Let's Rock & Ride!

Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Let's Rock & Ride!

Mensagem por Caine Kendrick em Ter 14 Out 2014, 01:19

Saga Força Policial

"Capítulo I: Let's Rock & Ride!"

- Trecho I: Focado!



Flash Back
Alguma coisa cutucava o seu ombro. Cutucou uma segunda vez, mais forte.

- Ei, acorde! - uma voz de homem falou. - Já chegamos em Nyender.

Abrindo os olhos lentamente, Caine tirou o chapéu de seus olhos e o recolocou na cabeça. Olhando para quem o havia cutucado, viu o velho que recolhia os bilhetes. Era um homem legal. Algumas horas antes havia contado várias histórias para o jovem, quase ininterruptamente, fazendo com que ele tivesse apenas que escutar e comentar ocasionalmente. O engraçado era que nenhum dos dois se lembrou de perguntar o nome do outro.

- Obrigado.- ele falou, acenando com a cabeça. Era bom que existissem pessoas como aquele homem, mas também era, em parte, muito ruim.

Recolheu suas coisas e saiu do trem, deixando-se cair do último degrau para a plataforma. Apesar das roupas que havia usado como travesseiro, dormir sentado ainda não era muito agradável. Seu pescoço doía bastante do lado e, enquanto pensava para que lado deveria ir, o massageava e mexia para os lados. Largando a mala no chão, aproveitou para alongar o resto do corpo, fazendo os braços, as pernas e até as cotas estalarem.

"Nyender City", pensou,"Minha casa pelo futuro próximo", sorriu. Gostava da sensação de se mudar. Teria que se controlar para não pedir para ser colocado em missões em outras cidades a cada dois meses.

Já estivera ali antes, quando havia saído pelo mundo para aprender. Naquela vez, não fazia ideia de que árvore eram aquelas. "Cerejeiras?", havia pensado. Mas então descobriu que eram ipês rosa. Bom, não fazia diferença. Era uma das coisas que o fazia esquecer o que havia motivado seus objetivos e precisava daquele tipo de distração. Se estivesse sempre sério e depressivo acabaria surtando e isso o levaria a ser apenas mais um idiota com sonhos frustrados.

Aqueles que seriam seus colegas transitavam em grane número por ali e a sensação de segurança predominava. Claro, isso para as pessoas comuns. Para Caine, aquela falsa sensação de segurança era o que levava ao desespero em massa em tempos de crise, mas sabia que era melhor um falsa segurança do que nenhuma. De qualquer forma, somente aqueles que tinham poder real se aventurariam a ignorar a força policial. Esse era o legado que Angélica Thompson deixaria para o futuro.

Sem demora, desviou de um skitty que brincava com um garoto e apressou seus passos. Quando ficava ansioso tinha um "grave" problema que o deixava com uma vontade irritante de ir ao banheiro, então não queria dar ao seu corpo aquela chance.
Fim do Flash Back

Sabendo perfeitamente onde a Academia ficava, ele não teve dificuldades em chegar ao prédio cinza e creme, que destoava completamente do resto da cidade."Bom, eu suponho que não seja necessário um prédio feito de mármore para aplicar a lei e a ordem", ironizou em pensamento. A estátua de um Persian acomodado sobre um globo estava bem a sua frente, evidenciando, sem dúvida, a entrada do prédio. Ignorando todas pessoas que entravam e saíam, ele seguiu em frente.

Ao entrar, procuraria por alguma placa que dissesse: "Obtenha sua licença" ou algo do tipo. Se não tivesse uma placa com essa característica, procuraria por alguém cuja função fosse dar informações. Se esta pessoa também estivesse ausente, tentaria perguntar para algum cadete. Mas, em ambos os casos, a pergunta seria a mesma:

- Como faço para me inscrever para o teste para cadete?



OFF:
Coloquei em Flash Back por que eu não sabia se dava ou não pra criar um NPC aleatório só pra dar um boa extensão pro primeiro post.
Caine Kendrick
Caine Kendrick


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Alice em Ter 14 Out 2014, 18:03

Caine finalmente chegava no prédio da Academia. Seu sonho de se tornar um cadete ficava um passo mais próximo e o aspirante sentia seu coração palpitar. Lembranças nada agradáveis bombardeavam sua mente, levando-o a avançar com ainda mais determinação para o interior do prédio cinzento. Atrás de si, a estátua de um Persian com suas garras sobre um globo. O claro sinal de que o mundo estava sob a proteção cadete.

Ipês rosas altamente floridos coloriam a cidade e o vento espalhava essas pétalas coloridas pelo chão. Pokémons, movidos pela estação do amor, flertavam uns com os outros e o aspirante sabia que em algumas semanas dezenas de bebês pokémons correriam por aquelas ruas. No entanto no interior do prédio não havia cores, somente tons de cinza. Cadetes deslizavam de um lado para o outro, todos demonstrando estarem completamente atarefados, assim como as aves que distribuíam missões.

O jovem de cabelos escuros se aproximou da recepcionista, perguntando onde poderia realizar os testes e, sem dificuldade, seguiu o caminho indicado. No andar de cima, um corredor vazio, uma mesa, possivelmente para uma secretária, vazia e uma sala com a porta aberta e igualmente vazia. Na porta da sala o nome de Angélica Thompson. Aquela era a sala da comandante, sem dúvidas.

Um cadete passava pelo jovem, entrando na sala e deixando um envelope pardo sobre a mesa, para logo em seguida sair, passando mais uma vez pelo aspirante sem nem ao menos notá-lo. O oficial, com quatro estrelas na mangá de seu blazer, parecia ler algo de extrema importância, a julgar pela testa franzida. Cabia a Caine duas opções: esperar, ou descer e perguntar novamente a mulher da recepção.


off: serei sua narradora ^^ espero que se divirta
e o post ficou mto bom ;)
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Caine Kendrick em Qua 15 Out 2014, 00:37

Saga Força Policial

"Capítulo I: Let's Rock & Ride!"

- Trecho II: Olhando por dentro



Com uma incrível prestatividade, a recepcionista logo lhe indicou o caminho correto. Subindo os degraus, confiante, ele olhava seu relógio de bolso - presente de seu pai - e se perguntava quanto tempo aquilo demoraria. Haviam coisas que deveriam ser feitas e não podia se dar ao luxo de ficar empolgado. Enquanto policial deveria ter sangue frio e nenhum hesitação; com o tipo certo de pessoas isso não seria difícil e a verdade era que, mesmo que ser um cadete fosse apenas um meio pra conseguir seus objetivos, ele queria ser o melhor de todos, por mais extenso que o caminho à sua frente fosse.

O andar superior, como era possível imaginar, abrigava um sem-número de salas e, eficientemente, era tudo organizado de forma que ninguém ficasse no caminho um do outro, fosse indo ou voltando. Logo ajustou-se ao ritmo do passo dos outros cadetes e, como um homem natural de Grung, se movimentar com velocidade sem esbarrar em ninguém era uma questão de sobrevivência.

Assim, em poucos passos, chegou ao lugar indicado. Uma mesa alta com todos os eletrônicos que poderiam ser usados para contatar alguém estava na extremidade do corredor, vazia e sem objetos pessoais. Na porta entreaberta uma pequena placa dizia: "Angélica Thompson". Sem hesitar, um cadete de quatro estrelas passou por ele e, não se dando ao trabalho de bater na porta, largou um envelope sobre a mesa. Infelizmente, para Caine, não era possível ver se havia alguém dentro da sala. Com a mesma pressa que havia chegado, o cadete saiu, extremamente concentrado na leitura de outro documento.

"Eficência. Estou começando a gostar desse lugar.", Caine pensou, sorrindo, "Agora compreendo pelo menos uma parte do sucesso dela"

Em tempos passados, ele sabia, as pessoas costumavam perder tempo com exacerbado respeito e mesuras ao invés de fazerem seus trabalhos com velocidade e eficácia. E Angélica Thompson havia mudado aquele cenário de uma forma incisiva.

De qualquer forma, ele precisava fazer alguma coisa, então tentaria bater na porta da sala, duas vezes. Se não desse certo, tentaria empurrar a porta e espiar. Se pudesse ver alguém do lado de dentro, interromperia, afinal, já teria passado dos limites de uma forma ou de outra.

Se não houvesse ninguém no interior da sala, esperaria que alguém chegasse e o atendesse. No entanto, obviamente havia um limite para a espera. Se passasse de uma hora, voltaria a recepção e, delicadamente, tentaria conversar com a mulher:

- Eu fiquei lá em cima durante uma hora, mas ninguém apareceu. Devo esperar mais ou voltar amanhã?



Caine Kendrick
Caine Kendrick


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Alice em Qua 15 Out 2014, 22:31

Após uma hora esperando, tempo no qual as revistas de fofoca foram reviradas, sem nenhuma leitura interessante ser achada, Caine foi indagar a recepcionista sobre a espera. Por mais que soubesse que a ansiedade não seria algo favorável para um cadete, o jovem aspirante não podia evitar essa sensação naquele momento. Estava a um teste de se tornar um cadete e passar a atuar na organização que lutava contra o crime, dando segurança aos civis.

- O substituto da Comandante está realizando um teste nesse momento. Assim que ele terminar, virá buscar o próximo. Se quiser, basta esperar mais um pouco.

A recepcionista seguia dando informações de forma educada e prestativa. O comportamento dela dava até certo contraste com os demais oficiais, que mantinham-se tão atarefados que pareciam ignorar os aspirantes que circulavam, apesar do jovem ter certeza de que, caso tentasse entrar em algum lugar que não possuía autorização, teria alguém do seu lado o barrando no mesmo segundo... Olhando em volta, o jovem viu outro rapaz se aproximando e, pela falta de uniforme, devia ser um aspirante.

- Boa tarde, poderia me informar quando a Comandante volta da licença? - Ele perguntou para a recepcionista.

- Aproximadamente em cinco meses.

Após a resposta, o outro suspirou resmungando que teria de esperar muito para seu teste, mas que acreditava ser melhor do que enfrentar o Cornélios. Caine só poderia erguer a sobrancelha enquanto via o outro saindo do prédio e avisava a um grupo de mais três aspirantes, todos aparentando optar por esperar o retorno da comandante.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Caine Kendrick em Qua 15 Out 2014, 23:55

Saga Força Policial

"Capítulo I: Let's Rock & Ride!"

- Trecho III: Fracotes



- O substituto da Comandante está realizando um teste nesse momento. Assim que ele terminar, virá buscar o próximo. Se quiser, basta esperar mais um pouco.

- Obrigado. - ele respondeu. - Me desculpe pelo incômodo, tentarei ficar fora do caminho.

A mulher devia ter um trabalho muito mais importante para fazer do que falar com aspirantes ansiosos, mesmo um tão paciente como ele, então não custava ser o mais educado possível. Assim, tentou voltar para as escadas. No entanto, o movimento era tão grande que teve de ir aos poucos, tão devagar que pôde presenciar a chegada de outro aspirante à academia.

- Boa tarde, poderia me informar quando a Comandante volta da licença?- ele perguntou para a estranhamente prestativa recepcionista.

- Aproximadamente em cinco meses. - aquela resposta sorridente fazia o jovem resmungar como um velho, irritando-se em ter que esperar muito tempo pelo seu teste e logo conformando-se pela perspectiva de não ser testado pelo oficial substituto.

Voltando para fora, o aspirante falava com outros três rapazes. O olhar de cada um variava, mas geralmente começava com irritação, virava desgosto e terminava em alívio.

"Mas que bando de fracotes", ele pensou, rindo para si mesmo em voz baixa.

Independentemente de como o substituto fosse, ele era velho demais para não compreender perfeitamente suas capacidades e não achava que houvesse uma pessoa no mundo capaz de fazê-lo ter medo. Mas, por outro lado, não tinha nada para fazer pelos próximos minutos, então seria bom entrar no contexto da coisa. Lutando para fazer o caminho inverso, ele chegou até onde os jovens estavam e entrou na conversa sem cerimônia:

- Por que é que vocês tem tanto medo desse Cornélios?- perguntou



OFF:
Tive que usar a palavra "fracotes". Várias mostrariam a verdadeira opinião de Caine, mas vou manter o esquema com a linguagem menos ofensiva possível.
Malz o tamanho do post.
Caine Kendrick
Caine Kendrick


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Alice em Sex 17 Out 2014, 16:31

Os quatro rapazes miravam Caine de forma desacreditada perante a pergunta que o mesmo fazia. O grupo parecia estar em tanto choque que nem ao menos pareceu se importar por sua conversa ter sido interrompida por um desconhecido. Um deles, o que havia questionado a recepcionista, abriu a boca duas ou três vezes, ensaiando uma fala, mas permaneceu quieto. Quem se manifestou primeiro foi o mais baixinho do grupo, um jovem claramente acima do peso e de grandes bochechas, com cachos louros e pele clara, dando a impressão de que, quando bebê, poderia se passar por um querubim com facilidade.

- Você só pode estar brincando, não é? - O querubim perguntou.

- Cara, ouvi dizer que pessoas sumiram por muito menos do que chamar ele de "desse Cornélios". - O primeiro afirmou, aparentemente recuperando a voz.

- Dizem até que quando ele chega, o sol se esconde... - O outro rapaz, alto e grande mais, com aparência musculosa e forte, mas com olhar assustado, sussurrava para Caine.

Um dos membros do grupo ficava quieto, com olhar estalado e fazendo o que parecia ser mímica, algo que milagrosamente era ignorado por todos, pelo menos até ele parar de forma abrupta. Curiosos, o grupo inteiro parou e o observou, se deparando com o próprio Cornélios parado atrás dele. Ao lado do homem, o maior Persian que Caine já vira rosnava de forma nada amigável. Poderia ser coincidência, mas uma nuvem cruzava em frente ao sol quando o homem se aproximou e, depois que ele dumiu dentro do prédio da Academia, o sol voltava a aparecer.

- FUJAM! - Os quatro gritavam correndo para longe e chamando Caine. Certamente eles fariam teste para tudo, menos para cadetes. Na mente de Caine, no entanto, o olhar gelado do substituto da Comandante ainda era visível.


off: post ficou bom ;) n se esquenta. e desculpa a demora x.x
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Caine Kendrick em Sab 18 Out 2014, 14:21

Saga Força Policial

"Capítulo I: Let's Rock & Ride!"

- Trecho IV: Sol covarde



Confrontados com a pergunta de Caine, os quatro rapazes ficaram mudos temporariamente, como se nunca tivessem tido a coragem de fazerem a pergunta para si mesmo ou como nunca tivessem enxergado a necessidade de fazê-la. O que havia falado com a gentil recepcionista abria e fechava a boca como um peixinho dourado e, Caine pensava, ele parecia tão frágil quanto um. O primeiro a quebrar o silêncio foi um jovem baixo e gordo, com cachos louros e pele branca rosada. Com as marcas de espinhas em seu rosto, parecia um cupido que havia tido uma complicada puberdade.

- Você só pode estar brincando, não é? - ele disse

- Cara, ouvi dizer que pessoas sumiram por muito menos do que chamar ele de "desse Cornélios". - finalmente o primeiro se manifestava, como se tivesse saído de um transe só por enxergar alguém que ignorasse alguma coisa sobre Cornélios e que, portanto, não tinha nada a temer.

- Dizem até que quando ele chega, o sol se esconde... - um rapaz alto e forte, com um tipo de corpo invejável, sussurrava para Caine, como uma criança assustada.

Antes que o jovem pudesse responder alguma coisa, o último membro do grupo mexia os braços e mãos, quase em um acesso de pânico, como se fosse mijar nas calças a qualquer minuto. Existiam muitos homens da idade de Caine que pareciam mais velhos do que ele. Ele, na realidade, tinha uma aparência que ficava no limiar do que poderia ser considerado adultos. Mas, mesmo assim, ele não conseguia ver aqueles quatro como seus iguais.

De repente, os quatro saíram correndo. Uma nuvem passou na frente de sol, escondendo-o temporariamente. Atrás do jovem, ele viu o homem e um grande Persian. Ah, o que não daria para dormir com aquele Persian. Caine adorava gatos e tinha um talento muito grande com qualquer pokémon doméstico. Era óbvio que aquele era um caçador, mas ainda tinha sangue quente, o que significava que ele provavelmente gostava de carinho nos lados do pescoço, na parte de baixo das mandíbulas e na parte mais dura da barriga. Bom, logo teria um para ele, bastava esperar.

- FUJAM! - eles gritavam, desaparecendo tão rápido quanto haviam chegado.

"Esses vão viver com os pais até os quarenta", ele pensou, balançando a cabeça e suspirando. Era ridículo que existissem pessoas tão incapazes em um mundo como aquele.

Após os quatro sumirem de vista, deixando um suspeito cheiro de banheiro público para trás, Cornélios seguiu seu rumo e entrou no prédio, como que convidando alguém que tivesse coragem a segui-lo. Nesse momento, a nuvem saiu da frente do sol. Caine quase caiu em um gargalhada. Tudo ficou muito claro para ele:

- Parece que o sol é um grande covarde. - disse para si mesmo, pegando sua pasta com o braço direito e pondo-a sobre o ombro, de forma que seu cotovelo ficasse apontado para a frente.

E assim, seguiria o homem. Se Cornélios fosse o homem que diziam que era, ele entenderia - ou já havia entendido - por que Caine estava ali sem que o mesmo dissesse uma única palavra. E, de uma forma ou de outra, o rapaz queria testar isso, ver até aonde iam as habilidades daquele "substituto".




OFF:
Malz o post sem muito conteúdo. Tentei deixar o máximo de espaço pra vc trabalhar, mas também tenho que respeitar as opções do personagem.
Caine Kendrick
Caine Kendrick


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Alice em Seg 20 Out 2014, 15:32

Cornélios parecia ignorar o jovem aspirante que o seguia sem medo, rumando diretamente para a sala da Comandante Thompson. Ciente de que a mulher não estava no lugar, o capitão entrou sem antes se apresentar como devido, verificando rapidamente os arquivos sobre a mesa e, ainda, ignorando o aspirante que o seguiu inclusive para o interior da sala. Persian mantinha-se de olhar atento, sem fazer um único ruído, quase como se não estivesse no ambiente.

O ambiente era simples, decorado para ser funcional. A falta de decoração, no entanto, já era esperada. A comandante não tinha fama de ser uma mulher delicada ou do estilo que aprecia pequenos objetos decorativos sem real utilidade. Angélica era conhecida por sua força e por ser justa. No entanto, caso se parasse para analisar com mais detalhes a mobília normalmente padrão na Academia, perceberia que havia algo de diferente, mas que não poderia ser identificado em tão pouco tempo.

- Classe e pokémon.

A exigência despertou Caine de seus devaneios. Sem esperar uma resposta e sem deixar que Caine tivesse escolhas, o capitão se retirou da sala, sendo mais uma vez seguido. O substituto de Angélica não parecia ser alguém muito paciente, porém a caminhada dava a Caine tempo para refletir sobre o pokémon que escolheria e sobre o que aconteceria a seguir, já que pelo que lera, aquele não era o protocolo padrão dos testes.


off: ;) Academia sempre é mais complicadinho, mas fica tranquilo que logo teremos algum movimento por aqui ^^
off2: mals o post pequeno =x
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Caine Kendrick em Ter 21 Out 2014, 01:02

Saga Força Policial

"Capítulo I: Let's Rock & Ride!"

- Trecho V: Eficiência



Caine, ansioso e pensativo, seguia o chefe substituto. O homem não dava sinal de que o via ou se importava com a presença dele ali, mas o rapaz tinha certeza de que sabia que ele estava ali. Cornélios tinha uma presença distinta mesmo entre cadetes que pareciam fortes. Ele parecia ser, aos olhos de Caine, uma daquelas pessoas que se destacava sem fazer força, que era temido e respeitado somente por ser o líder.

Juntos, com o jovem cerca de três metros atrás, subiram as escadas e foram até a sala de Angélica Thompson. O interior era espartano, com pouca coisa que pudesse ser redundante ou desnecessário. Parecia o tipo de mulher que ele gostava. Caine, como a maioria das pessoas, tinha um quarto bagunçado de volta à Grung City, mas, mesmo assim, ele sabia onde tudo estava e havia uma lógica - mesmo que inconsciente - entendida somente por ele mesmo em meio àquela confusão. Ainda assim, havia algo de levemente diferente naquela sala, algo que ele não conseguia identificar.

- Classe e pokémon. - o homem disse de repente, despertando o rapaz de seus devaneios sobre aura e cheiro. Sem dar tempo de resposta, ele saiu da sala, sendo seguido por Caine, que agora tirava sua mala do ombro para carregá-la normalmente, a fim de seguir o homem que se movia com passos rápidos.

Correndo até que conseguisse ficar próximo o suficiente para ser ouvido com clareza, respondeu:

- Cadete e Shinx.

Sinceramente, queria ter feito uma frase para responder, como: "Quero ser um cadete e, como segundo pokémon, quero um Shinx", mas acreditava que não era aquilo que o homem queria. Depois de ter visto em primeira mão a eficiência daquele lugar, imaginava que deveria se acostumar a ser o mais direto e objetivo possível. Assim, como todos sabiam que cadetes recebiam dois pokémon iniciais, ele ocultou o Meowth e pediu logo seu segundo pokémon.

Caine não gostava muito das opções oferecidas pela Força Policial, mas havia decidido fazer o melhor que pudesse com qualquer pokémon. Assim, além do Meowth que era obrigado a ter, decidiu ter um Shinx, por que era o pokémon que ele considerava mais interessante; o Houndour e Mienfoo eram feios e, apesar do fato de que ter um pokémon voador seria um recurso ótimo para qualquer cadete, ele não queria ter um Taillow.

Após responder, Caine ficou olhando para o homem e, assim, percebeu que ele parecia alguém que não gostava de perder tempo andando para cá e para lá com aspirantes e, portanto, poderia reprová-lo no teste antes mesmo do teste começar.

Será que iriam batalhar? Ele provavelmente perderia devido à todos os fatores, mas pelo menos seria um solução rápida. Será que ele iria aprová-lo sem lhe dar o teste, apenas para poupar tempo? Ele não se importaria. E a última opção que ele podia pensar era: Será que vai me dar os dois pokémon e me mandar em uma missão com a intenção de me testar em campo?

"Essa última seria foda demais", pensou.

Apesar de toda aquela tensão, estava contente, pois estava mais perto do que nunca de virar um cadete e provaria o que precisasse, a qualquer custo.



Caine Kendrick
Caine Kendrick


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Alice em Ter 21 Out 2014, 22:22

Apesar de não gostar muito dos iniciais cadetes, Caine optava e verbalizava sua escolha da forma mais direta possível. Como não obteve nenhuma resposta do capitão, o aspirante se permitiu pensar nas possibilidade que lhe aguardavam: uma batalha, aprovação sem teste ou teste prático. De todas a terceira era sem dúvidas a mais emocionante, mas a segunda era a mais rápida...

Cornélios ao chegar em um balcão, solicitou um Meowth e um Shinx, recebendo duas esferas. Cada vez mais o aspirante ficava curioso com o desenrolar deste teste. Conhecia o procedimento adotado por Angélica e realmente nunca cogitara a possibilidade do substituto adotar uma metodologia diferente. Intrigado, o jovem seguia o mais velho até o lado de fora da Academia, o que aumentava as chances da hipótese 1 ou da hipótese 3 serem as corretas. Quando, no entanto, entraram no ginásio, Caine começou a se preocupar de que a hipótese 1 fosse a verdadeira.

O capitão erguia as duas esferas, segurando ambas com somente uma mão e liberando uma Meowth e uma Shinx. As duas garotas miraram os dois oficias de forma alternada e aguardaram no lugar para saber como se portar perante uma situação tão atípica. Caine, por sua vez, pensava em como poderia enfrentar Cornélios, ainda mais ao vê-lo se posicionar do outro lado do campo de batalha, com Persian em sua posição. A pista de corrida, a piscina para natação, as barras, os pesos e todo o resto simplesmente não ganhavam espaço na visão do aspirante.

- Mostre o que sabe fazer. - Cornélios o desafiava sem, no entanto, ditar as regras. Poderia usar somente uma das pokémons ou as duas? Juntas ou separadas? Ambas as felinas miravam o aspirante, aguardando alguma instrução.


Sorteios: Meowth Shinx
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Caine Kendrick em Qua 22 Out 2014, 03:31

Saga Força Policial

"Capítulo I: Let's Rock & Ride!"

- Trecho VI: Fazendo o melhor possível!



Seguindo Cornélios, ambos foram parar em um balcão, onde ele pediu por um Meowth e um Shinx. Parecia, claramente, que suas alternativas haviam sido limitadas à primeira e à terceira. Se sentia melhor por isso; aceitaria se fosse aprovado sem um teste, mas não se sentiria aprovado.

"Até onde eu sabia, a Angélica aplicava um teste dissertativo sobre habilidades gerais que qualquer um no mundo pokémon deveria ter para ser considerado aceitável", ele pensou, "Não posso dizer que não gosto mais do jeito desse cara", sorriu

Quando saíram da Academia, Caine se levou à crer que ele teria que batalhar com Cornélios.

"Se ele fosse me enviar em uma missão, teria me dado os pokémon lá dentro e não teria se dado ao trabalho de vir aqui fora", pensou, mas sabendo que ainda havia alguma possibilidade da outra opção ser a verdadeira.

Quando entraram no ginásio, atravessando o pátio da Academia, ficou bem claro qual seria o desafio. Com somente uma das mãos, o homem liberou as duas esferas, parecendo, estranhamente, querer ostentar aquela pequena habilidade perante o jovem, como se fosse intimidá-lo. Das esferas, dois lindos pokémon saíram. Até onde ele poderia ver, eram duas fêmeas. Nenhum problema. Ficaria mais triste se elas fossem feridas em relação à um pokémon macho, mas poderiam, sem dúvidas ficarem tanto ou mais fortes do qualquer pokémon.

Enquanto Cornélios se posicionava no outro lado do campo, "exalando" aquela presença característica que provavelmente faria qualquer um ficar em guarda, Caine se abaixou, chamando-as:

- Venham comigo. - disse, fazendo um sinal com mão, devagar.

- Mostre o que sabe fazer. - o homem dizia, sem indicar nenhuma regra. Existiam duas alternativas: a primeira era que ele quisesse que Caine mantivesse alguma honra e utilizasse somente um pokémon; e a segunda era que ele queria ver se o julgamento de Caine sobre "a missão ser concluída a qualquer" custo predominaria. Ele, obviamente, apostou na segunda.

- Um momento.

Quando chegassem próximas a ele, diria:

- É um prazer conhecer vocês duas. - passaria a mão na cabeça de ambas levemente, afagando com um carinho sincero. - Hoje, teremos que batalhar com aquele cara. - indicaria Cornélios e o Persian com a cabeça. - Se formos bem, poderemos ficar juntos, então façam exatamente o que eu disser. Entendido? - mesmo que não tivessem chances de vitória, se ele dissesse aquilo às pequenas, a falta de confiança se somaria ao temor de um pokémon como o Persian.

"É uma pena que não tenhamos chances de vencer, mas vou mostrar para esse cara que comigo as coisas funcionam de um jeito mais interessante", sorriu maliciosamente, sem querer.

Tirando seu chapéu e seu sobretudo e jogando-os no chão, ele se preparou para a batalha.

"Vamos ver", se concentrou, "Sem uma pokedéx fica complicado ter certeza, mas, na melhor das hipóteses, tenho Scratch e Growl com a Meowth e Tackle e Leer com a Shinx.", deu de ombros, "Dá pra fazer alguma coisa mesmo sem precisar apelar".

- Ok, vamos lá! - disse, para alertar as pokémon.

"Primeira estratégia", pensou

- Shinx, use o Leer! - no segundo em que o Leer fizesse efeito, continuaria: - Meowth, use o Scratch!- era uma tática simples, ele reconhecia. Não havia muito mais que pudesse fazer, mas era só o começo.

Ciente de todas habilidades que um Persian de alto nível poderia ter, além da experiência de combate adquirida durante todo o tempo na Força Policial, Caine desconfiava que se nada poderia realmente atingi-lo, ainda mais com pokémon inexperientes.

Se o Leer fosse evitado, manteria o ataque da Meowth e, assim que ficasse determinado se o Persian o evitaria ou defenderia, ele diria:

- Shinx, use o Tackle! Meowth, pule! - o pulo ficaria determinado pela ação do Persian. Se esquivasse, pediria para que a Meowth pulasse para trás. Se defendesse, se mantendo parado, seria para a direita.- Agora use o Growl!




OFF:
Eu queria ter feito mais coisas em relação à batalha, mas creio que já tenha exagerado. Minha estratégia inicial se baseia em diminuir a reação do Persian ao ataque físico, funcionando ou não. Assim, fiz uma sequência normal e um seguimento para o caso do Leer falhar. Não se ficou certo, qualquer coisa, manda PM.
Caine Kendrick
Caine Kendrick


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Alice em Sab 25 Out 2014, 12:33

Cornélios mantinha os olhos fixos em Caine, analisando o primeiro contato do aspirante com as felinas. Este, por sua vez, tentava motivar as pokémons, ciente de que não teria como vencer um oponente de tão alto nível. No entanto Caine sentia que não era a vitória que lhe garantiria a vitória, mas sim suas ações. Então, determinado a mostrar que estava disposto a tudo pelo bem de sua missão, comandou as duas pokémons simultaneamente na batalha, enquanto lamentava mentalmente a inexistência de pokédex.

O ato de jogar o sobretudo e o chapéu para o chão não ganharam nenhuma atenção do capitão. Cornélios mantinha-se sério e quieto, sem dar nenhum comando ao Persian. Os olhos do mais velho nem mesmo pareciam fitar os três pokémons em campo, ficando atentos única e exclusivamente no aspirante.

Meowth e Shinx, por sua vez, se posicionavam no campo de batalha, preparadas para darem tudo de si. Os olhos de Shinx brilhava, enquanto Meowth avançou com seu Scratch. Persian parecia ignorar por completo o Leer, aceitando seus efeitos, e mantendo sua atenção na Pokémon que avançava com as garras a mostra. De forma rápida, o gato mais velho saltou sobre a mais nova, pegando-a pela cauda com os dentes e a puxando para trás com velocidade, usando Meowth para defender o golpe de Shinx, que já avançava com o Tackle. O impacto foi forte e lançou Shinx de volta para os pés de Caine assim como Meowth, que era solta logo após o impacto e igualmente arremessada. Apesar de frustradas, ambas se erguiam lado a lado e a normal usava seu Growl, golpe novamente aceito pelo mais velho.

Cornélios ainda se mantinha sério, esperando a reação de Caine perante a situação.


off: sorry a demora =x
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Caine Kendrick em Sab 25 Out 2014, 20:55

Saga Força Policial

"Capítulo I: Let's Rock & Ride!"

- Trecho VII: Indo com tudo!



Caine não poderia estar mais entusiasmado. No entanto, essa empolgação diminuía conforme ele se concentrava cada vez mais na "batalha". Sem a pressão de lutar contra um oponente de mesmo nível, onde ele nunca sabia se venceria ou não, ele podia se soltar e lutar para vencer sem nenhum constrangimento ou estratégia preventiva, afinal nem tinha as armas para criar alguma que fosse eficiente contra aquele Persian.

Sua estratégia inicial dava miseravelmente errada, em um pequeno arroubo de violência da parte do Persian. Arrastando as duas pokémon como se fossem bonecas de pano, o gato as lançava de volta aos pés do aspirante, sem tomar conhecimento dos ataques.

"Imagino o que ele deve fazer quando luta a sério", pensou, "Espero que Cornélios não o deixe matar outros pokémon", obviamente, esse último pensamento não era por medo em relação àquelas duas, mas sim por que ele acreditava que nenhum pokémon era mal por natureza e, portanto, apenas os donos deveriam ser punidos.

Ignorando o olhar incisivo do chefe substituto sobre ele, com uma aura que parecia tentar penetrar sua cabeça e enxergar o que se passava dentro dela, Caine não demorou a aplicar a segunda estratégia.

- Muito bom, vocês duas. - ele disse. Não havia por que ter pressa já que o Persian não parecia ter nenhuma intenção de atacar. - Agora já entendem como devem se cuidar contra ele. Meowth, suba no Shinx.- acreditava que fosse funcionar, já que a pokémon elétrica tinha mais que o dobro do peso da Meowth - Shinx, corra em direção ao Persian como se fosse usar o Tackle.

Para aquilo ter algum efeito, ele não poderia dar a ordem na hora errada. Mesmo que a margem de acerto fosse mínima, já que Cornélios avaliava a forma como ele agia em combate, seria infantil falar para o que aconteceria com tempo o suficiente para o Persian revidar ou contra-atacar.

Portanto, assim que o Shinx a cerca de dois metros do alvo ou o Persian pulasse em direção a eles, diria:

- Meowth, salte e use o Scratch na cabeça do Persian e role para o lado! - a intenção seria que o pokémon recuasse. Como o ataque estaria vindo de cima, ele não poderia usar a Meowth como escudo para o ataque do Shinx, então restavam duas opções: ignorar a Meowth ou ignorar a Shinx.

Se aquilo funcionasse ou se a Meowth fosse afastada de alguma, ele diria:

- Shinx, use o Tackle, agora! - com o Persian recuado, seu tempo de reação ao Tackle deveria ser menor. No caso da Meowth ser atacada e afastada, o Persian teoricamente deveria perder o tempo para se defender ou contra-atacar a Shinx.

Caso a Meowth, de alguma forma, fosse novamente usada de escudo sendo pega pelo rabo, ele diria:

- Shinx, pule no lombo do Persian! - era o melhor que dava para fazer considerando a velocidade do Persian. Se ele pedisse à Shinx para desviar para o flanco do Persian e aplicar um Tackle, o Persina provavelmente viraria a Meowth naquela direção. - Meowth, tente acertar o peito dele com o Scratch!

Caine, realmente concentrado na luta, não se lembrava de se importar em entrar ou não na Academia. Talvez não sentir medo de Cornélios já fosse o ingresso.




OFF:
Malz, se ficou ruim, mas to meio sem inspiração hoje
Caine Kendrick
Caine Kendrick


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Alice em Sab 25 Out 2014, 22:33

Ciente da impossibilidade de vencer, Caine se soltava e dava tudo de si na batalha, deixando de lado as estratégias defensivas. Ver sua primeira estratégia sendo completamente neutralizada pelo Persian lhe preocupava e fazia sua mente divagar sobre o estilo de luta da dupla em um combate realmente sério. De repente a visão daquele felino matando pokémons lhe veio a mente e ele esperava que isso não ocorresse, pois em seu íntimo achava que a maldade estava em quem comandava os monstrinhos e não neles.

O olhar de Cornélios seguia impassível, quase como o de um predador mirando sua presa e isso deixava Caine desconfortável, por mais que ainda conseguisse ignorá-lo e se focar na batalha. Meowth e Shinx se erguiam, novamente se posicionando e tentando não se intimidar.

O aspirante logo comandava suas pokémons, porém deixava para ditar as ordens mais em cima da hora, a fim de evitar que ele pudesse se preparar para revidar. SShinx tinha dificuldades de correr com o Tackle carregando Meowth. Apesar de ser evidentemente mais pesada, a diferença de tamanho não passava de alguns poucos centímetros, dificultando portanto os movimentos. No entanto a ideia de dizer as ordens sem dar tempo para Persian agir parecia ser boa.

O felino mais velho, contudo, parecia não se intimidar com o avanço da dupla, deitando-se no chão e esperando. Quando as duas se aproximavam e Caine se preparava para ditar a segunda ordem, Persian se multiplicou com o Double Team e quatro novos felinos surgiam rodeando as duas pokémons.

Caine, que não demonstrava medo, analisava a situação em busca de uma maneira de identificar o verdadeiro Persian. Meowth e Shinx olhavam de um por um, posicionadas bem no centro do círculo formado pelos felinos. A normal descia das costas da elétrica e ficava de costas para a mesma, assim as duas tentavam manter todos os gatos em constante análise.


off: o post ficou 10 ;D
off2: não continuei a estratégia pq n saberia como seu personagem comandaria elas, já que os comandos não são ditos ao mesmo tempo. Pense que agora há 5 persians, todos deitados e formando um círculo perfeito em volta da Meowth e da Shinx.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Caine Kendrick em Dom 26 Out 2014, 16:11

Saga Força Policial

"Capítulo I: Let's Rock & Ride!"

- Trecho VIII: Quando parar?



Era possível citar vários eufemismos para aquela situação, como "tentar tapar o sol com uma peneira", ou, no caso do Persian "usar um canhão para matar formigas". No entanto, criar frases para explicar a situação não era a maior preocupação do aspirante no momento. Com apenas um movimento o Persian tinha o poder para inverter ou inutilizar qualquer estratégia que ele pudesse criar, sem falar em sua invulnerabilidade às técnicas que deveriam o deixar confuso.

"O que está em questão não é a forma como eu luto", ele sabia, "Mas sim o que eu consigo fazer com o que tenho quando estou em uma desvantagem completa... No entanto, basta saber se Cornélios entende que às vezes é preciso recuar", ele poderia ter que fazê-lo se o homem não encerrasse a batalha em breve, pois ambas estavam ficando cansadas e feridas.

Sua estratégia, novamente, havia entrado em um estado que era a última coisa que ele poderia imaginar. Era, sobretudo, divertido, criar estratégias em cima da hora, e tentar enxergar coisas que não enxergaria nem se pensasse por horas. Por outro lado, enquanto lutava, ele tentava preservar as pequenas enquanto lutava. Se ao menos tivesse um pokémon com braços poderia tentar segurar o Persian.

"É, como se fosse funcionar", pensou.

Nunca havia passado por alguma coisa daquele tipo. Em duas investidas havia sido lançado para o limiar de seu temor e nervosismo. Mais um pouco e acreditava que sua concentração se perderia.

"Não", recusou-se a ter um lado fraco. Se alongou rapidamente e voltou à batalha.

- Me desculpem, mas vou ter que pedir um pouco mais de vocês. - disse, sério, esperando que o entendessem. - Shinx, pegue a Meowth pela cauda, como o Persian fez e a gire ao redor. Tome cuidado para não sair do eixo. Meowth, enquanto isso use o Scratch e ataque todas as cópias.

Se o Persian escapasse daquele ataque e ainda estivesse visível, diria:

- Shinx, lance a Meowth, agora! Meowth, tome cuidado! - se a Meowth não estivesse prestando atenção também no campo, poderia acabar colidindo com alguma coisa e se machucando. - Shinx, corra para trás do Persian. - Se, mesmo assim, a Meowth fosse evitada e acabasse com perigo de se machucar, a Shinx poderia pará-la.



Caine Kendrick
Caine Kendrick


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Alice em Seg 27 Out 2014, 13:28

Cornélios mirava Caine nos olhos, como se tentasse ler a mente do mais novo. Este, por sua vez, lutava contra a sensação de se sentir fraco e contra a tentativa de fuga de sua concentração. Sentia que em breve deveria encerrar aquela luta pois, mesmo sem serem atacadas diretamente, as felinas estavam se cansando e se ferindo. Caine rezava para que, caso tivesse que chegar a esse ponto, Cornélios entendesse os motivos.

Os novos comandos eram dados e, apesar de serem completamente inusitados, o capitão nem as menos mudou sua expressão facial. Gelado e inexpressivo como sempre, até mesmo o simples piscar de olhos passava desapercebido. Shinx agarrava a cauda da Meowth e começava a girá-la. Manter-se firme no mesmo lugar se tornava difícil, porém a elétrica o conseguia com muito esforço. Enquanto isso Meowth usava seu Scratch, atacando Persian após Persian e os vendo desaparecer um a um, até não sobrar nenhum.

Parar de girar Meowth foi mais difícil do que começar, mas com nenhum Persian a vista, Shinx não teve para onde lançar sua companheira. O olhar e os ouvidos das duas estavam atentos em busca do oponente, sem a menor ideia de para onde ou quando ele sumira. Contudo, quando o som de água rompendo preencheu o ambiente e o Swift foi lançado da onda erguida, contornando com perfeição as duas e as desnorteando, Caine percebeu que no momento em que escolheu tudo pela missão, o mesmo se aplicaria a Cornélios e, portanto, ele não estava preso aos limites do campo de batalha.

Persian, com o pelo molhado por ter mergulhado na piscina, andava calmamente até as duas felinas e colocava uma pata sobre a cabeça de cada uma, quase como as reivindicando com suas presas. No entanto o felino novamente não as atacou. Diversos buracos, cada um criado por uma estrela, rodeavam a região onde Meowth e Shinx estavam. Persian estava sentado entre elas e as segurando no lugar. Cornélios o mirava, aguardando o que possivelmente seria a última reação do jovem.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Caine Kendrick em Qua 29 Out 2014, 00:18

Saga Força Policial

"Capítulo I: Let's Rock & Ride!"

- Trecho IX: Caine Kendrick



Caine já sabia que estava exigindo demais das duas antes de das as ordens. Pokémon pequenos eram fracos fisicamente, ainda mais sem treinamento. Assim que tivesse a oportunidade de treinar aquelas duas, certamente teria a satisfação de vê-las chegarem, individualmente, ao nível daquele Persian. Mas devia viver o presente. Movendo-se a uma velocidade extraordinária, o Persian usou o Double Team para escapar até mesmo dos olhos do aspirante, emergindo da piscina e lançando um rápido Swift nas pequenas.

Obviamente, Caine teve seu momento para ordenar esquivas, mas de quê adiantaria fazê-lo se elas não conseguiriam executá-las? Nesse tempo de tomar um decisão que mais mostrava sua visão de batalha do que sua visão como pessoa, o Persian cercou as pokémon rapidamente, colocando as patas sobre suas cabeças e prendendo-as no chão.

Antes mesmo do Persian terminar sua investida final, Caine já estava em pé e vestido, caminhando em direção aos quatro, em uma clara afirmação de que, para ele, aquela batalha já estava acabada. Conforme se aproximava, pôde perceber que o pokémon de Cornélios havia usado o Swift somente para distrair e amedrontar. O aspirante sentiu-se satisfeito pelo chefe ser aquele tipo de pessoa.

Ao chegar em frente ao ajuntamento de pokémon, ele se abaixaria, olharia no interior dos olhos do Persian e diria:

- Já chega, a batalha já acabou. - e o diria com confiança, sem pensar se o Persian encontraria e obedeceria à alguma autoridade em sua voz.

Se o Persian as soltasse, ajudaria elas a se levantarem e diria:

- Bom trabalho... Pokébolas. - pediria, sem olhar para cima, mas estendendo sua mão em direção à Cornélios.

Se o homem questionasse sua aprovação com alguma frase como "Acha que foi aprovado?", diria:

- O senhor acha que não fui? - já o trataria como o chefe. - Creio que já provei mais do que o suficiente para ser um simples cadete. Me daria a chance de provar quem eu sou?

E aquela última sentença significava que Caine realmente acreditava ter um talento e uma determinação além do comum, suficiente para superar qualquer que existia ou que já houvesse existido e ele não precisaria ter a intenção de mostrar para aquilo transparecer em seu rosto, em suas ações e em suas palavras.

Se Cornélios lhe desse as pokébolas, colocaria as duas dentro sem pestanejar e diria:

- Aonde fica a.... hum - não tinha certeza. - "enfermaria" para os pokémon da academia? - e, se o homem não acrescentasse nada, rumaria para o lugar indicado.



OFF:
Malz por ter colocado tantas falas e ações dependentes (me esqueci da outra palavra para nomear esse tipo de estrutura)=(
Caine Kendrick
Caine Kendrick


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Alice em Qua 29 Out 2014, 17:31

off: tranquilo ^^ vc deixou uma brecha mto interessante XD simplesmente não resisti XD


Considerando aquela batalha encerrada e sem estar disposto a exigir mais das duas, Caine se aproximou dos três pokémons, se agachando em frente ao Persian de Cornélios, dizendo com voz firme que a batalha havia acabado e que era hora de parar. A satisfação por saber que o capitão não iria ferir realmente as duas felinas se desfez no momento em que os olhos do felino mais velho encontraram os seus. Naquele olhar, Caine viu o mais puro mal e, no rosnado baixo que se seguiu, o jovem percebeu que aquele Pokémon não era como os outros.

- Persian não iria ferir alguém da academia. - Cornélios dizia frio.

Hipnotizado pelo olhar do felino, Caine ainda conseguiu decifrar a mensagem de Cornélios: ele não pertencia a academia ainda. Antes que o jovem pudesse reagir, seu corpo colidia no chão e Persian o mantinha prisioneiro. As presas próximas de seu rosto, enquanto os braços cruzados tentavam empurrar o pescoço musculoso para trás, sem muito sucesso. O felino rosnava ainda, sempre no mesmo tom. A joia em sua testa começando a brilhar, evidencia clara de que um ataque poderoso seria lançado. Em direção a um aspirante? Caine não conseguia entender o motivo de tanta agressividade por parte do felino. Meowth e Shinx tentaram atacar as patas do mais velho, mas ele simplesmente as ignorou, mantendo o olhar fixo em Caine. Para Persian a situação era muito clara: alguém, que não era seu dono ou sua Comandante, lhe desafiara e ele não aceitaria isso.

Antes, no entanto, que o golpe do gato fosse lançado, Caine o viu arregalar brevemente o olhar e fugir no exato segundo em que um Swift cruzava o campo, passando de raspão no garoto. De olhos fechados devido a luminosidade do ataque, Caine sentiu seu corpo ser arrastado por um impulso forte. Quando abriu os olhos, estava ao lado de um Mienshao e um Houndoom com o chifre quebrado carregava Shinx e Meowth na boca, quase como se fossem seus filhotes. Ambos os pokémons miravam o campo de batalha e, seguindo o olhar, Caine viu dois Persians rosnando, ambos se sondando, um era o de Cornélios.

- Desde quando testamos os aspirantes dessa forma?

O olhar do aspirante decaiu sobre uma mulher de cabelos negros e olhos vermelhos. A roupa casual contrastando com a postura altiva. Caine não precisou perguntar. No momento em que viu Cornélios e os demais cadetes baterem continência, assim como o Persian do homem recuar a claro contra gosto, soube que aquela era a Comandante. O olhar da mulher ficava firme no capitão que lhe substituía.

De repente, Caine percebia Mienshao acenar para um cadete e este se submeter ao pokémon, pegando as pokémons mais novas e chamando Caine para fora do ginásio. O número de oficiais que se acumulavam nas bancadas crescia, todos Agentes e Patrulheiros e todos claramente querendo ver o resultado do confronto. Caine não ouviu a conversa dos dois oficiais, mas quando percebeu uma explosão dominar o campo soube que eles lutavam e a sério. Um homem de óculos reclamava na porta, porém o cadete que guiava Caine não parou para lhe dar tempo de saber quem era o outro.

- A intervenção da Comandante veio em bom momento. Ela gosta quando alguém demonstra preocupação com seus pokémons e enfrenta um perigo óbvio demais por eles. Pode se considerar aprovado. - O outro cadete falava, guiando Caine de volta para a Academia, possivelmente para a área de tatuagens.
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Caine Kendrick em Qui 30 Out 2014, 14:14

Saga Força Policial

"Capítulo I: Let's Rock & Ride!"

- Trecho X: Uma visão do futuro



Mesmo percebendo que aquele Persian não tinha nenhum escrúpulo e que sua moralidade só era definida pela existência de Cornélios, ele não pôde se deixar ficar com medo. Ele certamente entendia do que Persian era capaz, mas aquilo só o deixava triste. Ele tinha certeza de que teria pokémon mais fortes do que aquele e, com certeza, com uma moralidade bem definida, com uma grande tendência à justiça. Se alguém tivesse que ser o carrasco, ele faria o trabalho.

- Persian não iria ferir alguém da academia. - Cornélios dizia, como se estivesse falando com uma criança.

- Eu nunca achei que fosse. - Caine retrucou. - Mas ninguém gosta de ficar no chão nessa posição... bom, pelo menos não nessas circunstâncias. - concluiu, sério. Naquele momento, entendeu que Cornélios não achava que ele ainda pertencia à academia, o que o deixava confuso, afinal, Cornélios alguma vez aprovou alguém através daquele teste?

De repente, o Persian pulava sobre ele, mantendo-o no chão. Ele, obviamente, como um homem com 90kg, que, apesar de não ter a força que deveria, podia levantar uma pessoa de 70 ~ 75 kg com facilidade; logo, poderia levantar o animal facilmente e arremessá-lo na piscina se quisesse, mas quis ver o que aconteceria. Com as presas perto de seu rosto, o pokémon parecia usar tudo de si para infligir medo. No entanto, o que ele não sabia era que o único medo de Caine era não se capaz de atingir seu único objetivo. Devolveu o olhar feroz do Persian, instintivamente. Por alguma razão, as duas pokémon já haviam se afeiçoado a ele, atacando as patas do Persian por trás.

- Parem vocês duas! - ele ordenou. - Eu posso sair daqui quando eu quiser. Me deixem tentar entender esses dois!

Naquele momento, a jóia na testa do Meowth começou a brilhar.

"Power Gem?", pensou.

No instante em que começou a mexer os braços para agarrar o Persian pondo uma mão em seu pescoço e outra em seu tórax, um Swift apareceu do nada, fazendo o Persian sair de cima dele e seu corpo ser levemente levantado. Sentando-se no chão, ele viu dois Persian se encarando e rosnando um para o outro. Um Mienshao e um Houndoom carregando, respectivamente, Shinx e Meowth.

- Desde quando testamos os aspirantes dessa forma? - uma voz feminina autoritária se fez ouvir.

Uma mulher linda - pelo padrões dele -, de cabelos negros e olhos vermelhos, parecia ser maior do que todos naquela sala. Até mesmo Cornélios parecia recuar na presença dela e seu Persian parecia ter vontade de arrancar seu focinho e rasgar até ter as patas cheias de confete de Persian, enquanto recuava ante a presença da comandante.

"Então essa é Angélica Thompson. Se eu tivesse pedido por sorte não haveria resposta melhor", ele pensou, rindo para si mesmo enquanto se levantava do chão e batia qualquer poeira que pudesse ter grudado em suas roupas. Mesmo que altamente superficial, uma relação precoce com Angélica Thompson poderia se mostrar valiosa, tanto naquele momento quanto no futuro.

Como se fosse uma pessoa, o Mienshao da comandante fez um sinal para um cadete e lhe entregou as duas pokémon. O cadete, quase à contragosto, fez um sinal para que Caine o seguisse. Com borboletas no estômago, o aspirante o fez, enquanto imaginava se Cornélios fuzilava suas costas com a ajuda de seu pokémon.

Ao saírem do ginásio, vários cadetes que, na ausência de um comandante durão, não hesitaram em mudar da eficiência total para o ócio total, esperavam alguma coisa da qual Caine não estava a par. No entanto, assim que ouviu uma explosão, ficou claro que ambos lutavam a sério.

"Seria estúpido pensar que eu causei isso, mas seria infantil negar a minha participação", ninguém se lembraria dele tão cedo, mas assim que ficasse famoso o suficiente alguém o colocaria na cena e então ele eventualmente seria conhecido como alguém capaz de criar um confronto entre Angélica Thompson e Cornélios, por mais distorcido que aquele boato fosse.

- A intervenção da Comandante veio em bom momento. Ela gosta quando alguém demonstra preocupação com seus pokémons e enfrenta um perigo óbvio demais por eles. Pode se considerar aprovado.

- Não acho que esse seja o exato ponto de vista dela. - ele respondeu, ignorando se o cadete o achasse arrogante por pensar saber mais do que ele sobre a personalidade da comandante. Angélica Thompson, pelo menos por um momento, parecia ser alguém capaz de entendê-lo com perfeição e ver claramente a diferença entre ele e outros aspirantes, ao passo de que Cornélios provavelmente enxergava alguém sem rosto vestido de palhaço quando olhava para qualquer pessoa que não achasse ser forte o suficiente. - Mas fico feliz.

O cadete caminhava com passos largos, o forçando a fazer o mesmo. O homem parecia ser um dos responsáveis pelo alistamento, e Caine não era alguém que fazia questionamentos quando não era absolutamente necessário. Assim, limitou-se a segui-lo e ver no que daria aquilo ali.



OFF:
Espero não ter deixado Caine muito arrogante pro teu ponto de vista. Creio que ele realmente conheça seus limites, mas os ignora, por que não quer tê-los. Bom, seja como for, a tua narração é demais e eu ficaria realmente satisfeito se vc continuasse narrando pra mim no próximo tópico.
Caine Kendrick
Caine Kendrick


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Alice em Qui 30 Out 2014, 23:07

Querendo acreditar que, de alguma forma, havia impressionado Angélica e se dando algum mérito, por menor que fosse, na batalha que era travada entre a Comandante e o Capitão, Caine seguia o outro cadete de volta à Academia. O oficial que lhe conduzia riu perante sua frase, uma risada pura e com gosto, mas sem o tom debochado.

- Cara, é óbvio que não é exatamente o ponto de vista dela. A mente da Comandante é uma caixinha de mistérios. Ninguém consegue saber o que ela realmente acha em 99% das ocasiões. - O outro dizia, ainda conduzindo Caine, mas dessa vez por entre as escadas da Academia, até o segundo andar.  - Ela é muito talentosa... - Ele divagava, mais parecendo desabafar sozinho do que realmente intencionando compartilhar algo com Caine. - Ela é a única mulher a seguir na organização mesmo tendo filhos e ainda assim ser a melhor Comandante que já tivemos... Está entrando em boa época rapaz. - Ele complementava, dessa vez relembrando a existência do outro.

Caine mirou o outro cadete de forma intrigada. Não pelas palavras ditas, mas pelo tom de voz. O jovem Recruta poderia dizer que havia algo a mais naquele tom, além da simples admiração. Quando o cadete que ainda não se identificara abrira uma porta, Caine identificou o lugar onde poderia fazer a tatuagem. O tatuador já perguntando sobre o lugar onde ficaria a tatuagem, enquanto o outro saía com um simples "até qualquer dia".

Sem querer perder muito tempo, o novo recruta indicou o lugar da tatuagem e se permitiu receber a marca da organização. Diversos cadetes corriam alvoroçados com o que denominavam ser O combate. Caine ouvia ao longe o som da batalha e só podia deduzir o nível das técnicas. Com a marca feita, o jovem foi guiado até o lugar onde foi registrado no sistema, com digital, DNA e imagem da arcada dentária salvos. Uma licença era emitida e o jovem logo recebia a Meowth e a Shinx com as quais realizara o teste.

Finalmente livre, o jovem poderia sair para as ruas da cidade como um cadete. Sua curiosidade sobre a batalha logo desaparecendo ao ver a Comandante andando com Cornélios ao lado e ditando algumas ordens, antes de se virar para o capitão, lembrando-o de algum compromisso. A Persian da mulher esperava na porta, próxima de um homem de óculos que ainda resmungava algo que Caine não podia ouvir. O trio, Comandante, estranho de óculos e Persian, sumiam de vista antes de qualquer possibilidade de aproximação e/ou agradecimento.


off: Caine é o tipo de personagem que corre o risco de meter em encrenca por ignorar os limites XD mas tá tranquilo ;D só recomendaria a ele ter mais cuidado XD até mais com o Cornélios do que com a Angélica... Angie tá muito ocupada com a filha recém nascida, mas Cornélios... Acredite, esse é um NPC que não é bom que lembre da sua existência XD Sobre seguir com a rota, bem que eu queria x.x mas to sobrecarregada x.x peguei a academia pq os outros ainda não sabiam como ficariam os testes com a saída da Angélica por causa do nascimento da Layla x.x mas assim que liberar pego outra rota sua ;)
off2: pode criar sua próxima rota nas ruas de nyender. Espero que consiga logar ainda hj para poder se inscrever no evento ç.ç queria ter encerrado mais cedo sua rota x.x qualquer coisa, me mande MP.
off3: HP das pokémons: 40%. Não esqueça de avisar a localização da tatuagem para o próximo narrador adicionar em sua ficha ^^
Alice
Alice


Voltar ao Topo Ir em baixo

Let's Rock & Ride! Empty Re: Let's Rock & Ride!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum