Pokémon Shinki Adventures RPG
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

4 participantes

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Susana_fire Dom 24 Maio 2015, 20:35

off: o post curto tbm x.x



Ainda bem desconfortável ali, ainda mais com a conversa indo um pouco para pokemon sacrificados, assisti a batalha começar com movimentos rápidos e com o retorno do Noctowl. O sol já estava brilhando forte em cima de nossas cabeças, resultado do primeiro ataque de Bulbasaur, mas logo Drapion emitiu um brilho muito forte, que me impediu de ver quase tudo o que aconteceu, só restando imaginar e prestar muita atenção no que conseguia ouvir.

Passei um tempo esfregando os olhos, então eles ainda estavam ardendo e eu ainda estava vendo um pouco embaçado quando uma luz forte indicou que Bulbasaur havia usado Solarbeam, aparentemente certeiro.....em alguma coisa. Os ataques que vi eram poderosos, o que me deixava um pouco nervosa, ainda mais vendo que mesmo com todo aquele poder, nenhum dos outro quatro pokemon havia perdido. Não sabia se Bulbasaur sentia o mesmo, mas eu me sentia invadindo uma batalha completamente fora do meu nível.

- Muito bem Bulbasaur, continue com SolarBeam no Floatzel, mas só quando ele estiver com a guarda baixa. Enquanto isso fique atento para usar Protect para impedir qualquer ataque. - Comandei um pouco temerosa, pois apesar de não gostar, não tinha como negar que o que ele dizia sobre só precisar de um ataque para se livrar de Bulbasaur poderia ser a pura verdade.

Susana_fire
Susana_fire


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Alice Dom 24 Maio 2015, 21:29

Morfeu's POV

A luta não está tão terrível, embora não me agrade ver que ele ficou forte em pouco tempo... No entanto não é com Drapion e Floatzel que estou preocupado. O Kadabra dele ainda não reapareceu e ele está tranquilo demais. Temo pela minha senhora e ficar procurando de onde ele tentará atacá-la me distrai.

Apesar de tudo, não posso também me distrair da batalha. Bubble irá continuar voando ao redor de Drapion, tentando ficar fora de seu alcance e usando sua audição sensível para subir mais alto quando necessário. Dessa forma ele não precisa abrir os olhos e o Flash não lhe afetará. Ele pretende desviar e atacar com Echoed Voice o Drapion.

Eu penso sobre a questão e acho que tenho a melhor estratégia. Fico de olho e, quando Bulbasaur enviar seu Solarbeam, vou fortalecê-lo e guiá-lo com meu Psychic, para que pareça ir em direção ao Floatzel e, quando o Floatzel erguer seu Protect, desviarei o ataque contra o Drapion. Floatzel ficará surpreso e depois que seu Ice Beam colidir contra a barreira de Bulbasaur, lanço um Focus Blast com toda força que tenho.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Érica Ter 26 Maio 2015, 16:32

A ruiva sentia-se desconfortável ali, desconforto que crescia com o assunto se dirigindo para sacrifícios, mas ainda se mantinha perto de Alice apesar de tudo. Enquanto isso, embora a luta não estivesse tão ruim, o psíquico ficava desgostoso ao ver o quanto o homem se fortaleceu.

Susana se preocupava, entrando em uma batalha que estava longe de seu nível, temerosa com a possibilidade de ser preciso apenas um ataque certeiro para seu Pokémon cair. Morfeu e Bubble temiam o momento em que Kadabra poderia reaparecer e atacar sua senhora.

Novamente o brilho intenso surgia, dificultando a visão de todos, mas a coruja começava a se guiar pela audição, não sendo tão afetado. Rodeando o escorpião bicho-papão, que tentou atacar com Thunder Fang, mas a coruja se mantinha afastada o suficiente e atacar com Echoed Voice. O golpe foi o suficiente para quase nocautear Drapion, mas o Pokémon Dark ainda se mantinha em campo.

Enquanto isso, Bulbasaur utilizava Solarbeam, que logo era envolvido pelo Psychic, se fortalecendo. Vendo o movimento se aproximando, a Pokémon Water ergueu sua barreira protetora, mas Morfeu surpreendeu tanto a doninha do mar quanto o Pokémon bulbo e sua mestra, quando redirecionou o golpe para Drapion e o nocauteava.

Vendo o parceiro caído no chão, Floatzel mirou Morfeu com desagrado, usando Ice Beam. A velocidade da Pokémon novamente prejudicando o psíquico, sendo atingido e ficando com o ombro parcialmente prejudicado, mas não foi isso que mais preocupou Hypno. A Pokémon e Eduard sorriam.

Repentinamente, Bubble gritou para Bulbasaur, que apesar de confuso, ergueu Protect. Susana mirou confusa, quando sentiu o chão tremer e viu um buraco surgindo bem abaixo dos pés de sua prima, que estava dentro do Protect também. A queda impedida pela barreira protetora, mirando o Excadrill irritado. O Pokémon subterrâneo atacava a barreira, demonstrando mais poder que os outros dois e forçando o Pokémon Grass a manter o Protect erguido. Vulpix rosnou para o Pokémon Steel, enquanto que furioso, Morfeu usou Focus Blast contra Floatzel, a nocauteando.

Eduard perdeu o sorriso, parecendo agora mais irritado, lançando outras duas esferas para o alto.

-Vocês duas ainda não estão prontas, mas vamos ver o que fazem...


Hora da Batalha
Condições da batalha: Ruas de Chermont. Sol, brisa suave. Rua sem movimento e sem carros. Poste de luz e latas de lixo por perto. Um hidrante e semáforo. Sem árvores. Sunny Day (4 turnos)

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 97
Hypno/Morfeu
Lv.29
Trait: Insomnia
43%, Status: -2 Acc
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 95gr5z9
Bulbasaur/Apelido
Lv.09
Trait: Overgrow
100%, Status: -2 Acc
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 164
Noctowl/Bubble
Lv.31
Trait: Tinted Lens
80%, Status: +2 Speed, Taunt (4 turnos), -1 Acc
Vs.
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 530
Excadrill/Apelido
Lv.36
Trait: Sand Force
100%, Status: Normal
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 25f
Pikachu/Apelido
Lv.26
Trait: Static
100%, Status: Normal
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 12f
Butterfree/Apelido
Lv.26
Trait: Compoundeyes
100%, Status: Normal
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Susana_fire Qui 28 Maio 2015, 01:06

off: sorry o post ruim x.x muito sono  Sleep



Com os olhos ainda irritados, fechei eles assim que descobri quando Flash iria ser usado de novo, mas por medo, acabei demorando demais para reabri-los, então acabei perdendo um pouco da batalha. Logo depois que voltei a prestar atenção na batalha, Bulbasaur lançou seu ataque, que foi direto em Floatzel, mas assim que protect surgiu, o solarbeam simplesmente mudou de direção e nocauteou o Drapion, deixando eu e Bulbasaur sem saber bem o que pensar.

Primeiro pensei em perguntar se tinha sido Bulbasaur, talvez descobrindo uma nova capacidade de controlar bem seus ataques, mas logo me lembrei que tinha feito algo parecido no dia anterior, usando o Psychic da Umbrein, então imaginei que fosse algo do gênero que tivesse acontecido ali. Fiquei feliz por ter ajudado a acabar com um dos pokemon adversários e assim que um Ice Beam pareceu só conseguir irritar o Drowzee (ou talvez tenha realmente machucado, era difícil dizer quando eu nem conseguia ver direito esse pokemon que eu só queria distância assim que possível), imaginei que só mais um ataque fosse o bastante para acabar com aquele aquático, então fiquei confusa quando vi Eduard sorrindo.

Não ficou mais fácil de entender quando Bulbasaur usou Protect sem nenhum motivo aparente. Só comecei a entender tudo quando senti o chão tremer um pouco e assim que olhei para baixo, só um buraco enorme, com um Excadrill nos encarando, um pouco antes de começar a atacar com todas as forças o protect, quase me fazendo cair sentada com o impacto do ataque atingindo a barreira. Me arrepiei inteira só de imaginar o que aconteceria se Protect falhasse bem naquele momento, mas esse pensamento só durou o tempo que a Pikachu demorou para sair da pokeball. Assim que a vi quase não notei a Butterfree e quase esqueci do Excadrill embaixo de nós, só querendo que a pokemon sumisse logo dali.

- Bulbasaur mande a Pikachu pra longe com SolarBeam! Se precisar use Protect, mas se não precisar fique atento para usar SolarBeam ou Power Whip em qualquer um que atacar. - Ordenei voltando a me encolher para que a Pikachu não me visse e que eu não visse também, torcendo muito para que não acontecesse outro ataque como aquele. Em minhas mãos mantive a pokeball que peguei na estação de trem, pronta para usá-la quando fosse necessário.

Susana_fire
Susana_fire


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Alice Sab 30 Maio 2015, 12:48

Morfeu's POV

Ira era uma palavra que me descreveria bem nesse exato segundo... Floatzel caía, Drapion caía, Pikachu e Butterfree surgiam em campo, meu ombro estava parcialmente congelado... E nada disso me importava. Eu só tinha olhos para o Excadrill que quase acertara minha Senhora.

Ira, pura e crua.

Sem pensar duas vezes, ergui minhas mãos com o Focus Blast armado e mandei Bulbasaur desfazer a barreira. Estava de costas para as outras duas pokémons, mas também não me importava com isso. Alice já havia caminhado para fora da margem do túnel e eu só pensava em lançar meu ataque para dentro daquele buraco e destruir com aquele ousado pokémon. Excadrill pagaria caro...

Bubble tentava me dizer que mergulharia com toda sua velocidade, para tentar prender Butterfree no chão e nocauteá-la com o Echoed Voice, dois se fosse necessário. Porém não prestei atenção nisso. Nem sei dizer de que altura ele pretendia mergulhar. Eu só queria o Excadrill e, depois dele, segurar minha Alice atrás de mim e atacar Eduard com Psychic. Dessa vez ele não sairia ileso e, com o treinador meu prisioneiro, o Kadabra seria forçado a aparecer. Não pretendo deixá-los fugir uma segunda vez!
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Érica Dom 31 Maio 2015, 18:13

Diversas coisas ocorriam ao mesmo tempo, se fazendo difícil prestar atenção em todas elas e acompanhar cada detalhe da batalha.

Bulbasaur desfazia a barreira bem na hora em que Morfeu lançava Focus Blast, atingindo um dano critico em Excadrill. Ao mesmo tempo, Bubble mergulhava contra Butterfree e Bulbasaur lançava seu Solarbeam. Os dois Echoed Voice, lançados tão perto, causavam danos críticos e nocauteavam a borboleta. Pikachu desviava por pouco, sendo atingida de raspão pelo Solarbeam, erguendo uma bandeira branca e se rendendo. Morfeu usava Psychic, mas uma barreira protetora impedia o ataque. Um Alakazam surgia próximo de Eduard, que estava com olhar insatisfeito.

-Primeiro Ísis a alerta, agora Bulbasaur com Protect... Assim fica difícil capturá-la...

O homem comentava, parecendo desanimado. O Pokémon psíquico mirando a dupla e o seu mestre, aguardando alguma ordem.

-Bom, vamos nos despedir, por enquanto. Até outro dia senhoritas.

Após terminar de falar, Alakazam usava Teleport, sumindo junto com seu senhor. No local, Pikachu mirava confusa e sem saber para onde ir, ainda segurando sua bandeira branca. Bubble permanecia com a borboleta entre suas garras e Excadrill estava preso dentro do buraco, totalmente inconsciente. Drapion e Floatzel haviam sido retornados pelo homem, sendo levados junto com ele.

A fuga do homem irritava Morfeu e Bubble. A presença da Pikachu despertava medo em Susana, mas um brilho forte atraia a atenção de todos. Bulbasaur brilhava fortemente, o corpo crescendo e alterando, um botão de flor brotando antes havia o bulbo. O Pokémon de Susana havia evoluído para Ivysaur!


Hora da Batalha
Condições da batalha: Ruas de Chermont. Sol, brisa suave. Rua sem movimento e sem carros. Poste de luz e latas de lixo por perto. Um hidrante e semáforo. Sem árvores. Sunny Day (4 turnos)

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 97
Hypno/Morfeu
Lv.29
Trait: Insomnia
43%, Status: -2 Acc
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 95gr5z9
Bulbasaur/Apelido
Lv.09
Trait: Overgrow
100%, Status: -2 Acc
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 164
Noctowl/Bubble
Lv.31
Trait: Tinted Lens
80%, Status: +2 Speed, Taunt (4 turnos), -1 Acc
Vs.
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 530
Excadrill/Apelido
Lv.36
Trait: Sand Force
Fainted
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 25f
Pikachu/Apelido
Lv.26
Trait: Static
Desistiu
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 12f
Butterfree/Apelido
Lv.26
Trait: Compoundeyes
Fainted

Hora da Exp!

Morfeu ganhou 15015 de Exp.
Foi para o nível 38.
Pode aprender Psych Up e Synchronoise, mas já possui o limite de golpes. Deseja que ele esqueça algum movimento para aprender Psych Up e/ou Synchronoise?

Bubble ganhou 11550 de Exp.
Foi para nível 38.
Pode aprender Take Down e Air Slash, mas já possui o limite de golpes. Deseja que ele esqueça algum movimento para aprender Take Down e/ou Air Slash?

Bulbasaur ganhou 15015 de Exp.
Foi para nível 28.
Pode aprender Poisonpowder, Sleep Powder, Take Down, Razor Leaf, Sweet Scent, Growth e Double-edge, mas já possui o limite de golpes. Deseja que ele esqueça algum movimento para aprender algum deles?
Evoluiu!
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 2
Ganhou +1 ponto em Ataque, +1 ponto em Especial Defesa e +1 ponto em Velocidade.
Gostaria de alterar a personalidade?

Hora da Exp dos Parceiros!

Charmander ganhou 5198 de Exp.
Foi para o nível 19.
Aprendeu Leer, Dragon Rage e Scary Face.
Evoluiu!
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 5
Ganhou +1 ponto em Ataque e +1 ponto em Velocidade.
Gostaria de alterar a personalidade?

Lax ganhou 6757 de Exp.
Foi para o nível 36.
Aprendeu Swallow.
Pode aprender Body Slam, mas já possui o limite de golpes. Quer que ele esqueça algum ataque para aprender Body Slam?

Mandy ganhou 5198 de Exp.
Foi para o nível 31.
Aprendeu Calm Mind.
Evoluiu!
Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 282
Ganhou +1 ponto em Ataque, +1 ponto em Defesa, +2 pontos em Especial Ataque, +2 pontos em Especial Defesa e +2 pontos em Velocidade.
Gostaria de alterar a personalidade?

Daiki ganhou 5198 de Exp.
Foi para o nível 24.
Aprendeu Reversal e Fire Fang.
Pode aprender Take Down, mas já possui o limite de golpes. Quer que ele esqueça algum movimento para aprender Take Down?

Shinji ganhou 5198 de Exp.
Foi para o nível 35.
Pode aprender Moonlight, mas já possui o limite de golpes. Quer que ele esqueça algum movimento para aprender Moonlight?

Chantal ganhou 5198 de Exp.
Foi para o nível 30.
Pode aprender Dynamicpunch, mas já possui o limite de golpes. Quer que ele esqueça algum movimento para aprender Dynamicpunch?

Roy ganhou 5198 de Exp.
Foi para o nível 32.
Pode aprender Dragon Dance, mas já possui o limite de golpes. Quer que ele esqueça algum movimento para aprender Dragon Dance?

+2500Pk$ para Susana
+5000Pk$ para Alice
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Susana_fire Seg 01 Jun 2015, 23:48

off: depois mando a personalidade por MP \o/
off: Sleep Powder, Poisonpowder, Sweet Scent no lugar de Tackle (Ivysaur só ta com seis ataques ^^)



Assim que a barreira de Bulbasaur começou a sumir, pulei para um ponto do chão que esperava que estivesse bem firma e fiquei vendo aquela batalha continuar. Pulei para mais longe quando vi o pokemon de Alice avançar contra o Excadrill, mas concentrei mais em ver Noctowl descendo a toda velocidade, enquanto Bulbasaur lançava mais uma vez seu Solarbeam, que ia em direção da Pikachu.

Me arrepiei inteira quando vi a ratinha amarela conseguir desviar com o ataque, sofrendo muito pouco com o ataque, mas logo levantando uma bandeirinha branca de rendição. Não confiei, já imaginando que ela ainda acabaria aprontando alguma coisa, mas com Excadrill nocauteado e Butterfree também sem forças para continuar, o homem voltou a chamar minha atenção, parecendo estar apenas decepcionado com o resultado da batalha.

Senti muita vontade de voltar a me esconder atrás da Alice de novo quando um grande Alakazam surgiu, parecendo bloquear um ataque ou qualquer tentativa de atingir seu mestre com um grande protect. Quando eles sumiram, ainda fiquei um tempo olhando para onde ele estava, depois para a Butterfree, que quase sumia embaixo das garras do noctowl e para os outros pokemon abandonados ali. Estava prestes a comentar como aquilo tinha sido estranho, quando um brilho chamou minha atenção.

Enquanto guardava a pokeball vermelha de volta no meu bolso, fiquei olhando espantada Bulbasaur brilhar e quase dobrar de tamanho, enquanto o bulbo em suas costas parecia se abrir levemente. Quando o brilho sumiu, Ivysaur surgiu, parecendo um pouco confuso, mas feliz e orgulhoso, principalmente quando viu que tinha crescido e se sentia muito mais forte do que antes.

- Bulba.. quer dizer, Ivysaur isso é incrível. Você foi incrível! - Falei me abaixando para abraçar meu não-mais-tão-pequeno pokemon inicial, muito feliz por ele ter conseguido se dar tão bem naquela batalha difícil e ainda por cima evoluiu! Enquanto parabenizava Ivysaur, não conseguia deixar de espiar Pikachu, Butterfree, Excadrill e Alice, curiosa para saber o que aconteceria agora

Susana_fire
Susana_fire


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Alice Qua 03 Jun 2015, 14:16

Bubble's POV

Sinto o corpo pequeno de Butterfree entre minhas garras. Ela ainda está viva e eu sei que seria tão fácil mudar isso... A vontade de acabar com essa condição é que acho estranha... A Pikachu ainda está com sua bandeira branca, tentando entender o que houve e porquê seu treinador a teria deixado para trás, enquanto Morfeu esbraveja com palavras que até me fazem esquecer da Butterfree.

Ele aprendeu comigo.

Olho para Melissa e, por mais que não queira, sou obrigado a concordar com ela. Morfeu foi um bom aluno nesse quesito... Mas imagino que ele não vá se lembrar disso depois. Por outro lado, nunca vi ele tão furioso...

Quando o Bulbasaur evolui para Ivysaur, a coisa fica mais feia ainda. Já não bastava o Morfeu mais desbocado, Melissa começa a inovar no quesito ofender alguém. No meio dos palavrões percebo que ela está considerando a evolução uma afronta e uma provocação, só mais uma tentativa de tentar humilhar ela pelo seu tamanho diminuto.

Ai, meu Senhor Giratina, o que eu fiz pra merecer isso?

Alice chama minha atenção quando se aproxima da Pikachu que havia largado a bandeira branca para bater palmas para Ivysaur, parabenizando o pokémon por ter evoluído. A roedora para e a mira, ainda sem entender muito o que está acontecendo.

- Você agora é minha. - Ok, entendi o recado patroa. Já que Morfeu está esbravejando, uso o Psychic e as três pokébolas vazias de Alice flutuam, cada uma voa em direção a um dos pokémons: Pikachu, Butterfree e Excadrill.

Por que você fez isso? - Morfeu me questiona, muito levemente irritado.
Foi a Alice quem mandou! - Tento apaziguar o senhor nervosinho.
E o que ela iria querer com esses inúteis? São Pokémons daquele cara infeliz e **************
E eu vou saber? Talvez ela queira fazer o que fez com a Quilava, ou talvez queira sacrificar. Ou você prefere mandar eles de volta pro carinha lá?

E vitória! Fiz o Morfeu perder a fala. Gente eu queria ter um diário agora só pra escrever isso. Melissa ainda está pulando na frente do Ivysaur, como um brinquedo de cordas enfurecido, mas sem atacar. Acho que ela entendeu que Alice não quer que a prima ou os pokémons da prima sejam atacados. Bom pra ela... Se vamos escolher uma área para sacrificar algum desses, não é bom dar motivos para virar uma das oferendas...

- Morfeu, Melissa, voltem. - Alice manda sem nem tocar nas pokébolas. Morfeu fica com olhar triste, Melissa só vira de costas e levanta as caudas (todas elas) na frente do Ivysaur. E os dois somem em direção suas pokébolas. - Você vem?

Minha Senhora (engole essa Morfeu, sem você aqui eu é que chamo ela assim!) pergunta para a prima dela, subindo em minhas costas. Só nesse momento percebo que terei de carregar duas pessoas e penso: qualé... acabei de sair de uma batalha, não perceberam não? Mas não reclamo. Imagino que não seja para muito longe. Tenho a vaga sensação de ter visto um lugar perto da saída para a rota 18 que acho que Alice irá gostar. E eu amo esses olhos que Arceus me deu. Me economizam muito trabalho de busca.



off:
Morfeu: não ensinar nada
Bubble: Air Slash no lugar de Peck.
Lax: Body Slam no lugar do Swallow
Mandy: mando a personalidade depois o/
Daiki: Take Dow no lugar de Ember
Shinji: Moonlight no lugar de Assurance
Chantal: Dynamicpunch no lugar de Rollout
Roy: Dragon Dance no lugar de Leer
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Érica Qua 03 Jun 2015, 21:07

Off: golpes atualizados ^^ só falta as personalidades \o




Susana temia os seres amarelados, estranhando a situação, mas logo esquecia de tudo, concentrando-se em seu Pokémon. Abraçava seu inicial, o elogiando, embora ainda atenta ao seu redor, observando o que sua prima faria a seguir. Enquanto isso, Bubble ficava surpreso com o linguajar de seu companheiro de time e Melissa acreditava que a evolução de Ivysaur era, acima de tudo, uma provocação. A roedora elétrica parabenizava Ivysaur por sua evolução, tornando a cena um tanto estranha.

Alice pegava a Pikachu para si, pegando também a borboleta desmaiada e o grande Excadrill. Susana ficava aliviada, sem ter que ver mais a Pokémon amarela, embora a razão das esferas terem funcionado fosse um mistério. Talvez o dono já imaginasse a morte do trio e já tivesse se livrado das esferas, talvez se quebrado de alguma forma durante o combate ou a fuga, era algo difícil de saber.

A religiosa retornava seus Pokémon, menos a grande coruja, montando num nada feliz Bubble, perguntando se Susana a acompanharia. Bubble recordava de um lugar e Ivysaur ainda não estava feliz com a situação.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Susana_fire Qui 04 Jun 2015, 01:51

off: assim que der eu mando @.@



Ivysaur ainda estava feliz com sua evolução, mas logo olhou para os pokemon de Alice, principalmente para o Drowzee, que parecia estar praguejando ou simplesmente falando um longo discurso para si mesmo, o que só me deixava ainda menos a vontade com aquele pokemon... Enquanto eu ainda tentava entender a ideia do homem que simplesmente abandonou todos aqueles pokemon simplesmente por ter perdido a batalha, quando vi o Noctwol usar algum ataque para pegar três pokeballs e as usar para capturar os pokemon abandonados.

Ver eles serem capturados só confirmava que o cara realmente tinha abandonado aqueles pokemon, tendo o cuidado de destruir a pokeballs, mas isso não me ajudava a entender porque Alice queria eles, principalmente mais um pokemon amarelo. Só de imaginar aquela pikachu na minha equipe, voltei a me arrepiar por completo, o que só passou quando tive um breve momento sonhando com apresentações ou simplesmente conviver com uma Butterfree. Alice e eu adorávamos procurar Butterfrees em Seimei forest e essa era a única pokemon que eu entendia bem o motivo de Alice a querer.

Enquanto passava a mão na flor nas costas de Ivysaur, ainda sonhando um pouco em como poderia conseguir uma Butterfee para mim algum dia, vi Alice retornar quase todos os pokemon, o que me deixou aliviada, mas assim que ela montou em Noctowl w me chamou para dar uma volta, tive que me conter muito para não soltar um gritinho de alegria. Sair voando por Chermont em um pokemon extinto? precisava mesmo perguntar se eu queria ir?

- Ivysaur descanse um pouco, quando der eu te tiro da pokeball de novo. - Falei não me surpreendendo nem um pouco quando notei que Ivysaur não estava gostando muito da ideia, mas como também não ficava nem um pouco animada em voar, ele aceitou entrar na pokeball e eu logo me esforço um pouco para subir nas costas do noctowl, só naquele momento comecei a pensar: em que lugar eu tinha que me segurar mesmo para não cair?

Susana_fire
Susana_fire


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Alice Sab 06 Jun 2015, 19:59

Bubble's POV

Bem... Vou ter que voar carregando as duas mesmo... Então, vamos nessa!

Quando sinto Susana subir em minhas costas, toda feliz, não perco mais do que um segundo para bater minhas asas. Ainda a escuto dar um pequeno grito de surpresa antes de se agarrar em Alice e eu só posso pensar: que bom que não foi em minhas penas.

São necessárias algumas boas batidas de asas para superar os prédios de Chermont, porém logo estamos quase tocando as nuvens. Atrás de nós, o sol se põe, porém eu sigo para o lado mais escuro, em direção à rota 18. Quase não há vento, mas mesmo assim o ar aqui em cima é mais gelado.

Não estou exatamente feliz e no melhor dos voos, afinal, carregar dois adultos não é tão simples. Porém consigo planar em silêncio, deixando que a ruiva possa admirar a cidade e acariciar as nuvens. Eu sei o quanto isso é maravilhoso, então não vou acelerar e tirar logo isso dela.

Quando avisto a saída para a rota 18, já imersa em escuridão, mergulho com velocidade, parando somente a poucos centímetros do chão. Só mais duas batidas de asas e um pouso suave. Perfeito hein. Nada mal mesmo.

Mantenho as asas abertas até que Alice e Susana desçam, para só então esticá-las e depois fechá-las. Uma esticada rápida e isso é bom demais. Chega a ser vergonhoso ver como minhas penas se arrepiam nessas espreguiçadas, mas por sorte elas voltam ao normal rápido.

Enquanto eu relaxo meus músculos, Alice analisa o ambiente, aparentando estar satisfeita com o que via. Sabia que ela iria gostar.

- Melissa, Nereu, preciso de vocês.

Ela chama com gentileza e isso me impressiona. Para variar, ela não toca em pokébola nenhuma, mas mesmo assim Nereu e Melissa surgem. Acho incrível ver como eles obedecem tão rapidamente, e prefiro fingir que eu também não faço isso, embora eu saiba que faço... Mas deixa quieto. Admitir que se é completamente submisso não é divertido para o ego. Pelo menos é isso que a Melissa diz e olha que ela obedece sem questionar... Depois preciso pedir pra Akane me explicar melhor essa história...

Com jatos de água e fogo, vejo Nereu e Melissa estourarem as lâmpadas dos postes mais próximos, fazendo que fiquemos na total escuridão. O lugar era afastado o suficiente para que ninguém chegasse perto, então Alice parece não ter pressa. Ela analisa a pedra sob seus pés com calma e só então lembro que ela desenha estrelas para os sacrifícios. Potencialmente problemático fazer isso em um chão feito de pedra pura...

     

E ela começa a cantar... Faz todo sentido... Cantar vai fazer uma estrela surgir no meio da pedra... Com toda a certeza...

Claro que levo um banho de água fria na minha quase ironia quando vejo Melissa usando seu Flamethrower. Quase perco a hora de usar o Psychic para impedir que as chamas atinjam Alice e só nesse momento, não sei como, mas sei o que preciso fazer. Rente ao chão, faço as chamas vermelhas queimarem a pedra e desenharem a negra estrela. Quando Melissa para, Nereu usa seu Water Gun e novamente tenho somente um segundo antes de refrigerar tudo e deixar a queimadura impressa no chão.

Sabe que ouvir Alice cantando no meio das chamas e da água, que dançavam por causa do meu Psychic, pode ser um pouco perturbador? Ainda mais pelo fato da voz dela estar tão doce e a letra ser um pouco assustadora...

Quando a estrela está formada, ela se afasta e lança a esfera, liberando o corpo de Excadrill no meio da estrela. A voz continua doce e, inesperadamente, ela pega Melissa no colo, carregando a pequena (que ela não escute isso) com uma única mão. Nereu criou pequenos pedestais de gelo com seu Ice Beam, delicados com aparência de flores. Sobre elas, eu acomodo diversas velas. Dez flores, dez velas e, com uma última labareda de fogo lançada por Mel, todas as velas se acendem quase ao mesmo tempo.

Susana está do meu lado, observando o cenário que era iluminado somente por Melissa, de uma forma ou de outra. Nereu caminha calmamente, se sentando do nosso lado  e ele não parece muito interessado no que está acontecendo.

Com somente uma mão, Alice arruma os braços do Excadrill e suas pernas. No final, ela chega a fazer uma carícia em seu rosto, enquanto o ergue somente para deixá-lo cair. A música tem som de oração e, apesar dela não falar as palavras tradicionais, as mesmas de toda oferenda, sei que ela canta para Giratina e para mais ninguém.

Em um momento a adaga estava na mão dela, deslizando com delicadeza pela pelagem do pokémon do caçador de recompensas. Ela olha diretamente para Melissa, erguendo o queixo da raposa com a lâmina negra e canta a olhando de forma muito fixa. Pouco antes de se calar por alguns instantes, a lâmina sai com velocidade do queixo da Mel e se enterra no peito de Excadrill, com muita precisão.

Ao meu lado, sinto Susana estremecer. Ela não me parece o tipo de pessoas acostumadas a esse tipo de cenário. Enquanto a lâmina sai lentamente da carne de Excadrill, passo uma asa por sobre os ombros da ruiva e Nereu boceja, mirando o relógio mais próximo, certamente preocupado com a novela.

Alice volta a cantar e assim ela fica, agora mirando as gotas de sangue deslizando pelo fio até se perderem no pelo do pokémon morto. Sob a única iluminação das velas, tudo fica lindamente mágico ou terrivelmente assustador, dependendo do ponto de vista. Assim como Alice, meus olhos se fixam no sangue e eu não consigo desviar. O líquido tão vermelho parece me chamar e uma nova fome, uma diferente de tudo que já senti me chama. Não é a primeira vez que sinto isso desde que evolui, mas ainda não consegui entender o que significava...

Finalizando, Alice desenha uma estrela no peito de Excadril, sem soltar Melissa, usando a adaga como um pincel e o sangue derramado como tinta. Quando termina, ela se ergue, virando as costas para o sacrifício. Sem que nenhum de nós fizesse nada, todas as velas se apagam ao mesmo tempo logo que ela abandona o círculo. Nereu limpa a lâmina com facilidade e Alice a guarda.

Como se não tivesse mais nada para fazer e sempre carregando Melissa, que não estava ferida, Alice começa a se afastar. Eu mantenho meus olhos sobre o corpo abatido. Sinto fome, mas sei que não devo tocá-lo. Ao meu lado, Susana também parecia estar com o olhar fixo, mas imagino que seja por outro motivo...


off: falei com a moon já. Se quiser narrar nossa passagem pela estação de trem agora, tudo bem XD
Susana vai retirar a Venusaurite que tá no nome dela.
Alice vai:
dar a butterfree pra Su, junto com o Egg que tá na estação, a TM Hail e as 3 pokébolas que também estão na estação.
A Grass Knot, a Incinerate, a Rock Smash, a Struggle Bug e o Chimchar vão pra Érica em Nyender, eu pago o envio. (valor: 280Pk$)
O resto que tá na estação ficam pra Alice XD
Colocar o Ekans (Midgar) e a Meowth (Odete) nos Slots de sacrifício temporariamente
Nome da Pikachu: Kin
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Érica Sab 06 Jun 2015, 20:46

Off: fichas serão atualizadas em breve @.@




Susana e Alice subiam nas costas da grande coruja, que começou a voar assim que ambas se acomodavam. A ruiva se segurava em sua prima, para alivio de Bubble, enquanto admirava a vista da cidade do alto e tocava nas nuvens. O céu estava com tons alaranjados e algumas estrelas já apareciam, dando ainda mais beleza para o momento, mas Bubble localizava um lugar que Alice poderia gostar, se direcionando para lá.

De volta ao solo, Susana entregava alguns petiscos para Noctowl, o agradecendo pelo passeio, antes de mirar a Giratinista que começava a cantar em meio as chamas e a água, ambos controlados pelo voador. As marcas negras no chão de pedra, formando a estrela que era rodeada por pedestais de gelo em forma de flores, portando velas que serviam de iluminação. O Pokémon subterrâneo era colocado no centro da estrela, sendo acomodado por Alice para, enfim, ter sua vida ceifada pela mulher.

A ruiva mirou o sangue, o choque presente na face, com Noctowl tentando confortá-la, embora o Pokémon mirasse o sangue fixamente também, confuso em relação a isso. As velas se apagavam repentinamente, se não fosse a lua, as estrelas e a iluminação da cidade, todos estariam na completa escuridão. Alice parecia não se importar, caminhando em direção a grande coruja e retornando tanto Melissa quanto Nereu, monstando mais uma vez em Bubble, para a não alegria do mesmo.

Susana ainda estava em choque, levando alguns segundos para processar tudo o que havia visto, antes de também montar em Bubble, para a extinção da alegria do mesmo. Noctowl novamente alcançou os céus, voando silenciosamente até pousar na frente da estação de trem. Alice entrava no local, sendo seguida por Susana, enquanto Bubble mirava o ponto de táxis com olhar brilhante.

No interior do local, Alice retiirava e enviava diversos itens. Susana era chamada por um dos atendentes, que avisava que possuía uma entrega, pagando para poder retirar o item e sendo surpreendinda quando sua prima lhe entregava uma Pokébola e um ovo, bem como alguns itens.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Susana_fire Dom 07 Jun 2015, 00:43

off: ok =3
off²: uhuuuuu, agora só preciso do mega ring e evoluir o Ivysaur \o/



Ainda estava tentando decidir exatamente onde poderia me segurar quando o Noctowl simplesmente levantou voo com uma simples batida de asas, o que me fez agarrar em Alice e não conseguir conter um grito, já me imaginando no chão, só olhando eles se afastarem. Demorei ainda alguns instantes para simplesmente conseguir tirar meu rosto do meio dos cabelos da Alice, mas assim que olhei em volta, não conseguia deixar de olhar os tons do por do sol colorindo aquela cidade cinzenta, que agora eu quase conseguia ver por completo.

Quase não sentia o frio enquanto tentava olhar para tudo ao mesmo tempo, me mantendo bem segura em Alice. Minha vontade de ter um grande pokemon voador só aumentou, assim como a curiosidade de como e onde a Ali tinha conseguido um pokemon tão belo, que era considerado extinto por todos os livros que eu já tinha lido. Estava esticando uma das mãos de novo, para tentar tocar nas nuvens, quando Noctowl simplesmente começou a descer, o que me fez agarrar de novo na cintura de Alice e acabar fechando os olhos para os cabelos dela não incomodassem tanto.

Sentindo minhas pernas um pouco bambas depois desse curto voo, que teve subidas e descidas rápidas demais para o meu gosto, parei um pouco para olhar em volta, enquanto dava alguns petiscos para o Noctowl, que merecia muito mais do que aquilo, por ter nos trazido tão rapidamente, mesmo tendo acabado de sair de uma batalha. Aquele não era o hotel e eu não conseguia nem ver se ele estava por perto, enquanto olhava em volta e quase conseguia ver o que deveria ser a saída para a rota 18, já que não era uma ponte que era o que todos diziam da rota 3 e nem um pouco parecida com a rota 2, que é basicamente igual a rota 1.

Ainda estava analisando o lugar, que era bem sombrio, quando dois flash de luz chamaram a minha atenção e tive a infelicidade de ver a pequena Vulpix de novo, me fazendo arrepiar, enquanto tentava me distrair com o Vaporeon. Ele era bonito demais naquele tom esverdeado, me fazendo pensar que assim como minha Umbreon, ele era único. Enquanto observava ele e a vulpix destruírem as poucas luzes que iluminavam aquele lugar, tentei não pensar em como tudo aquilo estava ficando sombrio, me focando em imaginar o que teria feito eevees evoluírem para pokemon com cores tão singulares, mas isso infelizmente não estava funcionando muito bem.

Mesmo vendo Noctowl controlando bem os ataques com psychic, um ataque que eu já estava aprendendo muito bem a adorar por tudo o que podia fazer, não conseguia deixar de ficar um pouco encolhida, apenas por garantia. Quando Alice simplesmente começou a cantar, com aquele estrela estranha queimada no chão, senti vontade de me afastar e ficar esperando no hotel, imaginando que aquilo era assuntos de giratinistas, mas a curiosidade de ver o que estava acontecendo e de ouvir aquela musica me mantiveram ainda do lado do Noctowl, apenas observando.

Era bem assustador ver Alice cantando tão calmamente uma musica tão assustadora, naquele beco assustador com fogo e água passando de um lado para o outro, mas eu só sentia arrepios fortes de medo quando a Vulpix passava perto demais, então continuei apenas observando, enquanto eles terminavam de arrumar tudo e Vaporeon se sentava ao meu lado, enquanto Alice liberava o Excandrill nocauteado. Parte de mim já imaginava o que estava acontecendo, mas ainda assim fique apenas observando.

Não sabendo se sentia mais arrepio daquela adaga preta, do que estava prestes a acontecer ou da Vulpix, que parecia brilhar naquele ambiente escura, prendi a respiração quando vi Alice apenas "brincando" com aquela lâmina. Quando o sacrifico aconteceu, aspirei um pouco mais de ar, mas só voltei a respirar mesmo quando Alice se afastou e finalmente guardou aquela lâmina. Não conseguia parar de olhar para o pobre Excandrill, que primeiro havia sido derrotado, depois simplesmente abandonado e agora isso..... não era justo....não mesmo.

Ainda olhando para o Excandrill, como se esperasse ver mais alguma coisa, mesmo não sabendo dizer ao certo o que era, voltei a subir nas costas do Noctowl, mas dessa vez fiquei apenas encarando as nuvens e as estrelas que já estavam aparecendo, sem realmente prestar atenção apreciar o segundo voo do dia. A aterrissagem foi um pouco mais tranquila e consegui descer com mais facilidade, só não entendo o que viemos fazer na estação de trem.

Não estava com muita vontade de entrar no meio daquela bagunça, mas como Alice já estava indo e ficar ali fora sozinha não era uma opção muito melhor, comecei a abrir espaço até alcançar de novo a Alice, que foi direto para o balcão de atendimento. No começo só passei o tempo observando as pessoas andando de um lado para o outro, mas assim que me chamaram, tive que ir ver tudo o que chegou para mi, além de algumas coisas que Alice simplesmente decidiu me dar.

- Ahn.... obrigada. - Falei guardando a pequena pedrinha, a pokeball e só parando para analisar um pouco o ovo, que não tinha nenhuma pista de que pokemon estava crescendo ali, terminei de arrumar tudo a tempo de não ficar apar trás, quando deixamos a delegacia. Parecendo já ser um costume, Alice já ia em direção de Noctowl, mas pessoalmente, achei que já estávamos abusando um pouco demais dele....

- É.. Alice, não é melhor irmos de Taxi agora? tem um ponto aqui do lado e eu posso pagar... - Comentei olhando do noctowl, para o ponto e depois para Alice, apenas esperando ela decidir o que preferia. Não podia negar que voar era bem mais divertido e barato, mas depois de uma batalha tão complicada, não achava uma boa ideia fazer Noctowl voar tanto carregando a gente.

Susana_fire
Susana_fire


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Alice Dom 07 Jun 2015, 14:38

Bubble's POV

Eu amo essa garota!

Em um impulso rápido, quando ela sugere o táxi, eu a abraço com minhas asas, quase a perdendo no meio de tantas penas. Alice parece mirar o céu, como se pensasse. Também não a culpo... Voar é a melhor coisa desse mundo. Porém ela logo cede e caminha em direção ao táxi. Eu rapidamente bato as asas e desapareço entre as nuvens, deixando para trás uma ruiva coberta de penas. É claro que não tiro os olhos de Alice, mesmo estando tão alto, mas a falta de peso é reconfortante.

Sozinho e literalmente com a cabeça nas nuvens, fico pensando em como contar para o Morfeu tudo o que foi feito. Excadrill foi sacrificado, Butterfree foi entregue para Susana, mas a Pikachu ainda está com a Alice. Fora os dois novatos que ainda não conheço... E fora o Egg que ela também deu pra Susana... Um bocadinho de coisas para contar...

Vejo que o táxi está se dirigindo para o Kazumi Hotel. É hora de retornar. Passamos só a tarde toda fora e de repente tenho medo do que Penélope aprontou... Sério, essa criança é uma ameaça quando está sozinha e em uma tarde o estrago pode ter sido feio...


off: compras que Penélope fez pelo telefone na loja de brinquedos de Chermont: cartuchos de jogo para o vídeo game portátil dela: Pokémon Art Academy, Donkey Kong, Mario Kart, Kirby e Detona Ralph.
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Érica Dom 07 Jun 2015, 15:14

Desejando ter um Pokémon voador grande para si, Susana imaginava onde a religiosa havia conseguido um considerado extinto em Shinki, a ruiva teve os pensamentos cortados de forma repentina, mirando o sacrifício que ocorrera diante de seus olhos. Primeiro reencontrou sua prima, descobriu que era uma Giratinista, depois uma procurada considerada perigosa, voou em um Pokémon extinto, assistiu a um sacrifício, depois foi para a estação tirar um item, recebeu outros de Alice, para depois pegar um táxi e voltar para o hotel, como se nada tivesse ocorrido.

A grande coruja acompanhava o movimento do carro, imaginando como iria contar tudo para Morfeu e temendo o estrago que Penélope poderia ter causado. A pequena gastadeira parecia não se importar com a quantidade de dinheiro alheio que gastava, mas nunca era repreendida, coisa que não ajudava.

Em frente ao hotel, Alice pagava o táxi e se retirava, sendo seguida por Susana. Nem uma única palavra era pronunciada, enquanto a dupla se dirigia para o quarto novamente. Antes de abrirem a porta, no entanto, a porta se abria e revelava uma Charmeleon, para o desespero da ruiva, Shiny, que acenava alegremente para a dupla e parecia avisar que ambas chegaram. Samantha logo chegava e cumprimentava a dupla.

-Vocês demoraram. Alice, chegou um cara dizendo que é seu noivo...

Bubble, que entrava pela janela, quase caiu ao ouvir o que a morena havia dito. O fato de Penélope chamar um homem de pai, reclamando que ele não jogava direito, não ajudava muito. Para "melhorar" mais ainda a situação, quando Susana e Alice entraram, o homem ergueu uma aliança para Alice.

-Esqueceu.

Após a única palavra, sem demonstrar qualquer sentimento, a religiosa pegava o anel e o colocava na mão esquerda, no anelar. Bubble praticamente caia de bico no chão ao ver a cena, realmente seria complicado explicar aquilo para Morfeu. A Stylist lembrava de seu pai brigando com seu tio, quando este sugeriu que a casasse com o noivo de Alice, quando a jovem entrou em coma, sendo surpreendida ao descobrir que, aparentemente, o noivado continuava de pé. Penélope esquecia o jogo e começava a querer tirar satisfações, claramente desgostosa em ficar de fora da conversa. Mandy, agora uma Gardevoir, tentava acalmar a criança. Ísis se mantinha em silêncio, um tanto desconfiada do noivo da religiosa.

NPC
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Susana_fire Dom 07 Jun 2015, 18:42



Com Noctowl já longe, voando alto demais para que eu o enxergasse e me sentindo como da ultima vez que pulei em um travesseiro velho de pensa, fazendo com que ele estourasse e espalhasse penas por todos os cantos do quarto, mas principalmente em mim, fui com Alice até o Taxi. Na hora pedi que nos levasse até o hotel Kazumi e como não houve qualquer objeção, o carro começou a "andar", enquanto eu começava a soltar as penas da minha roupa, para logo começar a tirar do meu cabelo antes que me chamassem de Pidgey ou qualquer coisa do gênero.

Ainda estava limpando a minha roupa quando chegamos e quase sai pelo teto de susto quando a agora Charmeleon da Samantha resolveu abrir a porta. Minha sorte foi de ter sido do lado da Alice, então pude sair pelo outro lado e pagar o taxista, antes de ir responder a qualquer pergunta. Era difícil não ficar olhando em como as garras daquela pokemon haviam crescido tanto, mas logo me distraí quando Samantha falou de um cara que se dizia noivo da Alice. Não podia ser ele....... podia?

Prometendo explicar depois, quando vi Samantha me observar e tirar uma pluma da minha franja,logo voltamos ao hotel, não parando até chegar de volta ao quarto da Alice. Assim que entramos, Umbreon veio ao meu lado e começou a brincar com as penas e plumas que estavam na minha mão, roupas e cabelo, mas eu só olhei para quem estava jogando com a Penélope.

- Oi Kuzuki. - Falei passando por Alice, logo indo me sentar na cama, sendo acompanhada de perto por Samantha, que provavelmente não estava entendendo nada. Eu não quis falar nada, mas era incrível como ele parecia mais velho do que eu me lembrava, mas ao mesmo tempo, continuava igualmente sem ânimo e com poucas palavras. Esperar que ele ajudasse a esclarecer da onde Alice tinha conseguido uma filha era esperar demais, então fiquei apenas observando, preferindo não me envolver nesse noivado que meu pai tanto desaprovava.

Susana_fire
Susana_fire


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Alice Seg 08 Jun 2015, 23:43

Bubble's POV

E como se já não estivesse tudo confuso e complicado demais para explicar pro Morfeu, aparece um cara se denominando noivo da Alice... E se eu achei que meu bico não tinha como cair mais, percebi que estava errado quando a vi pegando a aliança como se não fosse nada demais e a colocando na mão.

Não que eu saiba muito bem o que isso significa, mas parece o tipo de coisa que Morfeu não vai gostar... E Nereu certamente não ajuda ao ficar fazendo corações de gelo ao redor deles...

- Você prometeu que não ia mais me deixar para trás... - Penélope reclama e eu não me lembro de Alice ter prometido algo assim, mas também não estou pensando direito... Estou indeciso entre ignorar todo esse caos e me jogar sobre minha linda bola vermelha ou continuar tentar formular uma explicação lógica e plausível para que Morfeu não tente matar todo mundo (principalmente o tal noivo...) - Eu já sou grande, posso ouvir as conversas importantes... - Penélope segue reclamando enquanto eu fico ainda mais preocupado depois que Akane me diz o que é um noivo para os humanos. Morfeu realmente não vai gostar...

E dane-se o Morfeu. Meus ouvidos estão zumbindo...

Rapidamente busco o motivo de Penélope ter gritado tão alto. A última coisa que tinha ouvido ela falar era que não se venderia por um presente (jogos novo sobre a cama, sejam ignorados) e logo depois ela berrava de felicidade. Quando a miro, ela está colocando um colar com uma pedra diferente no pescoço de Mandy e logo depois toca em uma pulseira muito esquisita. Nesse momento, Mandy brilha e parece que ganha um vestido mais cheio e Penélope grita de novo. Céus, nessas horas odeio a audição que Arceus me deu.

Ainda com os ouvidos zumbindo, vejo Penélope pegar várias pokébolas e soltar diversos dos Pokémons, como Melissa e meu pesadelo: Morfeu, além de um Ivysaur e um Snover.

Morfeu: O que está acontecendo aqui? Por que voltamos pro hotel? Quem é esse cara? De onde veio esse anel?

E cara, ele é rápido nas perguntas... E nem sei como ele já reparou no anel da Alice. Sinceramente, esse é o menor dos detalhes... Porém, antes que eu pudesse começar a me explicar, Penélope o empurra para o lado da Mandy (que só agora percebo que está com um lençol na cabeça e segurando um buquê de flores de plástico).

Observação pessoal: de onde vieram as flores?

Morfeu: Bubble, o que está acontecendo?

É a segunda vez que ele pergunta isso e eu já abro o bico pra responder, porém Penélope grita chamando a atenção de novo. Todos a olhamos e a vimos saindo da mochila do cara (ela coube lá dentro?) com um paletó. Sem nem pedir (pro cara ou pro Morfeu) ela enfiou o paletó no Morfeu e fez um laço no pescoço dele com uma gravata que ela retirou também da mochila do sujeito. Sei não... Mas a expressão "animada" dele não me leva a crer que pegar as coisas dele sem pedir seja uma boa ideia...

Arceus, por que não pulei na minha bola quando tive chance?

Morfeu chega a abrir a boca para reclamar de novo e eu sou o empurrado da vez. Penélope me alcança uma revista e eu me esforço por segurar ela com uma das minhas garras enquanto me equilibro na outra. Isso me lembra de quando eu era um Hoothoot...

A Umbreon e a Akane são empurradas para o lado de Mandy, enquanto Shinji e Nereu ficam do lado do Morfeu. Eu queria mesmo saber o que está acontecendo, porém Morfeu não precisava reclamar. De palavrões já bastavam os da Melissa, que só agora percebi que estava embaixo de um travesseiro que tinha dois pirulitos apoiados em anéis em cima. Sinceramente, eu só via as patas dela e isso devia estar irritando ela demais...

Shinji estava, literalmente, babando ao mirar Akane (que estava usando um dos vestidos da Alice, assim como a Umbreon e o Snover, que eu achei que era macho...). E desde quando Mandy chama Morfeu de querido? Embora ela esteja certa, ficar espumando de raiva não vai fazer bem pro coração dele...

Enquanto o Snover segura o lençol que estava na cabeça da Mandy, Penélope me fala para declarar Mandy e Morfeu como Pokémon e Pokémon. Não entendi a moral, porém ergui minha asa sobre eles e repeti. Fazer o que né?

Os outros Pokémons, que só estavam assistindo, começaram a bater palmas muito felizes depois disso e o mais estranho for ver Julie correr para Mandy, a chamando de papai... Realmente eu devia ter me jogado na minha bola quando tive chance...

Obviamente Lax só perguntava do que ia ter para comer na festa do casamento, Morfeu só dizia que não estavam casados e Mandy só o mandava se acalmar (chamando ele de querido, o que é muito estranho). Penélope ria feliz, ainda arrumando algumas coisas e já batendo inúmeras fotografias, dizendo que eram para o álbum de casamento. Eu só começo a deslizar de fininho, esperando alcançar minha bola antes que alguém perceba...
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Érica Qua 10 Jun 2015, 19:52

Susana ainda possuia algumas penas em seu cabelo e roupas, mas isso parecia passar despercebido para a maioria daqueles que estavam presentes. Kuzuki dizia um simples "oi" como resposta para a ruiva, mostrando que continuava sendo de poucas palavras. Bubble se preocupava como Morfeu iria reagir quando soubesse que Alice tinha um noivo, mas repentinamente, um casamento entre Pokémon começava.

Bubble, segurando ainda a revista, tentava alcançar sua bola vermelha, enquanto Nereu fazia corações de gelo ao redor de Mandy e Morfeu. Mandy acariciava a cabeça de Julie, que continuava a chamando de papai e Morfeu de mamãe. Akane e Umbreon, com dificuldade de caminhar por causa dos vestidos que Penélope colocou nelas, se divertiam com a brincadeira, enquanto Shinji mirava a Leafeon e quase babava. Lax pedia algumas coisas do cardapio, não demorando para chegar um bolo grande e decorado e diversos docinhos. Os "anéis" eram colocados nas mãos de Mandy e Morfeu e mais fotos eram batidas. Melissa, esmagada pelo travesseiro, xingava alto, passando a xingar mais alto depois que Chantal a encontrou e começou a acariciá-la. Charmeleon e Roy parabenizavam o novo casal, Snover usava Powder Snow para criar alguma neve ao redor dos recém-casados e deixar as fotos mais lindas.

Susana e Samantha não fugiram da brincadeira. Enquanto as duas Stylist ficavam em pé nas cama/"palco", cantando uma valsa para que todos dançassem, Mandy jogava o buque que, após um um leve Water Gun do Vaporeon, mudava de rumo e caía no colo de Alice. Morfeu espumava pela boca, Mandy o chamava de querido, Bubble sobre a bola vermelha, Munchlax comia todo o bolo do casamento sozinho, Susana e Samantha ainda cantarolavam para o casal dançar (embora Morfeu não colaborasse nem um pouco com a situação rosnando), Nereu continuava formando corações de gelo. Diversas coisas ocorriam ao mesmo tempo, a brincadeira dominando o quarto (menos Kuzuki, que permanecia sentado ao lado de Alice e não demonstrava reações, mas na opinião de Morfeu, perto demais de sua senhora).

As horas avançavam, até que Penélope caía no sono e todos bocejavam. Munchlax roncava sobre a bandeija que, antes, havia um bolo. Snover pegou no sono, dormindo sentado. Purugly já ocupava uma das camas para si. Bubble parecia o único a não demonstrar sinais de cansaço, distraido ainda com sua bola vermelha.

A giratinista deixava as flores de lado, pegando a criança no colo e a levando para o quarto, deixando-a em uma das camas. A maioria dos Pokémon eram retornados e Kuzuki ia para o quarto que ocupava no momento. Cansada, dormindo em pé praticamente, Susana e Samantha optavam por se acomodarem e dormirem no momento.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Susana_fire Qui 11 Jun 2015, 01:48

off: ensinar Double Team e Shadow ball para Umbreon / Ice Beam, Energy Ball e Water Pulse para Snover das TMs da Alice Twisted Evil e meu protect para o Snover
off²: sorry qualquer erro, muito sono aqui Sleep



Explicando de forma bem rápida e resumida que tínhamos dado um passeio de Noctowl e conversado um pouco, preferindo não falar dos detalhes e só comentando brevemente sobre a batalha, preferindo me focar em explicar quem era Kuzuki e um pouco dessa história de noivado, só fiquei observando o que acontecia no quarto e quase cai da cama de susto quando Penélope simplesmente gritou de animação. A partir daquele momento, as coisas só foram ficando cada vez mais confusas, com tudo sendo arrumado e pokemon sendo enfeitados para algum tipo de festa.

Logo até os meus pokemon e a Charmeleon entraram na bagunça, recebendo roupas e até algumas TMs, que vinham por acidente enquanto Penélope tentava fazer o possível para arrumar tudo sozinha. Ainda me sentindo um pouco confusa, ao menos ajudei a a fazer as roupas não ficarem tão estranhas em alguns pokemon, enquanto não conseguia de deixar de admirar a beleza daquela mega gardevoir. Demorei para perceber que era um tipo de casamento, mas considerando tudo o que já tinha visto, decidi apenas curtir a brincadeira em vez de me esforçar para ficar entendendo mais.

Foi uma verdadeira bagunça com todos comemorado, um rosnando, bagunça para todos os lado e quando eu percebi, um bolo enorme sendo devorado por Munchlax, que fazia questão de simplesmente não dividir o bolo com ninguém. Rindo um pouco do Snover se divertindo com o vestido que tinha sido colocado nele, parecendo não se importar nem um pouco em usar roupas femininas, logo eu e Samantha tivemos que participar mais, cantarolando um pouco para os "noivos" dançarem.

No começo a gente teve que combinar direitinho, rindo um pouco sempre que pensávamos um pouco na bagunça e confusão que tínhamos no metido, mas logo demos nosso melhor, mesmo que isso não animasse muito o Drowzee a dançar ou ao menos parar de rosnar tanto, me fazendo arrepiar sempre que acabava olhando ou ouvindo ele resmungar tanto. No meio de toda aquela bagunça, só vi Ivysaur quando as fotos começaram e ele veio ao meu lado para sairmos todos juntos na foto, enquanto Snover continuava a se divertir jogando neve para todos os lados e Umbreon se divertia apenas por estar naquela bagunça, usando seus anéis para fazer quase um show de luzes para a dança e depois para as fotos. os únicos que realmente não estavam naquela bagunça eram Alice e Kuzuki, embora ver ele no canto só observando não me surpreendia tanto assim.

Depois de várias horas, em que eu realmente me impressionei por ninguém ter vindo em nenhum momento reclamar do barulho e consequentemente da bagunça, o sono finalmente começou a vencer, fazendo Penélope, Purugly (que eu nem tinha visto quando saiu da pokeball e se esparramou na cama) e Snover dormirem aonde estavam. Também estava cansada, então fui dando boa noite para todos e assim que ficou tudo tranquilo, retornei Purugly para a pokeball e cai na cama, querendo descansar e deixar para organizar os pensamentos no dia seguinte.

De manhã acordei com Snover e Ivysaur dormindo lado a lado, enquanto Samantha ocupava outra cama, mas o silêncio ali me incomodava. Retornando todos para a pokeball e sentindo um pouco de dor de cabeça só de lembrar de toda a bagunça e confusão do dia anterior, sai do quarto e fui para onde vi Kazuki tinha entrado. O quarto estava vazio e razoavelmente arrumado, o que se repetiu quando olhei para onde Alice tinha ido e para uns três outros quartos vazios antes de simplesmente voltar para o meu quarto.

Não estando com vontade de acordar Samantha, peguei o ovo pokemon em minha mochila e fiquei abraçando, enquanto encarava toda a bagunça que tinha ficado naquele quarto. Ver Ivysaur, o ovo e a bagunça já era o bastante para me fazer ver que não tinha sido um sonho, mas isso só aumentava um pouco a tristeza e a sensação de vazio que estava sentindo naquele momento. Ela tinha ido embora sem falar nada, de novo......

Não sei quanto tempo fiquei ali, só revendo o que eu lembrava que tinha acontecido no dia anterior e pensando muito, principalmente em todas as escolhas de Alice, que parecia não ter um pingo de medo ou arrependimento de nada que fazia, bem diferente da covarde que até a pouco tempo estava se sentindo a maior por só ter conseguido sair inteira do teste da Angélica. Só sei que logo Samantha acordou e depois de ouvir que Alice já tinha ido embora, me puxou até o banheiro para nos arrumarmos logo e ir para a piscina, onde poderíamos tomar café da manhã sem ver aquela bagunça e quem sabe, planejar logo o que faríamos em Chermont agora....

Susana_fire
Susana_fire


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Alice Sex 12 Jun 2015, 14:18

Morfeu's POV

Após a festa de casamento, finalmente podia me livrar daquela porcaria de gravata que Penélope amarrara em meu pescoço com um laço. Mandy ainda estava em sua transformação, dançando com seu vestido e arrastando o lençol/véu.

Eu só relaxei mesmo depois que vi o homem indo para outro quarto. Preciso confessar: quero matá-lo. Que história é essa de noivado? Como isso acontece em tão poucos minutos? O que o incompetente do Bubble estava fazendo?

Me viro para fazer todas essas perguntas a ele, porém percebo ele já dormindo sobre sua bola vermelha.

Sozinho, ao longo da noite... Penélope está dormindo com a Alice, segurando sua roupa. Ísis está... Bem... Atirada na cama de uma forma nada elegante. Não sei como, mas ela já virou totalmente e está com os pés no travesseiro enquanto baba nos pés da cama. A terceira cama é ocupada por alguns monstrinhos. A mim cabe a missão de vigiar o sono de todos, afinal, eu nunca durmo.

Na manhã seguinte, cedo demais, todos despertam e rumam para o café da manhã após deixarem as bolsas arrumadas. É hora de deixar a cidade. Porém aquele homem ainda está por aqui e eu faço o possível para me colocar entre os dois.

Logo depois do café, nosso trabalho é pegar o trem para Erobring. Penélope não para de falar do festival que está acontecendo por lá e até Ísis está animada. Já não era sem tempo. Chermont não tem nada mais para nos oferecer...
Alice
Alice


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Érica Sex 12 Jun 2015, 15:48

Off: rotas separadas \o




Após todos os acontecimentos, Morfeu só se acalmou quando o suposto noivo de Alice se retirou. Estava insatisfeito, sem entender como um noivado ocorreu em tão poucos minutos, mas Bubble já estava dormindo em sua bola vermelha, então as perguntas teriam que esperar mais algum tempo.

Todos dormiam, enquanto o psíquico assistia e esperava as horas passarem. Quando amanheceu, tudo era organizado e o café transcorria calmamente, por mais que a presença do suposto noivo de Alice incomodasse em muito Morfeu.

Todos partiam para a estação, pegando o trem e partindo para a cidade de Erobring, participar do festival que Penélope tanto falava.



Rota trancada. Pode criar um novo tópico nas ruas de Erobring.
Érica
Érica


Ir para o topo Ir para baixo

Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças? - Página 4 Empty Re: Chermont City: o início do despertar ou fim das esperanças?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Ir para o topo Ir para baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir para o topo


 
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos