[Ficha] A Zorua Guardiã

Ir em baixo

[Ficha] A Zorua Guardiã Empty [Ficha] A Zorua Guardiã

Mensagem por Arisu em Ter 01 Jul 2014, 01:29

~x~ Character Information ~x~

Imagem:


[Ficha] A Zorua Guardiã Sleeping_zorua_by_caninelove-d4itmda


Nome: Arisu
Sexo:  Feminino
Espécie: Zorua
Shiny: Não
Aniversário: 22/05/47 
Idade no início da jornada: 3 anos
Idade atual: 
Rota de partida: Sekisetsu Village



Personalidade: Na maioria das situações, a primeira impressão que os outros costumam ter de Arisu é a de uma Pokémon séria e distante, que procura sempre se isolar e possui dificuldade em confiar nos outros. No entanto, essa atitude é consequência de seu passado, apenas uma máscara em que ela insiste em se esconder. Arisu na verdade é uma criança com características semelhantes às demais, sendo muito alegre e brincalhona, adora fazer novas amizades e a na maior parte do tempo coloca a segurança dos outros em primeiro lugar. No entanto, após a perda da mãe, ela se tornou muito tímida, temendo tanto humanos quanto outros Pokémons e sempre preferindo ficar isolada em seu canto, apenas observando os outros de longe.

Ao ser capturada por traficantes seu medo pela raça humana apenas aumentou, porém por conseguir fazer amizade com outros Pokémons que sofreram do mesmo destino ela aos poucos compreendeu que não existiam apenas seres maus naquele mundo. Depois do ocorrido ela parou de choramingar às escondidas, se tornando mais corajosa e determinada. Por algum tempo aqueles que a olhavam viam na garota um futuro brilhante, a combinação de gentileza e coragem fazia dela uma Pokémon independente que possuía capacidade para proteger tanto a si mesma quanto àqueles que estavam ao seu redor.

No entanto, essa imagem logo desmoronou quando novos traumas abalaram a vida da pequenina, deixando-a novamente distante de tudo e todos, dessa vez mais por desconfiança do que por timidez. Arisu teve uma infância curta, pois foi forçada a amadurecer mais cedo do que deveria, não podendo desfrutar dos privilégios que as outras crianças experimentavam. Esse fato acabou impedindo que ela tivesse tempo o suficiente para formar seu intelecto como deveria, no entanto isso não significa que ela seja ingênua ou tola, muito pelo contrário, o amadurecimento forçadamente acelerado somado à todo o seu sofrimento fez com que ela se tornasse séria e desconfiada, não sobrava o menor indício da Pokémon alegre que ela outrora fora.

Arisu despertou um senso crítico e filosófico, estava ciente de toda a maldade existente no mundo, porém a bondade aos seus olhos tornara-se uma virtude em extinção. Entretanto, apesar de tudo, engana-se quem pensa que esta Zorua é cruel ou desonesta. A Pokémon Dark possui um bom coração, continua possuindo a gentileza e determinação de antes, apesar de sempre esconder seus verdadeiros sentimentos atrás de um véu de frieza. Possui um grande senso de justiça, não suportando desonestidades, todavia não vê problemas naqueles que realizam pequenos furtos apenas para sua própria sobrevivência. Gosta de ajudar aqueles que precisam, apesar de parecer fazer isso apenas por obrigação.

Um pouco orgulhosa, quer sempre ser independente e detesta quando a subestimam, principalmente quando o motivo é seu tamanho. Raramente aceita a ajuda de alguém, procura resolver todas as dificuldades sozinha, mas por não ser imprudente acaba deixando seu orgulho de lado quando percebe que não há outra opção. Jamais admite quando está infeliz ou sentindo alguma dor, sempre respondendo apenas um “está tudo bem” mesmo quando é visível para todos que essa não é a verdade.

Na maior parte do tempo se mantém calma, raramente demonstra ou admite seus sentimentos, e medo e raiva não são exceções. Gosta de pensar antes de agir, sendo bastante prudente e evita ao máximo tomar uma atitude por impulso. Todavia, muitas vezes é irônica e não gosta de receber ordens, sendo um pouco desobediente. Dá muito valor à sua liberdade, motivo pelo qual não gosta de obedecer a ninguém e nem mesmo de ficar em ambientes fechados por muito tempo.

Todas essas características psicológicas que se formaram ao longo dos anos fizeram com que Arisu se tornasse uma Pokémon completamente diferente, sua própria mãe não a reconheceria se pudesse vê-la naquele momento. A solitária e infeliz Zorua já não lembra mais em nada a criança doce e alegre que outrora fora, no entanto sua antiga personalidade ainda dorme em seu interior, mesmo que esteja oculta por uma barreira que Arisu criou em volta do próprio coração.


Peculiaridades: Zorua sempre carrega o cachecol azul de Eevee enrolado no pescoço, considera-o seu bem mais valioso e jamais o tira, pois é a única lembrança que tem dos antigos amigos. Apesar de não ser Shiny, Arisu possui uma coloração mais escura do que o normal, além de ser um pouco menor também, mas sempre se irrita caso alguém a subestime por seu tamanho. No entanto, o que mais a diferencia dos demais de sua espécie são seus olhos. É de conhecimento geral que Zoruas costumam possuir olhos azuis, exceto nos raros casos em que estes nascem shinys, porém os desta são violetas. De maneira geral, Arisu chama muita atenção por onde quer que passe.


Biografia: Originalmente, Arisu nasceu na parte sul da ilha de Ho-oh, mais especificamente na cidade de Twister City. Sua família, ao contrário dos outros grupos familiares daquela espécie, possuía vários integrantes, sendo provavelmente o maior grupo Pokémon da cidade. Ao todo eram cerca de seis Zoroarks e quatro Zoruas, sem contar com a recém-nascida, todos seguiam uma certa hierarquia, cada um possuía sua posição social no grupo. Ironicamente, Arisu era filha logo de uma simples ômega, a classe mais baixa e menos reconhecida, e por isso seu nascimento passou praticamente despercebido por seus familiares.

Graças a sua grande quantidade de integrantes, a gangue de ilusionistas precisava realizar furtos para sobreviver, pois apenas o alimento que encontravam de forma honesta não era o suficiente para garantir o sustento da família. Logicamente, a ômega e sua nova filhote eram sempre as últimas a se alimentar e muitas vezes não sobrava comida o suficiente para saciar a ambas, o que forçava a mãe de Arisu, uma Zoroark chamada Hikari, a deixar sua filha escondida em um canto qualquer enquanto buscava por mais alimento. 

Em um dia aparentemente comum, o grupo de ilusionistas cometeu o erro de saquear a base da Gangue Apocalipse, o que causou uma reação violenta por parte dos Gangsters. Naquela mesma noite, enquanto Hikari saía para buscar comida, membros daquela gangue encontraram o lugar onde o lugar onde a família dormia, e após reunir um batalhão de agentes travaram um confronto contra os Pokémons Dark como vingança. No fim, nenhum Zoroark ou Zorua sobreviveu, exceto por Arisu e sua mãe, a pequenina por estar escondida em um local um pouco afastado de onde o restante do grupo repousava e Hikari não estava presente quando o massacre ocorreu.

Ao voltar, Hikari se deparou com todos os seus parentes mortos e o lugar que servia de refúgio para a família destruído, mas felizmente sua criança estava segura. A Zoroark então se mudou para uma cabana abandonada que havia na zona sul da cidade, e lá passou a criar Arisu sozinha.

Por vários meses mãe e filha conseguiam sobreviver, apesar das dificuldades do dia-a-dia, e eram felizes por terem uma à outra. No entanto, a felicidade das duas foi arruinada quando dois estranhos que fugiam de Cadetes se refugiaram na moradia da agora pequena família. Para proteger sua filha e seu novo lar, Hikari tentou espantar os intrusos, porém estes possuíam dois Pokémons poderosos consigo, um Gliscor e um Mightyena, e não tardaram em derrotar a Zoroark. A pequena Zorua assistia a tudo escondida atrás de alguns móveis, e não pôde evitar que lágrimas escorressem por sua face quando viu o ferrão de Gliscor atravessar o peito de sua mãe, provavelmente atingindo-a no coração, e a viu cair no chão, agora desprovida de vida. O medo e a dor que a pequenina sentia impediam que ela pensasse com clareza, porém ela conseguiu identificar um símbolo estranho estampado na pele dos dois humanos, a imagem de um Ho-oh. O brasão da Gangue Armagedon.

Após a morte de Hikari, Arisu precisou aprender a sobreviver sozinha. Sua personalidade, antes alegre e amigável, se tornou perturbada, a ilusionista não conseguia mais confiar em nenhum humano e se tornara extremamente tímida até mesmo com outros Pokémons. Vários meses após aquele trágico dia, Zorua estava passeando nas ruas de Twister em busca de comida quando encontrou algo que chamou sua atenção. Um Smeargle selvagem pintava o muro de uma casa com o pincel que trazia na cauda, parecia se divertir com isso. Encantada com a beleza da pintura, Zorua parou de caminhar durante alguns minutos para apreciá-la. Infelizmente, esse pequeno momento com a guarda baixa foi o suficiente para que outra tragédia lhe acontecesse. Um grupo de humanos que passava por ali perto percebeu o quanto a Pokémon Dark estava desatenta, e aproveitou para capturá-la da maneira mais covarde que já existiu, colocando-a para dormir com o Sleep Powder e em seguida prendendo-a em um saco.

Quando acordou, Arisu estava dentro de um caminhão, na parte onde as supostas mercadorias seriam levadas, e logo percebeu que não era a única por ali. Outros quatro Pokémons compartilhavam do mesmo infeliz destino, estes eram um Riolu, uma Eevee, uma Snivy e um Cubone. O Riolu, chamado Kiseki, explicou para a raposa que todos eles foram pegos por traficantes, e que o caminhão os levaria para algum local desconhecido, porém provavelmente nada agradável. No entanto, algumas semanas se passaram e nada de chegarem em seu destino, os humanos que dirigiam o caminhão não davam o menor sinal de vida, embora eles pudessem perceber que em nenhum momento o meio de transporte ao menos reduzira a velocidade. A única coisa que manteve o grupinho vivo foi a grande quantidade de suprimentos que havia no “bagageiro”, aparentemente os responsáveis por aquilo já sabiam que aquela seria uma longa viagem.

Enquanto isso, os cinco azarados Pokémons se tornaram grandes amigos. A Eevee, chamada Miki, era muito gentil e em pouco tempo se tornou a melhor amiga de Arisu. Já a Snivy e o Cubone, chamados respectivamente de Megu e Alone, eram mais reservados, porém logo também simpatizaram com a mais nova. Kiseki era o líder do grupo, e os cinco aproveitavam seu isolamento da civilização para realizar algumas “assembleias”, onde cada um contava sua história, e a Zorua viu com surpresa que os outros quatro possuíam passados tão traumáticos quanto o dela. Após algumas reuniões, eles decidiram formar um grupo justiceiro que teria como objetivo trazer a paz ao mundo, proteger os inocentes e derrubar aqueles que praticavam o mal. A primeira façanha da nova “organização”, nomeada de Guardians, seria fugir daquele caminhão.

Até certo ponto o plano que eles armaram funcionou razoavelmente bem, eles conseguiram chamar a atenção dos humanos e fazê-los abrir as portas dos fundos do caminhão, e após distraí-los com uma pequena ilusão criada por Arisu foi fácil fugir, e o quarteto se surpreendeu ao ver o ambiente frio e o chão coberto de neve, a rota onde eles haviam ido parar era diferente de todos os ambientes que conheciam. No entanto, com um mísero detalhe os “Guardians” não contavam, os traficantes possuíam armas de fogo. Com dois tiros certeiros, eles tiraram a vida de Megu. Alone, que voltou para tentar ajudar a amiga, conseguiu desviar mais três tiros com o osso que usa como arma, porém bastou desviar sua atenção para verificar o estado da Snivy que novas balas o acertaram. Assim, o solitário Cubone finalmente se reencontraria com sua mãe, há muito morta.

Ao ver dois de seus amigos caírem, Kiseki mandou que Miki e Arisu fugissem enquanto ele lidava com os humanos. A Eevee conseguiu arrastar a raposa de coloração escura para longe, enquanto isso o nobre Riolu lutava com os homens, que mesmo não possuindo Pokémons representavam um grande perigo por conta de suas armas. Mesmo após ser atingido com dois tiros no braço, Kiseki conseguiu nocautear um e destruir sua arma, porém foi atingido por um terceiro tiro diretamente em sua cabeça, assim também perdendo sua vida.

As duas raposas logo foram alcançadas pelo traficante que restara, porém Miki não parecia disposta a perder outro valioso amigo. A Eevee lutou com o homem, conseguindo nocauteá-lo. Por um momento elas pensaram que estavam seguras, e começaram a comemorar, porém logo Miki ouviu o som de um disparo, de algum modo o traficante conseguira atirar uma última vez antes de perder a consciência, e a bala ia justamente na direção de Arisu. Desesperada para salvar sua última amiga, Miki se jogou na frente da Zorua, e a bala acertou-lhe diretamente no coração.

Àquela altura, Arisu já não acreditava mais no que seus olhos lhe mostravam. Primeiro seu bando, depois sua mãe, e agora seus queridos amigos eram mortos na frente de seus olhos. Usando suas últimas forças, a Eevee pediu à Zorua que ela parasse de chorar, que nenhum dos outros gostaria de vê-la triste. Disse-lhe que ela precisava ser forte, agora em nome de todos, e lhe fez um último pedido, que levasse os Guardians adiante. O mundo precisava de alguém que o protegesse.  Eevee sorriu debilmente quando Zorua prometeu que definitivamente levaria os ideais dos Guardians adiante, e jurou que jamais se esqueceria de nenhum dos quatro Pokémons que fizeram aquilo tudo ser possível. Então, como presente de despedida, Miki lhe deu o cachecol azul que sempre trazia enrolado no pescoço, dizendo-lhe que todos os quatro “Guardiões” originais sempre estariam consigo enquanto ela usasse o cachecol.

Quando a morte por fim abraçou a Eevee, Arisu não teve outra escolha a não ser seguir adiante. Depois de algum tempo fitando a neve branca agora manchada de vermelho pelo sangue de seus amigos, a ilusionista continuou seu caminho, até que enfim chegou em Sekisetsu Village. O coração de Arisu nunca mais seria o mesmo após aquele dia, porém ela manteria sua promessa. Um dia, não importava quanto tempo levasse, ela faria com que os Guardians ressurgissem, e quando isso acontecesse a Zorua não estaria sozinha em sua missão de trazer paz ao mundo e derrubar todos aqueles que plantavam a semente do mal.


Última edição por Arisu em Ter 01 Jul 2014, 22:32, editado 1 vez(es)
Arisu
Arisu


Voltar ao Topo Ir em baixo

[Ficha] A Zorua Guardiã Empty Re: [Ficha] A Zorua Guardiã

Mensagem por Ayzen em Ter 01 Jul 2014, 22:42

[Ficha] A Zorua Guardiã 131Informações:

[Ficha] A Zorua Guardiã 570
Arisu
[Ficha] A Zorua Guardiã 72
Lvl10 [125/350]
Trait: Illusion
Item:-x-
MoveSet
Dark Pulse
Leer
Scratch
Pursuit
Fake Tears
-x-
-x-
-x-
Stat:
Hp: 2
Attack: 3
Defense: 2
Sp. Attack: 3
Sp. Defense: 1
Speed: 3


[Ficha] A Zorua Guardiã BagMochila:

[Ficha] A Zorua Guardiã 2429644587 Itens:

  • 1 Oran Berry


EXP:
Spoiler:
- 1125 de EXP por vitória nas Ruas de Sekisetsu
Locais:
Spoiler:

Print
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum