Pokémon Shinki Adventures RPG
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Chermont, ouvindo um chamado.

4 participantes

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Athena Qui 26 Fev 2015, 16:17

Eu retornara a Chermont, como prometera. Seguir o sinal de Arceus me levou a ajudar a pequena menina e seu pokemon. Muita coisa aconteceu em pouco tempo. Ainda estava um pouco chateada por ter que agredir o pai da menina daquele jeito, mas ele não me deixou opção.

Agora estávamos retornando a Chermont. Quando eu sairá a cidade estava com uma movimentação muito estranha. Havia deixado a cidade ao sons de gritos e várias pessoas apressadas correndo em várias direções. Gostaria de ter mais informações do que ocorrera ali.

Gucky observava a cidade através de meus cabelos. Alina segurava firmemente minha mão e com a outra segurava a folha de Morthy. Caminhávamos em direção a catedral de Arceus. Gostaria de alguma orientação e curar o pokemon que nós havíamos capturado e que agora pertencia a Alina.

Andando pelas ruas familiares, algo me voltou a mente. Um pequeno Vulpix com uma cauda preta e o sorriso de uma garota.  Meu coração estava em paz agora.

Uma vibração em minha mochila chamara minha atenção. Meu celular havia recebido uma mensagem.

Querida Morgana, sei que Arceus a tem em seus braços. E você está preparada para trilhar o caminho a que foi designada. Estamos enviando um pequeno presente de Aniversário. Está um pouco atrasado, mas eu demorei para encontrar o que queria.  Está na estação de trem em Chermont City. Espero que goste. Amamos você. Mamãe.

Minha mãe sempre acertava nos presentes que me dava. Fiquei curiosa sobre o que seria. Logo eu saberia, mas havia algumas prioridades e eu deveria segui-las.
Athena
Athena


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Alice Sab 28 Fev 2015, 12:00

off: sorry a demora =x


Por mais que quisesse ir até a estação de trem verificar o presente que recebera de sua mãe, Morgana manteve-se fiel a lista de prioridades e a primeira delas era ir até a igreja onde poderia receber orientação e cuidar do novo pokémon de Alina.

A menina mantinha a mão firme na de Morgana, como se não quisesse perder a seguidora de vista. Assim como segurava com força a folha de Morthy, para que o pokémon não se afastasse. A morena, por sua vez, olhava ao redor em busca de alguma informação sobre o que acontecera na cidade. As ruas que a levaram para a rota 3 agora estava repletas de faixas amarelas e alguns cadetes andavam de um lado para o outro. Bombeiros terminavam de controlar o fogo em uma casa e o coração de Morgana se apertava uma vez mais, embora a lembrança do pequeno vulpix com cauda preta e o sorriso da menina lhe inundasse de paz.

Após algumas poucas quadras, a Igreja de Arceus surgia em seu esplendor. Sarah varria as escadas do templo e, ao avistar Morgana, acenou de forma alegre. O natu que ajudara a morena em sua prova de fé piou alegre, sendo respondido por Gucky. Em breve o culto da noite começaria e possivelmente os biscoitos que Sarah oferecia às crianças um pouco antes estariam esfriando.

- Tudo bem Morgana? - Ela perguntava de forma alegre.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Athena Sab 28 Fev 2015, 15:52

Junto com Alina refiz o caminho que me levou a rota três. Como eu suspeitava, algo havia acontecido naquele lugar. Havia várias faixas de isolamento, o movimento de cadetes e bombeiros era fora o comum. O cheiro de coisa queimada era sentido por todo o lugar.

Uma casa parcialmente reduzidas a cinzas e bombeiros efetuando o rescaldo chamou minha atenção. Uma dúvida passou por minha mente. Mas com certeza minha presença fora necessária onde eu estava e o que aconteceu era prova de que eu havia tomado a decisão certa.

Seguira sempre os sinais de Arceus e sempre obtivera o melhor de minhas decisões. Caminhamos em silencio por todo o trajeto até a Catedral.

Foram apenas algumas quadras, e logo a imponência e beleza da catedral enchia minha alma e alegria e paz.

Sarah varria as escadarias na companhia do Natu que me acompanhara em minha prova de fé. Gucky voou até Natu que o recebeu alegremente. Nos aproximamos da Sarah que nos cumprimentou com sua serenidade e sempre. O crepúsculo se aproximava e eu imaginava o cheiro os biscoitos feitos por ela que deveriam estar esfriando neste momento. Usando sua habilidade culinária, Sarah fazia deliciosos biscoitos que oferecia as crianças após o culto da noite.

- Olá Sarah. Estou bem graça a vontade de Arceus. Alina, essa é Sarah, de suas mãos saem os melhores biscoitos que eu já comi.  Após nossas preces você poderá experimentar.

Alina parecia desconfiada e se aproximou mais de mim. Morthy notando a agitação da menina, se posicionou a sua frente de maneira protetora.

- Alina, Sarah é uma seguidora, assim como eu. Ela vai nos ajudar a curar seu pokemon. Não precisa ter medo. Estamos no lugar mais seguro que você pode imaginar. Aqui é a morada de Arceus e ele sempre ajuda a quem o procura.

Orei a Arceus para afastar as apreensões que permeavam a mente da garota.

- Sarah, essa é Alina. Nos encontramos no inicio da rota 3. Passamos por uma situação complicada.  Precisamos descansar e cuidar de um pokemon nocauteado. Mas gostaria de participar do culto que se inicia logo mais.
Athena
Athena


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Alice Sab 28 Fev 2015, 20:59

Sarah mirou Alina com interesse, se ajoelhando na escada para ficar na altura da criança, sempre sorrindo para a mesma. Demorou para a criança aceitar e sair de trás de Morgana, ficando de frente para a Seguidora que cuidava da igreja. Morthy ainda mantinha-se protetor ao lado da menina, mirando a estranha sem deixar que nenhum movimento passasse desapercebido.

- É muito bonita. - Sarah comentava observando os traços delicados de Alina. - Não precisa ter medo criança, na casa de Arceus você sempre será bem-vinda.

Os dois Natus pousavam lado a lado sobre os degraus da escada para a morada do Sagrado Pokémon, ambos chamando por Alina e Morgana. Morthy parecia aliviar a proteção quando Gucky piou para o mesmo. Sarah voltava a se levantar, ouvindo as palavras de Morgana sobre o pokémon nocauteado e sobre o culto.

- Um pokémon ferido? Bem, é melhor entrarmos logo então. E essa noite vocês são bem-vindas em minha casa. - Sarah dizia conduzindo Morgana e Alina para o interior da igreja, onde nos fundos havia uma casa simples, porém confortável.

No interior da casa, a seguidora oferecia um biscoito para Morgana e Alina, deixando o prato ao alcance delas e se retirando para buscar uma maleta com medicamentos diversos. Quando retornou, solicitou ver o pokémon ferido e Alina, um pouco menos relutante, entregou a esfera de Ducklett. O pato foi materializado em cima da mesas e logo diversos remédios foram aplicados. Por sorte ele não apresentava nenhum ferimento sério, aparentando estar mais cansado do que machucado.

- Amanhã ele estará bem. - Sarah dizia acariciando a cabeça do pato. - Querem me acompanhar para o culto agora? Teremos mais tempo para conversar após o jantar, caso aceitem minha oferta de descansarem aqui.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Athena Sab 07 Mar 2015, 00:59

Uma  paz envolveu meu ser. Ali eu me sentia como se estivesse em casa. Minha alma se acalmava e eu me sentia relaxada e segura. a presença de Arceus estava em todos os cantos e as pessoas que aqui viviam eram plenas em sua fé.

A princípio Alina estava receosa, a desconfiança ainda era seu guia e ela estava sempre na defensiva.  Isso se refletia em seu pokemon, mas aos poucos, Sarah foi conquistando sua confiança e ela se soltou um pouco.

Morthy refletiu o sentimento de Alina, e logo ele, Gucky e Natu estavam brincando num canto da sala da casa de Sarah.

Ela nos trouxe uma bandeja cheia de biscoito. Eram biscoitos decorados com glace, inspirados nas cores de Arceus. Os biscoitos que ela fazia eram crocantes e tinha um sabor que te transportava ao paraíso.

-Aline, esses biscoitos feitos pela Sarah são os melhores biscoitos que eu já comi. São melhores que os feitos pela minha mãe. Você não vai encontrar em nenhum outro lugar.  

Após comermos nosso biscoito, Sarah cuidou da pequena ave. Ela possuía vários medicamentos, mas o que ele mais precisava era de descanso em sua pokebola. Na manha seguinte ele deveria estar em forma novamente.

Sarah providenciou um banho,coisa que eu e Alina estávamos precisado, depois de nossa aventura na rota três. E deveríamos estar apresentáveis para o culto da noite.

Eu emprestaria meu manto para Alina, mas ela era muito menor que eu, mas Sarah nos emprestou um que fez com que Alina parecesse um anjo. O branco realçava sua tez e avivava a cor de seus olhos. Seu cabelo brilhava,após ser lavado. Estávamos dignas de entrar na morada de Arceus. Caminhamos até a igreja para o culto noturno.
Athena
Athena


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Alice Dom 08 Mar 2015, 16:04

Alina pegou um dos biscoitos de forma tímida, porém logo concordou que ele era o melhor biscoito que já comera na vida. Após o lanche e após conseguir uma capa do tamanho de Alina, as três rumaram para a igreja na companhia de Morthy e Gucky, enquanto Natu ficava com Ducklett, cuidando do pato.

O culto foi cativante como sempre, enchendo o coração de Morgana de paz e felicidade. A menina a seu lado prestava muita atenção, demonstrando curiosidade e inocência. Ao final, a criança admitia que aquela era a primeira vez na vida que assistia a um culto na igreja de Arceus e confessava ter achado muito bonito.. Morthy parecia mais animado, balançando as folhas e chamando por Sarah, provavelmente elogiando a seguidora pelo trabalho que desempenhava. A fiel sorriu para o pokémon, fazendo carinho em sua cabeça e chamando para ajudá-la com os biscoitos.

Morgana e Alina se mantiveram ao lado de Sarah, dando biscoitos para as crianças que assistiram ao culto, conversando com alguns adultos e já montando um grupo de suporte para as famílias que haviam sofrido mais cedo com o atentado do qual Morgana ainda não tinha muitas informações.

Após os biscoitos se encerrarem e a última pessoa ter ido embora, a igreja encostou as portas que jamais se trancavam e os adultos se retiraram para a casa dos fundos, onde Sarah morava. Ao entrarem, notaram Natu dormindo ao lado de Ducklett, os dois bem aconchegados e satisfeitos com a companhia.

- Vocês gostariam de passar a noite aqui? - Sarah perguntava enquanto se dirigia para a cozinha, a fim de começar a preparar o jantar.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Conta Fundadora Dom 08 Mar 2015, 16:04

O membro 'Alice' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Páscoa' :
Chermont, ouvindo um chamado. SFDQZQJ

Conta Fundadora


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Athena Ter 10 Mar 2015, 13:43

A cerimonia da noite era revigorante e renovava minha fé. Apesar de chocada, por saber que era a primeira vez que Alina assistia a uma cerimonia na igreja da Arceus. Fiquei feliz por ter um efeito positivo nela.

Pensando bem, era evidente que aquele coração cruel não conhecesse a bondade de Arceus e consequentemente não partilharia a informação com a criança.

Meu coração se alegrava, com a felicidade com que Morthy e Alina ajudavam a Sarah a entregar os biscoitos para as crianças.

Eles sentiam como era bom fazer alguém se sentir bem. Poder dar aos outros alguns minutos de prazer, por menor que fosse o ato. Minha mãe sempre dizia que se aprende muito mais com exemplos do que com palavras. E Alina ficou observando enquanto Sarah, montava um grupo para ajudar as pessoas que foram atingidas pelo que ocorrera mais cedo na cidade. Precisava me informar sobre o que ocorrera. Mais tarde perguntaria a Sarah.

As pessoas foram retornando a suas residencias, as crianças felizes com os biscoitos. as portas da igreja foram encostadas e nos fomos para a casa de Sarah.

A imagem que encontramos era encantadora. Natu e o pequeno pato dormiam aconcheados um ao outro. Era muito fofo, e Alina se enterneceu olhando os dois assim. Essa era uma coisa nova para ela que vivia num ambiente cheio de agressividade. O único momento parecido que ele tivera fora ao lado de Morthy e havia sempre o medo de que algo acontecesse.

Sarah, nos convidara para dormir em sua residencia. Uma cama seria muito bem vinda depois de tudo  que passamos no caminho. Foi um dia cansativo.

- Adoraríamos. Se não for nenhum incomodo. Você poderia me contar o que ocorreu na cidade enquanto te ajudo a preparar o jantar?  
Athena
Athena


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Alice Qui 12 Mar 2015, 10:34

Para Morgana foi uma surpresa descobrir que a pequena Alina nunca havia ido assistido a um culto na igreja, porém logo era algo óbvio para a mais velha, tendo em vista quem era o pai da criança. A vida da pequena até o momento deveria ser somente uma questão de sobrevivência, sem espaço para a fé e o amor, exceto o que recebia do pequeno Morthy.

Após entregarem biscoitos para as crianças, as mulheres e a criança retornaram para a casa da Seguidora responsável pela igreja, onde seus corações se alegraram ao ver Natu e Ducklett aninhados. Perante a cena, Gucky voou até o falso ninho, despertando levemente a dupla somente o suficiente para pedir um espaço, pedido mais do que atendido pela dupla. Morgana via seu pequeno amigo feliz ao lado dos outros dois e sorria para a cena, antes de acompanhar a outra até a cozinha.

- O Ministro Zuzu chegou hoje à cidade e ele havia anunciado que carregava consigo um item de extremo valor e único no mundo. Quando ele chegou, os gangsters estavam posicionados para o ataque. Pelo que os jornais noticiaram ao vivo, eram Apocalipses e Armagedons atacando os cadetes que o escoltavam no centro da cidade, enquanto uma das duas gangues criava o caos em Sonatha, distraindo outros cadetes e atrasando os reforços. Eles devem ter usado Hypnosis para controlar os civis, pois eles não agiam de forma normal e, infelizmente, no medo e na confusão, muitos se feriram.

O relato entristecia Morgana, principalmente ao saber que inocentes se feriram somente para distrair os oficiais enquanto outros roubavam o Ministro. No entanto, Sarah só conhecia os detalhes que a televisão transmitiu ao vivo, certamente no dia seguinte o jornal da manhã traria novas informações e Morgana poderia saber exatamente o que aconteceu. Também sabia agora que possivelmente o hospital estaria lotado e caótico demais para cuidar de um pequeno pato desacordado e sem nenhum ferimento grave.

- Amanhã pretendo ir até o hospital, ver se posso ajudar em algo. - Sarah avisava, enquanto alcançava o pacote de arroz para que Morgana começasse a preparar o grão. A responsável pela igreja, enquanto isso, começava a picar alguns tomates, iniciando o preparo do jantar e Alina ficava sentada à mesa, de forma quieta e observando as duas mais velhas, vez ou outra o olhar caía sobre Ducklett e Morthy parecia mais interessado em usar seu Vine Whip para prender o cabelo da garota em um rabo de cavalo antes da refeição.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Athena Qui 12 Mar 2015, 17:59

Ouvi atentamente o que Sarah me dizia, fiquei muito triste com o ocorrido. Tantas pessoas inocentes envolvidas em um disputa por um simples objeto. Ele poderia ser único e valioso, mas a perda de uma vida não justificava essa disputa. A vida deveria ser protegida, não desperdiçada da maneira como fora.

Alina prestava atenção a nossa conversa e Morthy, acostumado a cuidar dela, usava suas vinhas para prender o cabelo da menina em um rabo de cavalo. Sarah iria ao hospital no dia seguinte para oferecer sua ajuda. Com o grande número de feridos, eles necessitavam de ajuda, mas eu pensava em deixar Alina sozinha. Ainda estava preocupada com ela. Não sabia se ela confiaria em que eu voltaria. Ela estava acostumada a ter promessa quebradas. Contudo eu não precisaria me decidir agora. Haveria a noite inteira para me decidir.

O jantar ficou pronto e nos reunimos a mesa para degusta-lo. O cheiro era maravilhoso e seu aspecto também. Isso estimulou meu apetite. Não me lembrava a quanto tempo eu não fazia uma refeição decente.

Chermont, ouvindo um chamado. Images?q=tbn:ANd9GcQNjY97eibnikCLwpOuV4t1gBCw-7VlA_wbfwCydaHcCTiM03TV

Agradecemos a Arceus, por nos fornecer uma refeição, e pedimos para que ele estenda esse beneficio a tantas outras pessoas que necessitam e no momento não o tem. Fizemos a refeição em silencio e quando terminou estávamos satisfeitos e agradecidos.

Juntas, nos três limpamos e arrumamos a cozinha. Foi um trabalho de equipe e logo este se fez notar com uma cozinha limpa e organizada.  Gucky, Natu e Morthy também ajudaram, guardando a louça que Alina gentilmente secou. Ela ficou feliz em ajudar. Pela primeira vez ela o fez por vontade própria e não sob a ameça de uma surra. Ela se divertia com a disputa entre os pokemon para ver quem guardava a louça primeiro.  Ela estava relaxada e feliz.

Quando terminamos. Sarah nos mostrou nosso quarto, onde dormimos assim que nos deitamos. O dia havia nos exaurido com tudo o que aconteceu. Meu último pensamente foi em agradecimento a Arceus por estarmos vivas e em segurança em sua casa.
Athena
Athena


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Alice Sex 13 Mar 2015, 12:46

Após um jantar delicioso e as três se divertirem arrumando a cozinha com a ajuda dos pokémons, Morgana e Alina eram guiadas por Sarah até o quarto que poderiam ocupar. Neste, as duas dormiram logo que deitaram na cama, porém a seguidora ainda teve tempo de ver o pequeno Bellsprout deitar ao lado da criança, abraçando ela de forma carinhosa. O carinho entre aqueles dois era lindo e palpável.

Na manhã seguinte, o cheiro de café despertava a mais velha. Após acordar e fazer o ritual de higiene matinal, a morena acordou a criança. Por um instante o olhar de Alina foi assustado, porém ao reconhecer a mais velha, este se suavizou quase que imediatamente. Morgana sentia a dor que a menina devia ter sentido toda sua vida. Com a voz o mais serena possível, ela disse para a criança se arrumar para o café da manhã, dizendo que a esperava na cozinha.

Enquanto a criança escovava os dentes e lavava o rosto, Morgana foi ajudar Sarah a preparar o desjejum. Um cereal de chocolate certamente faria Alina feliz. Quando a menina chegou na cozinha, limpa e arrumada, Morgana pressentia que ela queria falar algo, porém a timidez era maior e o receio de fazer algo que não deve. Os dedinhos finos retorciam a barra da camiseta, indicando a ansiedade.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Conta Fundadora Sex 13 Mar 2015, 12:46

O membro 'Alice' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Páscoa' :
Chermont, ouvindo um chamado. GiP8c5O

Conta Fundadora


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Athena Sex 13 Mar 2015, 16:54

A última imagem que passou por minha mente, foi Morthy se esgueirando para a cama de Alina. Era inspirador ver o amor que ele sentia pela garota. Separa-lo seria a coisa mais cruel que alguém poderia fazer. Elevei uma prece a Arceus para que ele cuidasse da união dos dois.

Com isso em mente, adormeci. Estava cansada por tudo o que acontecera no dia e a paz proporcionada pelo local fez com que eu dormisse profundamente.

Quando a luz entrou no aposento, eu acordei, com o resto de um sonho em minha mente. Era estranho porque normalmente meus sonhos tem lógica e mesmo as mensagens de Arceus, costumam ser claras. Eu não sou muito boa em decifrar enigmas e esse sonho parecia um grande enigma.

Eu estava caminhando por uma estrada florida, com muitos pokemon brincando entre as flores coloridas. No alto de uma  pedra estava Arceus. Ele observava feliz os pokemon a sua volta. Quando ele me viu, me chamou a sua presença. ele me entregou um pequeno embrulho  e me disse:

- Com esse presente eu te entrego a proteção de todos os meus filhos pokemon. Sei o que se passa em seu coração e isso a fortalecerá. E entrego você a eles, que a ajudarão quando você necessitar.

Ele se afastou e os pokemon que estavam brincando vieram um a um e fizerem reverencia a minha frente. E a luz da manhã me trouxe a realidade.

Levantei-me ainda com o sonho em minha mente. Tinha uma vaga noção do que isso representava, mas implicava em uma mudança em minha vida. Mudanças as vezes são difíceis. E isso implicava em uma responsabilidade que eu não sabia estar preparada.

Como um robô eu executei o meu ritual matinal. Acordei Alina, que pareceu surpresa com a nova maneira de acordar. Fiquei triste em pensar em todo o sofrimento infligido a ela pela pessoal que deveria significar segurança. Contudo esse tempo ficou para trás e ela veria que as pessoas podem ser boas.

Cereal de chocolate faria seu dia começar melhor. Quando ela entrou na cozinha, pude notar uma certa resistência nela, um sentimento de ansiedade. Um receio de expressar-se livremente.

- Bom dia, Alina. Este é seu cafe da manhã. Você parece apreensiva. Você sabe que pode falar o que quiser comigo. Alguma coisa a preocupa ?

Alina estava de cabeça baixa, com os pequenos dedos enrolando na barra da camiseta.
Athena
Athena


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Alice Dom 15 Mar 2015, 16:52

- Não exatamente...

A resposta de Alina era vaga e a menina mal havia tocado em seu cereal ainda, simplesmente o mirando com o olhar perdido e receoso. Morthy se mantinha ao lado dela, usando seu chicote para puxar a colher para mais perto e tentar convencer a criança a comer um pouco, porém o pensamento que inundava a mente da criança desde que despertara parecia ser mais importante que o café da manhã.

Morgana sentava-se ao lado da menina, tentando lhe transmitir força e segurança. A Seguidora estava determinada a mostrar para a pequena que as pessoas podiam ser boas e que ela não sentiria mais dor, porém o caminho seria longo e a mais velha sabia disso. Gucky conversava com o Ducklett que ainda não havia recebido um nome e o pato parecia muito feliz e muito satisfeito com sua atual condição, deixando o olhar cair sobre a menina com certa frequência.

- Eu tava tentando achar um nome pro Ducklett e pensei... - Novamente o silêncio. Morgana reparava o quanto era difícil para a criança pedir algo. - Você me ajuda? A dar um nome pra ele e um novo nome pro Morthy? - O pedido singelo era feito de forma baixa e constrangida, como se o simples fato de pedir algo fosse errado. - Papai dizia que um dia ele iria virar um Victreebell e traria a morte pra todo mundo, por isso ele disse que o nome devia ser Morthy. Mas eu não quero isso, quero que ele seja Bellsprout pra sempre... - A pequena falava e Morthy tocava em sua mão com a folha, mostrando para Morgana que estava de acordo com tudo o que a pequena tinha necessidade de explicar. O pokémon também não queria o destino previsto pelo pai, um mortal Victreebell, ele queria ser o eterno Bellsprout de Alina e queria começar com um novo nome para si.

- Bem, eu preciso ir até o hospital. Por favor, sintam-se em casa. - Sarah dizia se despedindo da dupla e as deixando em sua casa, além de prometer tentar voltar para a hora do almoço. No olhar da responsável pela igreja se via que, para ela, o dever de Morgana era ali, ajudando a pequena alma que Arceus colocara em seu caminho. Na mente da Adepta, além do desejo de ajudar Alina, havia também uma certa necessidade de conversar com Sarah sobre o estranho sonho. Talvez a outra pudesse lhe ajudar a interpretá-lo, no entanto essa conversa teria de ficar para mais tarde, talvez durante o almoço...
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Athena Seg 16 Mar 2015, 13:21

Alina estava receosa em tocar no assunto que a incomodava. Eu gostaria que ele se sentisse a vontade comigo para falar sobre o que a perturbava. Contudo isso levaria mais tempo, até que a intimidade se fizesse presente.

Ela olhou para os pokemon a nossa volta. Morthy estava ao seu lado preocupado com o café da manhã intocado. Gucky estava as volta com Ducklett que olhava para a menina feliz por estar ali.

Com cuidado ela começou a dizer o que queria. Ela gostaria de minha ajuda para escolher um nome para ducklett. E ela me contou a razão do nome de Morthy, o que me deixou imensamente triste. Ele merecia um nome melhor, um nome que mostrasse o quanto ele era bom, gentil e amoroso. Não um nome nascido do ódio e da maldade de uma pessoa.

-Fico muito feliz em ajudar. Vamos escolher nomes que mostrem o quanto são especiais e únicos. Um nome que os inspire sempre a mostrar o melhor de cada um deles.  Para Morthy, vamos ecolher o nome de alguem valente, fiel e disposto a ajudar,  mesmo que isso o coloque em risco. Frodo, um personagem que fez exatamente isso.  Sempre pensou em seus amigos em primeiro lugar.

Fiz uma pausa para pensar em Ducklett. Estava conosco a pouco tempo, mas fazia parte dos planos de Alina desde o princípio.

-Quanto a Duclkett, você sempre pensou nele como instrumento de sua liberdade. Você colocava nele todas as suas esperanças de poder viver em um lugar melhor. Seu nome poderia ser Hope. Aquele que carrega a esperança em suas asas. Mas, você deve aprova-los também. A escolha do nome para um pokemon é muito importante, pois vocês estarão juntos por toda a vida e esse nome será a representação da união de vocês.  Qual a sua opinião a respeito deles?
Athena
Athena


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Alice Qui 19 Mar 2015, 10:45

- Frodo e Hope...

Alina parecia testar os nomes sugeridos, dizendo uma vez em voz alta e logo depois repetindo de forma muda. Morgana mirava a menina a espera de uma resposta e via os olhos infantis mirarem cada um de seus dois Pokémons. Nenhum sorriso na face, nem brilho no olhar, um quadro que a Seguidora pretendia mudar com a ajuda de Arceus e do tempo.

- Eu gosto. - A criança dizia repentinamente, mirando a mais velha e mostrando um sorriso nos lábios, porém os olhos ainda não brilhavam com a inocência que uma criança devia transparecer.

Gucky piou do ninho de Natu e, ao seu lado, Ducklett o imitou, demonstrando ter aprovado seu novo nome. Morgana sorria para a menina. Por mais que o trabalho fosse longo, a mais velha estava feliz pela criança lhe dar uma abertura para se aproximar e começar a fazer parte de seu mundo. Com carinho, a Adepta deixou a mão cair sobre o cabelo lilás e macio. Por um instante Alina fechou os olhos com medo, mas logo voltou a mirar a mais velha com um pouco mais de confiança.

- Posso ficar com você? - A criança pedia após mirar Morgana em silêncio por longos minutos.


off: sorry a demora ç.ç
off2: agora vai sair coisa boa nos dados -encarandoodadoinsistentemente
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Conta Fundadora Qui 19 Mar 2015, 10:45

O membro 'Alice' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Páscoa' :
Chermont, ouvindo um chamado. KpcL4AI

Conta Fundadora


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Athena Sab 21 Mar 2015, 00:16

Alina ficou pensando sobre os nomes que eu escolhi para os pokemon. Ela ficou em silencio por um bom momento e eu achei que ela não havia gostado dos mesmos.

Nos seus olhos, haviam as marcas de todo o medo que sentiu e tudo o que sofreu. Isso seria difícil de modificar. Levaria um bom tempo, mas valeria a pena estar lá para ver. Quando seu sorriso for espontâneo e  não contido como ocorre agora.

Sua vozinha infantil se fez ouvir e ela gostou os nomes que eu escolhi, assim como os nossos pokemon. Gucky e Hope piaram alegres do ninho de Natu. Mrothy, agora Frodo, também achou o novo nome bem vindo. Para ele significava muito, essa mudança. Significava não seguir o destino imaginado pelo pai da menina.

Eu estava feliz por poder participar desse momento. Arceus intercedera em favor de Alina e eu era o instrumento usado para esse fim. Um presente que me fora dado. E eu era grata por ele'.

Alina me tirou de meus devaneios. Ele fez uma pergunta que eu não esperava. Sempre pensara que quando estivesse mais forte, ela e seus pokemon iriam seguir seu caminho. Era o que ela sempre dizia. Essa mudança de planos me surpreendeu e me fez imaginar uma nova maneira de viver.

Sempre imaginei percorrer meu caminho sozinha, apenas com a companhia de meus pokemon. Ter uma companhia, era algo novo para mim e imaginei as possibilidades. Os nossos pokemon já haviam se entrosado e eu e Alina estávamos a caminho também. Nosso caminho pode ser difícil mas, ajudaríamos uma a outra.

- Você gostaria de me acompanhar ? Isso seria fabuloso. Você sabe que meu caminho não é fácil. Mas podemos aprender muita coisa juntas. Ficarei imensamente feliz se você vier comigo.

A perspectiva de sua presença me deixou muito feliz. Mentalmente fiz vários planos, coisas que poderíamos fazer, brincadeiras e jogos que iríamos participar. Mas primeiro eu teria algumas coisas a fazer. Quem sabe ele gostaria de ir comigo a estação de trem buscar alguns itens que minha mãe me enviara. Queria retornar antes do almoço para conversar com Sarah sobre o meu estranho sonho.

- Eu tenho que ir a estação de trem buscar alguns itens. Você gostaria de vir comigo?

off: Uma Berry e um par de brincos. Se bem que eu imagino que vão acabar com minhas orelhas. Não faço ideia do peso das pedras. Very Happy
Athena
Athena


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Alice Qua 25 Mar 2015, 00:24

O tempo levado por Morgana para responder à pergunta de Alina pareceu despertar o medo da menina acostumada à rejeição. Contudo a mais velha pareceu se animar com a ideia de ter uma companhia e a menina sorriu em resposta, confirmando que gostaria de viajar com a Seguidora. Frodo sorriu para a dupla, satisfeito com a presença da mulher e de Gucky.

Logo Morgana chamava a menina para acompanhá-la até a estação de trem onde poderia buscar alguns itens enviados por sua mãe. Os planos eram os de tornar esse pequeno passeio algo rápido, uma vez que havia ainda havia o desejo de conversar sobre o estranho sonho com Sarah.

Após o café da manhã e após lavarem a louça suja, as duas saíam da casa de Sarah, deixando a igreja para trás. A distância de três quadras logo era superada apesar da largura das ruas e o comprimento dessas quadras. Gucky estava acomodado no ombro da morena, enquanto esta segurava a mão de Alina. A menina, por sua vez, segurava uma folha de Frodo com a outra mão e Hope voava acima da dupla.

Ao chegar perto da estação, o coração de Morgana se apertou vislumbrando a destruição da rua. O asfalto rachado com claros sinais de batalha, os prédios arranhados, vitrines quebradas, bem como portas e diversos outros sinais deixados pelo ataque do dia anterior. Entristecida, a morena guiou uma criança que parecia acostumada a ver a dor para dentro da estação.

Dentro da estação, a fiel percebia os trens parados e os trilhos destruídos. Suas encomendas deviam estar no último trem chego antes do ataque e, por sorte, não se destruíram. Ao longe a mulher via pessoas carregando Eggs e sorriu ao notar que Arceus garantira que os ovos a eclodir chegaram sãos e a salvo nos braços de seus respectivos donos apesar da tragédia que rondava a cidade.

- Boa tarde. Infelizmente não estamos com os trens em funcionamento devido ao ataque de ontem. Mas se veio buscar alguns itens, não houveram perdas durante a viagem e eu só preciso de um documento com foto para buscar o seu. - Uma das atendentes dizia sorrindo de forma educada para a dupla. Alina mantinha-se mais atrás de Morgana, mirando a todos ao seu redor com desconfiança e medo.


off: bora transformar em colar )o)
off2: sorry a demora =x
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Athena Sex 27 Mar 2015, 15:00

Nunca tinha pensado na possibilidade de uma pessoa me acompanhando no meu caminho. Sempre imaginei que seria uma rota solitária. Contudo, Arceus decidiu intervir e eu sou muito grata a isso. A companhia de Alina faria meus dias mais felizes, se bem que sempre haveria a preocupação com a possibilidade de encontrar seu pai.

Acredito que independente da presença da menina, eu sempre teria que olhar para trás. Ele não gostou nada da minha interferência em favor de Alina. Para ele, ela era sua propriedade para dispor da maneira que  conviesse a ele.

Trataria um problema de cada vez. Primeiro iria aproveitar a companhia dela. Haveria muitas coisas que poderíamos fazer juntas.

Gostaria de aproveitar o caminho até a estação para passearmos, mas eu queria falar com Sarah a respeito de meu sonho e por isso não poderíamos demorar. Os trens estavam na plataforma, mas muitos trilhos foram destruídos.

Caminhávamos os quatro de mão dadas, enquanto Hope ia sobrevoando ao nosso redor. Conforme nos aproximávamos da estação, ficava visível os estragos causados pelo ataque. Asfaltos rachados, prédios marcados pelos golpes, vitrines quebradas, tudo em nome de um suposto bem precioso. Imagino quantas vidas pagaram por esse ataque. Isso me entristecia muito, precisava arrumar um jeito de ajudar essas pessoas que foram vítimas dele.

A estação ficava apenas algumas quadras, e embora as quadras em Chermont fossem maiores que a maioria, logo entramos pela porta da estação. Os estragos ali também foram consideráveis. Os trens estavam nas plataformas, mas vários trilhos estavam destruídos.

Havia uma movimentação intensa de funcionários da equipe técnica, cuidando dos reparos necessários para colocar a estação em funcionamento integral. Uma atendente atenciosa me informou dos problemas enfrentados e me pediu um documento para que pudesse buscar meus itens.

- Bom dia. Meu nome é Morgana e vim retirar alguns itens que foram enviados para mim. Aqui está meu documento.  

A atendente pediu que eu aguardasse e foi ao depósito buscar minha encomenda. Dei um sorriso para Alina. Nós fizemos o trajeto apressadas e não conversamos muito. Isso seria uma coisa que precisaríamos trabalhar juntas. Assim como ela, eu não estava muito acostumada a ter companhia e por isso não conversava muito. Devíamos seguir o exemplo de nossos pokemon, que vieram conversando o caminho inteiro.

off: Legal, um colar para cada uma.
Athena
Athena


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Alice Seg 30 Mar 2015, 16:15

Morgana sentia que precisaria trabalhar com Alina o silêncio de ambas. A conversa agora poderia encontrar espaço no dia a dia da mais velha e isso era algo com o qual ela também precisaria se acostumar. Diferentemente das garotas, os pokémons pareciam ter interagido muito bem e em sua própria linguagem faziam altos e animados debates. Gucky parecia ter um sorriso no bico, satisfeito com a companhia.

Com o documento em mãos, a atendente se afastou. Não demorou para que ela retornasse carregando uma caixa. Dentro da mesma havia um Destiny Knot, um envelope com 12,000Pk$ e um egg cujo interior a mais velha desconhecia. Alina, por sua vez, deixou os dedos deslizarem pela casca do ovo, completamente impressionada com sua textura.

Gucky e Hope pareciam os mais interessados no egg. Possivelmente por serem pássaros, os instintos dos dois aflorava mais, mesmo ambos sendo jovens. Bicos eram esfregados na casca e Frodo sorria para eles, apontando para o Egg e dizendo algo para a criança. A menina olhava para o pokémon, tentando entender sua fala, porém sem compreender tudo, loga mirava a mais velha.

Morgana terminava de assinar o termo da retirada e, com o dinheiro e o item guardados na mochila e o ovo no colo, saía da estação, sendo seguida pela criança e pelos três pokémons. A caminhada de volta para a igreja era mais lenta e tranquila e, por mais que a morena quisesse recordar do sonho para conversar sobre ele com Sarah, não podia evitar aguardar a fala que Alina ensaiava.

- Que pokémon você acha que vai nascer?


off: sorry a demora, mas de volta a ativa \o/
off2: colares quase combinando )o)
off3: ficha sendo atualizada
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Conta Fundadora Seg 30 Mar 2015, 16:15

O membro 'Alice' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Páscoa' :
Chermont, ouvindo um chamado. TFlmVTj

Conta Fundadora


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Athena Ter 31 Mar 2015, 22:24

Após alguns minutos, a atendente retornou com uma caixa em que estavam as coisas que minha Mãe me mandara. Haviam um envelope com dinheiro e eu o guardei no fundo de minha mochila. Havia também uma Destiny Knot,que eu coloquei na lateral da mochila, mas o que eu não esperava era um ovo.

E entre os pertences foi o que eu encontrei. Foi uma surpresa. Uma surpresa muito agradável. Eu o peguei em minhas mãos e todos nos juntamos ao seu redor. Gucky e Hope acariciaram levemente o ovo pokemon. A delicadeza com que eles o tratavam, era incrível.

Passei a mão na casca e verifiquei sua textura microporosa. Ali naquele ovo, havia a aura de um ser vivente. Um projeto de um novo ser. Uma obra divina, a prova da existência divina. Eu estava sendo novamente agraciada por Arceus. Uma semente para que eu pudesse cuidar e amar.

Frodo sorria e olhava enternecido para o ovo em minhas mãos. Em sua própria linguagem ele fez um comentário com Alina. Alina olhou para o pokemon captando parcialmente o significado de suas palavras.

Com as coisas embaladas e o ovo em meu colo, saímos da estação a caminho da casa de Sarah. Agora podíamos andar mais devagar e aproveitar o caminho. Segurei firmemente a mão de Alina, Frodo pegou a outra com sua folha. Gucky se ajeitou sobre o ovo e Hope voava ao nosso redor. Eu sabia que Alina queria fazer uma pergunta, mas ela faria no seu tempo. Não queria força-la a fazer algo que não estava preparada.

Havíamos caminhado quase um quarteirão quando ela perguntou sobre o ovo. Uma pergunta que eu mesma me fiz. Minha experiência com ovos era muito limitada e eu não fazia ideia qual pokemon iria nascer desse ovo.

- Eu não sei. Não tenho experiência com ovos pokemon. Ele requer muito cuidado, deve estar sempre aquecido e não sofrer abalos muito fortes. Como tombos, pancadas e movimentos muito bruscos, ele é sensível e se cuidarmos bem dele teremos o prazer de ver nascer um pokemon forte. Vou precisar de sua ajudar para que isso aconteça. Vamos cuidar dele juntas e quando ele nascer vamos juntas escolher o nome dele, ou dela.

Alina se esticou e fez um leve carinho no ovo. Gucky encostou sua cabeça na mão da menina fazendo um carinho e compartilhando do amor da menina.

- Quando você nascer, nós vamos cuidar bem de você. Não vamos gritar, nem bater em você e sempre vai ter seu prato favorito, toda vez que você quiser comer. Você nunca passará fome. E sempre vamos brincar de sua brincadeira favorita. Até lá vamos cuidar muito bem de você, tomando cuidado para que nada ruim te aconteça. Vamos esperar ansiosos o momento em que você estiver pronto para nos conhecer.

Meus olhos se encheram de lágrimas a pensar no que ela havia sofrido. Cada vez mais eu agradecia a Arceus por me permitir tirá-la de onde estava. E pedia para que ele mantivesse aquele pai cruel longe de nosso caminho.

Peguei a mão de Alina e voltamos a caminhar. Esse pokemon veio na hora certa, ele seria a ponte pela qual nos iriamos nos conhecer melhor.

- Quando chegarmos a casa de Sarah, verei se ela tem sobras de lã. Podemos fazer um suporte para colocarmos o ovo, quando não estiver em nosso colo.

Chermont, ouvindo um chamado. Images?q=tbn:ANd9GcSft-_mrUiOG2cVi6uqutwBF2tmFwLW2D6TvmyHBIsV_Xlf03qx


off: Pode ser a Fire Stone.
Athena
Athena


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Alice Qui 02 Abr 2015, 12:35

O coração de Morgana se aquecia ao ver o carinho de Alina para com o Egg. Após encontrar a menina, a Seguidora agradecia ao pokémon Sagrado por colocar o filhote no caminho das duas, um presente que as uniria ainda mais.

A caminhada, apesar de mais calma, também não demorou muito e logo as duas estavam de volta à casa de Sarah. Ao entrar, repararam que a responsável pela igreja ainda não havia retornado do hospital, porém o relógio indicava a aproximação da hora do almoço.

O ovo era acomodado no ninho do Natu de Sarah enquanto o suporte de lã não fosse feito. Morgana, notando a hora, sentia-se a vontade para ir até a cozinha e iniciar o preparado do almoço, sob o olhar atento de Alina. A menina parecia acompanhar cada movimento das mãos da mais velha, com claro interesse. Enquanto isso, Gucky e Hope se acomodavam no ninho com o Egg no meio, mantendo o filhote aquecido.

- Que cheirinho bom é esse?

A voz de Sarah entrando pela porta da frente chamou a atenção das duas e a Seguidora, apesar de aparentar estar cansada, carregava um sorriso quente no rosto. O sonho de Morgana retornava com força em sua mente e a vontade de falar com a outra fiel crescendo, bem como o pedido por um pouco de lã para a confecção do ninho para o filhote.


off: ficha atualizada o/
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Conta Fundadora Qui 02 Abr 2015, 12:35

O membro 'Alice' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Páscoa' :
Chermont, ouvindo um chamado. BDufLva

Conta Fundadora


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont, ouvindo um chamado. Empty Re: Chermont, ouvindo um chamado.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir para o topo


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos