A mesma cidade, mas por outros olhos...

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Ayzen em Qui 04 Jun 2015, 15:06

O fim da missão era especial para as duas. Morgana estava satisfeita por não ter que reagir, afinal, estava bem mal diante do que poderia dizer que já fora um dia. Mikael nem percebia o estado de sua antiga mestra, estava feliz demais para notar algo desse tipo. Éris aceitava o convite, a contragosto de sua irmã. A gladiadora se despedia das duas, agradecendo mais uma vez e insistindo que ela estava bem e poderia ir para casa, que não era qualquer doença que iria deixá-la sem ir para casa.

As duas voltavam para a academia, com seus provedores de Psychic erguendo o corpo dos derrotados para o alto. Cornélias permanecia na cabeça de Érica o tempo todo, até ter a certeza que o chão estava seco. Purrloin permanecia miando para as duas, e apontando para a boca, irritando, em especial, a anti-dark. O caminho até a academia foi calmo. As recrutas pareciam cansadas pela caminhada e um pouco pela perseguição, mas venceram os homens depois que esses menosprezaram as duas.

De volta para o prédio dos cadetes, as duas se deparavam com os vários cadetes em movimentos. Alguns pretendentes para tirar licença saiam do prédio revoltados com o fato do comandante em exercício não estar presente. As duas viam a secretária de Cornélios no balcão, com vários papeis e aparentemente nervosa (ou estressada) com o grande número de trabalho.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Érica em Qua 10 Jun 2015, 14:17

Ao chegarem na Academia, as duas se depararam com o cenário de sempre: cadetes para cima e para baixo, aspirantes, trabalho para todo o lado. Porém, havia algo de mais sério naquele momento: o amado Cornélios-sama não estava em sua sala.

As loiras miraram a secretária, querendo saber da localização de seu adorado capitão, para mostrar-lhe os vencidos e saber o destino que ele queria dar aos corpos. Além de mostrarem os itens e pokémons recolhidos e, quem sabe, perguntar se poderiam tentar domar Dewott e Druddigon até torna-los Pokémons devotos à causa do capitão.

Érica mirava o celular, sem muito interesse na secretária que ainda não lhes dera a informação desejada. Na internet, a loira descobria sobre o festival de Erobring e se perguntava se teria como chegar lá a tempo, embora naquele instante sentisse mais vontade de enfiar o celular na boca de Simon e fazê-lo calar a boca.

Éris segurava o seu Purrloin no colo, murmurando para que ele tivesse só um pouco mais de paciência que, assim que entregassem os corpos para o capitão, iriam jantar com a garota resgatada. A ansiedade de Simon, contudo, era barulhenta demais. Muito diferente de Mikael, que aguardava igualmente ansioso, mas em silêncio.
Érica
Érica


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Ayzen em Qua 10 Jun 2015, 15:25

As loiras já estavam na academia, mas Cornélios parecia não estar em lugar nenhum. Demoraram, ambos, olhando uma para outra, até descobrirem que a única presente ali era a secretária, que ao ver delas, tinha a melhor profissão do mundo, que era ficar ao lado de Cornélios o dia todo. As loiras estavam divididas entre várias coisas a se fazer, inclusive irem para o jantar na casa de Morgana, irem ao festival, mas a missão das duas era encontrar o amado comandante no momento.

- Vocês duas... – chamava a secretária, quando via as duas e os corpos flutuando no ar, como se fossem mágicos, já que os provedores da atividade paranormal estavam atrás. – Se estão procurando Cornélios, sinto em dizer, mas não está aqui mais. Ele está em uma missão especial... Mas ele me deixou encarregada de receber os prisione... os corpos deles pelo menos!

A secretária fazia cara de nojo ao ver o corpo suspenso no ar, mas no fim entendia tudo.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Éris em Qui 11 Jun 2015, 00:53

Ao ouvires as palavras da secretaria, tristeza passou pelo olhar das gêmeas que não teriam o prazer de rever seu amado capitão. Com um suspiro abatido, elas fizeram um gesto para Yue e Seraphim. Logo a dupla soltava os corpos um sobre o outro em frente a secretaria, fazendo uma grande pilha.

As gêmeas, por sua vez, se aproximaram um pouco, largando sobre a mesa da mulher diversos itens, entre pokébolas e demais itens apreendidos, tais como armas, documentos e qualquer outra coisa considerada "prova". As loiras nem ao menos deram tempo para a secretaria dizer onde deveriam largar tudo, livrando-se dos restos.

Antes de partir ou antes mesmo de perguntar onde poderiam retirar o dinheiro da missão, as irmãs miraram a secretaria e, com olhar infantilmente apaixonado, esticaram as mãos. Cada uma das Masayoshi segurava uma carta branca e lacrada com um adesivo de coração que exibia o rosto de Cornélios. De forma encantada, elas pediam para que a secretaria entregasse as cartas ao capitão quando ele retornasse e diziam que o número delas estava no interior, caso ele quisesse qualquer coisa delas.

A imagem das gêmeas com os corpos dos procurados abatidos ao lado era no mínimo perturbadora. Mikael encarava o relógio, querendo partir logo para o jantar, enquanto Simon miava apontando para a boca, Cornélia e Hiromi faziam pose de oficiais responsáveis, Hideko e Ariel lutavam ferozmente e Seraphim se deitava para tirar um cochilo. Yue, apesar de cansada pelo esforço de carregar o grande homem, prestava atenção em tudo, acompanhando Simon no desejo de ir logo para o jantar.
Éris
Éris


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Ayzen em Qui 11 Jun 2015, 10:37

Sabendo que Cornélios não estava ali, as gêmeas logo colocavam os itens na mesa e os Pokémons derrubavam os corpos no chão. As meninas olhavam para a secretária de forma bem infantil e esticavam, cada uma, cartas com adesivos. Naquele momento, Éris e Érica pareciam personagens um tanto quanto perturbadoras, uma vez que as duas pareciam crianças em uniformes de policiais, mas ao lado estavam os corpos que já estavam começando a ficar todos roxos. Uma cena dividida entre infância e uma chacina.

A secretária não entendia muito bem, mas no seu coração sentia um pouco de medo pelas duas. Encostava-se na mesa do capitão, quase sentando nela, enquanto as duas esperassem que ela pegasse a carta. Um pouco temerosa e desconfiando da sanidade das loiras, a cadete pegava as cartas, já indo para detrás da mesa e pegando o dinheiro para recompensar as duas. Com o dinheiro em mãos e uma proposta de jantar mais tarde, as duas pareciam se preparar para satisfazerem os desejos de seus Pokémons, em especial, de Mikael. Mas para o azar do frango, uma proposta tentadora aparecia.

- Hey! Vocês duas... Não pude deixar de notar que “gostam” muito do capitão... Não querem ter a honra de levar esses documentos na casa dele. Aproveitem e acompanhem Gengar até lá.

No fundo, a verdade era que a secretária estava atarefada demais para poder ir e vendo as duas ali, possivelmente o favor seria cumprido. Ao som do nome, o Pokémon sombra se materializava na sala, que começava a ficar pequena diante de tantos pokémons, pessoas vivas e mortas. Gengar parecia mais um orientador para os caminhos que levavam para o submundo do que um Pokémon de um respeitável cadete...
Pk$2,000 para cada uma


Experiência de Éris



1625 de EXP para Hiromi - Subiu 2 níveis e foi para o 20
1625 de EXP para Hideko - Subiu 2 níveis e foi para o 19
1250 de EXP para Mikael - Subiu 1 nível e foi para o 18
1250 de EXP para Simon - Subiu 2 níveis e foi para o 15. Aprendeu Pursuit
1250 de EXP para Yue - Subiu 2 níveis e foi para o 14. Aprendeu Will-o-wisp.
1250 de EXP para Midori - Subiu 3 níveis e foi para o 13.


Experiência de Érica



1625 de EXP para Cornélia - Subiu 2 níveis e foi para o 20.
1625 de EXP para Ariel - Subiu 2 níveis e foi para o 19.
1250 de EXP para Seraphim - Subiu 2 níveis e foi para o 15.
1250 de EXP para Shirou - Subiu 2 níveis e foi para o 15
1250 de EXP para Felícia - Subiu 3 níveis e foi para o 12. Aprendeu Sing.
1250 de EXP para Dundee - Subiu 2 níveis e foi para o 17.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Érica em Qui 11 Jun 2015, 12:56

O pedido da secretaria levava as duas irmãs ao limite da felicidade e, sem se conter, elas se abraçavam gritando alto com duas fãs alucinadas que haviam ganho a maior honra de sua vida. Os pokémons das gêmeas não se assustavam com o fato, já esperando uma reação desse gênero, porém Ariel e Hideko paravam de lutar, para analisar o que fazia mais barulho do que a briga dos dois.

Sem dar tempo para a secretaria se afastar, elas pegaram os documentos juntas e gritaram um "fui" em uníssono. Ambas não sabiam bem o que carregavam, mas não se importavam. O fato do destino ser a casa de Cornélios-sama, de poder entrar na casa dele quem sabe, era mais do que elas poderiam sonhar em tão pouco tempo de cadete.

Já na porta, a dupla chamava por Gengar, o mirando com idolatração, provavelmente uma novidade para o pokémon tão temido por qualquer pessoa mais lúcida e menos apaixonada. Mikael era o mais triste por ter que passar em mais um lugar antes de ir jantar na casa de Morgana. Já as irmãs pareciam mais preocupadas em admirar o fantasma/venenoso que as acompanhava até a residência do amado capitão.
Érica
Érica


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Ayzen em Qui 11 Jun 2015, 15:11

A felicidade não poderia ser maior para as meninas. Tinham a missão mais honrosa das suas vidas e com certeza, naquele momento, deviam um favor para a secretária que parecia adorar ter menos trabalho, o que para as gêmeas era uma honra. As duas deixavam o local, com Mikael choroso, e um Gengar que estava frustrado por não ser mais uma referência de medo, mas de admiração. Mesmo assim, o fantasma se agradava com o que era feito pelas meninas e flutuava na frente, levando as duas até o sobrado de seu mestre.

As ruas de Nyender se abriam. O pôr do sol era referência para a cena que se guia como um sonhor. Um fantasma liderava o grupo, seguido por duas loiras que dividiam o peso dos documentos em suas mãos. Cada uma queria levar e por isso a caminhada ficava mais complicada. Atrás, vinham duas Meowths que agiam como as verdadeiras oficiais ali, seguidas por uma fumaça de briga de um leão e uma cadela. Por fim, vinha Mikael choroso, enquanto Seraphim, a contragosto, tentando consolar o frango de luta. O último membro era Simon, miando insistentemente por comida e sendo ignorado pelas gêmeas.

Na rua Chorão, um sobrado se erguia. Gengar ia passando através das coisas, paredes e portas, dando mais trabalho para as loiras que insistiam em ambas segurarem os documentos. Depois de um tempo, as duas puderam entrar na casa de Cornélios. O chão impecável parecia que ninguém vinha ali há tempos. Uma casa bem moderna e cheia de equipamentos, mas que preservava sua parte rústica, como um piano de cauda na sala. As duas se entreolhavam quando ouviram o barulho de algum filme passando. Seria que Cornélios tinha deixado a tv ligada ou a secretária se enganou e Cornélios estava em casa? A segunda opção era mais atrativa para as loiras...
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Éris em Sex 12 Jun 2015, 10:37

As irmãs finalmente entravam na casa de Cornélios-sama. A aparência rústica, mas moderna era a decoração mais linda que elas poderiam ter imaginado. O olhar encantado em cada móvel e em cada canto da casa que cada uma das duas imaginava que seria sua também no futuro, após o casamento com o amado capitão.

Éris sentia as pernas bambas e escorregava até o chão, encantada com grande oportunidade que a vida lhe dera. Érica se apoiava na parede, tentando não cair para poder avançar e olhar mais dá casa. A emoção era evidente no olhar de ambas que ainda não haviam passado nem mesmo o hall de entrada.

Quando o som da televisão chamou a atenção delas, as duas pareceram adquirir forças imediatamente, avançando silenciosamente e com clara determinação. Se fosse só a televisão esquecida ligada, desligariam para o capitão. Porém a esperança delas é que ele estivesse em casa, assim poderiam prestar qualquer serviço que ele bem desejasse. Nem que fosse lavar o banheiro. Elas só queriam ser úteis a ele.

De fininho, elas colocavam somente a cabeça pelo vão que dava para o cômodo de onde o som vinha, como duas crianças se chegando de mansinho. O olhar ansioso pelo capitão.
Éris
Éris


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Ayzen em Sex 12 Jun 2015, 10:51

Como em sonho, as gêmeas tentavam adquirir a esperança de que Cornélios estaria em casa. Se assim fosse, elas iriam servir o seu amado como se fosse um rei, mas elas se frustraram e viram apenas a tv ligada, sem ninguém no sofá. Em outra sala, elas ouviam um som de música que brigava com o som da televisão. As duas desligavam e ouviam a música agitada, um tanto feminina. A televisão enorme parecia mais um cinema, mas as gêmeas estavam interessadas em achar o capitão. Gengar havia sumido, talvez aprontava algo, mas as gêmeas não sabiam o certo.

Foi quando elas pensaram em avançar pela casa, que uma segunda figura aparecia ali. Uma loira de cabelos curtos e um shortizinho aparecia. O moletom que usava escondia as curvas de cima, mas as pernas ainda eram bem delineadas e provocantes. Em sua mão, um pote de sorvete e uma colher que elevava a boca em uma expressão confusa.

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 2ZFFc
- Quem são vocês?


Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Érica em Sex 12 Jun 2015, 13:22

Ciúmes puro era o que dominava as gêmeas naquele momento. Ambas tremiam levemente de raiva, sem acreditar no que viam. Nem ao menos reparavam muito no rosto da mulher, tamanho o ciúmes que cegava a dupla.

Os documentos eram colocados suavemente sobre a mesa mais próxima, para depois ambas se virarem para a mulher e saltarem sobre ela, proferindo palavras nem um pouco amistosas e que nunca deveriam sair de uma boca. Elas se importavam com isso? Nem um pouco. Queriam apenas que aquela mulher saísse dali.

Puxões de cabelo, tapas e arranhões eram desferidos, Éris e Érica esquecendo-se por completo de seus Pokémon, que assistiam a confusão sem saber o que fazer. Ambas exigiam explicações sobre quem era ela e o que fazia na casa de seu adorado capitão, ainda mais com roupas como aquelas e agindo daquela forma. Cornélios-sama era solteiro, disso tinham certeza. Aquela mulher provavelmente era uma invasora que tentava tomar o amor de Cornélios, coisa que as Masayoshi tanto cobiçavam a muito tempo.
Érica
Érica


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Ayzen em Sex 12 Jun 2015, 14:57

As gêmeas não puderam conter a maior raiva de todas ao verem a loira, que nem conseguiram identificar, e começavam a pular sobre ela com brigas e discursões. Uma fumaça, similar de Ariel e Hideko quando brigavam, tomava conta das duas gêmeas e da estranha, enquanto elas puxavam cabelos e arranhavam as pessoas, enquanto sentia puxões de cabelos e arranhões na cara. As gatunas olhavam horrorizadas a cena, e certa hora, desviavam o olhar, pela força que era empregada no momento.

Quando Éris e Érica enganchavam-se puxando o cabelo, a fumaça sumia e elas percebiam que estavam brigando uma com a outra, no chão da sala e bem presa, enquanto do outro lado da sala a loira sorria com seu Alakazam ao lado. Ela continuava com o pote de sorvete e assistiam tudo bem risonha, quando a ficha dela caia.

- Pera aí, pera aí, amores... Você é irmã dela e são apaixonadas por Cornélios?! – ria a loira observando o quanto aquilo não daria certo. – Amores, sinto informar a vocês, mas Cornélios é homem de uma mulher só. – dizia, passando a mão no corpo todo, insinuando que a mulher era ela.

Gengar se materializava na sala, para saber que confusão era aquela que estava formada. Mikael suspirava, sabendo que estava perdendo tempo, enquanto Seraphim aproveitava que as irmãs estavam imóveis no chão e apertava a Pokébola delas, desaparecendo. Yue aproveitava e entrava dentro da geladeira, mexendo em algo lá, enquanto Simon miava do lado de fora, pedindo algo para a Pokémon.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Éris em Sab 13 Jun 2015, 13:41

As irmãs enxergavam tudo vermelho, nem ao menos dando bola para Seraphim, que retornava para sua pokébola, para Yue, que estava assaltando a geladeira de Cornélios, ou para os miados insistentes de Simon do lado de fora da geladeira. Mikael suspirava cansado, só querendo ir pro jantar na casa da Morgana, enquanto as felinas tentavam entender o que estava acontecendo. Hideko e Ariel pareciam não perceber que a hora de brigar havia acabado e seguiam a luta iniciada pelas gêmeas.

A nova fala da mulher foi capaz de irritar ainda mais as irmãs que, sem se importarem com o fato de uma ter espancado a outra, se erguiam mirando juntas a verdadeira inimiga: a loira que estava tão confortável na casa de Cornélios.

A insinuação de que Cornélios pertencia a ela foi a gota da água e, a partir daquele instante, Éris e Érica juraram fazer de tudo para tirar a mulher da vida de seu amado capitão. No entanto era claro que ela não jogaria limpo, afinal qualquer mulher sabe que não se usa pokémons em brigas tão pessoais.

- Não se engane, queridinha. Diversão é uma coisa.
- Para casar ele vai preferir alguém mais digno dele.

Elas diziam de forma intercalada, com os braços cruzados e mirando a outra com a face erguida. Ambas ignoravam o fato de estarem arranhadas, descabeladas e com a roupa desalinhada. As irmãs só queriam tentar se mostrar superior e mais a altura de se tornarem a esposa de seu amado capitão.

Contudo, para qualquer um que olhasse, era claro que bastava uma palavra da loira para as gêmeas se esquecerem de qualquer compostura e tentarem a atacar de novo.


off: briga de mulher pelo Cornélios... coisas que só acontecem com essas duas XD
Éris
Éris


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Ayzen em Seg 15 Jun 2015, 11:46

Off: Né? XD
Off²: Vamos adiantar a rota...


A loira de moletom ria. As gêmeas ficavam enfurecidas. Os Pokémons assistiam e o Gengar ficava de braços cruzados diante da briga que estava acontecendo na casa de seu senhor. Se o fantasma estava ali, era para cuidar de tudo. Alakazam focava as gêmeas. A loira de short curto insinuava algo e as meninas não gostavam e partiam para cima. Uma nova fumaça de briga se abria na cozinha e pratos caiam no chão e se quebravam. Ninguém sabia se estava acertando a inimiga, mas batiam do mesmo jeito.

- Cornélios gosta de garotas que são santas na rua e um furacão na...

A fala da mulher de cabelos curtos era cortada quando Gengar resolvia interferir e usar seu Hypnosis em forma de raio em todos. Um raio vermelho inundava a cozinha e lá estavam as duas gêmeas dormindo abraçadas uma na outra e a outra loira nos braços de Alakazam, que olhava com desgosto para o fantasma de braços cruzados e sumia no ar.


...

As gêmeas acordavam. Era manhã em Shinki. A casa era escura, o sofá era confortável, mas as duas sabiam que não estavam na casa mais de Cornélios. Ao invés disso, encontravam uma mulher, idade mais avançada, uniforme de capitã. A patente superior fez com que as duas levantassem rápido.

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Lin_Beifong
- Descansar, cadetes! – dizia a mulher de olhos verdes com a cicatriz na cara.
- Victória, não precisa intimidar também. – Morgana aparecia descendo as escadas. – perdoe a minha madrasta. Vocês apareceram aqui ontem, trazidas arrastadas por Mikael... Parece que alguém nocauteou as duas... – brincava a mulher de cabelos curtos, explicando que elas estavam na casa dela, Victória, sua madrasta cadete de alta patente estava de saída e que seus Pokémons estavam alimentados.


Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Érica em Seg 15 Jun 2015, 19:26

Em um momento, as gemêas viam tudo vermelho, desejando apenas o pescoço daquela mulher, no momento seguinte dormiam, uma abraçando a outra enquanto murmuravam declarações de amor para seu adorado capitão.

Quando despertaram, notaram a presença da mulher de uniforme, mostrando ser uma cadete de alta patente. No mesmo instante, ambas se erguiam e batiam continencia. Relaxaram após a ordem, embora ainda estivessem confusas, ouvindo a explicação da antiga mestra de Mikael. Estavam desapontadas por não estarem na casa de Cornélios-sama, e ainda frustradas pela lembrança da loira que estava na casa dele, mas optaram por planejar como se livrar dela quando estivessem a sós.

-Lamentamos o trabalho que demos.
-Nossas desculpas por perder o jantar.

Ambas se desculpavam, abaixando a cabeça. Éris queria que seu Pokémon ficasse feliz, sabia que ele gostava da mulher. Érica lamentava mais a situação, desejando ir treinar e se fortalecer para depois chutar a invasora da casa de seu único amor (algo que a outra gemêa também desejava tanto quanto ela). Miraram a mais velha se retirando, o uniforme indicando o posto elevado.

-Espero algum dia chegar nesse rank...
-Deve ser incrível. Talvez possamos fazer missões ao lado de Cornélios-sama algum dia!

A dupla suspirava de forma apaixonada, o olhar sonhador enquanto imaginavam o futuro. Participar de uma missão junto com seu adorado capitão. As duas Meowths reviraram os olhos.
Érica
Érica


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Ayzen em Ter 16 Jun 2015, 11:10

A confusão parecia desfeita, uma vez que as gêmeas sabiam onde estavam. A madrasta de Morgana chamava a atenção das duas, reconhecendo a patente da mulher e sabendo que se um dia fosse tão forte quanto ela, poderiam ser dignas de casar com Cornélios, fora que poderiam mandar a loira que estava na casa dele para longe, com passagem só de ida. As duas pareciam cansadas depois do dia anterior agitado, mas diante disso tudo, estava Mikael, que só vivia atrás de Morgana, sua ex-senhora, mas que ainda decidia ser respeitoso com ela.

A mulher de cabelos azulados parecia bem abatida. Hora ou outra tossia, mas Mikael parecia não ligar, ou não entender. As gêmeas eram convidadas para tomar um café da manhã. Seus Pokémons corriam pela casa de um lado para o outro. Na sala de jantar, no tapete, um Glameow dormia e suspirava, enquanto Mikael se aproximava, demonstrando claramente que conhecia o gato. A casa de Morgana era quase uma mansão. Era escura, dando um aspecto sombrio, mas nada que algumas luzes não animassem o local.

As duas terminaram e se sentiram agradecidas pela hospitalidade, mas Mikael não estava disposto a se despedir, tanto que grudou em Morgana e a gladiadora e a cadete de olhos verdes faziam o possível para desgrudar o frango da menina. Érica e as gatunas tiveram que intervir, até que Mikael soltou e com cara de choro era arrastado ruas a fora de Nyender, enquanto mantinha a pata esticada e acenando, enquanto Morgana devolvia com uma cara sem graça, acompanhada de seu gato normal.

- Seja forte, Mikael... por mim...

Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Éris em Ter 16 Jun 2015, 13:07

As duas cadetes aproveitavam o café, conversando de forma amistosa. Os Pokémon interagiam entrte si, Mikael rodeava sua antiga mestra e reencontrava um antigo companheiro. A mansão surpreendia as irmãs, embora fosse um tanto escura, mas iluminação era algo que podia ser facilmente corrigido.

Ao terminarem a refeição e conversarem mais um pouco, Éris e Érica se preparavam para sair, embora o Pokémon galo não parecesse querer se despedir. Éris pedia para o Pokémon ir com ela, mas Érica já cansava do choro, se unindo as duas felinas e dando um jeito de desgrudar o Pokémon de Morgana.

-Ele se tornará cada vez mais forte, você vai ver. - Éris prometia.
-Eu investiria mais no Glameow...
-Erc.
-Erc nada!

Ambas se despediam da ex-gladiadora, se afastando e discutindo sobre os tipos realmente perfeitos. Se dirigiam até a delegacia, depositando todos os Pokémons (menos seus iniciais), retirando cada uma os eggs que possuíam, imaginando quando iriam nascer.

Pouco depois, iam para a estação de trem e retiravam os itens que esperavam por elas. Érica fez olhar de desgosto para a esfera do Chimchar, jogando para o lado enquanto dizia "Erc". A esfera era pega quase que no mesmo segundo por Éris, que esfregava a esfera na bochecha e elogiava o macaco. O mesmo ocorria com as quatro TM's novas e a TM Bulk Up, com Érica querendo jogar fora e Éris as recolhendo e guardando em sua mochila.

-Parece que vai ter um festival, onde podemos conseguir itens interessantes.
-E também move tutors.
-É perfeito para nos fortalecemos...
-... E assim chutar aquela loira da casa de Cornélios-sama.

Ambas completavam a frase uma da outra, sorrindo com a ideia e pedindo duas passagens para Erobring.
Éris
Éris


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Ayzen em Ter 16 Jun 2015, 17:30

Após conseguirem abrir alas para poderem seguir viagem, Mikael passou boa parte do caminho triste e cabisbaixo. As irmãs estavam mais interessadas em discutir os seus tipos preferidos e nem perceberam como o jovem Pokémon estava cabisbaixo. Na delegacia da cidade, Éris e Érica logo depositaram os seus Pokémons. O frango sumia de vista e ambas retiravam seus ovos misteriosos. Kibato nem reclamou ou comentou sobre a grande variedade de Pokémons das duas.

Depois, dirigiram-se para a estação de trem. Érica havia recebido itens, mas para seu desagrado, metade não só não a interessavam, mas a deixavam com nojo. O que era para a alegria de Éris, que tomava posse dos itens renegados pela sua irmã. Diante disso, as duas estavam munidas e prontas para poderem irem atrás de mais poder, inclusive acrescentando as suas listas de desejos acabarem com a loira da casa de Cornélios.

A ideia de irem para Erobring foi acatada imediatamente. Não demorou para as duas oficiais pegarem as suas passagens e irem até um dos bancos para esperar. O trem demorou, mas assim que as duas entraram, foram direto para a sua cabine e ali mesmo dormiram. Chegariam em Erobring já de noite, direto para o festival...
Rota encerrada. Pontos distribuídos

Pokémons 100% curados.
Passaram por 4 dias em Nyender.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

A mesma cidade, mas por outros olhos... - Página 4 Empty Re: A mesma cidade, mas por outros olhos...

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum