Pokémon Shinki Adventures RPG
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Erobring City: A Porta para o Inferno

3 participantes

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sex 12 Jun 2015, 22:33

Morfeu's POV

A viagem de trem foi tranquila, não fosse a presença daquele homem. Com exceção de Shinji e eu, todos os demais estavam nas pokébolas durante a viagem. Penélope quase não se controlava em seu lugar, mirando a janela com clara ansiedade e acariciando o Mega Ring em seu pulso. Um presente caro demais para uma criança na minha opinião.

Alice estava sentada ao lado de Penélope e, obviamente, eu não poderia deixar o último lugar ao lado dela para o tal do "noivinho". No banco em frente, ele ficou na ponta, bem na minha frente. De Ísis ficou no meio e Shinji parecia estar fascinado também, mirando cada nova coisa.

O trem passou pela Rota 3, sob a ponte e pudemos ver um enorme Braviary voando, isso agradaria Bubble que, pela primeira vez na vida, está dentro de uma pokébola. Agora ele deve saber como eu me senti quando foi minha vez. Jorvet e sua praia se tornaram uma promessa para o futuro, no verão. Nyender me trazia lembranças, de quando conheci Alice... Há tanto tempo... E eu não estava tão mais próximo assim para libertá-la.

Logo veio Grung e sua arquitetura estranha, depois a rota 7 e a 8, para finalmente Kuroi Mori. Aquelas árvores eu reconheci e prometi a mim mesmo, depois do festival era para elas que eu iria. Caçar o Hypno que prendeu a minha Alice em sua própria mente.

Eu ainda pensava nas negras árvores quando o trem parou em Erobring. Rapidamente nos reunimos na passarela de desembarque, recolhendo nossos pertences. Vejo o "noivinho" assinas uns formulários antes de liberarem o carrinho dele.

Blergh!

Sempre andamos e isso nunca nos fez mal. Porém sou forçado a mudar de ideia quando as malas começam a ser retiradas do vagão onde estavam armazenadas. Droga, vou ter de admitir: graças a Arceus que temos esse carro pra carregar essas coisas.

Dentro do carro, com Alice no banco do passageiro e o "noivinho" dirigindo (e porque Arceus eu não posso sentar no meio na frente?), Penélope se senta no colo de Ísis, para olhar para uma das janelas e, graças a isso, tanto eu quanto Shinji podemos ficar do lado de fora. Ele fica encarando o festival do lado de fora, eu fico encarando o "noivinho" pelo espelho retrovisor. Se essa mão dele errar essa marcha e acabar tocando na minha Alice ele vai se ver comigo.

Penélope pergunta quando vamos ir no festival e o "noivinho" só diz um logo. Tem de ser Ísis a explicar que primeiro vamos no hotel, largar as malas e o carro. Noto que Alice está tensa também, mas não sei dizer se é por causa do "noivinho" (e eu mato ele se for por causa dele) ou se por causa da proximidade com a Kuroi Mori. Será que ela se lembra da floresta?
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Érica Sab 13 Jun 2015, 00:20

A viagem seguia tranqüila, sem grandes contratempos. Morfeu refletia sobre diversas coisas, entre elas o seu próximo destino: a floresta negra. Logo os pensamentos eram cortados, quando foi anunciado o desembarque dos passageiros e que haviam chegado na cidade. Alguns itens eram retirados, entre eles o carro do homem, que em primeiro ponto o Hypno não gostava, mas após ver o número de malas, foi forçado a aceitar que cairia bem.

Com todos no interior do carro, o percurso era curto e logo chegavam no hotel. O mais velho solicitava dois quartos, um deles para três pessoas e o outro para uma, mas que ficassem próximos. Morfeu agradecia o pedido, mas se focava em sua senhora, imaginando se ela lembrava de algo.

O grupo ia para o elevador, chegando aos quartos e organizando as coisas. Penélope continuava querendo ir para o festival, apressando a todos.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sab 13 Jun 2015, 00:51

Morfeu's POV

Felizmente pegamos dois quartos e posso me tranquilizar ao ver que Alice e o "noivinho" ficarão em quartos separados. Seria melhor em cidades separadas, mas isso darei um jeito depois.

O quarto era simples, com três camas de solteiro e um banheiro básico. Penélope, querendo muito ir para o festival, somente empurrou parte das malas para o armário e a outra parte para de baixo da cama. Batendo uma mão na outra para limpar, ela declarava o trabalho de arrumar as malas concluído e já voltava a caminhar em direção à porta. Ísis, por sua vez, recolhia todo seu dinheiro e o dinheiro de Penélope, colocando tudo na carteira de minha Senhora. Parece que ela finalmente decidiu confiar inteiramente em nós e não ficar mantendo uma reserva para si.

Do lado de fora do quarto, para minha tristeza, o "noivinho" esperava. Ao encontrá-lo, Alice lhe entrega duas esferas pokémons. Isso não me agrada. Por que ele tem de ir junto? Será que ele não tem trabalho pra fazer não? Não sei por que, mas ele me encarou, sem mudar a expressão, pegou o celular e começou a trabalhar por ele. Isso me deu uma vontade imensa de jogar ele pela janela naquele exato segundo. Ou de uma sacada do décimo andar de um edifício que ficasse no décimo andar de Grung... Isso poderia ser bom...

Mas bem, caminhando entre Alice e o "noivinho", saímos do hotel Kazumi e vamos em direção ao Festival. Ísis parece feliz e tranquila, quase me engana. Eu até poderia dizer que é uma adolescente normal e quase posso achar ela educada. Mas eu conheço a barraqueira que vive naquele interior perturbado.

Minha atenção só é desviada de Ísis quando escuto o grito de Penélope. Ísis e Shinji são os primeiros a alcançá-la na barraquinha dos Kimonos e, antes que eu pudesse fazer algo, o "noivinho" já havia pego o dinheiro de Alice e juntado com o seu na sua própria carteira e começava a pagar pelos quatro kimonos. Eu só consigo pensar, precisa mesmo de quatro?

O grupo logo aproveita os fundos da barraca, com um trocador improvisado, e se trocam, guardando as roupas da viagem e passeando com os kimonos. Alice estava linda, isso é verdade. Os outros estavam normais.



Kimonos:

Alice e Souichirou
Ísis
Penélope
off: dar Kin e Odete para Kuzuki e mover Midgar para o time.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Érica Sab 13 Jun 2015, 14:07

Penélope "arrumava" suas coisas, enquanto Ísis deixava todo o dinheiro com Alice. Do lado de fora do quarto, a religiosa entregava duas esferas para seu noivo, que irritava Morfeu ao mostrar que podia trabalhar pelo celular. A vontade que o psíquico sentiu de jogar o homem de algum lugar alto era quase incontrolável.

Com tudo feito, o grupo se retirava do hotel e se dirigia para o festival, fazendo a primeira parada na barraca dos Kimonos. Todos tradicionais, alguns mais ricos em detalhes, com estampas e paisagens, outros mais simples com uma cor predominando e detalhes mais delicados na parte de baixo do traje e nas mangas.

Kuzuki juntava todo o dinheiro em sua carteira, pagando pelos kimonos. Um para cada um, que logo eram vestidos. Morfeu encantado com Alice, Shinji encantado com Ísis.




Off: ficha em breve será atualizada \o
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sab 13 Jun 2015, 14:26

Morfeu's POV

Eu queria me manter irritado, muito irritado, com a presença do "noivinho". Mas era difícil... O festival estava lindamente decorado e Alice parecia feliz. Penélope gritava mais a frente, chamando-nos por entre as pessoas e por entre barracas. Shinji pulava ao lado dela e sempre mirando Ísis, claramente encantado. É, talvez visitar o festival não tenha sido uma ideia tão ruim assim e talvez eu conseguisse me manter calmo...

E neste momento meus olhos encontram o "noivinho"...

Esquece tudo. Eu odeio esse festival e odeio toda essa felicidade e odeio ainda mais o "noivinho" que já está abrindo a carteira de novo e entregando a quantia de dinheiro que Ísis pediu. Demoro um pouco para perceber que estamos em frente a barraquinha dos Move Tutors e que Ísis está pedindo que ensinem o Drain Punch para o Chantal.


off: Drain Punch no lugar de Focus Blast para o Chantal o/ e eu amo esse evento @W@
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Érica Sab 13 Jun 2015, 14:37

Morfeu se via em dúvida. Por um lado, tudo estava lindamente decorado e iluminado, Alice estava linda e parecia feliz. Todos sorriam e tudo estava em paz, o psíquico começando a querer ceder e simplesmente aproveitar, no entanto a presença de Kuzuki era o suficiente para deixá-lo irritado.

O mais velho entregava algum dinheiro para a adolescente, que ensinava um novo ataque para Chantal. Penélope continuava mirando as barraquinhas, enquanto Alice e Kuzuki se mantinham mais neutros.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sab 13 Jun 2015, 15:31

Morfeu's POV

E se eu achei que algum dia poderia vir a não odiar o "noivinho", ele me mostrou que eu estava errado.

Ísis já havia ensinado o Drain Punch para Chantal e estava satisfeita, recolhendo novamente o fantasma para a pokébola. Eu acreditei que seguiríamos andando, porém o "noivinho" resolveu olhar a lista de golpes e, quando percebi, ele estava soltando a Pikachu e um Pidgeot, pedindo golpes para eles também e gastando ainda mais dinheiro.

Isso não é um absurdo?

No entanto Alice nada diz, aguardando que aqueles dois também aprendam seus novos golpes. Só depois disso poderíamos seguir caminhada. Muito irritante. Se ele não existe, já estaríamos nos divertindo. Grande peso morto esse cara.


off: Zap Cannon para Pikachu no lugar de Spark. Sky Attack para Pidgeot no lugar de Tackle.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Érica Sab 13 Jun 2015, 16:38

Por alguns instantes, Morfeu acreditou que seguiriam andando depois que Ísis ensinou o ataque, mas Kuzuki despertava ainda mais a ira do Hypno quando resolvia ensinar mais dois golpes para seus Pokémon.

O psíquico ficava indignado, mas como ninguém protestava, não podia fazer nada além de esperar. Assistia os 1350Pk$ serem entregues para o Move Tutor com grande desgosto, bem como a dupla de Pokémon ser ensinada. Em poucos instantes, Pikachu e Pidgeot já haviam aprendido os golpes e o grande voador era retornado para a Pokébola.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sab 13 Jun 2015, 16:57

Kin's POV

Uou!!!

Num momento, estou em um campo de batalha, tentando entender para onde Eduard foi. E no outro: uou!!!

Mal consigo me concentrar no golpe que estão me ensinando. Tem tantas cores e é tudo tão lindo e tem tantas flores! É tudo muito lindo!

Quando finalmente me liberaram, vejo o Pidgeot ser recolhido e só então reparo no homem que está carregando minha Pokébola. Ele não é exatamente mais simpático que Eduard... Mas, tem uma garotinha chamando ele de pai, então corro para o colo dela e sou recebida com um forte abraço. A vida é muito boa nessas horas.

Enquanto esfrego minha bochecha na dela, percebo uma outra garota, um pouco mais velha, apontando para uma barraca em que se lê Biblioteca. Rapidamente chegamos lá e, aparentemente, irá começar um espetáculo. Enquanto esperamos, vejo a garota mais velha comprar um guia de bolso e vejo o Hypno se sentar entre o (aparentemente) meu novo dono e a mulher que disse que eu seria dela.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Érica Sab 13 Jun 2015, 17:49

A pequena Pikachu estava maravilhada com o show de cores que surgia em sua frente, bem como o movimento e as diversas pessoas vestidas com kimonos das mais variadas cores. Estranhava o homem que estava com sua Pokébola, mas depois corria para Penélope e era abraçada, se esquecendo de seu antigo mestre.

O grupo ia para outra barraca, esta tendo os dizeres Biblioteca Central. Diversas crianças se reuniam no local, estando juntas de suas famílias. Ísis comprava um Guia de Bolso e não levou muito tempo para que um pequeno show começasse.

Uma Stylist começava a ler a história da Bela Adormecida, com seus Pokémon encenando. Gardevoir e Gallade como o casal, Charizard como o dragão que Gallade devia derrotar, os três Ledybas sendo as três fadas que o ajudavam. Penélope sorria radiante, enquanto Ísis folheava o guia não muito feliz.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sab 13 Jun 2015, 18:16

Shinji's POV

O espetáculo estava lindo e Ísis adorou. Isso me faz feliz. A Pikachu parecia muito feliz também, mesmo com Penélope a apertando com força em seu abraço empolgado. Aliás, todos pareciam felizes, com exceção de Morfeu, que estava rosnando, Alice, que nunca muda a expressão, e o tal Souichirou, que deu um novo conceito para falta de expressão... Aplaudimos com vigor, parabenizando o belo show interpretado pelos Pokémons da Stylist.

Após o show, Ísis começa a reclamar da falta de imagem no guia de bolso, dizendo que ele é muito sem graça. Por sorte vejo a barraca da livraria e papelaria e corro para lá, latindo para chamar a atenção de todos. Em pouco tempo, rodeamos a barraquinha. Ísis e Penélope pegam livros de colorir, um para cada uma. Dois estojos de lápis de cor, 24 cores, para cada uma fecha o kit. Pikachu, a essa altura, esta em cima da cabeça de Penélope, olhando alegre para o livro e apontando feliz para as flores que pediam por cores vivas.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Érica Sab 13 Jun 2015, 18:34

O show agradava a todos, menos Morfeu (irritado demais para aproveitar o momento), Alice (que não demonstrava nenhuma emoção) e Kuzuki (que parecia conhecer apenas aquela expressão). Ao final do espetáculo, todos aplaudiam e a Stylist fazia uma reverencia junto com seus monstrinhos.

Com o final do show, todos voltavam a caminhar, com Shinji chamando a atenção para a Livraria. As duas mais novas logo pegavam cada uma um livro para colorir, bem como lápis de cores. A elétrica olhava encantada as imagens, imaginando as cores que iriam adquirir.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sab 13 Jun 2015, 18:55

Shinji's POV

Com Ísis agora sorrindo de novo, feliz com o caderno de colorir dela, voltamos a caminhar. Penélope parecia feliz, querendo comprar bichos de pelúcia, porém logo ela desistiu da ideia, dizendo que iria ganhar todos nas barraquinhas de brincadeiras.

Antes de irmos brincar, contudo, paramos na barraquinha da Padaria. Eu comi uma porção de dangos, assim como todos os demais. Cada um com seu palitinho, com exceção do Souichirou que optou por um chá. Ísis segurava o meu, então pude desfrutar com prazer.

Quando olho pro lado, contudo, me deparo com Munchlax comendo cinco palitinhos de dango e um algodão doce. Nem vi quando ele saiu da Pokébola, mas estando numa barraquinha de comida, não deveria me impressionar...
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Érica Sab 13 Jun 2015, 19:13

Shinji estava satisfeito ao ver sua senhora sorrindo novamente, seguindo o grupo para a próxima parada. Penélope pensou em comprar bichos de pelúcia, mas vendo que alguns jogos davam eles como prêmios, resolveu tentar a sorte.

Antes das brincadeiras, no entanto, todos iam comprar alguns doces, fazendo um lanche. Os doces eram degustados, Lax se mostrando mais voraz e recebendo mais que os outros, bem como petiscos extras, mas era algo já esperado. O mais velho do grupo optava por apenas um chá. Levaram poucos minutos para terminar de comer.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sab 13 Jun 2015, 19:26

Kin's POV

Dango é muito gostoso! Sério, eu adorei!

Quando terminamos de comer, a garota Ísis passa um guardanapo na minha boca, tirando o excesso de molho que se espalhou. Ela é muito atenciosa. Dou um sorriso pra ela, mas como o tal Shinji parece sentir ciúmes (não chegando a rosnar como o Morfeu, mas ciúmes de qualquer forma), volto pro colo da Penélope.

Ainda fico admirada com as cores que se espalham pelo festival, é tudo muito lindo. Mas logo minha atenção se volta para Penélope depois, principalmente quando ela começa a puxar a mão da Alice para levar ela até uma barraca onde dá para pescar um Luvdisc.

Atrás de nós, o Kuzuki paga pelo preço de uma tentativa e isso arranca sorrisos da Penélope. Ele oferece para Ísis também, mas ela logo diz que não tem interesse em Luvdiscs. Penélope se abaixa e Alice se abaixa atrás dela. Com o rosto do lado do da Penélope e segurando as mãos dela, a mulher a ajuda a tentar empurrar um dos peixinhos cor-de-rosa para dentro do potinho. Eu aguardo em cima da cabeça da Alice, com as patas apoiadas nos ombros dela e, se não fosse a sensação do Morfeu me encarando, acho que seria bem melhor viajar no ombro dela para desfrutar mais do festival.


off: se pegar o luvdisc, deixa ele no slot de sacrifício o/
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Conta Fundadora Sab 13 Jun 2015, 19:26

O membro 'Alice' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Luvdisc' :
Erobring City: A Porta para o Inferno Q8Kdi7k

Conta Fundadora


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Érica Sab 13 Jun 2015, 19:37

A Pikachu estava feliz, aproveitando os dangos e recebendo ajuda de Ísis para limpar o molho no rosto, voltando para Penélope ao notar o Umbreon ficar ciumento. Embora ainda maravilhada com as cores e as luzes, sua atenção se voltava para a pesca de Penélope e Alice, imaginando que seria muito bom viajar no ombro da mulher, se não fosse o olhar ciumento de Morfeu. Haviam muitos Pokémon possessivos ali.

Quando ambas puxaram as mãos, viram uma Luvdisc na rede, tendo sucesso na pescaria e agora poderiam ficar com a Pokémon. Pikachu aplaudiu, as parabenizando.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sab 13 Jun 2015, 19:49

Kin's POV

Enquanto recebiam o Luvdisc, dentro de um saquinho para peixes, Alice desejou feliz aniversário para Penélope, recebendo um beijo na bochecha. Eu achei aquilo muito fofo, diferente do Morfeu que só revirou os olhos. Ísis e Shinji também davam felicidades para ela e logo a chamavam para pescar um balão de água (um para Ísis e um para Penélope).

Alice só se ergue e devolve o saquinho com o peixe para o homem, pedindo por um aquário para a Luvdisc. Souichirou paga pelo aquário e fica carregando ele, com a peixinha dentro agora. Eu ainda estou na cabeça da Alice, olhando para a pokémon pescada e dando oi para ela.

Quando nos aproximamos da barraquinha de pesque um balão, tanto Ísis quanto Penélope já estão segurando varas de pescar com ganchos na ponta. O Souichiro só paga, sem reclamar de ter de gastar tanto ou de ter de segurar o aquário (até porque isso atrapalha ele de trabalhar no celular). Acho que estou começando a simpatizar com ele... Afinal de contas, ele até que é legal.

Logo minha atenção volta para as mais novas, parabenizando elas por terem pego os balões. Ísis pegou um azul e Penélope pegou um vermelho, os dois muito bonitos.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Érica Sab 13 Jun 2015, 19:56

Alice desejava felicidades para a mais nova, que agradecia e abraçava a mulher. Ísis também a parabenizava, antes de a chamar para ir pescar um balão. Enquanto a dupla se afastava, o casal comprava um aquário para a nova Pokémon. Kuzuki carregando, enquanto Luvdisc cumprimentava Kin.

Já na outra barraca, Penélope e Ísis brincavam com as novas aquisições, usando-os como se fossem ioiôs, o mais velho pagando sem reclamar e conquistando um pouco a afeição da roedora.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sab 13 Jun 2015, 20:19

Shinji's POV

Ísis me provocava com aquele balão da água e eu dava leves patadas nele, fazendo-o quicar de forma aleatória. Era divertido e mais divertido ainda era poder brincar sem ficar olhando para o lado. Finjo me deitar no chão e preparar um bote, porém só encosto minha pata de novo, nada nunca forte demais para não estourar a bola. Ouvir a risada de Ísis me motiva a brincar assim com ela.

Pikachu de repente aponta para uma barraca grande, cheia de caixas e fotos de prêmios. Olho o Souichirou mirando o relógio e ele concorda que ainda temos um pouco de tempo antes de voltar para o hotel e para o jantar de aniversário de Penélope. Será uma surpresa para todos, afinal ele falou no celular um pouco afastado quando pediu para o hotel decorar um dos salões e comprar um bolo de aniversário. Penélope iria gostar da surpresa.

Sem demoras, chegamos perto da barraca e compramos duas caixas surpresas, uma para Ísis e outra para Penélope. Souichirou avisa que depois disso, as duas só terão dempo de soltar alguns fogos antes de voltarmos pro hotel. Elas protestam um pouco, mas param quando ele promete que voltaríamos no dia seguinte. Morfeu é o único que rosna e não sei como ele pode estar de mau humor. O dia está perfeito!
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Conta Fundadora Sab 13 Jun 2015, 20:19

O membro 'Alice' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'Caixa Surpresa' :
Erobring City: A Porta para o Inferno 4tlS4fL Erobring City: A Porta para o Inferno KaW2Zl9

Conta Fundadora


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Érica Sab 13 Jun 2015, 20:32

Shinji e Ísis brincavam alegremente, sem se preocupar com mais nada, algo inédito para a dupla que, antes de Alice, lutava para sobreviver todos os dias. Pikachu logo indicava uma nova barraca e, após verificar a hora, o grupo acreditava ainda ter algum tempo, se dirigindo para o local.

As duas mais novas protestaram um pouco com a noticia de que, depois de soltarem alguns fogos, teriam que voltar para o hotel, mas se acalmavam com a noticia de que voltariam dia seguinte, então compraram duas caixas.

Uma das caixas possuía várias frutas azuladas, enquanto a outra possuía uma pedra evolutiva. Nada muito atrativo para qualquer um do grupo. Os itens eram guardados e, por já ser sete da noite, todo o local acendia diversas lanternas, iluminando os caminhos e surpreendendo ainda mais. Algumas barracas vendiam alguns fogos, mais próximos de locais menos iluminados (mas ainda assim movimentados e seguros), para que o brilho dos fogos pudessem ser mais apreciados.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sab 13 Jun 2015, 20:46

Kin's POV

As meninas abriram as caixas surpresas e não pareceram muito satisfeitas com o conteúdo, logo entregando tudo para Alice. A promessa de retorno no dia seguinte deixava elas felizes e mais calmas, pois não teriam que correr em todas as barraquinhas.

Após as caixas, caminhamos até o lado mais escuro e do festival, onde compramos 6 varetinhas de fogos de artificio para estourar. Não era estourar mesmo.... Na real se acendia na ponta e diversas estrelinhas começavam a sair, de diversas cores. Era muito bonito e nada perigoso.

Quando a varetinha de uma terminava, Alice logo alcançava outra, até elas acabarem com as 6. A essa altura eu já estava no chão, sentada do lado da Penélope, admirando as estrelas que saíam. Era divertido.

Quando todas as varetinhas acabaram, começamos a voltar pro hotel. Penélope carregava pela primeira vez o aquário com a Luvdisc, sorrindo e conversando com a peixinha. Ísis me carregava no colo, brincando com a minha orelha. Eu só sacudo a cabeça, pois faz cosquinha e eu não conseguido me concentrar na conversa rindo.

No hotel, não vamos para o quarto, mas para um salão de festa e Penélope se surpreende ao ver tudo decorado e um enorme bolo de aniversário com velas. Tem muitos pokémons soltos aqui dentro e eu só reconheço a coruja que lutou aquele dia em Chermont e a Vulpix que estava lá parada também. Os outros são todos desconhecidos...

Depois de cantar parabéns e de Penélope soprar as velas, uma Gardevoir se aproxima e começa a me apresentar todo mundo. Parece que a Odete e o Midgar também são novatos, pois também não conhecem ninguém. Quando a Mandy tenta apresentar o Morfeu para eles, ele só rosna em resposta e eu estranho ver ela chamando ele de querido e dizendo que o estresse não vai fazer bem pro coração dele. Não entendo como alguém tão legal como ela casou com alguém como ele... Mas logo esqueço esse detalhe quando me servem um pedaço de bolo. Acho que Ísis vai querer limpar meu rosto de novo quando me vir depois dessa...
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Érica Sab 13 Jun 2015, 21:00

Após a decepção com as caixas surpresa, o grupo adquiria seis pequenas varetas de fogos de artifício, ficando em um ponto escuro e acendendo os itens. Estrelas coloridas surgiam, iluminando fracamente, mas encantando a parte do grupo que demonstrava alguma emoção e não estava ranzinza.

Uma a uma, as varetas eram acessas e admiradas, para só quando acabassem, serem descartadas e, finalmente, o grupo retornar para o hotel. Penélope conversa com o pequeno peixe, enquanto a Pikachu ficava no colo de Ísis e ria, devido as cócegas que recebia em sua orelha.

No hotel, invés de irem para os quartos, foram para um salão decorado e com um grande bolo de aniversário. Todos os Pokémon soltos, cantando parabéns para a criança, cuja alegria não tinha como ser descrita.

Os Pokémon interagiam, se conhecendo. Cada um recebia uma fatia de bolo e mais brincadeiras eram feitas. Pikachu se lambuzava com a cobertura do bolo, tendo que ser limpada novamente por Ísis. Um garçom batia fotos a pedido de Penélope, registrando os diversos momentos. Todos sorriam e brincavam, menos Morfeu (que ainda rosnava), Alice e Kuzuki.

Após a festa, sendo já nove e meia da noite, todos se retiravam para os quartos e se preparavam para dormir. Penélope dormia junto com Alice, Ísis dormia abraçando Shinji, os outros estavam em suas Pokébolas, menos Morfeu que vigiava o sono de sua mestra.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Alice Sab 13 Jun 2015, 21:23

Mandy's POV

A noite foi fantástica e a grande maioria se divertiu muito. Alguns poucos pareceram não ter muita afinidade, mas nada que me deixe preocupada, ainda mais a julgar pelo tamanho do grupo. Sendo assim, me deixo aproveitar o momento.

Na manhã seguinte percebo que o humor de Morfeu não melhor e tento conversar com ele, mas ele parece irredutível de que isso irá afastar o noivo de Alice. É um teimoso mesmo. Mas isso não irá afetar o dia de minha Penélope.

Após todos acordarem, tomarem banho e se arrumarem, eu verifico as orelhas de Penélope antes de descermos para o café da manhã. Com todos reunidos, fico na briga para fazer Penélope e Ísis comerem frutas antes de comer mais um pedaço do que sobrou do bolo de ontem. Não foi uma tarefa fácil, mas eu venci! Meia fatia de mamão e meia maçã é melhor do que nada.

Depois de todos alimentados, fomos para o festival. Era a primeira vez que eu o via, porém devo admitir que fiquei maravilhada com a decoração. A primeira passada é na loja de Kimonos e eu estranho isso, afinal elas chegaram ontem usando kimonos... Porém logo decido ajudar a escolher um que fique bem na pequena Penélope.

Logo depois de pagarmos os quatro kimonos e cada um trocar de roupa por vez atrás de um biombo, voltamos a caminhar pelo festival.


Kimonos:
Alice
Penélope
Ísis
Souichirou: verde escuro com obi branco.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Erobring City: A Porta para o Inferno Empty Re: Erobring City: A Porta para o Inferno

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 1 de 5 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir para o topo


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos