Capítulo 1 - A primeira prova!

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir em baixo

Capítulo 1 - A primeira prova! - Página 4 Empty Re: Capítulo 1 - A primeira prova!

Mensagem por Ayzen em Qui 02 Mar 2017, 21:39

Segundo dia na cidade
Terça-feira, 22h00min
------------
A igreja sempre trazia boas sensações para a seguidora, embora agora ela tivesse marcas não tão boas em seu coração. Phoebe se via constantemente diante da cena do crime da noite passada, seja nos olhos de natu, seja no peso do ovo em sua mochila. Ambos lembravam das vidas perdidas e que foram feitas na tentativa de ferir a seguidora. Conseguiram...

Madre Ester era sempre muito serena. Era baixinha, como Phoebe, aparentando ser até mais baixa que a seguidora azulada, mas isso só reforçava a sua forma de mãe que ela aparentava ter. Seu jeito, sua forma de pensar, sua forma de falar... Tudo isso veio de um jeito que a pequena seguidora só conseguia ver nela uma segunda mãe. E de fato era, afinal, ela a guiara no caminho sagrado no seu teste, no qual passara.

- Nossa, que maravilhoso! – os olhos de Ester parecia brilhar. Ela olhava discretamente para Marowak, que estendia um polegar de positivo, como se tivesse aprovando a benção da mulher para com o ovo. Ester levava o ovo junto com Phoebe para o altar. Ali ela molhava as pontas dos dedos no cálice do altar e respingava no ovo, seguindo de uma oração. – Arceus grandioso, peço permissão para entrar em sua presença e apresentar para ti essa vida em formação. Sabemos que isso é benção para nossas vidas e que o senhor tem um propósito grandioso para essas vidas que virão. Uma nova alma que terá o privilégio de ser cuidada por sua filha, Phoebe. Cuide da Phoebe e faça com que ela seja uma boa tutora para esse Pokémon. Eu te peço a sua benção sobre essa vida.

No fim de palavras que combinavam simplicidade, amor, entusiasmo e fé, a mulher finalizava a oração e o ovo mexia-se. As duas seguidoras riram bastante com o acontecimento. O resto do dia de Phoebe se sucedeu de modo muito calmo e tranquilo. A menina quase não teve nada para fazer, mas aproveitou algum momento na biblioteca da igreja. Era uma sala afastada e tinha vários livros, não tantos quanto a biblioteca, mas com um único tema: Arceusianismo. Haviam várias correntes doutrinárias e muita coisa para Phoebe ler. No meio da sala, tinha uma mesa, com uma inclinação para frente de quem senta para ler algo e nela o sagrado livro de Arceus.

A diversidade de conhecimento ali era tamanha e Phoebe tinha pouco tempo para se deliciar com tanta coisa. O cansaço também pesava. A última madrugada ainda tinha consumido um pouco da energia de Lars. Ela dormiu um pouco, acordou quase no fim da tarde. Se aprontou com Angel. Foi para missa. Depois serviu um sopão para mendigos, gladiadores e stylistts sem grana e alguns Pokémons. Estava deliciosa, embora simples e foi para o quarto. Até o momento, Simas não tinha retornado com mensagem nem ligação.


Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1 - A primeira prova! - Página 4 Empty Re: Capítulo 1 - A primeira prova!

Mensagem por 'Phoebe' em Sex 03 Mar 2017, 15:36

Foi maravilhoso partilhar aquele momento de graças com Ester ao lado de minha companheira de batismo. E ao final, o ovo reagia às palavras da madre, para a nossa alegria. Eram momentos assim que deviam ser guardados para sempre na memória.

Como as tarefas do templo já estavam todas adiantadas, não tinha mais nada para fazer e, no aguardo do detetive, a biblioteca me convidava com aquela imensidão de informações gratuitas. Eu tinha certeza de que Angel sabia muita coisa, afinal, ela nascera ali, mas não fazia ideia de por onde começar. E como se fosse um convite, um livro estava aberto bem no centro, pronto para ser lido. Aproveitei de algumas palavras até me cansar e me retirar para descansar antes de assistir a missa. Procurava usar o vestido branco e soltar os cabelos curtos. Os escovei até que ficassem alinhados e olhei para Angel, com seus pelos todos desgrenhados e a chamei para acertar aquilo.

- Me lembre de te comprar uma escova, ta?! - brinquei com ela, mas pedindo ajuda para ser lembrada. Por um momento, meu sorriso sumiu e deu lugar a preocupação. - Angel, eu estou preocupada com Simas. Eu sei que ele sabe se virar, mas ele disse que nos encontraria na igreja e até agora nenhum sinal dele... Fico pensando se ele está em apuros ou se está ocupado com outros trabalhos.

Ao terminar de penteá-la, ela tentou me acalmar e fomos ao nosso compromisso. E como sempre, Valvierk arrasou na homilia. Logo após, fui ajudar a servir uma sopa saborosa a quem não tinha o que comer. Meu coração se enchia de alegria em fazer o serviço voluntário. Angel aproveitava o momento para descansar aos meus pés.

Com o término da noite, voltei para o quarto e verifiquei o ovo, do qual deixava num cantinho especial, junto com o restante das esferas rubras que meu pai tinha reunido com todo carinho. Sentei ali no chão e fiquei encarando eles. Angel já estava na minha cama como se me aguardasse para dormir. Admitia o cansaço, mas não sabia se seria capaz de dormir sem uma notícia do detetive Leão. Olhei para a bolsa, onde estava o celular e conferi se tinha outra mensagem ou ligação. Nada ainda. Então retornei eu com uma sms perguntando se ele viria ainda hoje, afirmando que já estava no meu quarto. Depois de enviar fiquei pensando se aquilo poderia me fazer passar de oferecida... Talvez aos olhos de quem não soubesse pelo que passamos. Mas confesso ter sentido coisas só de pensar nele entrando escondido no meu quarto. Eu estava com aquele sorriso besta no rosto. Percebi o olhar de Angel e lhe dei a língua.

- Quer conhecer nossos novos amigos? - perguntei querendo realmente saber a opinião dela enquanto trocava o vestido pelo baby-doll de Lopunny para dormir. Tendo uma resposta positiva, convidei ela para sentar comigo naquele cantinho enquanto os liberava. Eram eles um Eevee, um Chikorita, Larvesta e por último o Ralts azulzinho que parecia ter um corte de cabelo igual ao meu. Fiquei encantada só de olhar para eles que até me esqueci o que estava fazendo, tendo que ser lembrada por Angel, que me cutucava com o chifre. - Ah, sim. Oi gente, eu sou a Phoebe. Essa é a Angel, minha companheira de batismo. E vocês são a coisa mais maravilhosa que aconteceu nas nossas vidas ultimamente.

Eu sorria para eles e os três primeiros retribuíam, como se soubessem que isso iria acontecer. Aliás, ouvindo direito as vozes, na verdade eram todas fêmeas. Isso me alegrava ainda mais. Minha própria Girl Gang. Porém, o Ralts se mantinha no mesmo canto, próximo do ovo, com uma pequena colher torta nas mãozinhas em frente ao corpo. Parecia tímido ou nervoso. Enquanto as outras conversavam com Angel, reparava que ele estava conversando sozinho. Mas ele olhava para a colher... Aquilo era normal? Acontecia que eu não sabia nadinha sobre essas espécies. Era tudo bem novo para mim, só que não me daria por vencida.

- Ei, está tudo bem? - perguntei exclusivamente ao azulado com a cabeça inclinada, recebendo um choque na coluna, me dando um clarão nos olhos no exato momento que ela me olhou. Aquilo foi tão estranho. Eu soube exatamente tudo sobre ela. Inclusive que também era uma menina. E que tinha vergonha da aparência, pois era diferente dos outros da espécie. Aquilo me enchei de pena, mas também de fúria, pois, de alguma forma, tive as memórias dela, sendo excluída dos grupos e zoada por muitos. O único amigo que tinha era uma colher velha que encontrou jogada numa estrada, destratada e esquecida como ela. Então meu coração se encheu de compaixão ao saber como meu pai a encontrou e a adotou para mim. Ela estava ferida e suja, quase sem vida perto de um riacho num dia muito quente. Ela chorava e desejava a morte. Então a figura dele apareceu e a carregou nos braços, a aninhando no peito. Ele a lavou, deu alimento e um nome. Madeline! Podia ouvir ele a chamando as vezes de "minha pequena Phoebe". Eu tinha lágrimas nos olhos e nem percebia que a Ralts estava segurando minha mão. - Está tudo bem agora, não é mesmo Mad?

Aproveitei o momento emotivo para dar nome as outras, pois já via o ciúmes na Chikorita, que decidi chamar de Candice, pelo aroma doce que ela tinha por natureza. Recebendo um abraço quentinho do inseto, tive uma sensação de calor interno tão aconchegante que a chamei de Solaria. E por última, a pequena Eevee tímida, chegava perto com um sorrisinho bobo e eu a pegava no colo lhe apresentando como Eva. Angel aprovava os nomes e as meninas que agora fariam parte da família. Por último só faltou apresentar o ovo que ainda estava para nascer. Achei melhor dar um nome a ele ou ela depois do nascimento.

Off: Madeline é o apelido da Ralts, pra ser chamada de Mad, a loka da colher torta eue
'Phoebe'
'Phoebe'


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1 - A primeira prova! - Página 4 Empty Re: Capítulo 1 - A primeira prova!

Mensagem por Ayzen em Seg 06 Mar 2017, 00:54

Off: Fale assim da bichinha não XD
Desculpe-me o poste fraco =/

Terceiro dia na cidade
Quarta-feira, 07h50min
------------
O quarto da seguidora ficara pequeno demais para tantas Pokémons. Cada uma com sua peculiaridade e personalidade que chamava a atenção de Phoebe, mas ninguém se destacava mais do que a Ralts que tinha uma relação psíquica com a seguidora quase que imediato. Quase que uma troca de informações que pareceu ser suficiente para a seguidora saber toda a vida de Madeline, como o pai dela mesmo a chamava. Ralts era a forma de Pokémon de Phoebe...

Os Pokémons estavam todos divertindo, menos Madeline, que só interagia com sua colher. Aquilo era preocupante, mas Phoebe logo adquiria sentimentos mais positivos para ela, em especial. A noite passou com um pouco de barulho, todos dormiam aos poucos e no fim Phoebe desmaiava na cama. Simas não retornava.

Aquela quarta feira amanhecia com um sol forte e quente, que energizava muita gente ao redor. Phoebe dava de cara com vários Pokémons deitados pela cama. Angel deitava no tapete ao lado, fazendo questão de dá oportunidade para os Pokémons novos. Mas o que chamava a atenção de Phoebe era um som em sua cabeça que parecia ecoar firmemente.

“Ela parece legal, o que você acha?”, era uma voz que parecia vim na cabeça de Phoebe, mas não era um pensamento de Phoebe, era algo colocado ali dentro. No cantinho do quarto, Madeline estava olhando para sua colher, como se fosse uma boneca.


Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1 - A primeira prova! - Página 4 Empty Re: Capítulo 1 - A primeira prova!

Mensagem por 'Phoebe' em Seg 06 Mar 2017, 01:25

Os olhos pesavam, mas não queria dormir sem uma resposta. Por onde estaria Simas? Não me perdoaria se outra pessoa se ferisse por minha causa, mesmo consciente.

Uma a uma, elas caíram no sono. Angel foi a última a se deitar, um pouco afastada, dando espaço as mais novas e por fim terminei desmaiada na cama.

...

E o sol quente adentrava no quarto sem permissão. O intruso tratou de me despertar com os raios no rosto. Abrindo os olhos aos poucos via como tínhamos ido dormir e entendia o motivo de deixar os bichinhos nas esferas.

De repente ouvi um som como se fosse um pensamentos, mas não meu. “Ela parece legal, o que você acha?”

- O quê? - perguntei em voz alta, ainda sonolenta.

Madeline estava acordada num canto do quarto e parecia brincar com aquela colher. Dei de ombros e fui checar se tinha alguma notificação no telefone. Caso contrário ligaria para ele e se não atendesse, minha próxima ligação seria para a polícia, pedindo para encaminhar para o detetive Leão. Ainda estava preocupada. Ele era tão correto para me dar um bolo assim.

Off: Tudo bem. Eu acabei tendo que inativar o Nico por causa da crise, mas a saga da Phoebe ta merecedora do prêmio de Rota do Milênio rs
'Phoebe'
'Phoebe'


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1 - A primeira prova! - Página 4 Empty Re: Capítulo 1 - A primeira prova!

Mensagem por Ayzen em Qui 09 Mar 2017, 22:38

Off: Tá mesmo XD Quem sabe não criamos isso? =3
Terceiro dia na cidade
Quarta-feira, 09h15min
------------
A falta de notícias de seu detetive particular (que não cobrara nenhum centavo para a seguidora), Phoebe acordava ainda sentida pelo fato de Simas não ter ido dá uma satisfação. Sua última afirmativa era que tinha uma pista. Era uma pista tão forte assim? Os pensamentos ainda estavam embaraçados, tanto que a seguidora de olhos azuis até pensou que tinha ouvido alguém falar no quarto, o que era uma inverdade, pelo fato de que só tinham Pokémons ali além dela, e Pokémons não falam.

Os olhos de Ralts eram ignorados pela menina. O celular era apalpado no criado mudo ao lado, apenas apertando o botão na tela para ligar para o detetive. Chamava. Pelo menos o celular tinha sinal. Seguia chamando e chamando. Ninguém atendia. Seria outro caso que o detetive charmoso estava atrás? Phoebe não tinha escolha...

O dia começava e Angel se perturbava e acordava com as incessantes tentativas de fazer o detetive de atender o telefone. O dia teria que seguir. Os Pokémons, um a um iam levantando. Chikorita preferia mais o calor do sol batendo na cama, não se incomodando e ficando mais preguiçosa ainda. Pronta, Lars seguia para o café da manhã para ela e para seus Pokémons. As irmãs da igreja sempre com uma mão cheia para refeições. Ester estava fazendo movimentações no storage dos seguidores. Parecia que muitos novos irmãos seguidores estavam precisando rever seus parceiros no storage.

No fim, Phoebe seguia para a delegacia de polícia de Twister, um lugar que não era lugar para ela, mas que não muito diferente dos demais lugares de Twister, banhadas em algum tipo de caos. Com os Pokémons em suas respectivas Pokébolas, a menina pagava o valor de Pk$3 no ônibus e chegava finalmente no lugar. A parede bege do lugar era tendenciosa. O movimento naquele lugar era crescente. Cadetes em sua maioria. Um bandido estava algemado em uma cadeira, esperando ser levado para sua cela. Taillows voavam de um lado para o outro levando documentos. Ninguém parava para falar com a seguidora. Restava chamar a atenção de qualquer um ali ou seguir direto com o “Mandachuva”.


Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1 - A primeira prova! - Página 4 Empty Re: Capítulo 1 - A primeira prova!

Mensagem por 'Phoebe' em Sex 10 Mar 2017, 16:23

A minha preocupação se estendia por ele não atender as chamadas. Bom, ao menos chamava. Só não sabia se devia ficar aliviada.

Fui direto ao banheiro tomar uma ducha antes de me preparar para sair. Escovava o cabelo para trás e prendia o excesso com um lápis que tinha por ali. Minhas roupas mais simples precisavam ser lavadas. Tive que usar um vestido jeans liso que ficava três dedos acima dos joelhos (meramente ilustrativo). Pensei se não julgariam ser muito curto, então lembrei que metade do meu guarda roupas mostrava bastante pele. Colocava os mesmos tênis de ontem enquanto olhava todas aquelas Pokémon interagindo entre si. Angel era a mais tranquila, tentando manter a paz e a calma no grupo. Se eu pretendia mesmo ir até a delegacia, elas até poderiam ir comigo, mas sendo transportadas nas esferas, com exceção da Absol, que insistia em me proteger.

Depois do café, fomos de ônibus até o edifício que ao chegar, me pareceu tão assustador quando o templo negro de um ano atrás. Tentei afugentar o pensamento e adentrei no prédio observando bem os arredores. Muitos cadetes trabalhavam ali, um até prendia o que parecia ser um delinquente numa cadeira, mas ninguém perguntou o que eu queria ali. Eu claramente não fazia parte do cenário e não desejava ser. Só me restava procurar um balcão ou alguém com menos pressa em um escritório, com algo assim:

- Com licença. Por favor, eu preciso de ajuda. Preciso falar com o detetive Simas Leão. - e me apresentaria como cliente dele, caso perguntassem.

'Phoebe'
'Phoebe'


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1 - A primeira prova! - Página 4 Empty Re: Capítulo 1 - A primeira prova!

Mensagem por Ayzen em Ter 14 Mar 2017, 11:43

Terceiro dia na cidade
Quarta-feira, 09h20min
------------
O local não parecia ser, nem de longe, o caminho mais procurado por Phoebe. A movimentação da academia parecia claramente assustadora e isso deixava a seguidora um pouco acanhada. Embora ela fosse a única coisa de diferente naquele meio, parecia não levantar suspeitas nenhuma, mesmo sem saber se era um perigo ou não. Afinal, quem atacaria a delegacia de polícia fortemente armada e cheias de cadetes? Precisaria ser muito louco para tal ato...

Angel se sentia incomodada. Ninguém seguia as duas com os olhos, pareciam ocupados demais com seus afazeres e coisas mais importantes que questionar o que não fazia parte daquela imagem. Gladiadores e stylists faziam suas trocas mais perto do gabinete do delegado, usando storage, enquanto Phoebe tinha um storage para ela na igreja.

- Simas? – o rapaz ruivo de cabelos encaracolados estava sonolento em sua escrivaninha e com um café em uma mão e uma rosquinha na outra (cena bem clichê). – Por falar nele, ele não aparece aqui desde ontem de tarde... O chefe até tá bravo com ele, pois ele pediu para substituírem ele na última ronda... Está cheio de mistérios ele desde o último caso que foi encerrado... – o homem falava como se tivesse ligado os pontos naquele exato momento, o que era um pouco estranho...
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1 - A primeira prova! - Página 4 Empty Re: Capítulo 1 - A primeira prova!

Mensagem por 'Phoebe' em Ter 14 Mar 2017, 12:36

Por mais que eu desejasse sair logo do recinto, precisava encontrá-lo. Se ao menos soubesse que tinha saída em missão, ficaria mais aliviada. Porém, parecia que hoje não seria um dia de muita sorte. Um policial, ainda meio sonolento, me confirmou o que temia. E como ele com certeza não me daria o endereço da casa do rapaz era melhor sair dali antes que me interrogassem.

- Entendi. Obrigada, mesmo assim.

Saia da delegacia um pouco abalada. Eu não podia revelar nada a ninguém. Simas poderia estar em perigo e eu precisava descobrir o que aconteceu com ele e a única pessoa que teve contato com o detetive por último que eu saiba era Zuzu. Tremi só de pensar em chegar lá sozinha, mas Angel grunhiu para me lembrar que estava comigo.

- Angel, acha que consegue me levar até o cassino lótus? É depois do shopping.

Ela tinha a altura de um pônei e talvez conseguisse me carregar por um tempo, mas mesmo assim ela seria mais veloz que as minhas pernas. Mas se não desse, o jeito era caminhar. Só tinha que torcer para Zuzu me atender.

Off: Shinki tá sofrendo ameaça de morte súbita :X
Procurar por parceiros sempre foi uma boa, mas além disso, tem que anunciar nos fórum novidades e chamadas, com promoções, tipo: iniciar com o dobro de grana.
'Phoebe'
'Phoebe'


Voltar ao Topo Ir em baixo

Capítulo 1 - A primeira prova! - Página 4 Empty Re: Capítulo 1 - A primeira prova!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum