seus como Braviary. – dizia em  tom audível ao homem.

De certo estava temerosa em relação ao ataque dos Pokémon dele, mas não me sentia arrependida, já que fiz o que eu achava ser certo. Mas uma coisa me chamava a minha atenção: por que que o homem queria tanto aquela ave? Nem Shiny era ela e aparentemente era apenas mais um Braviary. A raridade dele não custaria tanto, custaria?


Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Qui 04 Set 2014, 17:16

off ;D e tem confusão prevista para essa personagem @w@ ela e Kate pagarão por todos os seus pegados se depender de mim u.u


- Sofrendo? - O homem começava com o tom de voz claramente irritado e impaciente. - Você não sabe o que é sofrimento mocinha... - Ele seguia falando pausadamente e avançando um passo de cada vez, como se tivesse todo o tempo do mundo.

Pikachu liberava algumas faíscas de suas bochechas e o pokémon parecia ter a mesma ira que seu mestre. Até mesmo o olhar gentil de um Blitzle parecia não existir na zebra que acompanhava o homem. Skarmory mantinha as asas abertas, impedindo a fuga da jovem e deixando claro que atacaria ao menor movimento. Serena, apesar da clara desvantagem, se recusava a recuar e esconder-se atrás de Sakura. Muito pelo contrário, a pokémon Grass mantinha-se em posição de combate, determinada a não deixar que sua Stylist se ferisse.

- Mas eu posso consertar essa sua falta de conhecimento facilmente. - Ele encerrava com um sorriso escárnio desenhando seus lábios.

Antes que Sakura pudesse reagir, Skarmory alçou voo segurando Serena pela folha. A jovem Stylist estava despreparada para o golpe repentino. Ver sua amiga sendo segurada por uma das garras do pokémon ave fazia seu coração falhar mais uma batida.

- Já entendeu um pouquinho mais o que é sofrimento? - O estranho perguntou estalando os dedos. Ao som, Skarmory lançou a pokémon grass para cima, pegando-a novamente com a outra garra através da folha. Os dedos pressionados, pronto para ordenar que o pokémon metálico repetisse o movimento. - Agora mocinha, você terá de achar uma maneira de me reembolsar. Perdi meses até conseguir fazer aquele pássaro em uma das minhas armadilhas e não sairei daqui sabendo que perdi mais de dois milhões de pokédolares por causa de um ataque de consciência de uma criança petulante.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Sex 05 Set 2014, 12:02

Off: Que maldade! XD




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


O homem parecia totalmente furioso com a consequência da minha ação. Libertei o Pokémon dos céus, enquanto via que o que tinha feito prejudicou muito o homem, que não importava com os outros, apenas em si mesmo. Os Pokémon deles me cercavam. Pikachu emitia faíscas das bochechas, enquanto a cara de ira do Blitzle parecia totalmente diferente do Pokémon que conheci outrora. Mas nada me assustava mais do que aquela Skarmory de asas metálicas e garras visivelmente poderosas. Parecia que a simples presença do Steel me deixava temerosa.

Estava encurralada pelos Pokémon e pelo caçador. Aos poucos ele se aproximava de mim, de modo que parecia bem disposto a se vingar de mim, mas antes que eu pudesse retrucar a fala dele, Skarmory surgia ali com velocidade e pegava Chikorita pela folha. Lançava para o alto e parecia trocar de garra. Serena gritava, se sacodia e tentava se soltar, mas nada que ela fizesse conseguia lhe libertar. Mesmo assim, ela tentava. Seria tão fácil se ela tivesse um golpe de pó!

- E-eu não tenho dinheiro e mesmo se tivesse não iria contribuir para que você continue com essas atividades de venda de Pokémon. Solte a minha Pokémon. – dizia ousadamente, mas aos poucos a minha voz ia ficando mais baixa. – Pois eu posso ligar para os cadetes...



Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Sab 06 Set 2014, 00:07

off: maldade é o nome do meio dele u.u e eram 2 milhões de Pk$ XD


- Ligue. - O homem desafiava ainda se aproximando e erguendo uma mexa de cabelo negro de Sakura com dois dedos, deixando somente dois dedos de distância entre sua face e a face da Stylist. - Será interessante ver o que você faria até eles chegarem.

Ao longe, Chikorita gritava mais uma vez ao ser lançada para cima e pega pela folha novamente com a outra garra. A pokémon Grass lutava, querendo se soltar, sem nem ao menos pensar que, se realmente fosse solta, cairia em direção ao rio muito distante que passava sob a ponte. Blitzle avançava lentamente, posicionando-se atrás de Sakura, enquanto Pikachu chamava a atenção da mesma com as faíscas que liberava de sua bochecha.

A confiança do homem era facilmente fundamentada. Os cadetes, por mais rápidos que fosse, seriam capazes de chegar na Rota 3 antes que o estranho jogasse Sakura da ponte e fugisse com o Skarmory?
Ou ele pretendia usar a descarga de Pikachu para quebrar seu celular? A lembrança do que fizera ao celular de Soraya em Nyender voltando a sua mente para fortalecer essa ideia.

Os dedos do estranho se fechavam em torno do cabelo que segurava, como se pudesse usá-lo de condutor para sua ira, além de manter a Amanhecer cativa e próxima de si. O olhar verde que antes lhe lembrava de Ethan, agora parecia refletir somente os piores sentimentos que a garota conhecia.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Seg 08 Set 2014, 11:49

Off: XDD




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


O que fazer? Estava encurralada diante do homem que parecia não ser um bom sujeito e olha que eu fiz um mal julgamento dele no começo, pois achei que ele era bem interessante por usar uma técnica como essa para poder adquirir Pokémon Flying, mas logo em seguida o homem se mostrou um mercenário que só pensava em dinheiro. Criminoso, já que ele traficava Pokémon. Pior ainda era quem contratava os seus serviços ilegais, que não queria sujar a sua mão. Como eu poderia fazer diferente? Não tinha! Serena agora sofria com as ações do meu senso de justiça...

- Olha, eu não tenho dinheiro. São 2 milhões, não tem como essa quantidade aparecer assim do nada.

Meu semblante variava de temerosa para raivosa. Não tinha como eu ligar para o meu pai e pedir para que ele mande 2 milhões imediatamente para aquela rota, até porque ele perguntaria o porquê e se eu responder ele não permitiria que eu viajasse nunca mais nem para comprar pão na padaria perto de casa. O homem se aproximava e pegava em meu cabelo, me dando nojo dele. Desprezível! Tinha que dá um jeito de sair dali, mas a qualquer movimento Serena poderia cair direto no mar. A Pokéball de Delcatty estava perto para ser usada, mas ai lá ia Serena... Pense, Sakura! Pense em um plano...


Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Seg 08 Set 2014, 17:27

Sakura parecia estar encurralada. Qualquer movimento em falso e Chikorita poderia ser lançada diretamente para o mar. Ligar para o pai e pedir o dinheiro também não era uma opção, já que no momento seguinte estaria trancada em seu quarto e não poderia sair sem supervisão nem mesmo para ir até a esquina. A Stylist ainda tentava conversar com o estranho que julgara tão erradamente a primeira vista.

- Estamos com um problema então, lindinha.

O tratamento a fez se lembrar de Ethan. Quando o ruivo a chamava de tal forma, parecia somente querer irritá-la e provocá-la, quase como uma criança, entretanto quando usado pelo mercenário, a enojava quase tanto quanto ver seu cabelo entre os dedos asquerosos. Serena gritava ao ser agarrada mais uma vez pela folha e o som era como uma facada no coração de Sakura. Fazer o certo deveria trazer boas sensações, não problemas, não é?

A mente da Stylist voava em busca de soluções, algum plano maluco e inusitado, talvez insano com os de Ethan, que a livrasse daquela situação sem que isso custasse a vida de sua amiga. Mirando os olhos verdes do estranho, Sakura não percebeu quando sua situação mudou. Tudo o que viu foi o mercenário arregalar os olhos por um segundo antes de senti-lo soltar seu cabelo e uma garra se fechar em seu peito. Alguns segundos depois, com a mente ainda tonta com os acontecimentos, Sakura avistou as águas do rio se aproximando e raios a rodeando, como se tentassem a acertar. A mão foi até o ombro e tudo o que pode sentir foi uma poderosa garra.

Braviary lhe salvara...

Se esticasse as pernas, poderia tocas os pés na água. Contudo não percebia o fato enquanto tentava assimilar tudo o que estava acontecendo. A começar, seu braço em um ângulo doloroso entre duas das garras do pokémon. Estas, aliás, se fechavam do outro lado de seu peito. Obviamente o pássaro a havia pego de surpresa e da melhor forma que conseguira, mas não era nada agradável para seus músculos. A sua frente, Serena sumia sob a outra garra, tendo somente a cabeça e a folha machucada a mostra. No entanto a pokémon lhe sorria, tentando acalmá-la. Atrás de si, Skarmory voava enfurecido com Pikachu em suas costas, em uma perseguição violenta. Quando Braviary a pegou? Antes ou depois de pegar Serena? Um dos trovões de Pikachu passou perto de seu rosto e Sakura foi obrigada a tentar concentrar a mente na fuga. Talvez achasse alguma maneira de ajudar a ave que voltara para lhe proteger...
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Ter 09 Set 2014, 10:41




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


A situação era delicada e mesmo que o nojo que eu sentia do homem mercenário servisse para me impulsionar a criar um plano para me livrar dele, a mente temerosa me fazia retardar o meu pensamento. De fato o Universo gostava de aprontar comigo e logo eu pararia de fazer o que eu mais gostava que era ajudar os outros. Talvez fosse isso que o universo queria, me tirar da linha para as coisas continuassem do jeito que estavam. Mas estava determinada em dá a minha contribuição para mudar o mundo, afinal, tínhamos todas as condições técnicas para mudar e mudar para melhor. “Vai querendo mudar e depois quem vai mudar serei eu... Mas para pior ou melhor?”, me perguntava.

Antes mesmo que eu pudesse fazer algo, o homem parecia indicar que a sua paciência havia acabado. Quando eu pensei vê-lo se aproximando, eu fechei os olhos e tudo o que sentir foi um aperto no meu ombro. Doía, não ia mentir, mas para a dor que eu esperava aquilo não era nada. Ao abrir os olhos, via o mar se aproximar de mim com velocidade, mas parecia que não estava caindo pela força da gravidade, mas sim pela força das asas do Braviary que eu havia salvado. Ele voltou por mim... Nunca fiquei tão feliz de ver um Pokémon quanto agora. Mas logo me lembrei de Serena, e quando olhava para o lado, lá estava a pequena na outra pata da ave, dizendo que estava tudo bem.

Os raios pareciam serem lançados contra nós, mas não nos acertava. Ainda bem! Mas o mercenário parecia irritado e foi nesse tempo que eu não entendi como aquilo tudo aconteceu de forma tão depressa. Mas não iria reclamar, muito pelo contrário. Mas antes que eu pudesse respirar, lá ao longe surgia Skarmory que lançava raios contra nós. “Mas Skarmory conhece golpes elétricos?”. Era o Pikachu nas costas dele, que parecia pronto para nos tirar do ar. Parecia que teríamos problemas.

- Serena, use Energy Ball contra eles. Qualquer coisa, use Protect para nos proteger. – dizia para a Pokémon.

Parecia que a nossa fuga iria ser atrasada pelos movimentos do Skarmory e Pikachu. Teríamos que despistá-los ao máximo, mas embora Braviary fosse veloz, nos carregando ficava difícil para o pássaro ganhar mais velocidade, enquanto Skarmoy estava apenas com um Pikachu.



Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Qua 10 Set 2014, 11:35

Ciente de que o peso extra poderia atrasar o grande pokémon, Sakura ordenava que Serena ajudasse a despistar o os perseguidores. A pokémon grass, apesar de ter seu corpo quase que completamente oculto pela garra de Braviary, abria a boca e, a sua frente, uma grande esfera verde e luminosa se formava, sendo lançada logo em seguida contra os oponentes. Contudo a felicidade não durou muito. Pikachu contra atacou com uma Electro Ball e as duas esferas colidiram em pleno ar.

Skarmory, por sua vez, surgia pela fumaça deixada pelo encontro dos ataques. O pássaro de metal parecia estar ganhando velocidade e, só naquele instante, Sakura percebeu que ele deveria estar usando Agility, algo que não era nada favorável para a Stylist.

A água sob seus pés parecia se curvar devido a velocidade com a qual voavam, porém a morena não percebia o belo efeito. Sua mente fervilhava em busca de possibilidades de fuga. Ao lado direito, somente a parede pedregosa da montanha que abrigava Chermont. A sua esquerda, era possível vislumbrar ao longe a praia de Jorvet, lugar que a garota gostaria de ter visitado. Braviary se afastava da ponte...

Quando a velocidade de Skarmory atingiu seu máximo, a distância entre presa e predador começou a se reduzir drasticamente. Sakura ficava preocupada. No entanto, o pokémon que lhe resgatava resolveu mudar repentinamente sua trajetória, voando para cima e, assim, enganando Skarmory. Com sua velocidade excessiva, o pokémon aço acabou aumentando a distância entre os dois, mesmo tendo corrigido rapidamente seu curso. Pikachu tentava lançar seus raios, porém os poucos que poderiam atingir o pássaro eram bloqueados pelo Protect de Serena.

Sakura sentia sua cabeça vacilar após a rápida mudança de percurso, contudo voltava a se concentrar na fuga e não na dor que sentia. No entanto, nada poderia lhe despistar mais do que ser lançada para cima pela ave. Passar por Braviary sem a segurança de sua garra fez o coração da garota parar por um segundo, ainda mais ao ver Serena igualmente voando a sua frente. Em um movimento rápido, a Stylist abraçou sua pokémon pouco antes de sentir as costas do pokémon águia amparando sua queda. Como ele fez essa volta em pleno ar sem cair, a garota jamais entenderia...

Braviary cansara de fugir e agora mirava Skarmory de frente.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Qua 10 Set 2014, 14:25




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


O voo rasante sobre as águas do mar poderia ser bem apreciado, e não fosse a condição que me levara a estar fugindo de dois Pokémon e o fato das garras de Braviary estar apertando tanto o meu corpo que poderia sentir logo, logo as garras penetrando o ombro. Apertava o meu maxilar tentando resistir a dor, o que parecia ser inútil diante da condição que me levou a estar ali. “Realmente Sakura! Sua sorte parece que não muda...”, pensava comigo mesma. Se eu tivesse ficado mais um tempo em Jorvet Village seria possível que eu não presenciaria essa situação? Mas ai, quem salvaria o Braviary que estava me salvando? Realmente era melhor deixar as coisas correrem no seu devido curso e torcer para não ter muitos danos colaterais.

A ave majestosa continuava o seu voo sublime por todo o lago, como se fosse um normal para ele estar ali. A minha respiração falhava e Serena parecia estar menos confortável do que eu. Pensava como a Pokémon poderia reagir daquele jeito, mas ela era astuta e conseguia no meio das garras lançar o seu Energy Ball contra os oponentes. Infelizmente, Pikachu se mostrou atento a tudo e com um Electro ball, ricocheteava o golpe de Serena. A explosão pareceu cobrir os oponentes e por um momento um brilho de esperança cobriu os meus olhos, sendo desfeito logo em seguida que Skarmory surgia entre a fumaça.

A ave aproximava valentemente, aumentando a sua velocidade aos poucos. Mas como era possível? Tecnicamente Braviary era naturalmente mais veloz que a ave. Não havia possibilidade do Pokémon pássaro de armadura se aproximar. Foi ai que eu perceber que havia uma condição na qual não contava: Agility. A velocidade do Pokémon já estava no máximo e isso fazia com que Skarmory se aproximasse de tal maneira que fez Braviary realizar uma manobra que me fez engolir o coração.

Minha cabeça girava junto com o movimento do pássaro e logo sentia os clarões sobre nós. Ao olhar, a luz azul esverdeante do protect nos garantia uma segurança temporária e lá estava os Pokémon, todos endireitando o seu percurso contra nós. Quando a dor no ombro pareceu atingir o seu ponto máximo, deixei de sentir a grande pata da ave, o que me fez sentir um frio no estômago no lugar e um alívio seguido de um susto por estar caindo sob a força da gravidade. Institivamente segurei Serena, que também foi abandonada pela ave e assim começávamos a cair até que caia nas costas de Braviary.

- Você está bem? – Serena sacudia a cabeça, ainda em choque por ter sido abandonada no ar. Mas logo Braviary se direcionava ao Skarmory. Teria a ave desistido de fugir? – Ou, ou, ou. Com calma, calma. – dizia temendo um choque direto contra a ave Steel e consecutivos ataques. – Serena, nos multiplique com Double Team. Em seguida, use o seu Energy Ball. – dizia para a Pokémon.

Um confronto no ar seria uma oportunidade única, mas no momento só queria voltar a tocar o meu pé no solo e sentir o doce caminhar. Talvez em uma oportunidade em que a minha vida não estivesse em jogo pudesse me dá a garantia de sentir como seria uma batalha aérea.


Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Qui 11 Set 2014, 15:57

Sakura não saberia dizer se experimentar uma batalha aérea naquelas circunstâncias era uma boa experiência, ou não... Serena, querendo transmitir confiança, saltou para perto da cabeça de Braviary, mirando os inimigos. A sua frente, Skarmory planava com Pikachu em suas costas. A Stylist respirava fundo, sabendo que teria uma batalha muito difícil a sua frente, tendo em vista que eram dois adversários, longe dos comandos de seu treinador, e um pokémon ao seu lado, do qual desconhecia os ataques... A Stylist não teria como prever os movimentos que surgiriam em campo, então teria que tomar cuidado. Sem falar que um ataque elétrico de Pikachu poderia a acertar no meio do combate...

O brilho do double team replicava o grupo inteiro e, pela primeira vez na vida, Sakura se via rodeada pela sua imagem seu a necessidade de espelhos. A visão era intrigante... Despenteada, com a roupa desalinhada e rasgada nas partes em que a garra do pokémon a segurou, além de estar nas costas de um Braviary selvagem que diziam ser especial... Uma experiência única realmente.

Contudo, a sensação de se ver replicada não durou muito, pois Skarmory lançou um Swift, desfazendo boa parte dos clones, enquanto Pikachu mais uma vez combatia Energy Ball com Electro Ball e Braviary protegia o grupo das estrelas que estavam direcionadas aos verdadeiros com o Hurricane, fazendo-as voltar contra seu atacante. Contudo isto de nada adiantou, já que Pikachu usou um Protect e Skarmory agora avançava contra a ave que lhe resgata. Sakura tentava entender como Braviary sabia Hurricane, já que segundo os livros esse pokémon não deveria aprender esse golpe por nenhum meio conhecido. Enquanto a Stylist se surpreendia, as aves se seguravam pelas garras, voando no mesmo ritmo e com bicos abertos em claro sinal de ameaça e guerra. O som do impacto das garras não foram capazes de chamar a atenção da morena, porém Pikachu e Serena já estavam no ponto máximo da cabeça de seu carona e se miravam prontos para o combate.

Hora da Batalha
Condições da batalha: Batalha aérea 

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas 152
Chikorita/Serena 
Lv.8
Trait:Overgrow
100%, Status:  +1 Evasiva
Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas 628
Braviary 
Lv. 25
Trait:Sheer Force
70%, Status: +1 Evasiva
Vs.
Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas 25
Pikachu 
Lv.Static
Trait:18
100%, Status: Normal
Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas 227
Skarmory 
Lv.13
Trait:Keen Eye
100%, Status: +6 Speed
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Sex 12 Set 2014, 10:13




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


“Uma batalha aérea? Oba! Que animação!”, ironizava ao ver Skarmory e Pikachu planando no ar, como se fossem os verdadeiros donos da batalha. Skarmory com sua velocidade ao máximo, Pikachu com o seu poder elétrico que poderia nos derrubar dali com um golpe e Serena com a certeza que iríamos vencer. Como a Grass tinha tanta fé assim? Querendo transmitir confiança, a Pokémon pulava dos meus braços e ia para a cabeça de Braviary, que ainda não tinha demonstrado nada especial, a não ser que era grande e forte, o que não era uma grane novidade, já que com treino, todo Braviary poderia ficar forte de igual modo. Mesmo assim, ainda ficava na cabeça a dúvida sobre a raridade do Pokémon. Poderia ser na batalha e se fosse, eu iria descobrir por agora.

Serena logo brilhava branco e espalhava o brilho sobre todo o corpo do Pokémon Flying, incluindo o meu. Várias cópias se espalhavam pelo campo e assim eu percebia como era intrigante o Double Team. Maravilhada por praticamente ser eu na minha frente e nos lados, eu dava um sorriso bobo e ficava intrigada de como eu estava, descabelada, com algumas partes das roupas rasgadas... Precisava de agulha e linha urgente! Serena mantinha a sua confiança. Para ela, era comum o uso de Double team, o que para mim era fantástico.

Mas a alegria não durou para sempre, já que lá vinha Swift, um golpe de estrelas que atingiam todos os clones ao redor, levando todas à destruição, seguido de um brilho. Elevei os braços ao rosto e lá vinham mais estrelas douradas contra mim. Eu me surpreendi, quando eu já ia apontar para Serena direcionar o seu próximo golpe para as estrelas, lá vinha Braviary, mexendo as suas asas como se tivesse usando um Gust, mas na verdade surgia um Hurricane, que rebatia as estrelas para Skarmory, que era defendido pelo golpe de proteção do Pikachu. Eu olhei animada com o golpe, mas logo a minha expressão mudava para impressionada.

- Impossível!

Braviary não aprendia esse golpe. Não importava o jeito que pudesse existir. Braviary com Hurricane tornava aquele Pokémon mais especial do que se fosse Shiny. Aquilo voltava a me animar. Agora sabia por que a revolta do mercenário! O Pokémon pássaro de Armadura descia em alta velocidade e assim se prendia às garras do Pokémon valente. Skarmory estava tão próximo que deixava meio nervosa. As garras. O bico. Elas pareciam prontas para poder acabar ali mesmo, um dilacerando o outro. Enquanto isso, Serena corria e ficava frente a frente o Pikachu. O roedor elétrico parecia ser bem mais forte que a minha Pokémon e eu não poderia deixar ela sendo uma alvo tão fácil assim... Braviary, por sua vez, era poderoso e parecia ser mais poderoso do que Skarmory e Pikachu juntos. Teria que apenas dá suporte ao Pokémon...

- Garoto, pode soltá-lo! – dizia para o Flying - Serena, use Protect e expanda o escudo ao redor de Braviary, lançando Skarmory e Pikachu para longe. Em seguida, use o seu Double Team! – dizia para a Pokémon. – Vamos garoto, voe ao redor deles para confundi-los. – dizia ao Pokémon que me salvara, deixando-o livre para atacar. Não saber o seus movimentos me deixava em uma posição desconfortável.

Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Alice em Sab 13 Set 2014, 21:23

A herdeira Mille ficava surpreendida com o ataque que aquele Braviary dominava, compreendo o motivo do mercenário desejá-lo tanto. A mente da jovem, no entanto, retornava à batalha ao ver o bico de Skarmory tão próximo do rosto da ave que voltara para lhe proteger. Acreditando que a águia era forte o suficiente para vencer os dois adversários, a Stylist se preparava para dar suporte ao selvagem e, assim, vencer aquele desafio.

Braviary não soltava imediatamente o outro pássaro, esperando até o Protect de Serena quase atingir as garras unidas e, assim, obter maior impacto do golpe defensivo. Pikachu, sem se preocupar com isso, gritava alto, evocando pesadas nuvens de chuva. O sol logo sumia e as nuvens pesadas que acompanhar o começo da jornada de Sakura retornavam. A chuva logo tomava conta do campo. Serena usava seu Double Team e, como esperado, Skarmory contra ataca com o Swift, eliminando os clones, mas sem eliminar os benefícios do golpe.

Com o cabelo e a roupa grudando-se ao seu corpo, Sakura sabia que os golpes de Pikachu se tornariam mais certeiros e mais perigosos. Ambos os pokémons voavam em círculos, ao redor de um mesmo ponto invisível para a Stylist que lutava para não escorregar das penas molhadas. De repente, o rato elétrico sorria triunfante e, repentinamente, brilhava de forma intensa. Sakura pela primeira vez entendeu a situação em que um pokémon se encontrava ao ser vítima do Flash. A cegueira temporária a desnorteando por completo. Antes de recuperar o foco, sentiu Braviary voar rapidamente em o que ela acreditava ser uma evasiva. Possivelmente o pássaro de metal havia atacado, porém a morena não saberia dizer qual o golpe usado. Poderia jurar que aparentava ser o Steel Wing, mas não com absoluta certeza. Contudo, o Taunt de Skarmory para os dois adversários foi muito bem visto pela herdeira dos Mille. Inflado pela provocação, as asas de Braviary brilharam e, em alta velocidade, o pássaro avançou contra o adversário. Com sua velocidade elevada, Skarmory desviou do primeiro Wing Attack, porém não demorou para que, sem desfazer o golpe, a águia virasse em pleno voo e retornasse, dessa vez atingindo o adversário. Sakura lutava para se equilibrar mais uma vez, já que não pensara que o pássaro tentaria um ataque direto e, durante esta tentativa, mirava pelo canto de olho o metálico recuperar o equilíbrio. Pikachu protestando nas costas gélidas do metal molhado.

A ameaça era Pikachu, mas Braviary mirara em Skarmory e para Sakura o sentido era claro: se Skarmory caísse, Pikachu cairia também...

Hora da Batalha
Condições da batalha: Batalha aérea. Rain Dance. 

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas 152
Chikorita/Serena 
Lv.8
Trait:Overgrow
100%, Status:  +2 Evasiva, -1 Accuracy, Taunt (5 turnos)
Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas 628
Braviary 
Lv. 25
Trait:Sheer Force
70%, Status: +2 Evasiva, -1 Accuracy, Taunt (5 turnos)
Vs.
Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas 25
Pikachu 
Lv.Static
Trait:18
100%, Status: Normal
Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas 227
Skarmory 
Lv.13
Trait:Keen Eye
86%, Status: +6 Speed
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Sakura Mille em Seg 15 Set 2014, 10:40




♥ Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas  


A batalha provocava o meu ritmo cardíaco. De fato Braviary era muito bom no voo, mas mesmo assim eu tinha a certeza de que não poderia ficar ali para sempre. Vencer Pikachu e Skarmory, no ar, era um desafio que eu nunca pude imaginar que enfrentaria. Respirando ofegantemente, eu tentava pensar em algo que ajudaria os Pokémon a saírem dali com vida e sucesso na batalha. Serena parecia bem concentrada e mesmo diante dos seus oponentes, face a face, a Pokémon não toscanejava e estava pronta para poder batalhar.

Com um Protect, o escudo de Serena envolvia a ave e eu via como o brilho dele era bonito, visto por dentro. Skarmory era lançado para longe com o poder do golpe defensivo, mas isso não significava que a batalha estava terminada. Pikachu invocava nuvens de tempestades. Certamente era Rain dance, que aumentaria o poder dos golpes electric do roedor. Vendo que agora a situação teria que ser melhor analisada do que antes, eu olho para a ave, antes de presenciar novamente os clones que ficavam dispensados em campo. Swift do Pokémon pássaro de armadura surgia dissipando os clones, fora o Flash de Pikachu, que não só cegou os Pokémon, mas me cegou.

Lutando para voltar ao foco, deparava com as asas de skarmory, que brilhavam em um tom metálico. Possivelmente um Steel Wing, mas não sabia ao certo. Eu olhava para frente e encarava os oponentes, depois de vê Taunt surgir e a habilidade de voo de Braviary, ao atingir um Wing Attack nos oponentes. Equilibrar-se ali em cima, com aquela chuva, estava se tornando uma difícil tarefa. Agora seria obrigada a atacar com todos os golpes que tenho, pois Taunt impediria usar Serena como suporte. Double team seria uma boa, pois apesar de sempre ser destruído, aumentava a evasiva dos Pokémon.

- Garoto, vamos com tudo! – dizia, um pouco temerosa, mas pedindo para Braviary avançar, pois agora iríamos com tudo. – Serena, abra caminho com o seu Razor Leaf e vamos em direção aos oponentes agora. Em seguida, vamos cuidar da retaguarda com Energy Ball. – pedia para a Pokémon.

Abrir caminho com Razor Leaf poderia causar duas possíveis reações: ou o golpe atingia os oponentes, ou eles desarmavam com outro golpe, ou errava. Caso fosse esse penúltimo, o impacto do encontro dos golpes seria uma cortina perfeita para Braviary aparecer com seus ataques. Serena cuidaria da defesa usando o seu golpe... Era o melhor que eu poderia fazer até o momento...

Sakura Mille
Sakura Mille


Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas Empty Re: Finalmente livre? Rota 3, o encontro nas alturas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum