O Teste - Um louco em Nyender city

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Ayzen em Qui 14 Ago 2014, 11:15

Killer entrava em off. O jovem parecia ter errado uma questão e agora provocava certo desentendimento com sua cara metade entro de seu consciente. Um erro e Angélica já estava pronta para manda-lo embora. Por isso o negativo resolvia assumir o teste, enquanto o positivo parecia despreocupado com o que acontecia ao seu redor. O rapaz não deixaria isso acontecer de novo. Focaria mais em seus objetivos e não permitiria que novos imprevistos. Mas se ele errou a primeira pergunta, que pela lógica seria a mais fácil, as próximas perguntas não seriam tão gentis assim, isso é, se Angélica Thompson retornasse ao teste com o garoto.

Quando Killer negativo assumia o controle. Persian andava ao redor do mesmo e ao ver o aspirante em sua frente, percebia que algo não estava certo. A gatuna parecia perceber a mudança de personalidade do garoto e assim começava a grunhir de novo. A gata não gostava daquilo mantinha-se sua feição séria enquanto Killer deixava a sua aparência do jeito que gostava, atualmente. A porta ao lado abria-se e Angélica saia voltando a sentar-se em sua grande cadeira que parecia ser tão confortável que qualquer um ficaria curioso em sentar-se ali. A resposta de Killer era dada... Angélica apenas olhava meio estranha para Killer estava agora, mas logo deixou passar em sua mente. Persian, não!

- De certo fora um erro estúpido. Estou muito indecisa se continuo ou não. Se errou algo desse tipo, imagina as próximas perguntas? Mas bem, vou permitir que você continue com o teste, mas irei aumentar a sua média. Em vez de tirar no mínimo 7, terá que tirar 8, e sem choramingo. Sua nota até agora é 1,5 e tem mais 8 perguntas. Pense bem em suas próximas respostas, sr. Dvalich. – dizia Angélica após ouvir o relato do rapaz.

Killer estava em uma situação mais complicada ainda. Agora o rapaz teria que enfrentar um teste, que já era difícil com a médica 7, com média 8. Havia mais perguntar ali e tinha um ponto até agora. Significava que o rapaz só tinha a infelicidade de errar mais uma questão. Errar mais duas, era game over para o rapaz. Angélica não parecia estar brincando e quanto mais o rapaz conhecia a mulher, mais ela ficava mais tirana. Angélica não perdoava ninguém e era por isso que muitos tinham tantas dificuldades de conseguir um Pokémon. A mulher passava as unhas pelas fichas e assim começava a dá uma olhada nas perguntas. Parecia selecionar mais as próximas...


Questão 3

O que são as Arenas Ilegais? Qual a condição para um Gladiador participar delas?

Questão 4

Dadas as seguintes entradas:

a) O próprio Pokémon pode pressentir quando uma catástrofe natural se aproxima.
b) cria paredes invisíveis vibrando os seus dedos minuciosamente para parar as moléculas no ar
c) A barriga dele possui grossas cerdas que são venenosas, responsáveis por fornece-lhe proteção.

Os pokemos a que essas entradas pertencem são, respectivamente:
( ) Absol - Mr. Mime - Seadra
( ) Kingdra - Cindaquil - Nincada
( ) Vigoroth - Meowth - Totodile
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Killer em Qui 14 Ago 2014, 16:26

E estava de volta nos trilhos, o teste continuaria e agora mais difícil, o rapaz sorria para Angelica, os dentes pontudos lembravam o do Persian que a poucos segundos grunhia percebendo a mudança do rapaz, sabia que tinha alguma coisa errada acontecendo com aquele homem, era um ótimo pokemon. Como o teste havia ficado mais difícil, sua média deveria ser 8, o rapaz se recostava na cadeira sorrindo e então apoiava os cotovelos nas pernas e sua cabeça em suas mãos :

Parece bom pra mim. Dizia o rapaz sempre com o olhar profundo nos olhos de Angelica.

O homem sorria animado em continuar o teste, mas o ódio e a raiva ainda não haviam passado, o que fazia o pobre positivo sofrer dentro da cabeça de ambos, afinal as coisas não estavam indo muito bem por lá. Dentro da cabeça, uma tempestade imensa estava em curso, o céu totalmente escuro, vários raios desciam cortando os céus, ondas imensas jogavam o barco de um lado para o outro, o barco era lançado diretamente em outras ondas, lançado girando no ar, e o pobre positivo tentava se manter segurando a beirada do barco enquanto tentava achar algum meio de aguentar a tempestade :

Oooooe! Oooooe! Você poderia se acalmar?! As coisas então um pouco complicadas! – Dizia enquanto se segurava na borda do barco, com os olhos fechados, afinal água voava em sua direção a todo momento – Eu não consigo controlar o jeito que as coisas ficam aqui dentro quando você fica bravo assim!

O negativo ignorava os pedidos de seu gêmeo positivo, queria que ele sofresse um pouco, então continuava concentrado no teste que finalmente tomava rumo, Angelica passava os dedos entre as fichas e escolhia mais duas perguntas, o negativo sorria e lia as perguntas para então responder :


São arenas de batalha ilegais, sem autorização da força policial para estarem funcionando, então elas são totalmente encobertas, não existe divulgação nenhuma das batalhas e elas são feitas em qualquer lugar, porque em uma arena seria muito fácil para as forças policiais descobrirem a localização. Elas se localizam em pequenos vilarejos, como o de onde venho. Os Ministros dessas arenas geralmente se adaptam bem ao combate e usam de qualquer artificio para ganhar, isso torna as batalhas cansativas e complicadas.

E até onde eu sei, Gladiadores não tem permissão para competir em Arenas Ilegais, se forem descobertos em arenas ilegais a força policial pode o considerar um Gangster e trata-lo como um. Só posso imaginar que seria possível se fosse uma ação conjunta do Gladiador e da Força policial para tentar acabar com o ministro e a arena, mas isso é só suposição, afinal gladiadores não podem competir nelas.

Quanto a segunda questão, os pokemons que as entradas se referem são :
Absol – Mr. Mime – Seadra

O rapaz dava suas respostas, ele olhava para o persian e levantava as sobrancelhas, logo se recostava na cadeira e deixava seus braços soltos balançando, então tombava a cabeça um pouco para o lado direito e sorria para Angelica esperando a reação da mulher gravida, ele tentava observar a mulher com o mesmo cuidado que o Persian e ela o observava, na verdade tinha curiosidade sobre eu estado, afinal estava gravida, tentava perceber se tinha algo de errado com ela.
Killer
Killer


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Ayzen em Sex 15 Ago 2014, 13:38

O jovem de duas caras realmente teria que enfrentar o desafio que lhe foi proposto. Enfrentar um teste que já era difícil, com uma média maior que o normal era de se esperar que tivesse mais cuidado que o normal. Agora o negativo assumia o teste. Deixar algo tão importante assim nas mãos do despreocupado positivo poderia levar ao jovem a perder definitivamente no teste, o que não iria querer mesmo. Persian permanecia intimidador como sempre, mas Killer nem ligava, apenas deixava a sua mente livre de qualquer distração e atentava um pouco o seu lado bonzinho.

Angélica continuava fria e calculista em sua poltrona naquela sala pequena e aparentemente fria. O tempo lá fora parecia mudar para fortes ventos e aquilo até trazia para ali um cheirinho típico do que é sentido antes da chuva. O teste continuava e assim o aspirante respondia a próxima pergunta, que se caracterizava não tão difícil assim. Angélica ouvia tudo e parecia ciente da resposta do menino e assim não tardava para poder concordar.

- Correto. Próximas...

Questão 5

Dada as definições das seguintes Hidden Abilities:

1- Essa habilidade impede o oponente de consumir a Berry que estiver segurando.
2- A habilidade faz com que pokemons tipo Ghost possam ser atingidos por ataques tipo Normal e Fight.
3- O ataque do portador dessa habilidade aumenta 1,5x quando estiver sobre o efeito de mudança de status, como: Paralyzis, Poison ou Burn.

O grupo a que as Hidden Abilities descritas acima possivelmente pertence é:

( ) Hikozaru - Kimori - Hinoarashi
( ) Nyarth - Subame - Kolink
( ) Milokaross - Dustdas - Kibago
( ) Kojofu - Gamageroge - Pururill
( ) Lampler - Kuitaran - Naetle

Questão 6

Assinale Verdadeiro ou Falso:
( ) O estômago de um Snorlax pode digerir qualquer alimento que possua algum tipo de veneno sem causar-lhe danos.
( ) Arbok, assim como Seviper, possuem rivalidade com Zangoose.
( ) "Ghos" possui mais duas evoluções.
( ) Dos pokémons iniciais (de todas as classes dispostas na Academia) Meowth é o único do tipo Normal.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Killer em Sex 15 Ago 2014, 15:37

O sorriso aumentava quando escutava as simples palavras que saiam da boca de Angelica, eram palavras tão simples, mas que davam um prazer imenso ao negativo, ela se mantinha firme em sua cadeira, sem expressar nenhuma emoção, já Killer aumentava um pouco seu sorriso pontudo, sabia que o teste não havia terminado, mas escutar a palavra “Correto” saindo da boca da mulher já era uma vitória para ele :

Oh! Essa eu sabia também! Mas acho que se você souber, eu automaticamente sei... Então... Parabéns pra nós? – Dizia o positivo sentado no barco que girava em um redemoinho de água imenso, mas parecia calmo por fora, ou talvez ainda não tivesse percebido que o negativo ainda brincava com o ambiente dentro de sua mente refletindo seu ódio

Mal esperava o rapaz comemorar sua pequena vitória e já mandava outra leva de perguntas, o negativo não se movia, apenas via quais eram as perguntas e voltava a se recostar na cadeira olhando para Angelica, logo dava as respostas :


O grupo que as Hidden abilities citadas pertence é :
Nyarth - Subame - Kolink

A segunda questão segue nessa ordem :
Verdadeiro, o estomago do snorlax pode digerir qualquer tipo de veneno.

Falso, Seviper e Zangoose são rivais declarados, mas Arbok não tem envolvimento nenhum com o conflito.

Verdadeiro, Ghos evolui para Ghost que evolui para Gengar.

Falso, Taillow é um tipo Normal/Flying

O rapaz fungava, olhava para o Persian, e de volta para Angelica, tentando analisar a moça o máximo que conseguisse para saber se tinha algo de errado com ela, ou o que ela estava pensando, mas o que mais queria era saber se havia acertado

Spoiler:
OFF : Desculpa o post pequeno, não tinha muito o que fazer nesse e não queria ficar enrolando linguiça com coisa desnecessaria o-o
Killer
Killer


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Ayzen em Sex 15 Ago 2014, 22:08

Off: Colocou o essencial \o\

O rapaz mantinha-se em sua cadeira bem parado e percebia as novas perguntas. Angélica parecia normal e mantinha-se neutra na presença do jovem. No fundo ela tinha vontade de não aplicar o teste para um gladiador, até porque julgava que nenhum era digno de portar um Pokémon. Ainda contrariada a mulher continuava o teste, no qual estava deixando Killer mais focado e, simultaneamente, confiante. Na medida que Angélica dizia que as últimas questões estavam corretas, o rapaz ficava mais contente, ao ponto de querer contar vitória, mas não fez. Persian continuava grunhido para o rapaz. Não confiava em ninguém, no entanto, em especial, parecia não gostar muito de Killer, talvez por entender que ele tinha problemas psicológicos, se assim pudesse dizer.

Novas perguntas foram dadas e assim o rapaz respondia. Angélica olhava firme para o jovem. Talvez ainda procurasse algum defeito. A mulher parecia achar algo errado ali, mas não sabia bem o que era. Desde que ela avistou o jovem até o devido momento, Killer parecia diferente para ela, mas não sabia bem o que era, por isso, encarava o rapaz procurando a resposta.

- Certo. Parece que você está tomando cuidado agora.

Dizia a mulher em tom sério e ainda intimidado. Mais uma vez passava os dedos nas fichas e entregava novas perguntas. O teste seguia para o fim. Angélica parecia mandar logo as últimas perguntas visando saber como que Killer se sairia. O rapaz estava na prova, mas uma vez...


Questão 7

Dadas as seguintes entradas da Shinkidex:

1 - Dizem que ele vem tirar a alma de crianças que desobedecem os pais;
2 - Ele se locomove girando seu corpo;
3 - Essa chama se torna o combustível de seu fogo interno.

O grupo ao qual essas entradas pertence é:
( ) Shedjinja - Treecko - Chimchar
( ) Duskull - Baltoy - Litwick
( ) Hoothhooth - Meowth - Pidgeot

Questão 8

Um lugar de grande beleza, onde as pessoas foram forçadas a viver em conjunto, o que as tornou, com o passar do tempo, alegres e simpáticas. De que cidade estou falando? Fale um pouco sobre ela.


Questão 9

Relacione as colunas 2 e 3 de acordo com a coluna 1:

1- TM3_______( ) Nenhum Efeito adicional________( ) Deixa status paralysis
2- Ice Punch__ ( ) Recarga: 20 Dias_____________( ) Batalha em Electrowni
3- Fly_________( ) TM2_______________________( ) Power: 120
4- Blizzard_____( ) TM5_______________________( ) Comprado em Seimei Forest
5- Cut________( ) Thunder Punch_______________( ) Mercado em Grung City

Questão 10

Dadas as informações: “Suas asas são realmente oca, apesar de sua aparência, o que lhes permite viajar até 180 mph (300 km / h). Apesar de ter sido coberto com uma armadura extremamente durável, ??? são surpreendentemente rápido em voo. São altamente territoriais e atacam quem os ameaça. Eles também optam por construir seus ninhos de espinhos afiados. Podem levar os seus treinadores em voo.” Responda:
a) Que Pokémon é este?
b) Se existir, onde é encontrado em Shinki?
c) Se possuir, qual a sua cadeia evolutiva e como evolui?
d) Se possuir, diga pelo menos duas imunidades.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Killer em Sab 16 Ago 2014, 15:50

O sorriso aumentava, o rapaz começava a puxar suas mangas para próximo ao cotovelo, abria sua jaqueta e brincava com sua dog tag, virava para Persian e grunhia de leve de volta para o Pokemon, dando uma leve risadinha, não estava mais confiante, mas gostava de ver as coisas correndo bem, e gostava mais ainda de estar alcançando o teste, afinal depois de tudo que Angelica havia dito era só o que queria, enquanto a mulher procurava as próximas perguntas :

Parece que sim. – Dizia o rapaz sorrindo enquanto olhava para Persian mostrando os dentes e voltando para um sorriso e logo olhando para Angelica novamente – Então, vamos la?

Ele cruzava as pernas e colocava o braço apoiado nas costas da cadeira, ficando um pouco envergado para o lado direito, retirava o sorriso do rosto, a reta final da prova estava chegando e precisava de toda a concentração possível , antes de responder as perguntas colocava o cap de volta e era como se os olhos do homem fossem diferentes, um lembrava o de um animal, enquanto o outro transparecia calma, apesar do erro da primeira pergunta, fariam aquilo juntos : [/color]

Desculpe por antes, vamos provar pra ela do que somos capazes. – Dizia o positivo antes de pular contra uma das ondas imensas que cobriam o mar de sua mente pelo estado do negativo, ele se jogava com os braços abertos e a onde o atingia em cheio, mas quando ela quebrava na água, era como se nenhum corpo tivesse saltado nela.


O grupo pertencente das entradas é o seguinte :
Duskull – Baltoy – Litwick

A cidade é Grung city, uma cidade cercada de montanhas e grandes florestas que mantém sua paisagem de beleza natural intocada, o peculiar dessa cidade é que ela só vai para cima, é uma cidade cheia de arranha-céus imensos, não existem casas, só apartamentos, pontes interligam os terraços que geralmente tem jardins. O fato de terem sido forçadas a viver em conjunto não foi algo ruim, isso tornou as pessoas mais simpáticas e gentis naquela cidade. É meio confusa mas surpreende os viajantes, é uma cidade tecnológica, é necessário elevadores e cruzar as pontes nos terraços para se locomover por ela, parece um lugar bem interessante. Também é lá que fica o orfanato pokemon, aonde, obviamente, você pode adotar um deles. Não existem pokemons só no orfanato, alguns selvagens vivem em meio a cidade e convivem muito bem com a população.

Segue a relação de colunas :
1- TM3_______( 5) Nenhum Efeito adicional________(1) Deixa status paralysis
2- Ice Punch__ (1-2) Recarga: 20 Dias_____________(5) Batalha em Electrowni
3- Fly_________(2) TM2_______________________(3) Power: 120
4- Blizzard_____(5) TM5_______________________(1-2) Comprado em Seimei Forest
5- Cut________(1) Thunder Punch_______________(3) Mercado em Grung City
Assinalei duas com 1-2 porque tanto a TM2 quanto a TM3 são encontrados em Seimei Forest e também tem o tempo de recarga de 20 dias.

Quanto a ultima, é o Skarmory , ele pode ser encontrado nas ruas de Kaled city, em questão de cadeia evolutiva, o Skarmory não possui nenhuma, ou seja, não evolui, e sim, ele tem imunidades, ele é imune a ataques do tipo Poison e também do tipo Ground.

O corpo começava a sorrir, do lado dos olhos mais sombrios, era possível ver um dente mais pontudo, do outro, o sorriso era mais tímido, mas com certeza ambos estavam felizes e ansiosos para o resultado final da prova, agora era só esperar o veredito de Angelica
Killer
Killer


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Ayzen em Dom 17 Ago 2014, 10:50

Killer começava a usar tudo de si para poder conseguir realizar o teste, no qual chegava em suas últimas perguntas. Angélica parecia testar o garoto na quantidade, mas seria só isso? As perguntas eram de nível mediano, no entanto, o que se via nelas era que a qualquer momento o jovem aspirante poderia tropeçar e cair. Killer parecia confiante, até demais, até grunhia para Persian, despertando a ira da gata que se levantou, pronto para o ataque e Angélica não impediu. A gata parecia passos para atacar o rapaz e quando Killer levantou a cabeça, lá estava a gatuna derrubando o jovem no chão com as patas no pescoço. O peso de persian era todo concentrada no rapaz e Killer mal poderia se mover.

- Que idiota! Você acha que a minha Persian permitirá que você tire chacota dela? – dizia a comandante em tom sério. Persian continuava em cima do rapaz, grunhindo e com os dentes a mostrar, enquanto Angélica pegava a resposta. – e você é péssimo em lógica! Ts. Sua questão de relacionar coluna estar errado. Na segunda coluna a sequência certa é 3-4-2-5-1 e na terceira é 1-5-4-2-3. – dizia Angélica – Sr. Dvalich, eu tenho duas opções no momento. Apesar do seu erro banal, conseguiu a média suficiente para poder conseguir sua licença. A primeira opção é te conceder e torcer para que nunca mais eu possa ver essa sua cara de covarde perto de mim. A outra é te prender por chacota à autoridade maior. Minha Persian, assim como eu, não tolera suas gracinhas, civil. – dizia a mulher em tom ameaçador.

Parecia que Killer não estaria em bons lenções naquele momento. O jovem mal poderia imaginar que Persian era uma autoridade assim como Angélica e agora estava com o corpo da grande gata em cima de si e pronta para arrancar a garganta do mesmo. Não sabia se ficaria feliz pelo teste, ou triste por se encontrar em um estágio tão comprometedor.

- Me ajude a tomar essa decisão, sr. Dvalich. Escolha bem suas palavras...
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Killer em Dom 17 Ago 2014, 18:16

Lá estava novamente em uma situação apertada, literalmente, estava caído no chão com um enorme Persian louco para arrancar sua garganta com seus dentes, e mais surpreendente que isso, o pokemon era uma autoridade, o que só deixava o negativo mais animado, mas infelizmente Angelica se mostrava novamente hesitante em aceitar o rapaz como um gladiador, o deixando com duas opções, uma era certamente desagradável, pelo menos pra uma parte dele, o negativo não ligaria muito de ir para a cadeia, mas o problema era que isso os impediria de completarem seu suposto sonho.

O rapaz olhava o Persian diretamente nos olhos, era realmente um monstro, o rapaz sorria com os dentes pontudos de sua arcada assim como os de Persian, não era como se aquilo incomodasse ele. Dentro da cabeça dos dois, uma calmaria, as nuvens se dispersavam, e o mar estava calmo como deveria, ambos boiavam de costas para a água, o negativo com um sorriso imenso dando uma leve gargalhada e tremendo um pouco de animação, enquanto o positivo olhava para cima com os olhos um pouco arregalados, como se achasse algo estranho :


Então... Acho que depois dessa estamos quites, né? Eu quase estraguei uma vez e você outra.

Quem liga pra isso?! Olha pra esse monstro querendo matar a gente! HAHAHAHAHAHA!

Muito legal,sim... Mas... E quanto a essa pergunta que ela nos fez? Parece que decide como sairemos daqui...

É a ultima, Manso! MANTEM A CALMA!HAHAHAHA!

Eu não acho que sou eu que... Ok, vou manter a calma...

O rapaz continuava encarando Persian com os olhos de animal que sua personalidade negativa tinha, mas os dentes aos poucos diminuíam :

Ahh? Outro erro? Realmente achei que tinha feito essa certo... – Dizia o positivo – Não foi chacota, capitã. De maneira nenhuma. Mas entendo o motivo de entender dessa forma... – Logo o negativo tomava posse do corpo – Realmente não foi, eu queria provar um ponto, nada mais que isso. – O positivo tomava conta da boca do corpo, os olhos permaneciam do negativo - Mas admito que quebrei parte do trato, afinal disse que não haveriam mais erros, e acabei por errar algumas coisas nessa ultima questão, mas com todo o respeito... – O negativo novamente tomava conta - Também fiz minha parte no trato e tirei a média que v... A senhora... Pediu, e acho que v... A senhora poderia... Concordar que eu não sou tão covarde assim depois disso. Mas já te garanti uma vez e direi outra, seus homens não terão problemas comigo. É a ultima vez que nos vemos na vida, se tem uma coisa que eu honro é a minha palavra... E quando erro ou falho na minha palavra, admito, não tenho vergonha nem medo de fazer isso... Enfim, é isso. Acho que mereci minha licença, provei meus conhecimentos, e provei que não sou tão covarde. E confesso, quando entrei aqui só ouvia falar de uma outra pessoa no comando, mas estou contente de ter feito o teste com você, realmente merece ser chamada de Capitã.

O rapaz se mantinha imóvel, não por medo, mas por fascínio daquela criatura amedrontadora que desejava seu sangue, sentia o peso de suas patas, via o ódio em seus  olhos, como queria aquele pokemon para ele, apenas sorria enquanto o monstro mostrava os dentes, o rapaz havia dito tudo o que pensava novamente, não gostava de mentir, então tinha feito o que achava certo, o rapaz do nada deixava sua feição apática e dizia suas prováveis ultimas palavras :

Mas é sua decisão, capitã. Obrigado por me aplicar o teste.

Continuaria olhando dentro dos olhos do persian, até ouvir a resposta de angélica, era o ultimo momento de seu teste e o mais tenso com certeza, talvez fosse até o mais tenso do dia, mas mesmo assim não iria mudar seu jeito só para passar ou para que fosse mais fácil, era sincero e não tinha medo, simplesmente esperava que Angelica percebesse a sinceridade de suas palavras :

E agora entendo porque seu Persian também é uma autoridade...

...
Killer
Killer


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Ayzen em Seg 18 Ago 2014, 11:39

Entre os dentes de Persian pronto para dilacerar a carne do pescoço do jovem Killer, o mesmo mostrava-se em um sentimento de tensão por ser dispensado do teste depois de tanto trabalho e um sentimento de hesitação ao ver a gatuna pronta para o ataque. A admiração pela gata parecia crescer em Killer, pelo menos no negativo. Forte. Amedrontadora. Poderosa. Persian de todas as características que o aspirante admirava e aquilo deixava o rapaz com desejo de um. No entanto, apenas cadetes portam Meowth. Achar um gatuno por ai, seria bastante difícil. Mas agora, o que importava era o teste...

Thompson colocava o jovem Killer em medida. Mais um teste da comandante? Possível! Killer estava entre a cadeia e a licença e embora o negativo não se importasse tanto com a cadeia, seria um obstáculo para alcançar o seu sonho. Angélica parecia séria em seu julgamento. Facilmente a cadete poderia prender ou expulsar o rapaz dali, como fez com tantos outros que estavam ali. No momento, Killer se sentia desafiado. Em uma resposta com ajuda de personalidades múltiplas, o aspirante a gladiador começava a falar como se não tivesse escolha. O sorriso do rapaz era irritante para a gata e assim ela continuava grunhido. De certa forma, Angélica ouvia tudo claramente.

O olhar de Thompson ainda pairava no rapaz. Seus olhos ainda queria saber o que fazer, mas Persian se confundia diversas vezes ao ver as feições diferentes do rapaz. Ainda mais agora, que estava a poucos centímetros, era mais fácil perceber a diferença expressiva de cada das personalidades. A gata permanecia dividida em raiva e curiosidade.

- Rum. – era a única expressão de Angélica até a mulher pegar o telefone e discar um ramal. Parecia chamar um cadete. Poderia a comandante mandar prender Killer? – Sr. Dvalich, de certo eu compreendo que o senhor pode voltar aqui depois de ser liberto e eu não quero ver essa sua cara sínica aqui de novo. Concederei a sua licença, no entanto, se te ver em qualquer lista de Delegacia de Shinki, pode saber, tratarei pessoalmente que permaneça nela, preso, pelo resto de seus dias.

Nesse momento duas batidas na porta e em seguida um cadete entrava. Era alto e forte, moreno, cabelo bem curto, quase que raspado. Mantinha-se posicionado de forma que se mostrava bem eficiente e competente. Persian dava um pulo para trás, liberando Killer para seguir o rapaz. Com um acenar de cabeça, Killer saia de fininho para fora, acompanhando o cadete que certamente o levaria para pegar o seu inicial. Mas ao sair da sala, a euforia era de Malia que abraçava o jovem e assim parecia mais feliz que o próximo.

- Você conseguiu! Você conseguiu! – a voz da aspirante a Stylist era, pela primeira vez, alta e ao perceber que havia falado tão alto, ela abaixava de vez – Desculpe-me... Vamos trocar nossos números de celular? Agora é o meu teste... pode demorar um pouco... Talvez possamos nos encontrar enquanto estiver em alguma cidade, tudo bem?
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Killer em Seg 18 Ago 2014, 14:19

Finalmente havia acabado, o rapaz ainda estava embaixo do Persian, mas as palavras de Angelica já davam a entender que não seria preso, havia passado pela tensão da ligação da mulher, por alguns momentos havia pensado que seria preso, mas lá estava, talvez todo o ódio que Angelica sentia pelo garoto naquele momento tivesse feito com que aceitasse que ele pudesse passar, afinal não queria ver a cara do garoto nunca mais em sua vida, e havia jurado o manter para sempre na cadeia caso visse seu nome em qualquer uma das delegacias de Shinki, o rapaz não sentia medo disso, achava até interessante a atitude da moça e achava tentador cometer algum delito só para atrapalhar a vida da capitã, ou talvez atrapalhar a sua própria vida.

Enquanto a mulher falava, dentro da cabeça de Killer, os corpos ainda boiavam na calmaria, não se moviam, talvez pelo peso do Persian, mas era sua cabeça, eles podiam fazer o que quisessem, só queriam descansar um pouco, o silencio cobria todo o local, uma leve brisa passava e o mar balançava seus corpos um pouco :


Então... Conseguimos. – O positivo quebrava o silencio, mantendo seus olhos fechados, sua feição estava calma, mais calma do que nunca, parecia que havia tirado um peso de suas costas, mas ainda tinha um peso em cima do seu peito, mais exatamente um Persian.

Parece que sim. Passamos pelo teste de Angelica, a maldita era bem pior do que eu imaginava, HAHA! Queria eu ter a chance de encontrar ela daqui um tempo!

Eu não acho boa ideia. Eu acho que ela não gostou muito de nós.

Ta brincando?! Com certeza ela nos amou! Olha só pra ela! Nos adora!

Ela tem razão, você é péssimo em logica.

O Persian saia de cima do rapaz enquanto um Cadete adentrava a sala, o rapaz se levantaria, bateria suas roupas usando seu cap e olharia diretamente para Angelica, não diria uma palavra, mas deixaria apenas um sorriso, seu maior sorriso até o momento, com seus grandes dentes pontudos, ignorando qualquer presença ali, simplesmente se virava mas continuava olhando para a mulher com o canto do olho e então saindo da sala.

Ao sair da sala, algo o atingia em cheio e tirava totalmente a sensação de ódio que tinha de Angelica naquele momento, além da alegria de passar no teste e poder esfregar isso na cara da mulher, era como se aquele impacto quebrasse qualquer linha de pensamento que estava tendo, escutava uma voz familiar, quando percebia, Malia estava o abraçando e gritando eufórica comemorando a vitória de Killer, mesmo tendo duas personalidades tão distintas, ambos estavam felizes em rever a garota, mas uma preocupação batia no momento em que a garota comentava que era a próxima a atender o teste, o negativo, que já estava no controle do corpo, colocaria o braço atrás da cabeça da garota e puxaria contra seu peito, como um abraço, então abaixaria a cabeça e sussurraria para a garota :


Não deixe ela entrar na sua cabeça, certo? Ela vai fazer de tudo pra te colocar pra baixo. Só escute, ignore as acusações dela. Você consegue, doutora. Se eu consegui, é logico que você consegue. Cara se eu consegui, qualquer outra maldita criação desse mundo consegue. – O rapaz sorria de leve, mas era possível ver seus dentes pontudos saindo para fora, ele soltava a garota e colocava a mão no ombro dela e passava seu numero do celular, esperando para pegar o numero da garota – Agora vai logo, ela já vai começar a ficar brava.

O rapaz esperaria a garota entrar na sala, queria muito que a garota passasse no teste, afinal tinha um sonho nobre, só queria ajudar e trazer alegria, não era como Killer, o rapaz ficaria muito feliz se ela conseguisse passar, ela merecia, o rapaz se viraria e colocaria a mão nos bolsos, olhando para o Cadete com seu rosto agora serio, seguiria então ele para onde deveria ir.

Enquanto seguia o Cadete, dentro da cabeça do rapaz, as duas personalidades, sentadas acima da água, como se boiassem sentados, começavam a conversar, o negativo estava com sua feição apática normal, os olhos fundos, cutucando com a unha uma de suas presas, o positivo observava o negativo com um certo sorriso no rosto e uma sobrancelha levantada :


O que foi aquilo? – dizia o positivo observando o negativo, o sorriso aumentava aos poucos.

Hã? Aquilo o que?

Essa preocupação toda com ela, eu sei que você estava, somos  a mesma pessoa, você não pode esconder nada de mim! Hahaha! Eu acho que era meu trabalho falar alguma coisa assim. Por acaso quer tomar meu posto como lado bom? – O positivo começava a rir, era divertido para ele ver o negativo tomando um partido tão bom para alguém, coisa que quem deveria fazer era ele.

O que?! Eu não posso tentar ajudar uma amiga?! VOCÊ ACHA QUE EU SOU ALGUM TIPO DE DEMONIO?! CERTO, EU POSSO SER, MAS EU NÃO SOU MALDADE PURA... OK, EU POSSO SER... MAS... EU TENHO AS MESMAS PREOCUPAÇÕES QUE VOCÊ, SÓ QUERIA TE POUPAR O TRABALHO E...

O positivo na verdade estava contente de ver o negativo dessa maneira, o negativo, como afinal não tinha mais que se portar bem, começava sua gritaria como de costume, mas pelo menos ambos estavam com um peso a menos em suas costas e a um passo a frente para conseguir realizar seus sonhos.
Killer
Killer


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Ayzen em Seg 18 Ago 2014, 15:01

Killer havia sido aprovado no teste. O rapaz agora era um Gladiador. Bem! Um gladiador que faltava pegar a licença e o Pokémon, pois a parte mais difícil, a do teste, havia conseguido passar a vontade. O rapaz agora tinha a obrigação de seguir o cadete até o local destinado para pegar os Pokémon. Mas, sendo interceptado por Malia, o gladiador, para ser mais específico, o negativo, começava a abraçar Malia e a orientar a psicóloga no teste. Malia parecia ser diferente do rapaz. O teste não envolvia só conhecimentos objetivos. Havia a parte subjetiva. Havia a parte psicológica. Qualquer coisa deixaria Angélica furiosa, mas Killer conseguiu vencer todas.

Trocando número com a garota aspirante a Stylist, ela logo começava a adentrar a sala de Thompson. Antes de entrar com sucesso, ela virava-se para trás e nesse momento o rapaz olhava. Ela dizia algo, mas como sempre, Killer teve dificuldade para ouvir. Foi a última vez que o jovem viu a mulher que sonhava um sonho para todos. Nesse momento, o jovem começou a seguir, um pouco na dúvida sobre o que Malia havia falado para ele. O Cadete, caladão, apenas seguia caminho e o rapaz começava a segui-lo.

O cadete descia as escadas e assim Killer ia atrás. Voltavam para o térreo e ali o cadete pegava o corredor À direita descendo as escadas e seguia Academia adentro. Em um corredor escuro e silencioso, os dois seguiam por ali calados. O silêncio era um pouco estranho, mas seria o suficiente para descansar a mente depois de um teste agonizante. O cadete ia na frente parava na última porta do corredor, na qual tinha o título de “Ambulatório”. O mesmo batia três vezes na porta e assim um velho, pequeno e já com grandes sinais de calvície abria. O mesmo carregava uma tigela com uma massa e uma colher dentro. Ele mexia aquela massa, como se tivesse fazendo uma massa de biscoito ou bolo.

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 KingBumi21

- Che..che...che... Temos mais um? Hoje eu vou marcar a sua pele.

O tom e o jeito do velho eram estranhos. O mesmo pegava Killer pelo pescoço e o puxava para dentro. Ali, a sala era tão escura quanto o corredor e tinha um maca no meio aonde o velho empurrou o jovem recém-gladiador para sentar, e o rapaz acabava deitando. Havia um arquivo no lado e uma mesa com um aparelho de fax, que já começava a imprimir algo. O cadete calado entrava, encostava-se na parede e ficava ali parado com os braços cruzados. O velho ia até o papel que estava sendo impresso, carimbava e deixava ali ao lado.

- Vamos lá! Aonde você quer que eu te marque? – dizia o velho deixando a tigela na mesa e pegando um aparelho que parecia um revolver com agulha na ponta. Parecia que ele iria tatuar a imagem dos gladiadores em Killer.
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Killer em Seg 18 Ago 2014, 15:55

Antes de prosseguir seu caminho a mania de Malia o atrapalhava novamente, não conseguia ouvir exatamente o que a garota havia falado, ele tentava e tentava repetir as palavras em suas mentes para descobrir o que a garota havia falado, mas não conseguia nada, simplesmente nada se formava em sua mente, sua preocupação com Malia aumentava de uma certa forma, afinal, não sabia o que ela tinha dito, não sabia como seria o teste, provavelmente Angelica já gritaria com ela por ela falar baixo, não sabia como ela iria reagir a tanta pressão psicológica além da pressão que o próprio teste já tinha.

Pensava enquanto seguia academia a dentro sem nem perceber para onde ia, apenas seguia o Cadete enquanto viajava em seus pensamentos tentando descobrir o que Malia havia dito, quando se via em um corredor escuro, o rapaz olhava para todos os lados, seu rosto transparecia indecisão, na verdade, preocupação, não fazia ideia do que estava fazendo ali ou como havia chegado exatamente ali, quando chegava ao final do corredor e só conseguia ver a placa que indicava o Ambulatório, o Cadete batia na porta e uma criatura estranha abria a porta, Killer dava um passo para trás e arregalava os olhos olhando para o estranho homem, parecia ter um pouco de nojo da figura a sua frente :



Marcar...A minha... O que?...EIEIEI ESPERA AI! SAI DE PERTO DE MIM VELHO! – Era tudo que conseguia falar enquanto o homem o puxava pelo pescoço para dentro daquela estranha sala escura – MAS QUE PORCARIA É ESSA?! OQ EU VOCÊ QUER COMIGO? MALDITO! – O rapaz era jogado em uma maca, no meio daquela sala escura, já não sabia mais o que pensar, provavelmente Angelica havia o enganado e o mandado para a morte, estava prestes a dar um soco no velho e partir para cima do Cadete gritando “ Nunca me pegarão vivo” Até que o velho o pergunta aonde vai querer sua marca. Ele parava piscando os olhos algumas vezes, então olhava para cima, balançava um pouco a cabeça como se entendesse – Ah... Então é só a tatuagem... – O positivo toma o corpo por alguns instantes – Tatuagem?! O que vocês querem dizer com isso?! – O negativo voltava a tomar o corpo, mais calmo do que nunca, ele retirava sua jaqueta e sua regata, mostrando seu torso cheio de cicatrizes – Bem... É só achar um lugar que não tenha nenhuma cicatriz... Talvez aqui. – O rapaz apontava para o lado esquerdo de seu peito, era um dos únicos pontos sem uma cicatriz – É, aqui é bom.

O rapaz se deitava calmamente esperando que fosse tatuado pelo velho estranho, enquanto isso dentro da cabeça do rapaz, o negativo tentava segurar o positivo que batia os braços e pernas na água em desespero, não queria de jeito nenhum se tatuar :


NÃO! POR FAVOR! NÃO! EU NÃO POSSO DEIXAR QUE ACONTEÇA ISSO NO MEU CORPO!

VOCÊ JÁ OLHOU PARA O SEU CORPO, SEU BABACA?! VOCÊ TEM CICATRIZES NESSA PORCARIA TODA, JÁ É TODO ESTRAGADO, UM POUQUINHO DE TINTA NÃO MACHUCA NINGUEM!

NÃO MINTA PRA MIM! MACHUCA SIM! EU SEI QUE MACHUCA!

O positivo se preocupava com a dor, enquanto o negativo, já tendo o corpo em sua posse, simplesmente deitava e sorria esperando ser marcado, o positivo provavelmente tinha se esquecido da parte de ser marcado, aparentemente não só a prova era tensa, não para o positivo que lutava para tentar fugir daquele lugar, mas como não tinha posse nenhuma do corpo, não podia fazer nada, além de aguentar a dor e esperar que aquilo acabe :

Pode começar, velho maldito, me marca! HAHAHAHAHA!
...
Killer
Killer


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Ayzen em Ter 19 Ago 2014, 11:27

Parecia que a prova de resistência era dada início. O jovem recém-gladiador começava a perceber que o conjunto de teste abrangia todas as áreas. De conhecimentos à prova de força, Killer estava diante de um senhor já de idade, cuja sanidade era questionável. O velho esperava a resposta enquanto apertava aquela pistola com a agulha e só via o barulho irritante do mecanismo girando na ponta. O jovem entrava em conflito interno após deduzir que ali, naquele momento, teria que fazer uma tatuagem. O positivo não queria marcar o seu corpo e por isso ficava fazendo choramingo, enquanto o negativo nem se importava, até porque, já detinha de várias cicatrizes no corpo.

Quando o negativo conteve o manso, o corpo aquietou-se e assim, com uma risada, Killer permitia que o velhote o tatuasse. A risada do gladiador animava o velho, que com uma língua para o lado, ele começava a tatuar a lateral do tronco do gladiador e assim o velho parecia se animar. A dor começava. Parecia que a mão pesada do senhor de idade era mão de um açougueiro preparando uma carne morta. A dor era intensa, mas nada que pudesse chegar a maiores complicações. O barulho do aparelho era tão intenso quanto a dor. A posição do velhote era frequente das mais variadas e cômicas. Chegava até a ficar de cabeça para baixo, apoiando-se na maca metálica.

- Pronto!- depois de um bom tempo, o velho terminava e a pele do gladiador era de um vermelho sangue. Um Braviary em um escudo era visto pelo rapaz, antes de colocar um curativo ao lado.

O velho ia até a mesa, dobrava o papel que foi pego na máquina de fax, e assim entregava a licença para o jovem que o pegava. A licença estava nas mãos de Killer e agora só faltava o Pokémon, que era o objetivo primordial do jovem. O cadete caladão apenas retirava um sorrisinho de deboche do lado do rosto e assim saia da sala, tendo Killer o acompanhando. O cadete seguia pelo corredor escura e assim dobrava e entrava em mais um corredor, diferente do anterior, bem mais claro. Seguia até o final, e antes mesmo dos dois chegarem na próxima porta no fim, a porta se abria com uma cadete com uniforme impecável e grandes cabelos.

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Images?q=tbn:ANd9GcQAG_7BitWkasYo66lmkvj24ihShv2MzrV87ScwyLHiaw9y_OX1tg

- Oiii. Bem-vindo ao centro de criação Pokémon da Academia de Polícia de Nyender City. Agora eu assumo daqui! Obrigado, grandão.

Diferente dos outros cadetes sérios e bem calados, aquela era animada e interagia bem. Animada, ela dispensava o cadete que acompanhava Killer e assim segurava na mão do jovem e o puxava para dentro da sala. Diferente de tudo o que Killer havia visto, a sala era repleta de verde. Havia um lago artificial no centro e várias plantas ao redor. No canto, uma mesa com várias Pokéball em seus devidos porta-Pokéball com o nome escrito mais na frente em uma placa de bronze. As plantas, de samambaias aos coqueiros, eram dispostas ao redor da sala inteira.

Ali, havia tudo quanto era Pokémon. Disperso por vários lugares da sala verde, os Pokémon interagiam um com os outros. Um Meowth estava enrolado dormindo debaixo de um arvoredo. Um Charmander, Cyndaquil, Chikorita e Tepig brincavam com uma bola amarela. No lago artificial, um Piplup e um Oshawoott nadavam felizes. No canto, um Treecko observava os outros com a cabeça abaixada, meio sério ou triste. Parecia não se enturmar. Um Snivy ficava no alto de uma árvore, observando tudo e todos. Um Bulbasaur andava, ou melhor, passeava pelo lugar. Vários e vários Pokémon estavam dispostos ali.

- E ai? Já escolheu o seu inicial? É um gladiador, não é? Tem preferência por tipos?

Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Killer em Ter 19 Ago 2014, 15:08

Estava feito, finalmente era um gladiador, com marca e licença e tudo mais, só faltava o pokemon e a parte mais complicada havia chegado, apesar de suas personalidades serem bem distintas, tinham uma coisa em comum, tinham um amor incondicional por pokemons, desde pequeno brincavam com alguns em Jorvet Village, mas ainda não sabiam o que fazer em relação ao seu inicial e o tempo estava passando, já estava com a tatuagem, o rapaz colocava sua regata novamente e apenas jogava a jaqueta em cima de seus ombros, finalmente a sessão de tortura psicológica havia acabado, todas as posições que o velho tinha usado para fazer a tatuagem jamais sairiam da cabeça do rapaz, a dor era a parte fácil daquela sessão.

Agora estava andando em um corredor escuro que aos poucos ia clareando, seguia o cadete enquanto olhava para as paredes, pensava no que poderiam escolher, dentro de sua cabeça ambos mantinham o silencio, realmente era uma decisão importante para os dois, tinham concordado em levar um tipo água, afinal tinham afinidade com esse tipo, mas já não sabiam mais o que fazer, começavam a pensar nos outros tipos e escolhas e tudo ficava mais difícil, até que sua linha de pensamento era novamente cortada.

Uma moça, Cadete, e o puxava para dentro da sala que o rapaz mal tinha percebido ter chegado, quando se via dentro de um ambiente verde cheio de pokemons andando pra lá e pra cá, brincando entre si, aproveitando algumas coisas que a sala oferecia, vários e vários tipos, o rapaz ficava fascinado, naquele exato momento a euforia do Positivo tomava o corpo :


Ahh! Olha pra todos esses caras! Um piplup! Vamos levar ele! Não, vamos levar o Oshawoott! NÃO! VAMOS LEVAR AQUELE CYNDAQUIL! – O corpo do rapaz envergava para trás como se algo o puxasse pelo cabelo, logo o negativo aparecia extremamente ofegante e parecia bravo, como sempre  - Eu não entendo... Pra que... Você tem que ser... tão barulhento...! OLHA ISSO! TEM TUDO POR AQUI!

Depois daquilo o confronto acaba se tornando interno, durando apenas alguns segundos, era coisa rápida, ambos começavam a discutir qual pokemon queriam, do nada simplesmente paravam um olhando para cada lado, lembravam que não estavam sozinhos naquela sala, tinha uma Cadete ali ainda, então para tentar arrumar as coisas o positivo tomava conta do corpo :

Tenho uma decisão. - Dizia o gentil sorrindo para a moça com os olhos fechados, enquanto procurava um pokemon em especial, porem ao procurar esse pokemon em especial no meio de tantos, acabava por ver um Treecko parado, sem companhia, não parecia gostar muito de se enturmar, o rapaz torcia a boca e franzia sua testa, então colocava a mão no ombro da moça, a virando para a direção do pokemon, ele então apontava para o pequeno parado - Eu quero aquele carinha ali.

Exato, aquele carinha ali! Espera... QUEM?! VOCÊ TA ESCOLHENDO OUTRO DE ULTIMA HORA?!

O positivo ignoraria o chilique do negativo e esperaria a moça falar enquanto voltava para dentro de sua mente, ele aparecia no reflexo do negativo na água sorrindo de um jeito meio desconfortável :

Eu acho que vai ser uma escolha melhor...Hahaha... Afinal eu gosto do jeito dele, e ele parece meio mal, então vai acabar agradando você também...

Você-é-doente.

O positivo continuaria no comando do corpo e esperaria as ultimas informações da moça que tratava dos pokemons, simplesmente se desligaria de sua mente até o ódio do negativo passar, o que poderia demorar um pouco, mas não só teria que controlar um escândalo dentro de sua mente, mas também fora, afinal lembrava da dor da tatuagem e começava a suar um pouco, mas mantinha o sorriso tremido e o olhar gentil para a moça enquanto tentava aguentar a dor causada pela marca em sua pele.
Killer
Killer


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Ayzen em Ter 19 Ago 2014, 15:26

Off: Segundo o novo Evento, recebe 2 pontos por ter postado antes de 12h ^^

A dor que a tatuagem lhe causara ainda ficava marcado na pele. Aquilo parecia perpetuasse mesmo quando o jovem se encontrava na sala da cadete mais alegre. Diferente de Thompson e da maioria, aquela parecia bem animada com o seu trabalho. Sorria para tudo e se orgulhava da sua sala e dos Pokémon que estavam ali, todos se divertindo. Um Taillow voava baixo, forçando Killer desviasse dele e assim o jovem gladiador analisava as suas possíveis escolhas. Não tendo muito o que fazer, Killer chegava a parte final do teste: escolher o seu parceiro de viagem.

Os diversos Pokémon que estavam ali fascinavam o rapaz, principalmente o positivo, que via um por um e queria todos para ali. A forma com que Killer olhava para os Pokémon deixava a cadete feliz, por encontrar um gladiador que parecesse cuidar bem dos Pokémon que ela cuidava, mal sabendo ela da dupla personalidade que ele detinha. Killer parecia querer levar todos consigo, mas sabia bem que apenas um poderia sair dali com ele. A escolha do Pokémon era primordial na vida de um Gladiador. O rapaz teria que pensar bem.

Dentre todos ali, um chamava a atenção do rapaz. Um Treecko meio solitário parecia ser a escolha do positivo e quando menos esperava, lá estava ele apontando para o pequeno e assim a cadete ia até o Pokémon. Sem acreditar, o negativo começava a mostrar toda a sua fúria para o positivo, que teve que desligar a sua conexão para poder ouvir a resposta da cadete, pois senão, o negativo não pararia até que o positivo desistisse. A cadete ia até o Pokémon e o pegava no colo. O Pokémon era visto pelos outros que outrora brincavam e assim todos pareciam dá um adeus ao Pokémon, que por vergonha, se escondia entre os braços da mulher.

- Esse aqui é um ótimo Pokémon. E também é muito fiel ao seu mestre, não é, garoto? – dizia a mulher pegando Treecko.

A cadete ia até a mesa e assim pegava uma das Pokéball e recolhia o Pokémon lagarto verde, que apenas dava uma última olhada para Killer, o seu novo mestre, antes e adentrar na esfera bicolor. Assim, a cadete entregava a Pokéball ao rapaz e com um sorriso, parabenizava-o.

- Meus parabéns por ter passado no teste! Agora, pode levar o seu Pokémon.

Print do Sorteio
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Killer em Ter 19 Ago 2014, 16:19

OFF : yay \O3O/ Make it rain!

Eram poucos os momentos que conseguia observar seu novo companheiro de viagem, a mulher vinha com ele em seus braços, os outros pokemons se despediam, era claro ver a cumplicidade dos pokemons ali, mas o Treecko parecia se esconder em meio aos braços da moça, parecia que ele era um pokemon tímido, mas tinha confiança nas palavras da moça, sabia que ele seria um bom companheiro em sua aventura.

Antes que entrassem na Pokéball, o Treecko dava uma olhada para Killer, que retribuía com um leve sorriso, queria que o pequeno se sentisse a vontade. O rapaz então era parabenizado pela Cadete que parecia feliz por entregar o pokemon para Killer :


Obrigado. Eu sei que eu pareço um pouco estranho, mas garanto que tudo vai ficar bem com esse pequeno aqui. Cuidarei dele com minha vida.   – Apesar do negativo não concordar de primeira vista com a escolha, aquelas palavras também significavam sua decisão, cuidaria bem daquele pequeno, tentaria se controlar o máximo com ele, afinal, não via mal nos pokemons, o mal vinha de dentro das pessoas, ele mais do que ninguém sabia isso, o pequeno era inocente demais para que o negativo conseguisse manter ódio por muito tempo .

O rapaz segurava a Pokéball, olhando diretamente para ela, tentava ver ali seu futuro, o primeiro passo finalmente havia sido dado em direção a sua redenção e a conclusão de seu sonho, agora eram três, pelo que parecia, um era gentil, um ignorante e agora um tímido, mas era tudo primeira vista, ainda teriam muito tempo para se conhecer.

O rapaz acenaria para a mulher com a cabeça e então deixaria a sala, ao sair colocaria sua jaqueta e seu cap, mas deixaria a jaqueta aberta e o cap bem colocado, era um pouco dos dois no corpo, o melhor de cada um, o rapaz começaria a dar passos vagarosos, mantinha uma postura firme e reta e um sorriso tímido em seu rosto, olhava para aquela Pokéball com tanta preocupação e com tanto carinho apesar de ter conseguido aquele pequeno agora, ele caminhava sem nem se preocupar com o tempo, queria aproveitar aqueles primeiros segundos de calmaria.

Ao passar pela recepção, pararia em frente a escada, tentando encontrar Malia de alguma forma, observaria a porta, estava preocupado com a moça, mas sabia que era tarefa dela concluir o teste, ele confiava nela apesar de saber que a moça não era a pessoa mais imponente do mundo, o rapaz andaria porta a fora do edifício, parando um pouco mais a frente da entrada e segurando sua dog tag com uma das mãos enquanto olhava para a Pokéball, nesse momento o mundo na cabeça de Killer se transformava apenas em um borrão preto, simplesmente nada além de dois corpos parados no vazio observando algo em comum :


Bom... Parece que a gente conseguiu, Manso.

Contra todas as expectativas, sim, hahaha!

Então somos gladiadores né? Escória finalmente? HAHA!

Creio eu que já esta tudo certo. Até essa marca que ainda não parou de doer... Que ideia é essa de marcar as pessoas?

Há! Eu gosto! É imponente!

O rapaz sairia com um leve sorriso no rosto e a sombra do cap escondendo seus olhos, saindo sem olhar para trás, apenas começando a andar em direção ao nada, não sabia exatamente para onde ir, nem o que fazer, mas não ligava, o que importava é que tudo tinha começado, e começado bem, conheceu uma pessoa extremamente gentil, conheceu a famosa capitã, conheceu de perto seu temido Persian, e conheceu seu primeiro parceiro, muito mais viria pela frente, era tudo o que passava em sua mente, o caminho para sua redenção estava apenas começando, logo poderia voltar de cabeça erguida para sua família e quem sabe ensinar seu treecko a manter sua cabeça erguida, não sabia o que viria a frente, mas é ai que estava a diversão.
Killer
Killer


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Ayzen em Qua 20 Ago 2014, 13:12

Off: +2 pontos \o/

Um dia puxado! Depois de conhecer uma ótima pessoa, com um nobre sonho. Depois de conhecer uma capitã imponente, que embora gestante, continuava dura e cruel em sua avaliação. Depois de conhecer uma gata esperta, que percebera no primeiro piscar de olhos algo errado. Depois de conhecer um velho louco, com sua “furadeira”. Depois de conhecer a mais carinhosa e amável dos cadetes, agora, Killer tinha o prazer de conhecer o seu novo amiguinho. Um Pokémon do tipo Grass, que parecia muito tímido, mas junto com os Killers, poderia se tornar um dos mais poderosos Pokémon de Shinki. Tudo era questão de tempo.

O jovem gladiador olhava abobado para a esfera em suas mãos. Garantia para a mulher contente que ele cuidaria bem do novo Pokémon e para isso ele teria que usar de tudo o que tinha para estabelecer uma boa ligação com o Pokémon, que já tinha problemas sociais. Killer parecia muito feliz com tudo o que havia feito no dia. Havia conseguido dá o seu primeiro passo em busca de seu sonho. Retornar para casa seria mais fácil agora. O rapaz teria, ainda, um longo percurso pela frente. Diante disso, um sorriso tímido e uma pose impecável saia da sala em direção à saída do prédio.

Apesar de se importar com Malia, a psiquiatra, o jovem sabia que ela estaria em um difícil momento, mas sobressairia. Era visivelmente inteligente e como uma profissional psicológica, poderá sair do teste de Angélica. Talvez, o único teste difícil seria a tatuagem, mas logo passaria. Por falar nela, agora, apesar de ainda doer, a intensidade era menor. Determinado a abraçar o que se seguiria pela frente, Killer e suas personalidades antagônicas saiam da Academia em direção às ruas de Nyender City, a capital. O frio reinava ali fora, e umas gotículas de chuva eram sentidas pelo rapaz. O que esse mundo guardaria para o agora Vigarista?


Foi um prazer te narrar, espero que tenha gostado ^^
:: + pontos no Cartão. Ficha atualizada ::
Quando for mudado de grupo, pode criar o seu tópico nas ruas de Nyender city
Ayzen
Ayzen


Voltar ao Topo Ir em baixo

O Teste - Um louco em Nyender city - Página 2 Empty Re: O Teste - Um louco em Nyender city

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum